Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Entre para seguir isso  

Posts Recomendados

INFORMAÇÕES GERAIS (2018)

Visto: dispensa de visto por até 90 dias

Passaporte: passaporte com pelo menos seis meses de validade

Vacinas:  não exige vacina de febre amarela

Quando ir: o ano inteiro; entretanto dez-fev é alta temporada e mar-abr é período de spring break, portanto, fuja dessas datas

Moeda: peso mexicano MXP ($)

Idioma oficial: espanhol

Cod. telefone: +52 (código de Cancun 998)

Padrão bivolt: 127V

Tomadas: A, B

 

Dica 01: Escolha Playa del Carmen como sua base para a maioria dos passeios, já que eles estão muito mais perto de Playa do que de Cancun.

 

Dica 02: Deixe Cancun para o final, apenas para descansar e curtir praia e balada.

 

Dica 03: todos os passeios negociados diretamente em Cancun ou Playa foram mais baratos do que aqueles negociados pelos sites de internet, portanto, COMPRE TUDO LÁ.

 

PLAYA DEL CARMEM

 

Existem ônibus diários, da Empresa Ado, que saem do aeroporto para Playa de Carmem (1h de viagem), a partir das 08:30h até 23:59h por U$10 ou $190.

 

Hospede-se na 5a Avenida.

Playa Del Carmen é base para os passeios em X-caret (fica ao lado), Cenote Rio Secreto (museu de cristal), Tulum, Xel-Há e Cenotes Dos Ojos, todos a 50km, Cozumel (em frente, ferry-boat de hora em hora por 45min), Akumal (40km e point das tartarugas; tempo de passeio: 1,5-3h), ruínas Chichén-Itzá (2,9km).

Não há necessidade de carro.

As baladas em Playa ficam na Calle 12 entre a 5a avenida e a praia.

 

Restaurante em Playa: Alux

 

Como locomover-se em Playa, Cancun ou Tulum:

Existem VANS para a maioria dos pontos turísticos que custam entre 40 a 45 pesos ou R$7,50 a R$8,00.

Em Playa, as vans passam na Calle 2, entre as avenidas 15 e 20; em Cancun, as vans ficam no centro urbano (não passam na Zona Hoteleira), na Avenida Tulum com a Avenida Uxmal (no estacionamento do supermercado Mega Comercial Mexicana, em frente ao Terminal da ADO; use a linha de ônibus R1 para ir da Zona Hoteleira até lá); em Tulum é na avenida principal da cidade.

O caminho do colectivo, saindo de Playa, é mais ou menos o seguinte: Playa del Carmen -> Xcaret -> Xplor -> Praia Paa Mul -> Puerto Aventuras -> Cenote Cristalino -> Cenote Jardín del Éden -> Cenote Azul -> Xpu-Há Beach -> Akumal -> Xel Ha -> Ruinas Tulum -> Tulum (cidade).

 

Roteiro dia a dia

Dia 01: descanso

Dia 02: Akumal (praia das tartarugas gigantes)

Pegue uma van e desça em Akumal. Paga-se cerca de $600 (R$119) pesos pela entrada e aluguel do equipamento com guia (snorkel e colete).

 
a27d24_bf0feff972084a4d9d3763abf6b929b5~mv2.webp
 
 
Playa de Akumal

Dia 03: Cozumel

A viagem para Cozumel pode ser realizada de Ferry, que dura cerca de 35min a partir de Playa. As operadoras são:

 

Ultramar

Preço: $390, U$20 ou R$77,00

Endereço: Terminal Marítima NAVEGA, Av. Benito Juárez, de h em h de 7-22h

 

Mexico Water Jets

Preço: $280, U$15 ou R$55,00, de h em h de 8-20h

 

Barcos Caribe

Preço: $270, U$16 ou R$53, somente de Cozumel-Playa del Carmen

Obs.: ponto mais famoso para mergulho é a praia de Palancar

Operadora de mergulho: Blue Magic Scuba; U$79 mergulho com cilindro + U$22 equipamento (7:30/13h) ou U$80 com equipamento comprado no quiosque da 5a Avenida.

