Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

vanessa t

10 horas de conexão. Posso sair do aeroporto?

Posts Recomendados

Irei para Londres na semana que vem, mas minha conexão é em Zurique, na Suíça. Meu voo chega pela manhã e só à noite vou pra Londres. Eu gostaria de conhecer um pouquinho a cidade de Zurique, já que é minha 1° viagem internacional. Algumas pessoas não me aconselharam a sair do aeroporto pra não correr o risco de perder o voo, porém, a conexão é longa. De qualquer forma, queria a opinião de vocês: 

- Devo sair do aeroporto e dar uma volta no centro, voltando logo apos o almoço? Como seria isso na prática?

-E preciso pagar uma taxa pra sair do aeroporto?

- Irei passar na imigração na Suíça e em Londres?

- Na Suíça meu voo pra Londres é considerado um voo doméstico?

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Respondendo:

a) sim! voce pega o trem no aeroporto mesmo e ele te deixa no centro, que fica a apenas 10 quilometros; você consegue dar umas voltas pelo centro (que é bem pequeno).. então te aconselho a sair! Dá uma olhada aqui para ver horários;valores etc - https://www.zuerich.com/en/visit/zurich-airport-to-zurich-city-center

b) não precisa pagar nenhuma taxa

c) imigração em ambos porque a Inglaterra não faz parte da Zona Schengen 

d) Não; o voo é internacional por ser entre países distintos.

Boa viagem e conte depois como foi!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@vanessa t Eu sairia mas com o máximo cuidado com o horário.Lembre se que na Suíça se fala francês e alemão e as coisas são muito caras,mesmo para pradões europeus. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

10h é tempo sufiicente para dar uma boa volta no centro de Zurich, que não é lá tão interessante, mas bem melhor que ficar de molho no aeroporto.

Em Zürich se fala alemão, porém é bem comum ter pessoas que falam inglês. Só prepare seu bolso, eu passo lá quase toda semana (vindo da Itália) e as vezes esqueço como é caro, e sempre me espanto por pagar 4 francos em um cappuccino.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Oi Vanessa!!

Tive um tempo de conexão quase igual ao seu e consegui fazer um tour bem legal por Zurich. Logo no centro você vai encontrar uns lugares legais para visitar, mas a atração mais legal e que certamente você vai adorar é o tour de barco pelo lago Zurich que tem extensão de  87,6 quilômetros. Tem também o passeio pelo Rio Limmat — que passa por vários pontos turísticos importantes. 

O legal é que você pode escolher o tempo de viagem que quer fazer. Com o passeio de pouco mais de uma hora, é possível curtir o maravilhoso cenário do lago e dos Alpes em um barco bastante confortável, com parte interna e externa, café/restaurante e muito mais.

Abração e boa viagem!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


  • Conteúdo Similar

    • Por LucilePaixao
      Olá pessoal, boa tarde!

      Estou com viagem programada para Outubro e minha mãe irá comigo, nossa imigração será feita em Zurique, a minha dúvida é se a minha mãe pode passar junto comigo na hora da imigração pois ela não fala nada de inglês/espanhol e é idosa. Alguém já passou por isso e sabe dizer como foi? Estou meio apreensiva de me separar dela mesmo que por pouco tempo ela é bem perdidinha! Obrigada desde já
    • Por lourencobj
      INFORMAÇÕES BÁSICAS:
      Olá pessoal. Estou feliz em estar de volta com um relato, que tem o intuito de contribuir para essa comunidade fantástica.
       
      Neste relato disponibilizarei todas as informações de forma detalhada sobre cada detalhe da viagem de lua de mel minha e da minha Mônica. Tentarei narrar da melhor forma possível cada momento dessa nossa viagem inesquecível.
       
      NOSSA HISTÓRIA:
      Segue um breve resumo:
       
      A Mônica e eu nos conhecemos por volta de maio/junho de 2017. Ela era recém admitida na empresa em que trabalho, e eu tive que, por acaso, procurá-la para resolver uma pendência de compra de uns equipamentos que estava precisando. Não sabia quem ela era... Só sei que quando a vi pela primeira vez eu fiquei num estado de estupor; fiquei absolutamente encantado com ela e imediatamente, trocando as primeiras palavras com ela, já pensei "é ela!". hehehe
       
      Mas foi somente no final daquele ano que finalmente tomei coragem de abordá-la e a chamei para jantar. Menos de uma semana depois a pedi em namoro! kkkk
       
      Hoje eu sei o quanto isso tudo a deixou assustada. Mas graças a Deus ela aceitou e resolveu nos dar uma chance. Ela ainda ficou receosa por uns bons meses... se questionando se deveria ou não se relacionar novamente com alguém (devido a experiências anteriores). Porém, ela finalmente "relaxou" por volta de junho de 2018, e realmente se permitiu. Tivemos excelentes momentos juntos ao longo daquele ano, até que fomos para Tiradentes em Outubro, ocasião em que a pedi em casamento (no dia 12/10/18):
       

       
       
       
      CASAR OU VIAJAR? Eis a questão...
       
