Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Trilha do Lago Krügger, Parque Nacional Los Alerces (Argentina) - mar/20


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

20200314_165153.thumb.jpg.5a8885f32f4b9ca393c3232ad68b7817.jpg

Playa Blanca vista do Portezuelo

O Parque Nacional Los Alerces foi criado em 1937 com o objetivo principal de proteger os bosques de alerce (lahuán em idioma mapuche), árvore gigante e ancestral da Patagônia. Tem basicamente quatro núcleos: Lago Rivadavia e Lago Verde/Rio Arrayanes na zona norte, Vila Futalaufquen na zona centro e Lago Amutui Quimei na zona sul. Escolhi os núcleos Lago Verde/Rio Arrayanes e Vila Futalaufquen pois me pareceram ter as trilhas mais interessantes, com mais montanhas.

Depois de três dias percorrendo as trilhas do setor Lago Verde (relato aqui), tomei o ônibus das 18h40 (único do dia) e cheguei à vila de Futalaufquen às 19h40. O Centro de Informes do Parque Nacional Los Alerces estava fechado (funciona de 8 a 16h na baixa temporada), então informações sobre as trilhas abertas e habilitadas só teria no dia seguinte.

Futalaufquen (pronuncia-se FutalÁufquen) vem do idioma mapuche e significa lago grande (futa=grande e laufquen=lago).

Ali há três opções de camping: Camping Libre Las Rocas (gratuito, com banheiros, mas estava sem água), Camping Los Maitenes (ARS350) e Camping Rahué (ARS350). Preferi o Rahué pelo atendimento muito simpático do dono (no Maitenes era um funcionário entediado). Mais detalhes sobre esses campings nas Informações Adicionais ao final do relato.

No dia seguinte voltei ao Centro de Informes e a guardaparque me disse que estavam abertas as trilhas (distâncias de ida e volta): 
Pinturas Rupestres (870m), 
Cinco Saltos (1,8km e desnível positivo de 184m a partir da trilha do Lago Krügger),
Lago Krügger (43km, desnível positivo de 553m, registro obrigatório e saída até as 10h da manhã), 
Cerro Cocinero (11km a partir da Ruta 71, desnível positivo de 890m, registro obrigatório e saída até as 10h da manhã).

E estavam fechadas: 
Cerro El Dedal (15km, desnível de 1080m), 
Arroyo Cascada (10km, desnível de 340m), 
Las Palanganas (9km a partir do Lago Krügger), 
Huella Andina etapa Vila Futalaufquen-Portada Centro (11km ida; este seria um acesso por trilha à base do Cerro Cocinero).

20200314_181223.thumb.jpg.869fb08e5b2b00a0d2a0155438c33181.jpg

Lago Futalaufquen

Dessas, escolhi fazer a trilha do Lago Krügger/Cinco Saltos e possivelmente o Cerro Cocinero se conseguisse carona para ir e voltar já que a trilha da vila à base do Cocinero estava fechada (Huella Andina etapa Vila Futalaufquen-Portada Centro).

Mas tudo para o dia seguinte pois é obrigatório fazer o registro de trekking até no máximo 10h justamente para as duas trilhas que escolhi percorrer. E eu ainda precisava comprar comida. 

A vila de Futalaufquen tem um mercadinho (Mercado El Negro), mas tem pouca variedade e muitas vezes está fechado. Procurei outros dois mercados e também estavam fechados. A proveeduría (mercadinho básico) do Camping Los Maitenes também é bem fraquinha. Onde todos param para comprar comida é na proveeduría do Camping Rahué, onde eu acampei. O dono sempre tem pão caseiro fresco (ele mesmo faz) e vende queijo em pedaço também.

Nesse dia ainda percorri a Trilha das Pinturas Rupestres com subida a um mirante sobre um rochedo. É um circuito de 870m bem fácil, com acesso a cadeirantes até as pinturas.

Trilha do Lago Krügger

Início e final: vila de Futalaufquen
Distância: 21,5km (só ida)
Duração: 3 dias
Maior altitude: 1079m em Portezuelo
Menor altitude: 526m à margem dos lagos Futalaufquen e Krügger
Dificuldade: média para quem está acostumado a longas travessias com mochila cargueira e acampamento selvagem. A maior subida tem desnível de 553m. Entre o Portezuelo e a Playa Blanca a descida é bastante inclinada, portanto uma subida bem difícil na volta.

