Ir para conteúdo

CHILE em 10 dias bem aproveitados (Santiago, arredores e Deserto de Atacama) - ABRIL/2019


Posts Recomendados

  • 2 meses depois...
  • Respostas 96
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

Olá mochileiros! Mais uma vez esse fórum me ajudou muito e minha viagem de 10 dias pelo Chile foi excelente, graças às ótimas dicas adquiridas por aqui. Nada mais justo que retribuir escrevendo m

DIA 19/04/2019 - CHEGADA A SANTIAGO E CONHECIMENTO DA ÁREA E chegou o grande dia da viagem. Saímos bem cedo do litoral de São Paulo rumo ao aeroporto de Guarulhos, pois nosso voo sairia as 10:15

25/04/2019 - LAGUNAS ANTIPLÂNICAS, MIRADOR PIEDRAS ROJAS, LAGUNA TUYAJTO, SOCAIRE, SALAR DE ATACAMA, TOCONAO Primeiro dia de passeios no Atacama e a euforia era enorme 😍 Acordamos às 05:30 da man

Posted Images

  • Membros
Em 30/04/2019 em 19:31, luizh91 disse:

DIA 19/04/2019 - CHEGADA A SANTIAGO E CONHECIMENTO DA ÁREA

E chegou o grande dia da viagem. Saímos bem cedo do litoral de São Paulo rumo ao aeroporto de Guarulhos, pois nosso voo sairia as 10:15 da manhã. Chegamos ao aeroporto bem antes do horário, imprimimos as passagens e fomos tomar um café da manhã. Logo depois já fomos para a sala de embarque e o voo saiu pontualmente as 10:15. Assim que entramos no avião, já alteramos o relógio, pois o Chile está no que é chamado de "horário de inverno", em que os relógios são atrasados uma hora em relação ao Brasil. A Gol oferece um almoço em seus voos internacionais, no nosso caso foi arroz, frango (que estava cru 🤢), um pão com manteiga e uma sobremesa. Ah, um detalhe: Antes de embarcar, temos que passar pelo famoso raio-x. Eu não tinha me atentado que o frasco de protetor solar tinha 125ml, e o limite permitido era 100ml. O resultado é que o pessoal do raio-x simplesmente pegou o meu protetor solar que estava lacrado (foi o item mais caro de higiene pessoal kkkkkkkkk) e jogou fora. Fiquei reclamando o dia todo kkkkkk. Enfim, o voo foi tranquilo, faltando uns 40 minutos para pousar avista-se a Cordilheira dos Andes e seus picos nevados (maravilhosa) e chegamos em Santiago por volta das 13:20 (hora local). Nessa viagem não despachamos nenhuma bagagem, fomos na sorte com as mochilas e mala de mão e deu tudo certo. Desembarcamos, passamos na imigração tranquila e fomos direto para o portão 4. Quando ainda estava no Brasil, pesquisei opções para ir do aeroporto de Santiago para o apartamento. Táxi estava fora de cogitação e pensei no transfer da Transvip, mas foi aí que uma colega do serviço passou o contato de um motorista em Santiago que faz o trajeto pelo mesmo preço dos transfers. Entrei em contato com ele e combinei de encontra-lo no portão 4 após o desembarque. Se chama GERMAN e RECOMENDO. Cara honesto, gente boa, cobrou 32.000 pesos ida e volta para duas pessoas (mesma coisa da Trasnvip) e nos buscou no horário combinado. Quem quiser o contato dele depois, avisa por mensagem.

Chegamos ao apartamento por volta das 14:40, o anfitrião nos recebeu muito bem e deu algumas dicas sobre restaurantes, acesso a alguns pontos e nos deixou bem a vontade. Depois de instalados, fomos fazer o primeiro conhecimento de área e ver o que tinha por perto, já que ainda estava claro. O apartamento ficava bem próximo a estação de metrô e era possível ir ao centro de Santiago a pé. Nossa primeira parada foi o Barrio Paris-Londres, local charmoso com arquitetura que realmente lembra a Europa, cheio de cafés, casarões e ruas de pedra. Bom local para fotos de álbuns. Registramos algumas imagens do local e fomos em direção ao Cerro Santa Lucía, local bem bonito e ideal para apreciar um bom pôr-do-sol em Santiago com uma vista ampla da cidade. Aliás, a capital possui vários locais bons para tal. Após o pôr do sol, passamos no mercado TOTTUS para comprar algumas coisas para deixar no apartamento. Aqui uma ressalva: comida foi o item que achamos mais caro no Chile. Muitos dias compramos coisas no mercado e cozinhamos no apartamento mesmo. Alguns dias que estávamos na rua procurávamos um restaurante que tivesse o "menú do dia", em que é oferecido a entrada + prato principal + sobremesa por um preço mais acessível. No Atacama só comemos em restaurantes mesmo, pois cozinhar lá era mais complicado (falo mais a frente). Depois do mercado voltamos ao apartamento, jantamos e descansamos para no dia seguinte começarmos a desbravar o Chile de vez.