      No início de 2019 começamos a cogitar a possibilidade de nos casarmos oficialmente, com direito a tudo. Então começamos a elaborar uma lista de convidados: deu mais de 200!!! 😮
       
      E antes de realmente começarmos a fazer orçamentos de buffet, etc, colocamos na balança e vimos que gastaríamos uma grana absurda com alguel do espaço para cerimônia e festa, buffet, ornamentação, banda, etc... Milhares de reais que seriam esgotados em poucas horas, numa ocasião em que nós mesmos não iríamos usufruir da festa em si. Ou seja, já não estávamos muito animados com isso tudo.
       
      Até que a Mônica, ao conversar a respeito de tudo com sua "migles" Karine, ouviu o seguinte comentário: "não mexa com casamento, amiga. Vocês são muito modernos para isso." 😁
      Foi a deixa para resolvermos realizar o nosso sonho do nosso jeito, fazendo tudo com a nossa cara: vamos nos casar apenas no civil e viajar pela Europa?! Bora!!!
       
      Ainda a "migles" Karine me deu uma ideia fantástica: bolar um casamento com a Mônica lá na viagem. Só nós dois. Nem que fosse uma simples troca de aliança, fazendo uma surpresa. Nessa altura ainda nem tinha ideia do roteiro, para onde ir, quanto tempo etc (tanto que criei um post aqui perguntando a respeito). Mas descobri algo fantástico sobre "casamento a dois": existem empresas e prestadores de serviços especializados nisso!!! 
       
      Até que num blog sobre viagens, pesquisando sobre elopement wedding ... descobri o http://lajolietta.com/pt/ (uma empresa cuja equipe é de brasileiros que moram em Paris e realizam todo e qualquer tipo de evento relacionado a casamento em Paris e redondezas).
      Entrei em contato por e-mail, me responderam rapidamente, me deram atenção e aí iniciou a conversa com a Josi (que é quem organiza tudo daqui do Brasil). Fechei um pacote com produção da noiva (maquiagem e cabelo), cerimônia, violino, fotos e vídeo. 
       
      Pronto! Um destino já estava definido: Paris. Pouco tempo depois já decidi por Amsterdam e Londres (minha cidade favorita!).
       
      Detalhe: a Mônica sabia apenas que iríamos para a Europa, e que faríamos o elopement. Ela não sabia de nenhum dos destinos que eu estava programando, não sabia de nenhum passeio. Ela só iria descobrir os destinos justamente quando chegasse lá.
      E uma das coisas que mais curtimos um no outro é que adoramos surpresas, e nos respeitamos para que as surpresas não sejam estragadas. Ou seja, eu podia planejar tudo em paz, tranquilo, sabendo que ela jamais iria bisbilhotar para descobrir algum destino.
      Assim, pude planejar cada detalhe da viagem. Cada mini-surpresa que iria surgir... 😃
       
      Nos casamos no dia 05/07/19...
       

      Família completa. Obs.: essa é a nossa Isa (presente que veio junto com a minha Mônica)
       
      E no dia 12/07 iniciamos a nossa tão sonhada lua-de-mel, cujos detalhes virão nos posts abaixo.
       
      Observação: a nossa Isa foi para Curitiba com sua madrinha, e teve a viagem de seus sonhos na casa de seus tios. Literalmente, ela nem fazia questão de conversar com a gente, pois estava sempre se divertindo muuuuito! hehehhe
       
       
       
    • Por DiegoAraujo1998
      Olá amigos viajantes, gostaria de tirar algumas duvidas e ficaria agradecido com qualquer ajuda.
      Estou em Orlando agora e pretendo ficar aqui ate dar os meus 6 meses de permanência depois desse período gostaria de ir ao Canadá, gostaria de saber se preciso retornar ao Brasil por ja ter passado 6 meses nos EUA ou posso ir direto ao Canadá e passar mais alguns meses lá, se sim o que preciso fazer além de comprar a passagem ? e outra duvida, quais documentos são necessários para ir do Canadá  á Londres, mto obg


×
×
  • Criar Novo...