Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

MOCHILÃO LESTE EUROPEU - 20 DIAS - MAIO 2020


Posts Recomendados


  • Colaboradores

Oi amigo! Vamos lá!

Pra começar a maioria dos seus lugares são Europa Central, não leste de verdade, que fica mais lá pro povo da ex-Iugoslávia!

Pode parecer bobeira, mas se vc disser pra um cidadão de Praga que lá é leste ele te bate, kk!

E sim, tá apertado. Ams e Bruxelas está meio fora do seu roteiro, mas vc vai ter que enxugar bem mais se quiser ver algo diferente de parede de trem ou ônibus, pois mesmo tirando estas duas vc ainda está com 9 cidades... se vc considerar o tempo que perderá em deslocamentos e check-in/check-out de hostels vc certamente terá cerca de 1 dia útil por cidade, bem cansativo e nada produtivo!

Fique com umas 3-4 cidades maiores e verifique possíveis bate-e-volta!

:)

Boa sorte!

Link para o post
  • Membros

@Juliana Champi Obrigado pela contribuição Juliana!

Tudo ainda tá meio cru na minha mente e resolvi colocar uma ideia inicial a partir desse tópico e ir moldando e melhorando cada vez mais esse roteiro e a forma como ele vai ser feito. Realmente Amsterdam e Bruxelas parece ser uma coisa meio inviável nesse momento (a vontade de querer visitar toda esquina da Europa acaba falando mais alto hahaha).

E sobre a quantidade elevada de cidades... Lendo vários relatos aqui no fórum, percebi que algumas opiniões meio que se repetem. Para citar uma que me chamou atenção: o fato de que algumas cidades, como Bratislava e Varsóvia, são "razoavelmente exploráveis" em pouco tempo (muitos falando em menos de 1 dia pra Bratislava e uns 2 pra Varsóvia). 

Acabei que colocando Cracóvia e Auschwitz como roteiros diferentes (e são), mas pela proximidade, acabaria por colocar uns 4 ou 5 dias pra esse pacote aí (também baseado em relatos daqui do fórum).

 

A ideia é:

Munique - 3 dias;

Praga - 4 dias;

Viena - 3 dias (talvez menos pelo preço mais elevado da cidade);

Bratislava - 1 dia;

Budapeste (minha maior expectativa - geralmente dá merda isso😍) - 4/5 dias;

Cracóvia (Auschwitz) - 4 dias;

Varsóvia - 2 dias;

Berlim - 3 dias.

 

Total 24/25 dias.

 

Dependendo da logística das passagens aéreas, talvez retire Munique, deixando Berlim como entrada e saída da Europa, o que me daria mais uns dias pra redistribuir.

Enfim, todo esse planejamento é muito cru ainda, mas tinha que começar a fazer algo pra ir aprimorando ao longo do tempo.

 

Link para o post
  • Colaboradores

Isso, tem que ir colocando no papel o que vc mais curte, que não necessariamente é igual ao que outras pessoas curtem... o que vc pode fazer é pensar em estabelecer cidades maiores como base e explorar outras como bate-e-volta. Bratislava não dá pra ser de Viena por exemplo? São só 80 km, dá pra ver opções de trem... pq a coisa que mais cansa em viagem, minha opinião claro, é ter que ficar trocando de hostel/hotel... lá pra quinta vc já tá estressado com isso, rs!

Eu fiz uma viagem longa pela Europa em 2015, de quase 1 mês, e jurei nunca mais fazer isso. Além de cansar o corpo, os tipos de atração (museu, castelo medieval, muralhas, palácios, igrejas) vai enjoando tb sabe...

Tente prever um dia light no meio da sua, sem aquela pressão de conhecer algo! Tipo férias das férias! :)

E Budapeste deve ser demais, ainda não conheço!

  • Gostei! 1
Link para o post
  • Membros

Olá Diego.

Budapeste, Bratislava, Cracóvia e Berlim são demais, você com certeza irá aproveitar bem. Praga é legal também.

11 cidades em 20 dias está apertadíssimo, para incluir Amsterdã e Bruxelas, como a Juliana bem falou. Você não pode esquecer também que o teletransporte ainda não foi inventado, os dias de deslocamento serão praticamente perdidos, como entre Budapeste e Cracóvia, são 8 horas de ônibus. Tem que levar em consideração o tempo de deslocamento até o próximo destino, a ida até a acomodação, fazer check in e se estabelecer. Isso toma bastante tempo.

Se me permitir, vai uma sugestão de roteiro:

Dia 0 - Ida para Munique

Dia 1 - Chegada em Munique (dia perdido, se chegar cedo talvez dê para fazer algo, mas depende se descansou no avião, acostumar com o fuso horário, etc.)

