Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

icaroricardo

Primeira Eurotrip da vida (Itália, Áustria, Hungria, Rep. Tcheca, Alemanha, Espanha e Inglaterra)

Posts Recomendados

Em 04/12/2019 em 10:49, Rafael_Salvador disse:

Um bom seguro viagem teria resolvido seu transtorno.

o seguro cobre só a passagem?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

21 minutos atrás, david81 disse:

o seguro cobre só a passagem?

Cara existe cobertura para perca de conexão, cancelamento de voo, desistência de viagem...claro que existem condicionantes para estas coberturas.

O da Mondial por exemplo, se você perder o emprego ou se separar da sua esposa, dentre outros fatos geradores, ele ressarce até um certo limite as despesas comprovadamente pagas e não-reembolsáveis.

Da uma olhada no anexo com a cobertura da Wordnomads e da Mondial... compara! Tem também o livreto explicando exatamente o que é cada cobertura, casos cobertos, condições... tudo mastigado.

seguro viagem.pdf

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 20/12 - BERLIM

Dia de explorar Berlim, acordamos lá pelas 8h00, estava um dia bem molhado, com uma garoa fina, nos arrumamos e saímos para tomar café. O café da manhã nesse hostel não estava incluso, ao custo de €6,00 você tinha acesso a um café da manhã no estilo buffet, mas nem de longe era tão completo quanto os de Viena e Budapeste, era bem simples, mas o suficiente para um café razoável. Saímos do hostel  e antes de começarmos a explorar Berlim passamos em um mercado, (alías, eu queria morar pra sempre nesse mercado 🥰), por conta da quantidade de serviços que ele disponibilizava como a possibilidade de levar embalagens recicláveis e trocá-las por valores a serem abatidos nas compras, uma máquina que tira toda a casca e a coroa do abacaxi, possibilidade de personalizar sua própria salada, iogurte pra vc levar pra comer, sushis e sashimis feitos na hora fresquinhos pra levar, um sonho hahahahaha! Mas saímos de lá apenas com 1 água e umas amoras negras gigantes deliciosas hahahaha. Nossa primeira parada foi no Portão de Brandemburgo, no dia parece que estava havendo alguma reunião entre os governos da União Européia, provavelmente pra discutir algum assunto relacionado ao Brexit, creio eu. Algumas ruas se encontravam interditadas e com um policiamento bastante reforçado. O local estava cheio, foi difícil tirar uma foto decente por lá. Algumas fotos depois seguimos em frente até encontrarmos alguns patinetes da Uber disponíveis por ali, como já tinha o app. no celular alugamos pra darmos uma volta pelo Parque Tiergarten. Estava bastante frio, um frio ao qual eu não estava acostumado, apesar de estar bem agasalhado, depois de explorar o parque sob um patinete deixamos ele por ali mesmo e fomos explorá-lo a pé pra tirarmos algumas fotos já que a paisagem de inverno era um convite irrecusável que a natureza nos fazia. Cruzamos toda a extensão do parque que é cortado pela Strasse des 17 Juni, passamos pelo monumento em homenagem aos soldados do exército soviético, por ali há um pequeno memorial contando um pouco da importância deles na guerra que culminou com a derrota do exército nazista, pra quem gosta de história é interessantíssimo, aliás, a forma como a Alemanha encara seu passado não muito distante é exemplar, ao invés de negá-lo ela faz questão de lembrar, não por sentirem orgulho dele mas para que ele jamais se repita! Particularmente eu acredito que um país só progride quando passa a reconhecer seus próprios erros pra que, assim, possa curar suas feridas e foi exatamente isso que a Alemanha fez e, não a toa, é a principal potência do Bloco Europeu atualmente. Andamos até chegarmos na Siegessäule (Coluna da