Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Posts Recomendados

 

Primeira viagem a Europa.Tem algum país que a imigração é mais chata? Qual melhor país para fazer a imigração? E quais deve evitar? Por ser mais rígido, etc. 

Já ouvi relatos que em Madri é mais complicado, principalmente para brasileiros. 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Somado, já passei umas 10 vezes na imigração em Madrid e Lisboa, e nunca me fizeram uma pergunta sequer, sempre se resumiu a eu falar bom dia, entregar o passaporte, o policial dar uma foleada nele, carimbar e desejar boa viagem.

Já em Amsterdam, Frankfurt, Munich, Paris, Roma, Dublin e Londres, todas as vezes que passei fizeram um monte de perguntas.

Mas as perguntas que fizeram não foram nada de anormal, só perguntaram para onde iria, quanto tempo ficaria lá, o que pretendia fazer lá, e se tinha parentes morando na Europa, e onde ficaria hospedado e pediram para ver o comprovante da passagem.

Ou seja, se você só vai fazer turismo, não vai fazer nada irregular ou suspeito, não tem o que temer não importa o aeroporto, pois as exigências são exatamente as mesmas em todos eles,  é só levar os comprovantes obrigatórios (passaporte, passagem de volta, reserva de hospedagem, seguro saúde) e saber explicar o que vai fazer por lá.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Entrei por Frankfurt em fevereiro passado e foi muito tranquilo, o agente só perguntou o motivo da viagem, qual o destino e quantos dias de permanência.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Lisboa - Não perguntaram nada, somente bom dia, folheada e boa viajem.

Amsterdam : 

Agente: Bom dia, como vai? 

Eu: Tudo bem e com vc?

Agente: Vai ficar até quando?

Eu: Até dia tal

Agente: Depois daqui vai pra onde?

Eu: Tal local...

Agente: Volta de onde para o Brasil?

Eu: De tal local...

Agente: Ok, boa viagem.

Eu: Obrigado!

 

Fim...rsrs

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

5 horas atrás, poiuy disse:

Somado, já passei umas 10 vezes na imigração em Madrid e Lisboa, e nunca me fizeram uma pergunta sequer, sempre se resumiu a eu falar bom dia, entregar o passaporte, o policial dar uma foleada nele, carimbar e desejar boa viagem.

Já em Amsterdam, Frankfurt, Munich, Paris, Roma, Dublin e Londres, todas as vezes que passei fizeram um monte de perguntas.

Mas as perguntas que fizeram não foram nada de anormal, só perguntaram para onde iria, quanto tempo ficaria lá, o que pretendia fazer lá, e se tinha parentes morando na Europa, e onde ficaria hospedado e pediram para ver o comprovante da passagem.

Ou seja, se você só vai fazer turismo, não vai fazer nada irregular ou suspeito, não tem o que temer não importa o aeroporto, pois as exigências são exatamente as mesmas em todos eles,  é só levar os comprovantes obrigatórios (passaporte, passagem de volta, reserva de hospedagem, seguro saúde) e saber explicar o que vai fazer por lá.

Obrigado pela resposta. Eu gostaria de tirar mais uma dúvida. Kkk Se por exemplo meu voo é para a Itália mais tem uma conexão em Londres, eu tenho que passar pela imigração em Londres? Ou somente na Itália? 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
17 horas atrás, Lucas s.s disse:

Obrigado pela resposta. Eu gostaria de tirar mais uma dúvida. Kkk Se por exemplo meu voo é para a Itália mais tem uma conexão em Londres, eu tenho que passar pela imigração em Londres? Ou somente na Itália? 

Como o Reino Unido fica fora da Zona Schengen, se os dois trechos forem comprados juntos na mesma passagem, e se você não for sair do aeroporto lá em Londres para ir dar uma volta no centro, a sua imigração será somente na Italia.

Em Londres você só passa no raio-x e por uma conferencia simples de passaporte, sem imigração. 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

@Lucas s.s , aqui tem uma reportagem interessante (05/07/19), com números de barrados por pais e exemplos... é muito dificil ser barrado se for turista de verdade e seguir as recomendações usuais. Eles barram quem quer trabalhar, ou morar lá ou vai sem dinheiro suficiente ou passagem de volta.

https://g1.globo.com/mundo/noticia/2019/07/05/cresce-total-de-brasileiros-barrados-em-fronteiras-da-uniao-europeia.ghtml

"... No Reino Unido, ... de 875 em 2014, para 1.871 em 2018 ...
Em Portugal, ... Em 2017, 1.335 pessoas foram impedidas de entrar. Em 2018, 2.865. ...
Alemanha (dobrou, de 70 para 140 pessoas), na Irlanda (mais que triplicou, de 170 a 525) e na França (aumentou 70%, de 420 a 730). Na Espanha, houve queda (de 445 a 295)..."