 

Obs.: Ultramar é a mais confortável.

 
a27d24_6da571c62e994d41b4c8c67075aaefc6~mv2.webp
 
 
 
a27d24_79098af4f5cf45bf8311ae844b1e1932~mv2.webp
 
 
Mergulho em Cozumel

Dia 04: X-plo

Ingresso X-plo: U$152,99 (transporte e alimentação no site do X-plo) ou U$109 com transporte e alimentação comprado no quiosque da 5a Avenida

Dia 05: cenotes

Cenote dos Ojos: $550 mergulho com colete e snorkel; fica na estrada entre Playa e Tulum; dá pra ir de van

Cenote Rio Secreto: U$79 (R$269,00); dá pra ir de van

a27d24_44f4389c7a7d4038afe2d7fefb076474~mv2.webp
 
 
Cenote Dos Ojos

Dia 06: ruínas

 

Tulum

Horário: 8-16h

Preço: $70 (R$13)

Obs.: pode-se ir de van; reserve uma manhã ou uma tarde.

 

Chichén-Itzá

Horário: 8-16h

Preço: $64 (R$12)

Obs.: alugue um carro ou pague uma condução específica; reserve um dia, pois fica a cerca de 2h30min de Playa.

 
a27d24_fd810ae48ce44775b48ebc6f3d88c8cd~mv2.webp
 
 
Chichén-Itzá
 

Dia 07: Cancún MUSA

O mergulho com cilindro no MUSA custa cerca de U$82 (R$310) e sai às 10:30am.

 
a27d24_b48ab0ec918140f4806664174f3773f8~mv2.webp
 
 
 

Dia 08: Tubarão-baleia

O mergulho para ver os tubarões-baleia saem tanto das Ilhas Holbox ou Contoy, como da Isla de las Mujeres, todas perto de Cancún.

 

Opção de operadora de mergulho: Blue Magic (Cozumel), Phanton Divers, Solo Buceo.

 

O mergulho com tubarão-baleia tem duração de 5h e custou cerca de U$165 (R$620) pela Solo Buceo. O passeio saiu às 6:30am.

 

Obs.: tudo foi comprado e agendado no próprio hotel, durante a nossa estada.

a27d24_831c20dbe7364686b5113d0d6c5c9224~mv2.webp
 
 
 

Dia 09: Isla de las Mujeres

Ferry para Isla Las Mujeres: trajeto feito por Ultramar

Horário: de h em h de 9-17:15h

Preço: $374 (R$74)

Endereço: Cancún, Playa Caracol, Blvd.Kukulcán km 9.5, Hotel Zone Dia 10: retorno

OBSERVAÇÕES DE CANCUN

Baladas: Cocobongo, Daddy O., Señor Frogs.

Melhores hoteis: na barra superior do 7 (Dream Sands, Riu Cancún e Riu Palace das America’s).

PONTOS TURÍSTICOS DE CANCUN

Paroquia de Cristo Resuscitado

Museo Maya de Cancún

Horário: ter-dom de 9-18h

Preço: $70 (R$14)

La Isla Shopping Village

Um shopping a céu aberto, bastante original, nos arredores de uma marina de onde partem vários passeios para ilhas adjacentes. Considerado um dos shoppings com o maior custo-benefício de Cancún, com preços que podem ser comparados aos que são praticados no Brasil.

 

Publicado em: https://mspriscila1.wixsite.com/meusite/blog/roteiro-cancun-2018-10-dias

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  

  • Conteúdo Similar

    • Por caio.andrade555
      México, Belize e Guatemala
      Relato de Viagem
       
      Olá, Mochileiros. Meu nome é Caio Andrade, sou de Manaus – Amazonas, e junto com minha esposa, Gilci Helena, somos apaixonados por viagens.
      Diferente do que aconteceu com o Mochilão que fiz pelo Peru-Bolívia-Chile, eu não encontrei quase nenhuma informação sobre o mochilão México-Belize-Guatemala. Então, eu fui coletando informações isoladas de outros relatos e também do Instagram da maravilhosa Gabi (@viajandocomgabi). Por este motivo, resolvi fazer este relato o mais rápido possível.
      Gostaria de informar (e pedir desculpas para quem gosta) que este relato não terá fotos, mas apenas o relato detalho junto com valores, pois é isso que realmente importa. Caso você queira ver algumas fotos e alguns vídeos sobre o roteiro, visite o meu perfil no Instagram (@caioandrade.adv).
      Gostaria de ressaltar que 
      Então, vamos ao que interessa!!!
       