20190419135149_IMG_0075.thumb.JPG.b0833162445d3310c9ac660bb477697a.JPG

20190419135759_IMG_0082.thumb.JPG.1213fbef5c89ae0343a51f3f74db8b9a.JPG

20190419180935_IMG_0096.thumb.JPG.53126d689065ffca064c23d590fd30ab.JPG

20190419181621_IMG_0108.thumb.JPG.ad0250f9ebbecab4359ff30a8c6e8190.JPG

20190419183050_IMG_0115.thumb.JPG.b289359f1cc52a804dfe0a1048e38a55.JPG

20190419185200_IMG_0141.thumb.JPG.c0379d7e856e21495fe1d0f7dc9a768c.JPG

Oi Luis, estou programando minha viagem para maio 2021. Você disse que em Atacama é mais difícil comprar as coisas e comer no hotel. Estava pesquisando airbnb por lá, pq achei bem carinho as hospedagens. Mas Tb me preocupei com essa questão: será que tem mercado la? Kkkk 

senão irei ver um hostel com quarto privado mesmo com café da manhã pelo menos. 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
13 minutos atrás, RhayanneM disse:

Oi Luis, estou programando minha viagem para maio 2021. Você disse que em Atacama é mais difícil comprar as coisas e comer no hotel. Estava pesquisando airbnb por lá, pq achei bem carinho as hospedagens. Mas Tb me preocupei com essa questão: será que tem mercado la? Kkkk 

senão irei ver um hostel com quarto privado mesmo com café da manhã pelo menos. 

Oi Rhayanne!

Então, o Atacama no geral é um local caro, em todos os aspectos. Mas respondendo a sua pergunta, existem mercadinhos para o básico, nada de "rede" como temos no Brasil no estilo Extra ou Pão de Açucar kkkkkkk Sinceramente, acho que um hostel com café da manhã é suficiente, pois a maioria dos passeios começam muito cedo (exceto um ou outro) e muitos duram o dia todo, com o café e o almoço já incluso no pacote. Então, só sobraria a janta, que vale a pena ir aos restaurantes da cidade que são ótimos e alguns com preços bem razóaveis.

O Hostel Mamatierra que fiquei possui quartos coletivos e privados, café da manhã incluso e quando saímos muito cedo para os passeios, eles preparam um lanchinho para levar (o que é ótimo). E também possuiam água a vontade, o que não é comum nas hospedagens da região. A maioria das pessoas compravam aquele galão de 2L nos mercadinhos. Não sei como eles (hostel) estão trabalhando agora em tempos de Covid, mas dá uma olhada no booking.

  • Obrigad@! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
5 minutos atrás, luizh91 disse:

Oi Rhayanne!

Então, o Atacama no geral é um local caro, em todos os aspectos. Mas respondendo a sua pergunta, existem mercadinhos para o básico, nada de "rede" como temos no Brasil no estilo Extra ou Pão de Açucar kkkkkkk Sinceramente, acho que um hostel com café da manhã é suficiente, pois a maioria dos passeios começam muito cedo (exceto um ou outro) e muitos duram o dia todo, com o café e o almoço já incluso no pacote. Então, só sobraria a janta, que vale a pena ir aos restaurantes da cidade que são ótimos e alguns com preços bem razóaveis.

O Hostel Mamatierra que fiquei possui quartos coletivos e privados, café da manhã incluso e quando saímos muito cedo para os passeios, eles preparam um lanchinho para levar (o que é ótimo). E também possuiam água a vontade, o que não é comum nas hospedagens da região. A maioria das pessoas compravam aquele galão de 2L nos mercadinhos. Não sei como eles (hostel) estão trabalhando agora em tempos de Covid, mas dá uma olhada no booking.

Maravilha!! Obrigada pela dica. Vou ver Ctz esse hostel. Realmente avaliando os gastos com comida (ainda bem) que a gente só gasta na janta kkkkk 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
3 minutos atrás, RhayanneM disse:

Maravilha!! Obrigada pela dica. Vou ver Ctz esse hostel. Realmente avaliando os gastos com comida (ainda bem) que a gente só gasta na janta kkkkk 

kkkkkkkk pois é. Mas na verdade, acaba ficando "elas por elas", porque os passeios são bem caros.

Em Santiago, sim, eu recomendo o Airbnb, lá faziamos compras nos mercados e cozinhavamos no apartamento. Algumas vezes comemos fora para experimentar a culinária local, mas sempre optando pelo "menu del dia" que é a entrada+prato principal+sobremesa por um preço legal. No Atacama, por ficarmos muito tempo em passeios, não acho que valha a pena esse esquema de cozinhar.

  • Gostei! 2
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 4 semanas depois...
  • Colaboradores

@RhayanneMDiscordo totalmente. Os passeios de dia completo são 2,lagunas altiplanicas e sal ar de tara que falaram aqui que está fechado. Os outros são todos meio período. Se vai a Valle do arco íris pela manhã, volta para o almoço e as 16h faz outro como laguna Céjar ou Valle de la Luna.

Hotel com cozinha aonde poderia cozinhar talvez, há que perguntar,Sumaj jallpa.

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.


×
×
  • Criar Novo...