Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Estou cogitando fazer uma road trip pelo Brasil (de carro, talvez 4x4), por enquanto estou bem no inicio, ideia surgiu a poucos dias e comecei montar algumas coisas, qualquer ajuda, dica etc e bem vinda (ficar mais/menos dias, preço de hostel, hotel, camping, principais passeios e preços, praias, o que não/fazer em determinada cidade, etc..) (se alguém que fez algo parecido puder me mandar valores, roteiros, passeios dicas etc aceito tb)

Roteiro que pensei 21 dias 

    1º Dia 7h00
    São Paulo(SP) -> Búzios(RJ)  (já conheço o RJ de cabo frio para baixo)
    11h de viagem - 700km

    2º Dia 
    Passeio por Búzios

    3º Dia (compensa ficar 2 dias por la ou um so e suficiente para conhecer o que dizer ser um dos lugares mais lindos do brasil?)
    Passeio por Búzios

    4º Dia 6h00
    Búzios(RJ) -> Vitória(ES)
    8h de viagem - 500km
    Passeio a tarde/noite por Vitoria

    5º Dia (um dia para conhecer o principal da cidade e suficiente?)
    Passeio por Vitória

    6º Dia 7h00
    Vitória(ES) -> Porto Seguro(BA)
    10h de viagem - 650km
    Passeio a noite por Porto Seguro/Trancoso(BA)

    7º Dia
    Passeio por Porto Seguro/Trancoso(BA)

    8º Dia   
    Passeio por Porto Seguro/Trancoso(BA)

    9º Dia 7:00
    Porto Seguro(BA) -> Salvador(BA)
    10h de viagem - 600km

    10º Dia
    Passeio por Salvador e arredores

    11º Dia
    Passeio por Salvador e arredores

    12º Dia (compensa ficar 3 dias por la ?)
    Passeio por Salvador e arredores

    13º Dia 7:00
    Salvador(BA) -> Chapada Diamantina(BA)
    6h de viagem - 450km
    Passeio durante a tarde Chapada Diamantina

    14º Dia
    Passeio Chapada Diamantina

    15º Dia (sei q a chapada e gigante e 10 dias nao sao suficientes para conhecer tudo, mas sera q em 2 dias dou conta de laguns lugares principais ou seria melhor pensar em mais dias ?)
    Passeio Chapada Diamantina

    16º Dia 6:00
    Chapada Diamantina(BA) -> Montes Claros(MG)
    13h de viagem -> 900km

    17º Dia
    Passeio Montes Claros

    18º Dia 7:00
    Montes Claros(MG) -> Ouro Preto(MG)
    7h de viagem - 550km

    19º Dia
    Passeio por Ouro Preto

    20º Dia 7:00
    Ouro Preto(MG) -> Belo Horizonte(MG)
    2h de viagem - 100km
    Passeio por Belo Horizonte

    21º Dia 7:00
    Belo Horizonte(MG) -> São Paulo (SP)
    8h de viagem - 600km 

 

Qualquer ajuda e bem vinda galera, vou dar uma procurada pelos tópicos aqui também, se soubrem de algum me mandem o link pf

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

 Sou dessa região e posso te dizer que Búzios só é praia,se te interessa fique 2 dias,senão há muito transporte para conhecer o entorno.

Buzios não tem rodoviária, se planeja isso de ônibus,terá que pegar um ônibus comum a Cabo Frio e de lá a Campos,não tem direto ao ES.

ES não tem nada diferente de bandidos e crentes.

Porto Seguro a Trancoso mesmo problema, ônibus acabam as 18h,Trancoso é muito caro e também só tem praia.

Não conheço Montes Claros,porém não está um pouco fora do caminho? 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Já estive na região de Porto Seguro três vezes. Nas duas primeiras, fiquei hospedada em Porto mesmo: os preços no centro de Porto são mais acessíveis em todos os sentidos. Vale muito a pena conhecer Arraial d'Ajuda atravessando de balsa (é barato por pessoa) mas não posso dizer o mesmo de Trancoso. O acesso é bem mais difícil, preços elevadíssimos e a beleza das praias você encontra em Arraial. Aliás, não deixe de conhecer Pitinga! 