      Roteiro, Duração e Transporte
      O meu mochilão começou em 12.06.2019 e terminou em 03.07.2019, e perfiz o seguinte roteiro: Cancún (Mex) > Tulum (Mex) > Caye Caulker (Blz) > Flores (Gua) > Antígua (Gua) > San Cristóbal de Las Casas (Mex) > Cidade do México (Mex).
      Todo o meu trajeto foi feito por ônibus e shutles (minivans). No México, a empresa que domina o transporte é a ADO, que atende todo país. Para montar minha planilha de gastos, eu entrei no site da ADO, simulei os trajetos e obtive os valores. O site não aceita compras com cartões internacionais. Porém, comprando com antecedência no guichê da ADO, assim que você chegar no México, você terá descontos absurdos. Por exemplo: o trajeto San Cristóbal – Cidade do México estava custando cerca de 1.600 pesos, mas como comprei com dois dias de antecedência, ele saiu por 870 pesos.
      Já na Guatemala, os trajetos são feitos por shuttles (minivans), que são extremamente desconfortáveis, sem encosto para sua cabeça e você não consegue descansar. Ainda procuramos em varias agencias uma minivan que tivesse encosto para cabeça, mas TODOS não tinham. Então, prepare o seu corpo e o seu emocional.
       
      Hospedagem
      Todas as minhas hospedagens foram reservadas pelo Airbnb, pois queria pagar tudo antes da viagem e também porque eu queria ter mais comodidade e privacidade. A hospedagem é um dos pequenos luxos que eu e minha esposa nos permitimos durante a nossa viagem. Rsrsrs
      Uma dica muito importante: como eu não sabia os valores de certos passeios e precisava montar minha planilha de gastos, eu entrei em contato com o hotel que havia reservado e perguntei os valores dos passeios, visto que todos os hotéis de cidades turísticas oferecem esse serviço. Também já fiz isso pelo booking e funciona também.
       
      Qual moeda levar
      NÃO LEVE REAIS. Fiz isto apenas uma vez quando fui para o Chile e me arrependi. Muitos “nacionalistas” pregam que temos que devemos levar reais, pois, se levarmos dólares, faremos dois câmbios e pagaremos mais. MENTIRA. Já viajei para Chile, Argentina, Bolívia, Colômbia, Uruguai, Venezuela, Peru e Equador, e em TODOS esses países, eu tive mais vantagem levando dólares do que reais. Sem contar que algumas cidades pequenas, como Antígua, San Cristóbal, Caye Caulker, não têm casa de câmbio que aceitem reais.
       
       
      1oDia – 12.06 (Cancún – México)
      Primeiramente, queria destacar o programa fidelidade Km de Vantagens, do Ipiranga. Foi graças a ele que consegui comprar milhas aéreas da Multiplus pela metadade do preço regular, o que me deu uma economia de mais de R$1.600.
      O voo de Manaus para Cancún estava muito caro. Pesquisando, encontrei uma passagem mais barata para a Cidade do México. Como eu queria ganhar tempo, comprei uma passagem pela Interjet, empresa low cost, para Cancún e saiu mais barato.
      Nosso voo chegou em Cidade do México às 07:30h e logo fui fazer o câmbio dos dólares que levei. No terminal 1, há excelentes cotações. Quanto mais distante do portão de desembarque, melhor será a cotação. Consegui um câmbio de USD 1 = 18,07 pesos mexicanos no CI Banco.
      No aeroporto, comprei um chip. O mais barato com internet ilimitada por 10 dias custa 100 pesos. Comprei um chip no primeiro quiosque que vi por 300 pesos e andando mais um pouco descobri esse de 100.
      Fizemos nosso check-in na Interjet e chegamos em Cancún às 15h. Fora da sala de desembarque há um guichê da ADO que oferece translado para a estação do centro por 86 pesos. Na estação da ADO, compramos nossa passagem para Tulum e tivemos desconto. Pegamos um táxi para o nosso apartamento.
      Nosso apartamento ficava localizado bem em frente ao Mercado 28, um mercado de artesanato e restaurantes, e a 15min andando da estação ADO. Não ficamos na zona hoteleira, pois estava muito caro.
      Desfizemos as malas, trocamos de roupa e fomos andar pela cidade. Almoçamos/jantamos no Mr. Habanero; pedimos tacos e burritos. Em quase todos dos restaurantes mexicanos, são oferecidos nachos com molhos picantes como entrada, sem qualquer custo.
      Passamos no supermercado e compramos água, café e sabão.
       