Vitória), monumento construído em comemoração a vitória da guerra do reino da Prússia sobre o Império Austríaco. Por €3,00 pode-se subir até o topo dele e admirar a vista da cidade lá de cima, apesar da neblina que pairava na cidade por conta do mal tempo achei que as fotos ficaram bonitas, ficamos lá em cima admirando a vista, tirando fotos e depois descemos pois a garoa persistia. Até então não havíamos usado o transporte público ainda, como nosso próximo destino era a ilha dos Museus fomos até uma estação de metrô mais próxima, dessa vez com o dinheiro trocado pra poder pagar pelo ticket rsrsrsrsrs. Achei o ticket de Berlim o mais caro de toda a viagem, compramos o de 48h por €20,00 que permitia andar pelas regiões A/B/C, conforme explicado no post anterior. Por ali havia um supermercado, achei melhor comermos algo antes de irmos até nosso próximo destino, compramos uma salada bem farta, um sanduíche, um suco e um chocolate pra comermos, tudo deu €10,60. Agora sim, alimentados seguimos até a Ilha dos Museus. Berlim possui alguns dos museus mais importantes do mundo, entre eles: Pergamon, Novo, Bode, Nacional, Egípcio, mas como o tempo e a grana são curtas o ideal é optarmos por aquele que mais nos interessa pois também não dá pra gastar o pouco tempo que temos vendo apenas cultura de outros países que não seja a alemã, né?! Optei por comprar um ingresso que dava direito a visitar dois museus €18,00, (aqui eu cometi um ledo engano), achei que seria possível fazer a visita ao outro Museu (Novo) no dia seguinte, como ocorre com alguns museus na Europa, não era o caso, então acabei pagando mais caro e consegui visitar apenas 1 único museu naquele dia, o Pergamón 😔. O museu é incrível mas a frustração de não poder visitar o Museu Novo foi grande, aliás, minhas grandes frustrações nessa viagem foi não ter me organizado direito pra poder visitar os museus que eu mais queria visitar, paciência! Eu até poderia ter visitado os dois mas ir a um museu e só bater o olho sem nem se dar ao trabalho de ler o mínimo pra entender o que é aquilo que você está vendo, de onde ele é e porque ele foi feito, é melhor nem ir, acompanhado de alguém que também não possui os mesmos interesses e nem tem a mesma disposição que a gente é outro agravante, nesse ponto viajar sozinho é o auge. Saímos de lá já com o museu fechado pra entrada, ficamos andando pela bela região da ilha dos Museus, contemplando a vista do Berliner Dome do outro lado do Rio Spree e tirando fotos. De lá fomos andando em direção ao nosso hostel parando de vez em quando pra tirar foto de algo que nos chamasse a atenção e comprando souvenirs (€5,00). Antes de voltarmos para o nosso hostel, mais uma vez, jantamos no mesmo restaurante do dia anterior, dessa vez pedimos massa e que delícia, eu pedi um espaguete ao molho pesto e meu companheiro um fattuccine ao molho de espinafre e salmão defumado, o meu estava bom, mas o do meu companheiro estava divino, tanto que no dia seguinte pedi o mesmo prato que ele pediu 😋, cada prato saiu por €7,10, comida bem servida e muito bem apresentada, um prato desses aqui em SP em um restaurante 3 estrelas não sairia por menos de R$50,00, fácil! Exaustos voltamos para o nosso hostel, tomamos um banho e ficamos planejando o que faríamos no dia seguinte, queria muito poder ter feito a visita guiada ao Parlamento Alemão, mas assim como a visita ao Parlamento húngaro, é preciso fazer reserva com antecedência, (não me atentei a isso antes da viagem), com a diferença que, no caso do alemão, a entrada é gratuita. Até entrei no site e fiz uma solicitação de visita, mas estava muito em cima da hora, dificilmente conseguiríamos vagas (há limite de visitas por dia), fica para uma próxima.

