Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Posts Recomendados

Você já deve ter ouvido falar sobre os altos custos de saúde nos Estados Unidos. Uma das razões que tornam o seguro de viagem indispensável para quem está considerando viajar para terras norte americanas é que uma simples visita à emergência pode acabar saindo por mais de US$ 1.200.

Assim, a preocupação para quem está considerando se mudar para os Estados Unidos, ou para quem já é residente ou cidadão, é ainda maior. O sistema de saúde por lá é bem difícil de entender e confunde até mesmo os americanos.

Por isso, aqui vai uma breve exposição do que você precisa saber para garantir seu acesso à saúde nos Estados Unidos sem ir à falência (seja por meio do Obamacare ou por meio de alternativas ao Obamacare).

Observação: o foco deste artigo é explicar o sistema de saúde dos EUA para você que seja de outro país (seja Indiano, Brasileiro, Mexicano, Chinês ou de qualquer outro lugar!). No entanto, a informação aqui também pode ser usada para cidadãos Americanos que estejam procurando assistência de saúde nos Estados Unidos!

Continue lendo: 3 Melhores Sites para Pesquisar e Comprar Seguro de Saúde p/ Quem Vive nos Estados Unidos

11.png.b3e5ec8fae291a80c41f14fb8b4d1468.png

Compartilhar este post


Link para o post

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  
  • Conteúdo Similar

    • Por Luciana Torezan
      Quando decidi fazer essa viagem de motorhome juntamente com meu esposo, já conhecia Miami e Orlando mas queriamos uma viagem diferente. Primeiramente pensamos em viajar de carro para explorar as praias da região e ir até Key West. Mas a logística seria ruim visto que teríamos muito check-in e check-out em Hotéis ou seria preciso fazer bate e voltas. 
      Optamos pelo motorhome e foi a decisão mais acertada que fizemos. Foi uma viagem incrível, divertida, com flexibilidade de mudar a programação conforme nosso gosto, enfim, valeu muito a pena.
      Fizemos um post para nosso blog detalhando tudo: como alugamos, por onde passamos, como escolhemos lugares para dormir de graça, como foi ficar no camping da Disney (um sonhooooooo). Quem quiser conferir nosso relato mais detalhado é so clicar em https://casalabordo.com.br/motorhome-na-florida/.
      Se tiverem dúvidas, será um prazer imenso ajudar. Abraços viajantes.


    • Por lowpower
      Salve galera!
       
      Fiz a John Muir Trail em agosto desse ano e recomendo para todo mundo. Foram 389 km em 17 dias, com uma subida acumulada de mais de 16.400 metros.
      Fiz esse pequeno vídeo para mostrar um pouco de trilha e assim animar mais brasileiros a fazerem ela. Pelo que eu pesquisei, fui o segundo a fazer ela completa.
       
       

       
      Em breve irei postar um relato por escrito com todas as informações.
       