Eu curti sua ideia de conhecer o Brasil assim mas eu tiraria alguns destinos como Vitória e investiria mais em Minas , por exemplo!

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

@D FABIANO pretendo fazer tudo de carro, talvez até 4x4. Obrigado pelas dicas. Estou pensando em voltar por minas pq preciso ir pro centro de SP, como já estarei “no meio” qnd for para chapada, pensei em descer “pelo meio” e passar em algumas cidades de MG

@Izabella Nunes vc lembra me dizer alguns valores de hospedagem ? Obrigado pelas dicas, ainda não olhei muito então pode ser uma boa fazer essa troca de Trancoso por Arraial. Minas eu conheço algumas coisas já principalmente o sul, mas tb aceito dicas hahahah 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Eu retiraria Montes Claros - MG da rota, é uma cidade bem limitada de passeios, tem opções melhores como Diamantina/Milho Verde ou Grão Mogol nessa região, varias cachoeiras e paisagens históricas e com muitas boas opções para as noites, acho que essas tem mais a te oferecer, eu colocaria Diamantina/Milho Verde no itinerário.

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por Gleiseane Martins
      É essa pandemia trouxe com elas muitas dores e uma delas e a falta que sentimos das festas Juninas, já tem dois anos que não temos e hoje trouxe um vídeo de uma quadrilha para matar a saudade dessas festas. Esse vídeo foi de um dos meus passeios na Feira de tradições nordestinas no Rio de Janeiro.
       
       
    • Por naja.trip
      Olá!
      Somos Diana, Polly e Naira. Depois de muitos planos, viagens adiadas e canceladas, em junho realizaremos um viagem curta on the road pelo sul do Brasil. Um sonho compartilhado.
      Vcs nos acompanham?
      Nos sigam no IG: @naja.trip
      "Nosso destino nunca é um lugar, mas uma nova maneira de olhar para as coisas."  (Henry Miller)

    • Por nani.etc
      Na semana anterior à Páscoa, fui com meu namorado conhecer Capitólio e São Thomé das Letras de carro. 
      Neste post vou contar APENAS SOBRE CAPITÓLIO. O link para São Thomé está no fim dele.
      Saímos do Rio de Janeiro na quinta-feira de madrugada e levamos mais ou menos 8h e meia de carro (+ paradas para abastecer e fazer xixi). Vou detalhar tudo para vocês.
      Saída do Rio: +- 5h da manhã
      Chegada em Capitólio: +- 14:30h
       
      Capitólio
      Em Capitólio ficamos hospedados do dia 11 a 14 de abril no Balneário do Lago Hotel, e particularmente o resort é para quem curte conforto, bem-estar e boa localização. É uma experiência de hospedagem completa e ótima opção para famílias e casais. Ele é situado em frente ao Lago de Furnas e oferece piscinas ao ar livre e cobertas (aquecidas), sauna, academia, quadras de tênis e de futebol, espaço kids, além de um Parque Aquático (Lake Parque) que é uma atração a parte!

       
      Ficamos numa Suíte Master, que era equipada com frigobar, televisão LCD (sem TV a cabo), ar condicionado, banheiro espaçoso e uma banheira de ofurô. O café da manhã oferece opções como queijos da localidade, frutas, pães, bolos, além de gostosuras como pamonha e churros. Um outro diferencial do hotel é que eles oferecem o serviço de meia pensão, com o café da manhã e jantar. Sendo ideal para quem não quer sair das instalações à noite. Aproveitamos TODOS os dias para nos deliciar com comidas tipicamente mineiras (feijão tropeiro, frango caipira, tilápia, etc). Para quem não curte o sistema, também pode desfrutar de petiscos ou refeições à la carte à noite. O bar à beira da piscina também é ideal para relaxar com petiscos, cerveja e drinks.

       
      O Parque Aquático foi o grande diferencial e conquistou meu coração! Depois de dias inteiros de trilhas e aventura, eu e o Felipe curtíamos todos os brinquedos e toboágua, além de comer churrasquinhos com cerveja para forrar a barriga e esperar o jantar. Funciona de 11h às 18h.