      Gastos:
      Chip: 300 
      Café espresso: 112
      Chip: 100
      ADO (do Aeroporto para o Centro): 172 (86 p/p)
      Passagem para Tulum: 238 (119 p/p)
      Taxi da rodoviário para o hotel: 80
      Mr Habanero: 410
      Supermercado (água, sabão e café): 47,60
      TOTAL: 1459,60 pesos
       
       
      2oDia – 13.06 (Cancún – México)
      Como eu e Gilci estávamos comemorando dois anos de casados, resolvemos fazer uma sessão de fotos. A sessão foi na Praia Delfines, uma praia muito linda e com poucas pessoas. Depois das fotos, fomos para o apto trocar de roupa, pois ele estava de vestido e eu de roupa social. 
      Resolvemos voltar para a praia Delfines. Todos os ônibus com a sigla R2 e a palavra Hotel passam pela zona hoteleira e pela praia Delfines. Muito fácil de chegar. Passamos o dia na praia, comi algumas mangas e piñas coladas. Na praia, há um letreiro de Cancún e sempre tem fila para tirar fotos.
      Voltamos para o apto e comemos sushi no restaurante Akky, o mais barato que encontramos.
       
      Gastos:
      Ônibus: 24 (12 p/p)
      Salgadinhos: 35,50
      Manga: 35
      Pina colada de 1 litro: 150
      Manga: 30
      Ônibus: 24 (12 p/p)
      Tacos: 99
      Helado: 30
      Sushi Akky: 418
      Total: xxxx pesos mexicanos
       
      *Desculpe qualquer erro ortográfico. Estou escrevendo do aeroporto internacional da cidade do México. Na próxima postagem, irei ter mais cuidado. 
       
       
    • Por tqueel
      Pessoal agora em agosto viajei para Cancun sozinha, minha primeira viagem. Foi incrivel, lugar maravilhoso, fiz muitos amigos, precisando de dicas eh só mandar!!!
      Complementando o post, eu era mochileira de primeira viagem, segue abaixo relatos de gastos:
      Então eu gastei 5 mil, pq paguei MUITO cara a passagem, pois nela não consegui comprar com antecedência e por medo fiz por agência, desses gastos R$2.500,00 foram de passagem, a única coisa que me arrependo, se fosse hoje eu teria comprado por conta a passagem também, comprei o seguro viagem que ficou em uns R$200,00, então R$2.700,00 foram gastos extras, de passeios deixei um para cada dia, esses são mais caros, pois todos cobrados em dólar. Fiquei em hostel gastei apenas R$300,00 os 9 dias, até pq como nos passeios ficamos o dia todo fora não compensa pagar o resort (ao meu ver), não fiquei na zona hoteleira, mas o acesso do centro foi super fácil e a cidade não para, quando fui para coco bongo e señor frogs voltei de ônibus e de madrugada. No total ficou até o que expliquei R$3.000,00. Os outros R$2.000,00 foram divididos entre passeio, lembrancinhas e alimentação que comprávamos no mercado mesmo, cervejas. Será q agora expliquei bem?! Desculpa!

