Ir para conteúdo

Posts Recomendados

  • Membros

6° dia – 20/05/2019 (segunda-feira)

o grande dia, Machu Picchu!

pegamos o bus as 6am, ingressamos na cidadela as 7am e já fomos direto para Wayna.

sei que voltamos pra cidadela só 12h.

demoramos muito, fomos devagar, muuuita subida e acompanhados de um casal de Miami, com seus 70 anos, estavam mais preparados que a gente, inclusive.

foi uma experiência sensacional, todo mundo muito alegre, eles faziam piadas com a gente a todo momento...

lá no topo fiz uma surpresa pra minha namorada e pedi ela em casamento, ouvi muito "ual" com sotaque gringo, foi engraçado. ahaahah

voltando para Machu Picchu, começamos nosso percurso, fizemos tudo sem guia, ficamos livres, longe de grupinhos, no nosso tempo...machu picchu é tudo que dizem e mais um pouco, mágico.

pegamos o bus de volta pra aguas calientes, inka cola e doritos e ja emendamos a trilha da hidreletrica, chegamos por volta de 17:40, com medo de não ter taxi, mas grazadeus tinha bastante, fomos diretão para os banhos termais de colcamayo, meuzamigos, que lugar foda...3 piscinas com água fervendo, rodeada de montanhas e com pisco sour em dobro...vale muito passar por lá...fica aberto até 23h, fizemos  o "sacrificio" de fazer a trilha da hidreletrica uma vez a mais por conta dessa beleza aqui.

a piscina nos deu muita fome, fomos para o centro de Santa Teresa, onde dormiríamos.

jantamos (a comida mais brasileira da viagem)...na manhã seguinte fariamos a trilha da hidreletrica pela terceira e ultima vez. ufaaa

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 2 semanas depois...
  • 1 mês depois...
  • 3 semanas depois...
  • 4 semanas depois...
  • Membros

7° dia – 21/05/2019 (terça-feira)

acordamos por volta de 7h, o mesmo taxista que nos levou da hidrelétrica até os banhos termais de Colcamayo, nos levou do hotel em Santa Teresa até a hidrelértrica, e lá estávamos nós novamente na linda trilha pela terceira e ultima vez...dessa vez mais deserta do que nunca, rendeu belas fotos...nosso trem partiria de aguas calientes para Ollantaytambo as 10am.

chegamos em aguas calientes por volta de 9h, demos uma caminhada por lá logo fomos para o local de embarque, viajamos com a Inka Rail (deram um lanche na viagem que durou 1:30m, salvou) chegamos em Ollanta quase meio dia...da estação de Ollanta até o centro/ruínas dá pra ir na caminhada de boa, uns 20m.

Ollanta também faz parte do boleto turístico...exploramos lá até umas 15h, essas ruínas são enormes, muitas subidas....mas vale muito passar por lá.

descemos para o centro e achamos um taxi que cobrou 40 soles para nos deixar no centro de Cusco (2 horas de viagem), ele só saiu depois que achou mais uma pessoa para fechar 60 soles (no caso foi uma moradora de Cusco).

chegamos em Cusco por volta de 17:30, desembarcamos na Plaza San Francisco, jantamos por ali mesmo...e voltamos na caminhada para o hotel. Estávamos bem cansados...dormimos cedo...no dia seguinte levantaríamos as 5am para partir rumo a Laguna Humantay.

 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

8° dia – 22/05/2019 (quarta-feira)

 

Acordamos cedinho, 5am, para esperar o ônibus rumo a Laguna Humantay, a viajem dura aproximadamente 4hrs, um pouco cansativa. (na metade paramos para o café da manhã na casa de uma familia).

fechamos esse passeio por 90 soles por pessoa (inclui transporte, guia,  café da manhã e almoço).

tudo bem simples, clima total de mochileiro, gente de vários cantos do mundo, uma experiencia incrivel.

a subida até a Laguna (que fica no topo da montanha) leva mais ou menos 1:30m, depende do ritmo de cada um...

é cansativo, só subida, eu e minha noiva fomos bem devagar, falta ar toda hora...afinal o topo fica a 4630m de altitude.

ficamos lá em cima apreciando por 40m, logo a guia sinaliza que precisamos voltar para o almoço, depois do almoço pegar a estrada de volta pra Cusco.

chegamos exaustos na Plaza de Armas, dormimos cedo...o dia seguinte seria de andar por Cusco, visitar museus, recuperar as energias.

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

9° dia – 23/05/2019 (quinta-feira)

Acordamos umas 8am, tínhamos o dia livre e aproveitamos para visitar os museus inclusos no boleto turístico, tiramos o dia pra dar esses rolês culturais...

fomos almoçar no mercado San Pedro, 4 soles o almoço, pratão daqueles de pedreiro, adoramos lá, tanto que voltamos.

entre museus e caminhadas pelas calles, anoiteceu e paramos num barzinho pra tomar pisco sour.

não fomos dormir tão tarde, pois no dia seguinte iriamos acordar as 4:30am rumo as Montanhas Coloridas. 