       
      PRIMEIRO DIA (11/04 - quinta-feira): 
      Ir a Capitólio e não tirar uma foto no famoso Mirante dos Canyons é praticamente um pecado! Chegamos pela tarde e fomos direto para lá. O local agora é pago (R$20 por pessoa), tendo um controle de visitação e mais segurança. Como chegamos numa quinta de tarde, o local estava completamente vazio, mas aos fins de semana costuma ter fila (sim, fila) para fazer fotos e até para entrar. A trilha para chegar ao mirante é pequena e fácil, cerca de 100 metros. O visual é incrível e compensa esperar (não foi meu caso). Demoramos mais ou menos 30 minutos no local. Eles te dão uma pulseira e você pode entrar e sair durante o horário de funcionamento. Ah! A pulseira te dá acesso à dois locais (mirantes) e mais uma cachoeira (os três locais são por entradas diferentes).

       
      Saímos de lá e do outro lado da rua (literalmente) fomos visitar a Cachoeira Diquadinha (R$10 por pessoa). Pelo dia da semana e horário também estava super vazia. Há três trilhas para aproveitar essa cachoeira, dispensamos a primeira por ser o final e fomos direto para a queda, onde é mais fundo e deu pra nada e mergulhar. A primeira foto é na segunda queda, onde dá a sensação de borda infinita. Depois fomos para o hotel aproveitar o Parque Aquático! No bar do parque, comemos 4 churrasquinhos com molho e farofa e bebemos 4 cervejas de 600ml (R$54 tudo).

       
      SEGUNDO DIA (12/04 - sexta-feira): 
      No segundo dia fechamos o famoso passeio de lancha pelos Canyons de Furnas (R$90 reais por pessoa em média, fechamos por R$80 no dinheiro). O ponto de encontro para o passeio de lancha em Capitólio se dá antes da ponte sobre o Rio Turvo. Também há opção de embarcar para o passeio de lancha no Balneário do Lago (empresa terceirizada), passeio mais longo, mas que visita os mesmos lugares (fechamos fora porque não sabíamos os valores, mas compensaria por não sairmos de carro do hotel).
      A primeira parada da lancha é na Cachoeira Lagoa Azul. A lancha deixa os passageiros em um bar flutuante que fica junto desse enorme e delicioso lago. A parte de cima da Lagoa Azul está dentro de uma propriedade particular, o que justifica a cobrança de uma taxa no valor de R$10 por pessoa para conhecer o local (não fomos lá). O espetáculo do passeio são as cachoeiras dos Canyons! Paramos mais ou menos uma meia hora para aproveitar as águas límpidas e o bar flutuante. Nessa parte dos Canyons param muitas lanchas particulares, o que pode acabar lotando e prejudicando um pouco a paisagem. Por outro lado, as embarcações maiores não conseguem chegar até aqui. Por ser uma sexta-feira, não peguei tumulto e deu pra fazer fotos lindas, vejam! Depois visitamos a Cachoeira Cascatinha, mas apenas para apreciação. O Vale dos Tucanos não tem cachoeira, mas sua beleza se encontra nas paredes com diversas plataformas de pedras. Paramos também num outro bar flutuante para provar o famoso Chopp Scarpas! Depois fomos para o hotel aproveitar o Parque Aquático e comemos a mesma coisa do dia anterior.