      Passeios que não faria mais, nadar com os golfinhos, a foto custava acho que mais de $50,00 MUITO CARO e não permitem entrar com câmera!!!! Foi no Xel Ha, alimentação vale a pena, o restante não gostei.
      Amei o cenote, passeio que mais vale a pena!!!!!!!!!
      Fui para Isla de las Mujeres por conta, vale a pena, praias maravilhosas!!!!!!
      Como estava sozinha fiz quase todos os passeios pela agência tio nenê (exceto Isla de las Mujeres), ele é super atencioso e chorando um pouco vc ganha coisas a mais nos passeios e brindes, rsrsrs Inclusive transfer, amei ele!!!
       
      RESSALVA:

      Então eu gastei 5 mil, pq paguei muito cara a passagem, pois nela não consegui comprar com antecedência e por medo fiz por agência, desses gastos R$2.500,00 foram de passagem, a única coisa que me arrependo, se fosse hoje eu teria comprado por conta a passagem também, comprei o seguro viagem que ficou em uns R$200,00, então R$2.700,00 foram gastos extras, de passeios deixei um para cada dia, esses são mais caros, pois todos cobrados em dólar. Fiquei em hostel gastei apenas R$300,00 os 9 dias, até pq como nos passeios ficamos o dia todo fora não compensa pagar o resort (ao meu ver), não fiquei na zona hoteleira, mas o acesso do centro foi super fácil e a cidade não para, quando fui para coco bongo e señor frogs voltei de ônibus e de madrugada. No total ficou até o que expliquei R$3.000,00. Os outros R$2.000,00 foram divididos entre passeio, lembrancinhas e alimentação que compravamos no mercado mesmo. Será q agora expliquei bem?! Desculpa!
       
    • Por Souza Marcio
      Olá, depois de um tempo de acontecido, venho dividir com vocês minha lua de mel em Cancún. A escolha se deu por parte da minha esposa, da minha parte eu iria para Punta Del Este.
      A chegada no aeroporto de Cancún deve ser com atenção, porque você é atacado por pessoas vendendo pacotes de passeio e taxistas igual fosse uma rodoviária grande.
      Dica: tem umas vans que vão para a zona hoteleira com o preço mais barato que os do táxis, igual regime de lotada, encheu partiu. 
      Não vá de táxi, a chance de você ser enganado é alta, melhor opção é a van, porque você vai com mais gente e o caminho é um só, todos vão para zona hoteleira (isso se você for se hospedar lá)
      Pois bem, fomos no mês de Setembro pra lá e todos os sites e dicas que eu pegava dizia que não é uma temporada boa pra viajar pra por causa do período climático de muitas chuvas, demos sorte de não pegar chuvas nem furacões no período que tivemos lá, só um dia que choveu a noite e só, mas na Cidade do México houve um terremoto de grandes proporções que me deixou bastante preocupado, porém conversando com os locais, me informaram que esses eventos em Cancún são basante raros.
      Ficamos hospedado no The Royal Islander.
      Prós: Infraestrutura ótima, funcionários excelentes. Vão faltar palavras pra descrever os pontos positivos, porém não posso deixar de mencionar alguns pontos.
      - Tem um mini mercado dentro do hotel que você pode comprar usando de um saldo calção que deixa na hora do check-in que pode ser usado para tudo o que você comprar dentro do hotel, se não me engano o mínimo que pode deixar é U$100,00 e com esse valor consegui me virar muito bem com itens como: água, lasanha de microondas, souvenires, sucos, biscoitos e os lanches nos restaurantes durante 5 dias. As coisas são muito baratas e o dólar comparado ao peso mexicano faz bastante diferença.
      - O hotel é grande suficiente para ter três restaurantes super bons, tem um restaurante mais chique, outro mais casual e outro para lanches, todos top demais.
      - A limpeza é impecável, jardins muito bem cuidados, o hall de entrada sempre limpo e cheiroso. O custo benefício em se hospedar lá vale muito.
      - Essa rede de hotéis tem a vantagem de te autorizar o trânsito nas partes comuns dos hotéis deles. Há um ônibus que te leva de um hotel a outro e o melhor hotel dos dois hotéis da rede é o The Royal Sands, esse é sacanagem de tão lindo que é, fui lá e tirei uma ondinha na piscina que parece que faz ligação com o mar.
      Contra: Longe do centro urbano, como toda a zona hoteleira. (aproximadamente uns 10 min de ônibus)
      - Café da manhã sem variedade, ainda mais para quem ficou 5 dias, nada que denigra a qualidade do café da manhã.
      The Royal Islander
      .
      The Royal Sands