A trilha do Lago Krügger tem um formato de U invertido abraçando a montanha denominada Cordón Situación, onde se encontram o Cerro El Dedal e o Cerro Cocinero. Percorre as encostas dos lagos Futalaufquen e Krügger, os quais se comunicam através do Estrecho de los Monstruos (nome dado por causa das trutas gigantes encontradas ali no passado). 

20200315_105911.thumb.jpg.06930a4c9d60d2b2ff8c5a8d1afd58c5.jpg

Playa Blanca

1º DIA - 14/03/20 - da vila de Futalaufquen à Playa Blanca

Distância: 13,7km (mais 860m ida e volta a Puerto Limonao; mais 1,8km ida e volta à Cachoeira Cinco Saltos)
Maior altitude: 1079m em Portezuelo
Menor altitude: 526m na Playa Blanca
Resumo: na trilha que leva ao Lago Krügger fiz um desvio para conhecer a Cachoeira Cinco Saltos, subindo e descendo de volta um desnível de 184m a partir da bifurcação. Continuando o caminho ao lago subi 462m verticais, baixei 79m, subi novamente 132m e por fim desci 553m muito íngremes para acampar na Playa Blanca.

Saí do camping às 9h25 e fiz o registro de trekking para o Lago Krügger antes das 10h, horário-limite. Fogareiro é um item obrigatório para essa trilha, porém expliquei à guardaparque que não cozinho, só como comida fria, e ela não fez objeção. Tomei a estradinha às 9h47 na direção norte e depois de 560m, às margens do Lago Futalaufquen, entrei numa trilha à direita sinalizada com uma placa "Puerto Limonao" e Huella Andina.

A Huella Andina é uma trilha argentina de 570km de extensão dividida em 42 etapas. Vai da província de Neuquén à província de Chubut, no norte da Patagônia. Sua sinalização são duas faixas horizontais de cores azul e branca. A trilha do Lago Krügger faz parte da etapa de número 39 desse caminho de longo curso (mais informações aqui e aqui).

Essa trilha a Puerto Limonao corre paralela à estrada (agora de rípio) e tem painéis identificando algumas espécies de árvores. Algumas janelas na mata deixam ver o bonito Lago Futalaufquen. 

Às 10h32 saí numa estradinha secundária e a placa de Puerto Limonao mandava seguir para a direita. Passei por Puerto Bustillo e 110m depois reentrei na trilha à direita. Às 10h57 uma bifurcação: Puerto Limonao em frente e Cinco Saltos/Lago Krügger à esquerda. Meu destino era o lago mas fui em frente para conhecer Puerto Limonao. Até aí foram sete riachos cruzados, mas eu preferi pegar água mais acima. 

Cheguei às 11h07 a Puerto Limonao. Esse é o porto da vila de Futalaufquen e dele saem barcos para o Lago Krügger. Tirei fotos da linda vista e retornei (pela estrada) à bifurcação para Cinco Saltos/Lago Krügger, entrando nessa trilha às 11h20. No começo é uma estradinha fechada a carros por uma cancela. Depois da ponte do Arroyo Los Pumas vira uma trilha mesmo. Passei pelos fundos da Hosteria Futalaufquen e às 11h39 encontro a bifurcação da cachoeira Cinco Saltos. Altitude de 564m. 

Subi à esquerda para conhecê-la, saindo do bosque. Às 12h02 cheguei a um mirante (altitude de 726m). Ignorei uma placa de "cerrado por mantenimiento" e continuei. Subi um pouco mais (até 748m) e desci para me aproximar do riacho, o mesmo Arroyo Los Pumas, mas vi apenas pequenas quedas e pocinhos. Nesse trecho a trilha não está mesmo em bom estado e atravessa um bosque queimado.

20200314_152658.thumb.jpg.769a3a61d7ce905296953bd1360ed8ea.jpg

Mutisia decurrens

Voltei ao mirante, comi um lanche e desci de volta à bifurcação, retomando a trilha do Lago Krügger às 13h27. Nos próximos 2km, aproximadamente, a trilha percorre a encosta do Lago Futalaufquen no sentido noroeste para depois subir. Esse trecho é bonito pelas vistas do lago mas a trilha em si é ruim de caminhar pois é inclinada, caindo para a direita. Além disso, atravessa uma área em recuperação de incêndio, com pouca sombra por conta das árvores queimadas. 