Gastos no dia:

Café da manhã: €6,00

Compras: €3,10

Entrada Coluna da Vitória: €3,00

Ticket Transporte 48h: €20,00

Refeição: €10,60

Entrada Museu (Pergamón e Novo): €18,00

Souvenir: €5,00

Refeição: €7,10

Total: €72,80

IMG_20191120_103238-01.jpeg

IMG_20191120_223655.jpg

IMG_20191120_113433-01.jpeg

IMG_20191120_113828-01.jpeg

IMG_20191120_110553-01.jpeg

IMG_20191120_115304-01.jpeg

IMG_20191120_120813-01.jpeg

IMG-20191120-WA0126-01.jpeg

IMG_20191120_122453-01.jpeg

IMG_20191120_122548-01.jpeg

IMG_20191120_123437-01.jpeg

IMG_20191120_123728-01.jpeg

IMG_20191120_123358-01.jpeg

IMG_20191120_145625-01.jpeg

IMG_20191120_145907-01.jpeg

IMG_20191120_151031-01.jpeg

IMG_20191120_175048-01.jpeg

IMG_20191120_174941-01.jpeg

IMG_20191120_175010-01.jpeg

IMG_20191120_171831-01.jpeg

IMG_20191120_171709-01.jpeg

IMG_20191120_163611-01.jpeg

IMG_20191120_164144-01.jpeg

IMG_20191120_164307-01.jpeg

IMG_20191120_173525-01.jpeg

IMG_20191120_174020-01.jpeg

IMG_20191120_172420-01.jpeg

IMG_20191120_181101-01.jpeg

IMG-20191120-WA0129-01.jpeg

IMG_20191120_181428-01.jpeg

IMG_20191120_181157-01.jpeg

IMG_20191120_183432-01.jpeg

IMG_20191120_184137-02.jpeg

IMG_20191120_184903-01.jpeg

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 21/12 - BERLIM

Mias um dia em Berlim, acordamos cedo, nos arrumamos, tomamos café, €6,00, e partimos conhecer um pouco mais a cidade. A primeira parada do dia foi no supermercado, compramos uma bandejinha de frutas do bosque que estavam lindas (triste que essas frutas sejam tão caras em terras tupiniquins) e um copão de iogurte com calda de frutas vermelhas (sim, eu sei que já havia tomado café mas, como já disse, era um café simples), €4,90, e além do mais, eu sou taurino, então me deixa! 😆 De lá fomos a outro ponto turístico famoso que ficava bem próximo de onde estávamos hospedados, o Memorial dos Judeus Mortos no Holocausto. A visitação ao memorial, (que fica no subsolo daquele famoso campo de blocos de concretos cinzas), é gratuita, paga-se apenas pelo áudio guia, caso queira fazer a visitação com uma maior imersão. O número de pessoas que adentram o local é limitado, então entra um determinado grupo de pessoas e conforme elas vão saindo eles permitem que outras pessoas vão entrando também. Fiquei, no mínimo, umas duas horas lá embaixo pois a riqueza de informações do memorial como depoimento de sobreviventes, cartas de pessoas que foram executadas e histórias de famílias inteiras que foram destruídas pelo nazismo em toda Europa, é imensa, não dá pra simplesmente dar uma "passadinha", pra quem gosta de história, como eu, reserve algumas horas a esse lugar. De lá seguimos para o memorial do Muro de Berlim (Gedenkstätte Berliner Mauer) que fica na  Bernauer Straße, entre as estações S-Bahn Berlin Nordbahnhof e a U8 Bernauer Straße, essa é uma atração pra quem realmente quer entender o que significou o Muro de Berlim e o impacto que ele causou na vida da população local, é uma rua inteira com diversas informações desse momento da história da Alemanha, museus (fechado e a céu aberto) com fotos, textos, áudios e resquícios reais como pedaços inteiros do muro, fiações, cercas elétricas, etc. Também é uma atração para se ver com calma, pra que está com mais pressa pra ver outras coisas vá até a estação Warschauer Straße, e siga até a East Side Gallery, onde fica uma grande extensão do muro de Berlim com os grafites mais famosos da cidade, entre o memorial e os grafites eu optei pelo memorial pois mais do que apenas tirar fotos coloridas e alegres eu queria compreender mais sobre a história de um dos fatos mais marcantes do séc. XX. Gastamos algumas horinhas andando pela rua, lendo as informações disponíveis sobre o local, passeamos um pouco pelo charmoso cemitério Sophien, local