 

Apenas para compartilhar a experiência (que foi algo que procurei muitos anos atrás e me tranquilizava ao ler antes das primeiras viagens): Eu gosto muito de entrar por Paris e nunca me fizeram 1 pergunta sequer (costuma ter policiais na saída do avião olhando passaporte e cachorro cheirando mala de mão...)

Sempre só entrego passaporte e minha experiência sempre foi muito tranquila em toda Europa. Escolho passagem pelo preço e que faça sentido em meu roteiro, sem medo ao planejar o que visitar.

Frankfurt (voo BR) e Berlim (voo UK) passei 1x cada e tb sem pergunta alguma.

Londres, Madri e Roma só poucas perguntas padrão (eles são treinados a incomodar quem julguem suspeitos). No UK sempre tem pergunta e sempre só quis saber: motivo, quantos dias, para onde vai depois (e se a resposta foi Europa, sempre continuou perguntando "e depois" até descobrir volta Brasil... ultima vez nem dei detalhes e depois do "and after that" respondi volto ao Brasil dia tal).

ùnica imigração europeia onde já tive que mostrar qualquer coisa além do passaporte foi Amsterdam, onde perguntou motivo da viagem, duração, se era só eu, e pediu passagem de volta (mostrei eticket impresso).

Na Europa, sempre tenho como provar mas nunca tive que responder ou mostrar endereço, seguro e dinheiro. Não lembro se pede endereço no papel UK.

Em Paris, uma prima já precisou mostrar reservas, passagens e responder algumas perguntas pessoais. Lá tb foi o único lugar onde vi 3 mulheres que foram deportadas no meu voo de volta (quando esperava para embarque, vieram as 3, com cara de boliviana ou peruana, acompanhadas de policiais).

Se olhar estatísticas, existem deportações de brasileiros em todas elas, mas isso é porque tem brasileiro que não está indo como turista ou não tem os mínimos exigido. Achei interessante os números da reportagem... UK e Portugal foram disparados os que mais barraram - detalhe que Portugal tem muitos voos de diversas cidades, mesmo idioma, fama de fácil, coisas que atraem quem não é turista.

 

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu estudei na Alemanha, voltei a morar no Brasil, depois voltei a morar na Alemanha, tenho um emprego que me obriga a viajar muito, e eu e minha esposa ainda gostamos de viajar, então pelas minhas contas, já devo ter passado pela imigração europeia umas 30 ou 40 vezes nestes últimos 15 anos.

Na minha estatística que estou fazendo agora de memória, acho que em uns 50% das vezes não me fizeram uma pergunta sequer, simplesmente entreguei o passaporte e o policial carimbou sem perguntar absolutamente nada.

Em uns 30% a 40% das vezes perguntaram coisas simples, como qual o destino, quanto tempo ficaria e quem estava pagando a viagem, o que pretendia fazer lá, etc, mas não pediram para ver nenhum comprovante.

Só umas 3 ou 4 vezes pediram para ver comprovante da passagem de volta.

E só teve uma única vez, em Amsterdam,  que foi mais complicado, fizeram várias perguntas, tive que mostrar passagens de volta, reserva da hospedagem e dinheiro e cartão de crédito para provar que eu tinha como bancar, mas acho que isto foi por que estavam procurando alguém, pois já passei novamente pela imigração de Amsterdam depois disto, e não fizeram uma pergunta sequer...

Mas em todo caso, eu sempre levo todos os comprovantes, pois assim podem perguntar o que quiserem que eu vou ter o que apresentar.

Por exemplo, volta e meia aparece alguém aqui querendo fazer um mochilão de 1 ano, querendo passar 180 ou 90 dias na Europa,  e quer viajar sem ter nada definido alem da passagem só de ida, ai esse pessoal chega lá, o policial pergunta quando vão voltar para o Brasil, qual o próximo destino, e o que pretendem fazer lá, as pessoas não sabem responder, se enrolam, e acabam barradas.

Por que convenhamos, é uma situação bastante suspeita, primeiro que normalmente as pessoas não tem um ano para ficar viajando, e se tiver, os agentes querem saber como você vai pagar por tudo isto, e por fim, ninguém faz uma uma viagem destas sem ter planejado ao menos os próximos 15 ou 30 dias...

 

Ou seja, é bem como o Ricardo falou acima: "Quem não deve não teme". 

Agora se você vai fazer algo suspeito ou ilegal, sem comprovante, e chegar lá sem saber o que vai fazer, é problema na certa.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...