Cruzei cinco riachos e é bom se abastecer aí pois logo vem uma subida mais cansativa. Às 14h10 passei por um local dentro de um bosque com uma placa de Cementerio de Puesto Rozas (família Rozas) e um cruzeiro de madeira, mas não há túmulos aparentes. 

A trilha começa a subir e se afastar do lago. Faz uma curva para a esquerda, toma o rumo sul como se estivesse voltando e atravessa um bosque vivo às 14h49. Depois retoma o sentido noroeste e atinge a altitude de 1026m. Essa é a primeira das duas subidas mais acentuadas desse dia. Na descida, reentro no bosque e encontro às 15h35 um riacho com a placa de "último arroyo". Esta é a última água antes do Portezuelo, o ponto mais alto da travessia, portanto melhor encher os cantis. Parei para comer.

Saio do bosque e a trilha aponta para uma colina recoberta de floresta, mas antes de alcançá-la ela quebra para a esquerda (oeste) e passa a acompanhar uma vala profunda que é o limite dessa colina. Me dirijo para um campo entre as colinas e baixo para a altitude de 947m, mas logo volto a subir.

Subo por um vale com algumas matinhas e às 16h43 atinjo o ponto mais alto, chamado de Portezuelo (=passo de montanha). Altitude de 1079m. A vista é magnífica, parei um bom tempo para admirar e tirar fotos. Mais alguns metros e já avisto a Playa Blanca bem abaixo. 

A partir do Portezuelo a trilha despenca para a Playa Blanca. Sim, é muito íngreme! Bastão ou cajado muito importantes para não estourar os joelhos. Reentrei no bosque às 17h07 e a primeira água apareceu às 17h57, já bem perto do Lago Futalaufquen. Cheguei à Playa Blanca às 18h25. Um riacho deságua nela, portanto há água fácil.

O lugar é tão bonito e tranquilo que nem pensei em continuar até o Lago Krügger nesse dia. Nas praias a recomendação é acampar nas áreas sinalizadas com plaquinhas nas pedras e não sobre a vegetação, que é muito frágil. O camping na Playa Blanca é selvagem, não há banheiro ou outra estrutura.

Altitude de 526m.

Temperatura mínima durante a noite fora da barraca: 4,8ºC

20200314_183614.thumb.jpg.7d325a8ae7370507b742308b44170b1b.jpg

Playa Blanca

2º DIA - 15/03/20 - da Playa Blanca ao Lago Krügger (e fechamento dos parques nacionais pela pandemia do coronavírus)

Distância: 7,8km
Maior altitude: 676m
Menor altitude: 526m à margem dos lagos Futalaufquen e Krügger
Resumo: esse dia teve uma variação de altitude bem menor que o anterior, com duas subidas de 150m e 148m, sempre na sombra do bosque

Comecei a caminhar às 11h19. Tive de esperar o sobreteto da barraca secar ao sol pois de tão molhado pingava até dentro da barraca. A trilha sai para oeste por dentro do bosque e já começa com subida. Encontrei um argentino que estava no Centro de Informes no dia anterior fazendo o registro e ele fez todo o percurso até o Lago Krügger num dia só em 9h. O meu tempo, descontadas as idas a Puerto Limonao e Cinco Saltos, totalizaria 10h. 

Nessa primeira subida cheguei aos 676m (desnível de 150m) às 12h16 e desci de novo ao nível do Lago Futalaufquen, com algumas vistas bonitas dele por entre as árvores. Perto da margem me deparei às 13h16 com um riacho correndo por uma vala e a ponte é um tronco atravessado, porém estreito e escorregadio. Procurei nas laterais uma alternativa mais segura e acabei cruzando o riacho à direita do tronco, varando um matinho. Essa é a primeira água desde a Playa Blanca.

A trilha sobe novamente, chega aos 674m (desnível de 148m) às 14h24 e desce ao lago outra vez exatamente onde há um riacho de água boa (segunda água do dia). Mas agora o lago é o Krügger, não mais o Futalaufquen. 