  • Gostei! 1
Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • 10 meses depois...
  • Membros

10° dia – 24/05/2019 (sexta-feira)

Rainbow Mountain

National Geographic,sobre os 100 lugares que se deve visitar antes de morrer.

Acordados as 4h, tomamos café e a van pegou a gente no Hotel as 5:00.

esse passeio inclui almoço na descida da montanha, fechei ele na av. el sol, ao lado do Hotel Lucerito.

a viagem leva mais ou menos 3h até um restaurante que é onde começa a trilha, antes disso teve uma parada em um mercadinho que tinha banheiro.

É inevitável sentir os efeitos da altitude na Rainbow Mountain: aos 5.200 metros, há menos oxigênio e o mal estar vai bater com certeza...mesmo deixando esse passeio por último em nosso roteiro, nós sofremos bastante, foi o ponto mais alto de nossa viagem, e acredito que nunca visitarei um lugar mais alto que esse...levem bala de coca, no mínimo.

minha noiva (hoje esposa), pensou em desistir diversas vezes durante a trilha devido a falta de ar, estava muito complicado, um vento forte que dificultava mais ainda a respiração, foi tenso...tem a opção do cavalo para subir e descer a trilha, 60 soles o trajeto, não pagamos, mas se eu soubesse que seria tão tenso, teria pagado pra minha esposa. 

enfim, após os 6km de subida (parece pouco, masss na altitude...) chegamos no topo, estava bem cheio, mas a vista compensa todo o sofrimento...minha esposa chegou a se emocionar por ter se superado.

ficamos pouco tempo lá em cima, o frio estava punk, tirei umas fotos...fui carimbar o passaporte, mas estavam cobrando 10 soles por um misero carimbo, desisti.

terminamos esse dia acabados, mas felizes por vivenciar isso!

 

 

 

 

 

 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

10° dia – 25/05/2019 (sabado)

dia de voltar pra casa.

demos mais umas voltas na Plaza, fomos ao mercado San Pedro, compramos algumas lembranças, fomos em mais museus, terminamos o dia com o sentimento de que "zeramos" Cusco, boleto turístico completo.

o dia seguinte foi pra ir embora.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • edufehrer changed the title to 11 dias de um casal em Cusco/Peru (maio/2019) com vídeo

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por leocaetano
      [align=justify]Relato de viagem de um mochilão pelo Peru. Foi minha terceira viagem para fora do Brasil e, como nas outras anteriores, fui sozinho. Passei 19 dias em território peruano e, pela primeira vez, não alterei o tempo de viagem! Valeu muito a pena, mas só não voltei alguns dias antes porque a TAM complicou um pouco para trocar as passagens.
       
      Para a viagem, fui com tudo planejado. Planejei quais atrações e locais que iria visitar na viagem, quantos dias passar em cada um, onde me hospedar, quanto gastar com alimentação, passeios e transporte e uma pequena margem para alterar uma coisas ou outra durante a viagem. Isso teria funcionado melhor se tivesse começado a viagem por Machu Picchu, mas devido a falta de vagas pra fazer a trilha alguns dias antes, não foi possível.
       
      Todos os valores estão expressos em nuevos soles, salvo quando houver o R, de reais, na frente do cifrão ou US, significando dólares norte-americanos. Na época da viagem, UM real equivalia a cerca de 1,62 nuevos soles e cerca de 0,59 dólares norte-americanos.
       
      Agradeço aos amigos e conhecidos que ajudaram, principalmente à galera aqui do Mochileiros![/align]
    • Por Fernando Giroto
      Estou nesse momento em La Paz na Bolívia e estou querendo ir daqui para o Peru. 
      - As fronteiras continuam fechadas? Se não, quais as restrições para entrar?
      - Qual a melhor fronteira para entrar?
    • Por Lucass7
      Provavelmente tem essa informação em algum lugar aqui do fórum, mas não a encontrei então...
      ALGUÉM TEM ALGUMA DICA DE HOSPEDAGEM (MAIS BARATA POSSÍVEL) EM MACHU PICCHU PUEBLO?
      VALE A PENA PASSAR UMA NOITE LÁ OU VOLTAR DIRETO PRA CUSCO?
      SE TIVEREM DICAS DE TURISMO GRÁTIS PELAS REDONDEZAS TAMBÉM SERÁ DE AJUDA.
    • Por MaluAlves
      Eai Mochileiros, pretendo viajar em dezembro/2021 pra Chiclayo, e quero ir visitar o famoso machu pichu, porém gostaria de dicas para esse passeio, de quem foi pra la nos ultimos meses ou semanas. Qual o valor do trem, da Van que leva até machu picchu, sei que é em dolares, mas gostaria de uma noção de valor pra eu poder me programar. E também se compensa trocar la o real para soles, ou aqui no Brasil.  Que puder me ajudar agradeço demais. VALEUUUUU
       
       
       
    • Por Macieltk
      Alguém tem informações sobre a fronteira Brasil x Peru? Estou programado para ir ao Peru, via Acre, dia 06 de Julho, estou com medo da fronteira não abrir. 
×
×
  • Criar Novo...