cuja visitação dos túmulos passou a ser restrita pra quem vivia do lado ocupado pelos soviéticos (Alemanha Oriental). De lá seguimos até a famosa Alexanderplatz para comermos algo e também visitar a região. Aqui vou relatar uma gafe que cometi ao utilizar o banheiro na estação, pagamos €1,00 pra utilizarmos o banheiro, fui a uma cabine reservada fazer xixi, o vaso possui um sistema autolimpante automático, na verdade era só encostar a mão no dispositivo que ficava na parede (no lugar da descarga), beleza, dai terminei de fazer o meu xixizinho, agora era hora de dar a descarga, mas onde ficava a descarga se o sensor pra limpar a borda do vaso ficava no lugar dela?! Acabei concluindo que se tratava daqueles vaos que depois que você se afasta dão descarga automaticamente, então eu sai da cabine, apesar de não ouvi o barulho da descarga, segui para a pia lavar as mãos, nisso uma funcionária que havia entrado no banheiro percebeu que eu não havia dado descarga e me chamou e me levou até a cabine onde eu havia usado e pediu para que eu desse, tentei explicar em inglês o motivo de eu não ter dado a descarga, dai ela mostrou onde ficava, atrás da caixa de água do vaso 🤦🏽‍♂️, sai de lá mega sem graça e rindo, né, afinal, não deixei de dar descarga propositalmente rsrsrsrsrs. Acabamos indo comer no Mc Donalds, €8,90, como havia começado a chover forte ficamos um tempo por lá carregando os nossos celulares. Assim que a chuva diminuiu um pouco fomos andando até a Berliner Dom, uma imponente Catedral Protestante Luterana de Berlim que fica ma Ilha dos Museus, já havíamos passado por ela mas a intenção era visitá-la por dentro, porém, quando chegamos lá já havia passado do horário de visitação, dai acabei deixando para o nosso último dia em Berlim (o que não ocorreu, mas blz), de lá voltamos para o Hostel, como havia voltado a chover novamente decidimos lavar nossas roupas pois já tinha acumulado um certo volume de roupas sujas, chegando lá compramos as fichas para usarmos na lavanderia que ficava literalmente ao lado do nosso quarto, €6,50, aqui eu acabei me confundindo e coloquei um tempo de lavagem maior para a lava-roupas o que acabou consumindo do tempo para secá-las, pois as fichas te dão um prazo de 3h para fazer todo o processo. Enquanto nossas roupas lavavam tomamos banho e descansamos um pouco, decidimos que no dia seguinte visitaríamos o Campo de Concentração de Sachsenhausen, em Oranienburg. Assim que acordamos fomos recolher nossas roupas e pra nossa surpresa elas não estavam muito bem centrifugadas, tinha uma boa quantidade de água ainda nas roupas o que faria com que o processo de secagem fosse bastante demorado, colocamos as roupas para secar e, enquanto isso, saímos para jantar, sim no mesmo restaurante dos últimos dois dias. Dessa vez peguei o prato que meu companheiro havia escolhida na noite anterior (o Fettuccine com molho de creme de espinafre e salmão defumado, pois havia achado uma delícia e dessa vez ele pegou uma massa com molho arrabiata, era bom também mas nada comparado ao meu 😋. Passamos no mercado pra comprarmos água, um docinho pra comer e umas besteirinhas pra levarmos ao nosso passeio de amanhã, €5,70, de lá voltamos para o Hostel e aguardamos a nossa roupa acabar de secar, quando foi lá pra umas 00h00 fomos ver se já havia terminado e ao abrirmos a seca-roupas nossa roupa continuava bem úmida, coloquei as roupas de volta na seca-roupa pra ver se ela funcionava pra terminar de secar pois não havia condições de ficar com a roupa como estavam, iam começar a feder seria terrível, acabou que ela ligou e voltou a fazer o processo de secagem. Nisso deixamos a roupa lá secando e colocamos o celular pra despertar umas 6h00 pra gente retirar as roupas antes que mais alguém fosse utilizar a máquina.