Cheguei ao início da praia de pedrinhas do Lago Krügger às 14h47, mas a área de acampamento e o posto do guardaparque ainda estavam mais à frente. Passei pela antiga área de acampamento e estava interditada. Cheguei ao posto do guardaparque às 15h e estava fechado. Na hosteria ao lado estavam encaixotando tudo para fechar e ir embora. 

20200315_175457.thumb.jpg.5800b88f87b3db92d6eba1d70c431a06.jpg

Lago Krügger

Perguntei do guardaparque ao pessoal da hosteria e disseram que ele estava trabalhando numa trilha. Vi a placa da trilha Las Palanganas (=as bacias) mas estava com aviso de "cerrado por mantenimiento". Porém o rapaz da hosteria disse que eu poderia ir por ela até um local chamado Naufragio del Frey, no meio do caminho. E foi o que fiz. 

Essa trilha Las Palanganas tem 9km ida e volta e eu tinha programado percorrê-la para completar esse dia de caminhada. Ela margeia o Lago Krügger e depois o belo Rio Frey. Quando cheguei aos 1,2km desde a hosteria me deparei com a trilha em mau estado, interditada com faixas e uma seta apontando para a direita. Fui para a direita e desci 140m (horizontais) até a margem do Rio Frey nesse local de nome Naufragio del Frey. Lugar muito bonito, com o rio de águas esverdeadas e transparentes. 

Voltei ao ponto de interdição e tive coceira de continuar, mas se o guardaparque estava trabalhando numa trilha só podia ser nessa. E ele não ia gostar nem um pouco de me ver nela. Voltei à hosteria e o rapaz me orientou onde deveria acampar: na praia, sobre as pedrinhas mesmo, nos lugares sinalizados com uma plaquinha. Assim como na Playa Blanca, camping gratuito e sem banheiro.

Na praia conversei com um rapaz de Buenos Aires e ele foi o primeiro a me dizer que os parques nacionais estavam sendo fechados naquele dia pela pandemia do coronavírus e que nós deveríamos sair no dia seguinte. Como não poderíamos refazer o trajeto de volta pela trilha, o guardaparque iria nos levar de bote. O problema é que ele ia nos levar até Punta Mattos e não até Puerto Limonao. E Punta Mattos fica a 18,8km da vila de Futalaufquen, onde nós dois tínhamos deixado parte de nossas bagagens. 

Somente à noite encontrei o guardaparque e ele confirmou tudo isso. Disse que não poderia nos levar a Puerto Limonao por ser muito longe... Assim estávamos sendo "despejados" da trilha num local distante de onde começamos e com chance muito menor de conseguir uma carona. E ainda proibidos de acampar mais uma noite caso não conseguíssemos sair do parque.

Altitude de 526m.

Temperatura mínima durante a noite fora da barraca: 5,5ºC

20200315_153634.thumb.jpg.129bbc9ecc0cd81ff201d962d141d51e.jpg

Rio Frey no local conhecido como Naufragio del Frey

3º DIA - 16/03/20 - do Lago Krügger à vila de Futalaufquen (e saída forçada do parque nacional fechado pela pandemia)

Distância: 18,8km (de estrada)
Maior altitude: 593m
Menor altitude: 526m no Camping Rahué
Resumo: saí do Lago Krügger no bote do guardaparque e encarei 18,8km de estrada para voltar ao Camping Rahué (maior desnível positivo de 57m)

Às 8h40 da manhã estava 7,9ºC.

Às 9h45 saímos eu e o portenho num pequeno bote inflável a motor com o guardaparque. Cruzamos o Lago Krügger, o Estrecho de los Monstruos (água de 2,5m de profundidade totalmente transparente com as trutas nadando) e navegamos pelo Lago Futalaufquen até o ancoradouro de Punta Mattos, chegando às 10h05. 

Tentamos ver no posto de guardaparques ali se iriam sair para o sul para nos dar carona até a vila de Futalaufquen mas a resposta foi negativa. O ônibus que passa ali uma vez por dia só passaria na quarta-feira (dois dias depois) pois após 11 de março a frequência passa a ser de três vezes por semana (sábado, domingo e quarta-feira).