       
      TERCEIRO DIA (13/04 - sábado)
      TRILHA DO SOL
      No sábado o dia rendeu! Fizemos dois passeios em um só dia. Saímos bem cedinho, às 8:30h e fomos conhecer a Trilha do Sol. Primeiros a entrar, o local conta com um quiosque com restaurante onde está a recepção e a Pousada Trilha do Sol. O local é uma propriedade particular da pousada e o valor para percorrer a trilha é de R$40 por pessoa. Para percorrer a trilha não há necessidade do acompanhamento de um guia, mas é bom prestar atenção na explicação do monitor no receptivo, olhar bem as placas de indicação, já que a trilha não é um caminho contínuo e possui ramificações. A partir da recepção são 4 km de trilhas para visitar as 3 cachoeiras e os belos cenários entre paredes de pedra e poços de águas transparentes. Três horas são suficientes para percorrer a trilha e curtir cada cachoeira. O roteiro indicado pelo guia é visitar a Cachoeira no Limite primeiro, depois a do Grito e por último o Poço Dourado, mas preferimos fazer o contrário (risos), e pegamos tudo sempre vazio!
      Para ir à Cachoeira do Grito, seguimos à direita da bifurcação (há placa indicativa), seguimos por uma parte mais elevada e descemos por uma longa escadaria de pedras que leva até o topo da cachoeira. Já na parte de baixo há um belo poço de águas cristalinas com um paredão do lado onde tomamos aquele banho gostoso de água gelada. Da Cachoeira do Grito ao Poço Dourado são mais 500 metros sendo necessário subir o morro e descer novamente por outro caminho. Para chegar ao Poço Dourado o caminho é por dentro de um riacho cercado por paredes nos dois lados, e quando o sol bate, as pedras no fundo deixam a água dourada (por isso o nome). Os turistas que visitam o lugar costumam fazer pequenas pilhas de pedras nas laterais do riacho e cada uma significa um pedido. É mágico! Depois fomos ao Mirante No Limite, o local rende belas fotos. Todos os locais estavam completamente vazios, demos muita sorte, pois quando saímos da primeira cachoeira (que seria a segunda parada indicada), chegou uma excursão com umas 50 pessoas. Ainda bem que não seguimos o indicado!
       

       
      PARAÍSO PERDIDO
      Depois saímos de lá direto para o Paraíso Perdido, um dos complexos de cachoeiras e trilhas mais conhecidos de Capitólio. Possui 18 piscinas naturais e 8 quedas de águas límpidas e cristalinas. Além disso conta com restaurante, banheiros e área de camping. Tudo em meio a natureza. O Paraíso Perdido foi uma das trilhas que mais gostamos de Capitólio. A verdade era que eu não sabia o que esperar daquele lugar, achava que seria um pouco “mais do mesmo” mas estava completamente errada. Custa R$50 por pessoa.
      Diferentemente dos outros lugares que visitamos, a trilha é feita completamente por pedras e água. Durante o caminho você encontra pequenas pegadas em vermelho que te indicam o melhor trajeto a ser seguido. Dica do instrutor: O ideal é que você procure pisar nas pedras brancas, e não nas escuras, que estão úmidas e podem escorregar. Quanto mais avançávamos, mais e mais belezas íamos encontrando. Cenários perfeitos para contato pleno com a natureza e pra tirar aquela foto maravilhosa. Não esqueça de visitar o outro lado da trilha!
       

       
      Dicas para cachoeiras: Leve somente o básico em uma mochila de costas. Água, algum lanche, roupa de banho por baixo, protetor solar. Nós fizemos todas as trilhas de chinelo ou descalço e com roupas bem leves. 
      Cansados, porém não mortos, aproveitamos o último dia de Parque Aquático no hotel.
       
      QUARTO DIA (14/04 - domingo)
      No outro dia, pela manhã mesmo, partimos para São Thomé das Letras!
      Se quiser ler o post, clique aqui.
       
       
       
    • Por Tacio Corbacho
      Olá mochileiros, agora em Junho tiro minha tão esperada férias, estou em duvida sobre alguns locais para conhecer, tendo em vista a pandemia e sendo nesse momento a única opção, conhecer esse brasilzão.
      sou da Bahia, e tenho por enquanto 3 opções de locais:
      - Minas Gerais
      - Santa Catarina
      - Espírito Santo
      Quais locais dentre os 3 vocês me indicam e há algum outro que pode ser visto com bons olhos ?
      Desde já agradeço galera !!! 
    • Por Thays Soares
      Ola , boa tarde galera . Em agosto estarei de ferias e gostaria de fazer uma road trip de sp a minas gerais , porem to em duvida sobre as paradas . Terei disponivel cerca de 8 dias ao todo para realizar a viagem de ida e volta , queria sugestoes de paradas . gosto de trilhas, rios , cachoeiras , se possivel um roteiro que incluisse capitolio ! desde ja agradeço pela ajuda 
×
×
  • Criar Novo...