Gastos no dia:

Café da manhã: €6,00

Compras: €4,90

Áudio guia memorial do Holocausto: €3,00

Banheiro: €1,00

Refeição: €8,90

Lavanderia: €6,50

Refeição: €7,10

Compras: €5,70

Total: €43,10

 

IMG_20191121_105401-01.thumb.jpeg.d08b050bb91eaad8ff0cb5cff669a553.jpeg

IMG_20191121_105432-01.jpeg

IMG_20191121_105636-01.jpeg

IMG_20191121_110322-01.jpeg

IMG_20191121_110117-01.jpeg

IMG_20191121_111001-01.jpeg

IMG_20191121_110949-01.jpeg

IMG_20191121_134931-01.jpeg

IMG_20191121_135252-01.jpeg

IMG_20191121_140259-01.jpeg

IMG_20191121_140320-01.jpeg

IMG-20191121-WA0053-01.jpeg

IMG-20191121-WA0055-01.jpeg

IMG_20191121_144055-01.jpeg

IMG_20191121_141558-01.jpeg

IMG_20191121_141940-01.jpeg

IMG_20191121_142000-01.jpeg

IMG_20191121_142251-01.jpeg

IMG_20191121_153133-01.jpeg

IMG_20191121_164617-01.jpeg

IMG_20191121_164725-01.jpeg

IMG_20191120_182841-01.jpeg

IMG_20191121_165931-02.jpeg

IMG_20191121_170328-01.jpeg

IMG_20191121_170233-01.jpeg

IMG_20191121_170542-01.jpeg

IMG_20191121_170639-01.jpeg

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dia 22/12 - SACHSENHAUSEN/BERLIM/MADRID

Último dia em Berlim, acordamos ás 6h00 para pegarmos nossa roupa na lavanderia e, finalmente, estavam secas 🤙🏽, voltamos a dormir mais um pouco e lá pelas 8h00 nos levantamos pra arrumar nossas coisas, nos trocarmos e descermos pra tomar café e fazer o check-out. Nesse dia faríamos a visita ao campo de concentração nazista Sachsenhausen na cidade de Oranienburg. Café tomado, check-out feito, pedimos para que guardassem nossas coisas até o final do dia, quando retornaríamos para pegá-las pra seguirmos para o aeroporto, partimos a pé até a estação Potsdamer Platz Bahnhof, mas antes passamos no supermercado pra garantirmos nossa aguinha pra tomarmos ao longo do dia, €4,00, pegamos o trem até Oranenburg, foi necessário fazer algumas baldeações, pois existem vários itinerários diferentes na mesma linha, que vão apenas até uma determinada estação, pra facilitar vou usar o exemplo de uma linha de trem aqui de São Paulo: Esmeralda que vai da estação Term. Grajaú até Osasco, porém, nessa mesma linha, há trens que partem da estação Jurubatuba, (algumas estações depois do Term. Grajaú) e vão só até Pinheiros, (algumas estações antes de Osasco). O trajeto até lá da em torno de 1h. Chegando em Oranienburg saímos da estação e ficamos a espera do ônibus que passava em frente a Sachsenhausen, ficamos, no máximo, uns 10min. aguardando ele que rapidamente nos levou até o nosso destino. A visitação é gratuita, você só paga pelo áudio-guia, fiquei muito contente que havia opção de áudio em português o que nos proporcionaria uma imersão muito maior e o melhor é que é o nosso português (eu achei que seria o português de Portugal), mas pra nossa surpresa, não era. O local é enorme e há muita informação pra ser absorvida, chegamos lá por volta das 11h e podíamos ficar, no máximo, até ás 16h00, nosso voô pra Madrid seria ás 19h40. O ideal é seguir de forma ordenada os números do áudio-guia em cada local de interesse pra que você não se perca em meios as informações. Sachsenhausen é uma atração bastante pesada, psicologicamente falando, mexe bastante com a gente, meu companheiro possui uma mediunidade bastante aflorada e ele se sentiu mal em diversos momentos, em especial na sala onde eram feito as autópsias, ele não conseguiu ficar por muito tempo e saiu de lá bastante perturbado, assim como na parte onde ficavam as fornalhas onde os corpos das pessoas que foram executadas eram cremados. De todos os países que visitei e que participaram diretamente na 2ª Guerra a Alemanha é a que mais faz questão de manter vivo os fatos que fizeram dela a grande vilã desse momento da nossa história, em razão de todo o mal que ela causou a tantos povos. Saímos de lá umas 15h30, apesar de estarmos com muita fome decidimos que comeríamos, pela última vez, no mesmo restaurante próximo de onde estávamos hospedados, ainda bem que saímos um pouco mais cedo pois o ônibus até a estação de trem demorou quase 30min. pra chegar. De lá seguimos pra Berlim novamente, chegando lá fomos direto ao hostel pegar nossas coisas e fazer nossa última refeição na cidade. Dessa vez eu peguei um belo de um Kebab ou Shawarma, dependendo da região, era enorme, mas bem adequado a fome que eu estava sentindo😆. Satisfeitos saímos em direção a estação que ficava do outro lado da rua, pegamos o trem e seguimos até a região de onde partem os ônibus que levam até o Aeroporto de Tegel. Achei esse aeroporto relativamente pequeno, não tivemos dificuldades em encontrar a fila para a sala de embarque. Madrid foi um ponto fora da curva no nosso roteiro porque a intenção era visitar um grande amigo meu que, em abril do ano passado, foi embora pra lá, mas no final eu acabei adorando a cidade. Nosso voô foi tranquilo, chegando lá seguimos em direção a estação T4 (linha 8), como nosso amigo tinha um bilhete disponível deixamos pra carregar ele quando nos encontrássemos no dia seguinte pra nos locomovermos pela cidade, compramos apenas o ticket para podermos ter acesso ao metrô pra podemos chegar até o nosso hotel. De lá seguimos até a estação Colombia pra fazermos a baldeação para a linha 9, de lá fomos até a estação Nuñes de Balboa (linha 5) e enfim seguimos até a estação onde desceríamos, Quintana. De lá para o nosso hotel eram pouco mais de 300m de caminhada, chegando fizemos o check-in, subimos e nos acomodamos, havia sido um dia bastante cansativo, o que mais queríamos era apenas tomar um belo banho e dormirmos pra no dia seguinte nos encontrarmos com o meu amigo pois ele seria o nosso guia na cidade.