O meu parceiro imediatamente tomou a estrada e foi embora para a vila. Eu fiquei na beira da estrada de rípio para tentar a sorte numa carona. Mesmo com o parque fechado essa estrada estava aberta pois serve de ligação entre vilas e cidades vizinhas. O problema é que não havia mais turistas e os raros que passavam tinham medo de dar carona pelo risco de contaminação. 

Esperei até 12h56 (cerca de 2h30) e nada. Resolvi ir caminhando mesmo... afinal ainda tinha que pegar as minhas coisas no camping e dar um jeito de sair do parque pois não era permitido mais acampar dentro dele. 

Durante a minha caminhada de 18,8km passaram vários carros, quase todos indo para o norte, e os poucos para o sul não quiseram parar. Todos os atrativos, campings e hosterias do caminho estavam fechados. 

Cheguei ao Camping Rahué às 17h29, descansei, peguei as coisas e voltei ao trevinho da vila para pedir carona para Esquel ou Trevelin, as cidades mais próximas. Quando estava quase anoitecendo um caminhão de lenha parou e me levou até Esquel, aonde cheguei somente às 22h por problemas que o motorista teve na portaria do parque para sair com lenha sem a guia de autorização. Em Esquel fui para o Camping La Colina.

20200315_162412.thumb.jpg.35e6560b9b85c9e6f6aca58cb4756bf6.jpg

Rio Frey

Informações adicionais:

. ônibus das cidades de Lago Puelo e Esquel ao Parque Nacional Los Alerces (Transportes Esquel)
no verão (de 19/12 a 11/03): diário
após 11/03: quarta, sábado e domingo
sai de Lago Puelo às 15h30 e passa nos setores Lago Rivadavia (18h), Lago Verde (18h40), Vila Futalaufquen (19h40). Chega a Esquel às 20h40.
sai de Esquel às 8h e passa nos setores Vila Futalaufquen (9h15), Lago Verde (10h30), Lago Rivadavia (10h50). Chega a Lago Puelo às 13h30.
o valor do trajeto Lago Verde-Vila Futalaufquen é ARS200 (R$12,50 pelo câmbio não-oficial em Bariloche)

. a taxa de entrada no Parque Nacional Los Alerces para estrangeiros é ARS400 (R$25)

. site do parque: www.argentina.gob.ar/parquesnacionales/losalerces

. o Centro de Informes do Parque Nacional Los Alerces em Vila Futalaufquen funciona de 8h a 19h na alta temporada e de 8h a 16h na baixa temporada

. na vila de Futalaufquen há sinal de celular 

. o Camping Rahué tem: proveeduría (mercadinho básico), duchas e torneiras quentes o dia todo, tanques ao lado dos banheiros, luz e tomada no módulo, wifi, pão caseiro feito pelo dono e guarda de bagagem para fazer trilhas. Não tem cozinha mas cada módulo tem uma churrasqueira que eles chamam de fogón. 
Preço por pessoa: ARS350 (R$21,88)

. o Camping Los Maitenes conta com restaurante, bar e margem do Lago Futalaufquen. Possui: proveeduría (mercadinho básico), ducha quente só de manhã e à noite, luz e tomada no módulo, não tem wifi, guarda de bagagem para fazer trilhas. Não tem cozinha para os campistas mas cada módulo tem uma churrasqueira que eles chamam de fogón.
Preços por pessoa: alta temporada ARS400 (R$25); baixa temporada ARS350 (R$21,88)
Site: www.campinglosmaitenes.com

. o Camping Libre Las Rocas tem: banheiros e lavatórios, mas estava sem água. Não tem cozinha mas cada módulo tem uma churrasqueira que eles chamam de fogón.
Preço por pessoa: gratuito

. o parque exige que se faça registro de trekking para as trilhas do Lago Krügger e do Cerro Cocinero. Para o Lago Krügger o registro deve ser feito no Centro de Informes de Vila Futalaufquen pela manhã, com saída no máximo até 10h. Do Cerro Cocinero deve ser feito no Centro de Informes de Vila Futalaufquen ou na Portada Centro (12,4km dali pela Ruta 71), com saída no máximo até 10h. Ao final deve-se registrar o horário de retorno.

Rafael Santiago
março/2020
https://trekkingnamontanha.blogspot.com.br

 

1740009765_LagoKrugger.thumb.JPG.b87e77da4a916c49533e1cabca77f2b0.JPG

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
×
×
  • Criar Novo...