      Os passeios são bastante comum a todos os visitantes da cidade e não tenho muito a acrescentar.
      Chichén Itzá opte por um passeio que não inclua a parada em tribo local para almoço. O bagulho é longe pra canudo estava um calor fora do comum uma umidade do ar nas alturas, comida ruim, nada pra ver de legal e uma chance de passar mal bem grande, minha esposa e eu estávamos preocupadíssimos um com o outro, se segurando pra não passar mal e não falamos isso pra não nos preocuparmos, tentam te vender todas as pedras dizendo que são energizadas. Pra quem gosta e é adepto de um passe de macumba, tem isso lá de graça. A companhia que fez nosso turismo pra lá foi a 13 Baktun não sei se todas incluem essa parada no roteiro, mas esta sim então fica a dica.

      Isla Mujeres: Vale a pena o passeio, vá até o cais no centro (para quem está no zona hoteleira, os ônibus passam lá 12 a 15 min de viagem. valor do passagem 1 dólar para todos os ônibus)  e pegue um ferry boat, há várias companhias que fazem o trajeto para a isla, veja a que valha mais a pena e bom passeio.
      Dica: Dentro do barco tem várias atrações legais, danças de países latinos, bebida liberada e muito sorriso, nesse trajeto vão te vender passeios na ilha, como andar de carrinho de golfe ou mini bug, esteja sóbrio e atento para escolher e estar ciente de todas as informações. Eu e minha esposa não somos adeptos a bebida alcoolica e passaram a perna em mim, comprei um passeio de mini bug e não me falaram que precisa estar com minha habilitação brasileira para dirigir o bug e eu nem perguntei, pois achava que não precisava e não valeria, mas chegando na ilha me pediram a cnh, quis cancelar o passeio, só que pra cancelar o passeio tem que pagar uma multa e pra dirigir o mini bug tem que pagar uma taxa de seguro, ou seja, te enrolam de todos os lados, se isso foi avisado? Claro que não, paguei a droga do seguro pra dirigir pela ilha.
      Valladolid: Foi uma parada na volta do Chichén Itzá. É uma pequena cidade, do tamanho de um bairro, que é centenária (datada de 1543), do período maia e é reduto de maioria do povo de origem maia. Culturalmente muito rico. Não faça esse passeio aleatoriamente, só se tiver atrelado a Chichén, é muito longe, umas 2 horas de viagem pra ir sozinho.

       
      Cenote: São vários em Yucatán, os roteiros que passam por chichén sempre incluem um cenote qualquer. São cavidades naturais na terra com águas muito profundas, te dão toda o equipamento para nadar no cenote, pagando alguns dólares por isso. (a época que fui foi 10 ou 15 dólares)
       


      Resumindo:  Não voltaria, a cor da água realmente é sacanagem, muito bonito, mas a água do mar é quente e no período que fui muito suja de alga. De bonito é isso e a parte de infra da zona hoteleira que foi construída sob medida pra isso. O centro urbano é precário e feio, achei parecido com a Uruguaiana no RJ rsrsrs. No mais é mais badalado do que realmente é. (minha opinião)
      Diferente do que achei de Barcelona, ahh mas é na Europa, ok. Porém achei que valeu muito mais a pena o investimento, falando financeiramente, gastei um pouco menos em Cancún, algo em torno de R$1,5K a menos, se pudesse colocaria esse valor e voltava pra Barcelona, sem dúvida.

      Leia meu relato sobre Barcelona aqui
       


×
×
  • Criar Novo...