Dias 2, 3 e 4 - Munique

Dia 5 - Ida para Berlim

Dias 6, 7 e 8 - Berlim

Dia 9 - Ida para Praga

Dias 10, 11 e 12 - Praga

Dia 13 - Ida para Viena

Dias 14 e 15 - Viena

Dia 16 - Ida para Bratislava de manhã

Dia 17 - Ida para Budapeste no fim da tarde

Dias 18, 19 e 20 - Budapeste

Dia 21 - Ida para Cracóvia

Dias 22, 23 e 24 - Cracóvia

Dia 25 - Volta para o Brasil

Dia 26 - Chegada no Brasil

Eu fiz um mochilão muito próximo a esse, só que invertido e sem Viena e Munique. Foram 18 dias, e vai chegando no fim, vai dando uma cansada mesmo.  

Como você já está com a ideia de tirar Munique, talvez possa usar esses dias para ir para Varsóvia ou deixar a viagem mais curta.

Se você pretende chegar e sair por Berlim, talvez seja interessante você quebrar os dias entre a chegada e a saída, tipo dois dias na chegada e 1 na volta, para estar na cidade no dia anterior ao embarque caso aconteça algum pepino. Mas claro que tem que ver valores se não compensa comprar passagem multi-destinos.

Falando das cidades que visitei posso dizer sobre Cracóvia que é uma cidade pequena, fiquei 2 dias inteiros lá e visitei bastante coisa, incluindo Auschwitz, 3 dias na minha opinião é um tempo bom pra explorar com mais calma. Em Budapeste fiquei 2 dias, não vi tudo, gostaria de ter ficamo mais, a cidade é bem grande, 3 ou 4 dias devem ser suficientes para a cidade. Só 1 dia em Bratislava acho pouco, principalmente se for fazer bate-volta de um dia a partir de Viena, aconselho passar pelo menos uma noite, foi uma das minhas cidades favoritas, fiquei 2 noites lá, cheguei de Budapeste as 14h e aproveitei o resto deste dia e o dia seguinte inteiro, no outro dia de manhã fui para Praga, 3 dias lá está de bom tamanho para conhecer as principais atrações, assim com Berlim.

Espero ter ajudado, vai nos atualizando sobre seus planos que vamos tentando ajudá-lo.

  • Vou acompanhar! 1
Link para o post
  • Membros
Em 19/09/2019 em 18:54, Felipe Rozante disse:

Olá Diego.

Budapeste, Bratislava, Cracóvia e Berlim são demais, você com certeza irá aproveitar bem. Praga é legal também.

11 cidades em 20 dias está apertadíssimo, para incluir Amsterdã e Bruxelas, como a Juliana bem falou. Você não pode esquecer também que o teletransporte ainda não foi inventado, os dias de deslocamento serão praticamente perdidos, como entre Budapeste e Cracóvia, são 8 horas de ônibus. Tem que levar em consideração o tempo de deslocamento até o próximo destino, a ida até a acomodação, fazer check in e se estabelecer. Isso toma bastante tempo.

Se me permitir, vai uma sugestão de roteiro:

Dia 0 - Ida para Munique

Dia 1 - Chegada em Munique (dia perdido, se chegar cedo talvez dê para fazer algo, mas depende se descansou no avião, acostumar com o fuso horário, etc.)

Dias 2, 3 e 4 - Munique

Dia 5 - Ida para Berlim

Dias 6, 7 e 8 - Berlim

Dia 9 - Ida para Praga

Dias 10, 11 e 12 - Praga

Dia 13 - Ida para Viena

Dias 14 e 15 - Viena

Dia 16 - Ida para Bratislava de manhã

Dia 17 - Ida para Budapeste no fim da tarde

Dias 18, 19 e 20 - Budapeste

Dia 21 - Ida para Cracóvia

Dias 22, 23 e 24 - Cracóvia

Dia 25 - Volta para o Brasil

Dia 26 - Chegada no Brasil

Eu fiz um mochilão muito próximo a esse, só que invertido e sem Viena e Munique. Foram 18 dias, e vai chegando no fim, vai dando uma cansada mesmo.  

Como você já está com a ideia de tirar Munique, talvez possa usar esses dias para ir para Varsóvia ou deixar a viagem mais curta.

Se você pretende chegar e sair por Berlim, talvez seja interessante você quebrar os dias entre a chegada e a saída, tipo dois dias na chegada e 1 na volta, para estar na cidade no dia anterior ao embarque caso aconteça algum pepino. Mas claro que tem que ver valores se não compensa comprar passagem multi-destinos.

Falando das cidades que visitei posso dizer sobre Cracóvia que é uma cidade pequena, fiquei 2 dias inteiros lá e visitei bastante coisa, incluindo Auschwitz, 3 dias na minha opinião é um tempo bom pra explorar com mais calma. Em Budapeste fiquei 2 dias, não vi tudo, gostaria de ter ficamo mais, a cidade é bem grande, 3 ou 4 dias devem ser suficientes para a cidade. Só 1 dia em Bratislava acho pouco, principalmente se for fazer bate-volta de um dia a partir de Viena, aconselho passar pelo menos uma noite, foi uma das minhas cidades favoritas, fiquei 2 noites lá, cheguei de Budapeste as 14h e aproveitei o resto deste dia e o dia seguinte inteiro, no outro dia de manhã fui para Praga, 3 dias lá está de bom tamanho para conhecer as principais atrações, assim com Berlim.