 

Gastos no dia:

Café da manhã: €6,00

Água: €4,00

Áudio Guia Sachsenhausen: €3,00

Refeição: €7,25

Total: €20,25

 

IMG_20191122_101514-01.thumb.jpeg.a444f736bb149f27d888121c84791e6a.jpeg

IMG_20191122_113436-01.jpeg

IMG_20191122_115932-01.jpeg

IMG_20191122_120043-01.jpeg

IMG_20191122_120441-01.jpeg

IMG_20191122_121009-01.jpeg

IMG_20191122_121629-01.jpeg

IMG_20191122_122131-01.jpeg

IMG_20191122_122144-01.jpeg

IMG_20191122_122345-01.jpeg

IMG_20191122_124545-01.jpeg

IMG_20191122_123859-01.jpeg

IMG_20191122_124512-01.jpeg

IMG_20191122_125428-01.jpeg

IMG_20191122_130000-01.jpeg

IMG_20191122_130156-01.jpeg

IMG_20191122_130746-01.jpeg

IMG_20191122_130642-01.jpeg

IMG_20191122_131454-01.jpeg

IMG_20191122_132902-01.jpeg

IMG_20191122_133010-01.jpeg

IMG_20191122_133217-01.jpeg

IMG_20191122_132620-01.jpeg

IMG_20191122_134023-01.jpeg

IMG_20191122_135015-01.jpeg

IMG_20191122_140504-01.jpeg

IMG_20191122_135843-01.jpeg

IMG_20191122_140054-01.jpeg

IMG_20191122_141009-01.jpeg

IMG_20191122_141730-01.jpeg

IMG_20191122_142411-01.jpeg

IMG_20191122_142635-01.jpeg

IMG_20191122_142500-01.jpeg

IMG_20191122_143036-01.jpeg

IMG_20191122_143121-01.jpeg

IMG_20191122_143621-01.jpeg

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.




×
×
  • Criar Novo...