      Valeu!
    • Por Clarissinha
      Fiz uma viagem em abril de 2019 para a Flórida, mais precisamente: Miami, Flórida Keys e Orlando. Eu e meu namorado queríamos ir aos parques em Orlando e também fazer algo diferente que envolvesse pegar estrada.   Vimos algumas fotos da estrada de Florida Keys e decidimos que era pra lá que a gente ia. Vou fazer um resumo da viagem aqui, mas quem quiser detalhes da parte das Keys pode entrar no meu blog: https://seachandonaviagem.blogspot.com/2019/04/florida-keys-de-carro.html   3/4 – Chegamos no aeroporto de Miami por volta das 5 da manhã. A imigração foi super tranquila, usamos aquelas “máquinas de auto atendimento” pela primeira vez. Pode parecer meio intimidador, mas tem como escolher português e o resto é bem auto explicativo. Você escaneia o visto, fala se vai a passeio/negócios/estudo, escaneia as digitais e tira uma foto. Depois é impresso um papel que entregamos ao agente de imigração mais a frente. Pegamos o carro no aeroporto (já havíamos reservado pelo site) e fomos para o hotel. Resolvemos deixar o carro no estacionamento e ir passear por Miami até a hora do check-in. Nosso hotel era em downtown, então andamos um pouco por ali mesmo: metromover (trenzinho gratuito que fica rodando por downtown),  parques, bayside market. Conseguimos um check in mais cedo, descansamos um pouco e a noite fomos a pé para a American Airlines Arena ver um jogo de basquete da NBA: Miami Heat x Boston Celtics. Foi muito divertido! Eles fazem de uma partida esportiva um espetáculo.   4/4 – Saímos de Miami cedo (8h) debaixo de muita chuva. 😓 Depois de mais ou menos umas duas horas e meia de estrada, fizemos nossa primeira para em Little Duck Key. Tem um pequeno estacionamento logo após a ponte de 7 milhas onde dá para parar, andar numa ponte e tirar fotos. Mais uns 5 minutos de carro e chegamos ao Parque Estadual Bahia Honda (11h). Paga-se para entrar ($8 por carro com duas pessoas) e você tem acesso a uma praia, estacionamento, banheiro, lanchonete. Foi a melhor praia pública que achei por ali. Andamos um pouco pelo parque (é bem pequeno), entramos na água, fizemos um lanche, mas logo fomos embora. Acho que dá para ficar meio dia ali, o dia inteiro já acho muito. Continuamos na estrada até chegar em Key West (14h), a última ilha de  Florida Keys. Deixamos o carro em um estacionamento e caminhamos a pé pelo centrinho turístico. Fomos no marco “mais ou sul dos Estados Unidos” e andamos pela Duval st. Infelizmente não deu para fazer nenhum passeio, pois não tivemos muito tempo. Almoçamos, comemos a famosa key lime pie e por volta das 17h pegamos a estrada de volta para Marathon Key, onde passamos a noite. Decidi por reservar um hotel em Marathon e não Key West porque uma diária na primeira estava metade do preço e, como iríamos para Orlando no outro dia, já economizava uma hora no dia com mais horas de estrada. Não sei se ficou claro, mas a ideia era pegar uma hora de estrada a mais hoje para pegar uma hora a menos amanhã e pagar bem menos na hospedagem. O que perdemos? Passar o fim da tarde e a noite em Key West, talvez fazer um passeio de barco para ver o pôr do sol, beber um drink em algum dos vários barzinhos. A cidade é pequena, mas bem turística com várias atrações legais.   5/4 – Dia de estrada. Saímos às 9h de Marathon Key e chegamos em Orlando às 15h. Fizemos o check in e fomos no mercado comprar água e lanches.   6/4 – Dia de compras: Best Buy, Michael’s, Ross, Outlet...   7/4 – Fomos ao Kennedy Space Center. É um museu muito bacana com várias atrações de missões espaciais, não é um parque de diversões. Fica no centro de construção e lançamento de foguetes de Cabo Canaveral, distante mais ou menos 1h de Orlando. O foco são as missões da Nasa, principalmente a da space shuttle Atlantis e missões Apollo. Tem uma parte dedicada às missões a Marte. Pegando um ônibus (passeio incluso no ingresso básico) dá pra ver de longe o prédio da Space X e Blue Origin. Eu adorei ter ido lá, mesmo não sendo muito ligada nas missões mais antigas da Nasa, pois amo astronomia. Se você for um entusiasta do espaço, dá para passar um dia quase todo por lá. Dica: leve algum lanche porque o restaurante de lá é sofrível. Outra dica, dependendo da rodovia que você pegue pode ser que tenha pedágios e algumas exits só aceitam moedas contadas (nada de guichê para troco) e outras apenas Sunpass. Sempre tem placa avisando, mas é bom sempre andar com algumas moedas no carro.   **Acho o assunto dos parques meio batido, então não vou falar muito... mas quem quiser perguntar, eu respondo na maior alegria (amo falar de viagens!)**   8/4 – Parques da Universal. Compramos o ingresso dos dois parques no mesmo dia para poder andar no trem do Harry Potter.   9/4 – Disney’s Hollywood Studios - Fique para o show da noite: Fantasmic!    10/4 – Disney’s Animal Kingdom - O brinquedo "novo" do avatar, Flight of Passage, é sensacional! Vale a fila! Dica: deixe para ir no meio da tarde. A gente chegou logo depois da abertura do parque e a fila estava do lado de fora!!!  Tinha uma funcionária organizando a fila com uma placa de 3h! Perguntamos que hora ficava mais vazio e ela disse "no meio ou no final da tarde". Voltamos as 14h e pegamos 50 minutos de fila (a placa na entrada falava 80 minutos).     11/4 – Como o nosso vôo era às 23h em Miami, deu para fazer umas últimas compras em Orlando e almoçar em Disney Springs antes de pegar a estrada de volta.    
       

       

       

       

       

       

       

    • Por Denise Barreto da Silva
      É possível visitar as Cataratas do Niágara pelos Estados Unidos ou pelo Canadá. Este post responde ao questionamento "Vale a pena visitar as Cataratas do Niágara pelo lado americano?". Leia e tenha a resposta!
      https://chicaslokas.com.br/2018/08/20/cataratas-do-niagara-do-lado-americano-vale-a-pena/

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Apesar de viagem ser sinônimo de diversão e boas lembranças, acidentes e doenças são imprevisíveis e podem acontecer em qualquer lugar do mundo. Por isso, o seguro viagem não é apenas um item de segurança visto como acessório, mas sim uma cobertura imprescindível para evitar que as férias virem um pesadelo financeiro.
      Assim, o gasto com o seguro é uma precaução para evitar gastos monstruosos em consultas médicas, cirurgias (principalmente se você estiver viajando nos Estados Unidos), extravio de bagagens, entre tantos outros imprevistos. E, apesar de raramente representarem uma grande parcela do orçamento, é claro que conseguir economizar na cobertura do seguro de viagem já ajuda bastante.
      Mas não seria melhor se você conseguisse um seguro de viagem gratuito?
      Sim, seguros de viagem grátis para Brasileiros existem!
      Continue lendo: 3 Seguros de Viagem Internacional de Graça para Brasileiros em 2019 (Seguro de viagem grátis Cartão de Crédito, Certificado de Direito à Assistência Médica (CDAM) – PB4 e IB2, etc..)



×
×
  • Criar Novo...