Espero ter ajudado, vai nos atualizando sobre seus planos que vamos tentando ajudá-lo.

Valeu Felipe!

É uma dualidade de pensamentos que com certeza todo mochileiro de primeira viagem tem hahaha. O fato de estar perto de tantos lugares novos e fantásticos faz eu pensar: "pq não ir conhecer mais essa cidade também?". Mas pelos relatos a gente vai entendendo que o "querer conhecer tudo" talvez leve você a não conhecer nada direito. Como mencionei anteriormente, estava trabalhando com a possibilidade de ter a chegada e a saída da Europa por cidades diferentes (Berlim/Munique). Após analisar bem, estou pensando em tirar uma delas (nesse caso creio que seria Munique), restando Berlim como entrada e saída. Você tem alguma opinião sobre Varsóvia? Comecei a considerar retirá-la do roteiro também, o que me deixaria com 6 cidades:

1 - Berlim; 2 - Cracóvia/Auschwitz; 3 - Budapeste; 4 - Bratislava; 5 - Viena; 6 - Praga; 7 - Berlim

Ou

1 - Berlim; 2 - Varsóvia; 3 - Cracóvia/Auschwitz; 4 - Budapeste; 5 - Bratislava; 6 - Viena; 7 - Praga; 8 - Berlim

 

Abraços!!

Link para o post
  • Membros
Em 19/09/2019 em 17:34, Juliana Champi disse:

Isso, tem que ir colocando no papel o que vc mais curte, que não necessariamente é igual ao que outras pessoas curtem... o que vc pode fazer é pensar em estabelecer cidades maiores como base e explorar outras como bate-e-volta. Bratislava não dá pra ser de Viena por exemplo? São só 80 km, dá pra ver opções de trem... pq a coisa que mais cansa em viagem, minha opinião claro, é ter que ficar trocando de hostel/hotel... lá pra quinta vc já tá estressado com isso, rs!

Eu fiz uma viagem longa pela Europa em 2015, de quase 1 mês, e jurei nunca mais fazer isso. Além de cansar o corpo, os tipos de atração (museu, castelo medieval, muralhas, palácios, igrejas) vai enjoando tb sabe...

Tente prever um dia light no meio da sua, sem aquela pressão de conhecer algo! Tipo férias das férias! :)

E Budapeste deve ser demais, ainda não conheço!

Oi Juliana!

Como mencionei no comentário acima, o fato de estar próximo a tanto lugar que você sempre imaginou conhecer faz o viajante novato (EU haha) querer conhecer tudo. O risco disso é não conhecer exatamente nada kkkkkk

Olhando ofertas de passagens, vi que Frankfurt pode ser uma opção de entrada na Europa também, o que mudaria meu itinerário. Estou me adaptando e pesquisando sobre passagens, formas de locomoção e hospedagem na Europa, com a ajuda do fórum. Pouco a pouco vou pegando as manhas 😉

Muito obrigado pela ajuda e dicas 🙏🙏

 

  • Gostei! 1
Link para o post
  • Membros
19 horas atrás, lydiaazevedoo disse:

@Felipe Rozante , consegue me dizer mais ou menos quanto gastou e em qual mês do ano tu fostes? Se não for incômodo.

Olá Lydia, vou deixar o link para o meu relato da viagem, lá eu falo quanto eu gastei com acomodação, transporte e alimentação.

 

15 horas atrás, Diego Magalhães disse:

Você tem alguma opinião sobre Varsóvia?

Não fui para Varsóvia, mas deve ser legal.

  • Gostei! 1
Link para o post
  • Membros
Em 19/09/2019 em 14:55, Diego Magalhães disse:

Dependendo da logística das passagens aéreas, talvez retire Munique, deixando Berlim como entrada e saída da Europa, o que me daria mais uns dias pra redistribuir.

Pessoalmente eu não curto muito Berlin, prefiro muito mais Munich, mas cada pessoa tem os seus interesses e gostos pessoais.

Outra questão, a Alemanha "clichê", que quase todo mundo espera ver na primeira viagem a Alemanha você vê em Munich e não em Berlin, então tem que ver o que exatamente você quer ver na Alemanha.

Berlin como ponto de entrada e saída muito provavelmente também vai fazer os preços das passagens subir significativamente.

Na verdade, todas estas cidades tem passagens caras como ponto de entrada, a única que as vezes tem um preço aceitável como ponto de entrada de saída é Munich.

Eu quando viajo a Europa costumo colocar alguma outra cidade grande da Europa ocidental como ponto de entrada e saída, como por exemplo Lisboa, Madrid, Barcelona, Paris, Roma, Milão, Amsterdam, etc, locais para onde costuma ser bem mais fácil achar passagens mais baratas do que as cidades do seu roteiro.

Fico alguns dias na cidade de entrada, e depois pego um voo low-cost até o destino que eu queria visitar.

Mas tem que simular direitinho todos os custos para ver se realmente vale a pena, e ver se o seu tempo disponível é suficiente para tudo.

  • Gostei! 1
Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...