Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

filiperocha

15 dias Leste Europeu Casal - 15 mil reais dá??

Posts Recomendados

Bom dia galera,

 

Acho que todo mundo tá fazendo planos pós pandemia né?? kkk

 

Entáo, nunca fui pra Europa e sou leigo em montar viagens pra lá, principalmente em relação aos custos locais. Eu e minha namorada estamos programando uma viagem pra Europa em Setembro de 2021. A principio, teriamos cerca de 15 dias de férias e pensamos em um mini mochilão por uns 3 ou 4 países.

A grande questão é a grana, e por isso vim pedir ajuda dos mais experientes. 15 Mil reais, pra nós dois, dá? Por uma questão de estilo, costumamos ficar sempre em quartos privados com banheiro, mas não precisa ter luxo nenhum. Ficamos em hostel sem problema, não fazemos questao de hotel! Os deslocamentos entre os países fariamos de onibus/trem.

O projeto ainda é bem embrionário, mas já li que a Europa Central/Leste é mais barata, por isso pensamos em: Berlim, Praga, Budapeste e Dubrovnik (com bate volta a Montenegro). O que acham? Será que cabe no nosso orçamento?

 

Abraços!

Compartilhar este post


Link para o post

Comparado a Amsterdam, Suíça, Austria, os países da Europa Central / Leste Europeu ainda são um pouco mais baratos, mas nem tanto, o custo de vida nestes países aumentou significativamente nos últimos anos, e hoje está no mesmo nível, se não maior do que o custo de Portugal, Espanha e Itália.

Mas o problema mesmo da Europa Central/Leste Europeu, é que fica muito fora de mão para quem vem do Brasil, não há voos diretos, e as passagens são caras.

Então tudo o que você conseguir economizar com o custo de vida um pouco menor, você vai gastar com as passagens mais caras para chegar lá na Europa Central/Leste Europeu, ou seja, esta história de que viajar pelo leste europeu será mais barato, é meio que uma lenda urbana, pois na prática, não será mais barato não.

Uma estratégia que muitas pessoas utilizam para baratear o custo da viagem, é incluir um país da Europa Ocidental no roteiro como por exemplo Itália, Espanha, França, Portugal, etc, para estes países é relativamente fácil achar passagens promocionais baratas, e depois seguir de voo low-cost até a Europa Central / Leste Europeu.

Mas você tem que pesquisar bastante antes de comprar as passagens, escolher muito bem as datas e cidade de chegada e partida, pois de nada adianta você comprar uma passagem baratinha para Lisboa e depois ter que pagar uma fortuna numa passagem de Lisboa para Dubrovnik.

E também precisa ter tempo suficiente para incluir esta parada na Europa Ocidental, o que pode ser complicado num roteiro onde você quer visitar Berlin, Praga, Budapeste, Dubrovnik e Montenegro em 15 dias, esta quantidade de dias mal seria suficiente para estas cidades que você já tem, não daria para incluir Lisboa, Madrid ou Roma por exemplo.

Compartilhar este post


Link para o post

Agora quanto ao seu orçamento:

Passagem para a Europa Central / Leste Europeu são caras, fora de temporada, eu estimaria que as passagens Brasil x Europa x Europa dificilmente lhe custariam menos de R$ 3.000 ou 3.500 por pessoa, então arredondando para cima, seriam uns R$ 7.000 só com as passagens.

Entre Berlin, Praga e Budapeste dá para viajar de trem ou ônibus tranquilamente, com as passagens custando no máximo 20 ou 25 Euros por pessoa, mas Dubrovnik fica muito longe e fora de mão de tudo, e o único meio viável de você chegar lá sem perder dias e mais dias na estrada, seria de avião.

O problema é que há poucos voos para Dubrovnik, a maioria das companhias aéreas simplesmente cancela os voos na baixa temporada, entre setembro e maio, operando os voos somente durante a alta temporada de verão. E mesmo assim, durante a alta temporada são só 1 ou 2 voos por semana, e somente para algumas cidades maiores.

Ou seja, há grande risco de você chegar lá em Budapeste e não haver voo barato para Dubrovnik nos dias que você precisa, e você se obrigar a pegar um voo caro de 300 euros com conexão, para não perder 2 dias na estrada...

Levando em conta que o trecho até Dubrovnik pode ser caro, eu estimaria uns 120 a 150 Euros por pessoa para passagens locais, o que daria uns 250 a 300 euros para o casal.

Quarto privativo e com banheiro é quase artigo de luxo na Europa, kkkkkk🤣, e paga-se mais caro por isto,  mas pegar 2 camas num hostel com banheiro coletivo, também não será lá muito mais barato do que um quarto privativo com banheiro compartilhado...

Supondo que vocês sejam econômicos, mas que façam questão de almoçar ou jantar pelo menos uma vez por dia num restaurante simples, sem pedir nada mais elaborado, tomando um vinho ou cerveja para acompanhar, e que façam as outras refeições com lanche comprada na rua, também supondo que vocês não fiquem só passando vontade do lado de fora das atrações turísticas, e que paguem ingresso em alguns locais, e ficando num quarto privativo com banheiro, eu estimaria a média de gastos em algo perto de 150 ou 160 euros por dia para o casal.

Multiplicando 150 euros x 15 dias, dá 2.250 Euros, somando mais os 250 euros das passagens locais, daria uns 2.500 euros para o casal.

convertendo 2.500 euros para Reais usando a cotação do Euro Turismo, que hoje está em R$ 6.50, daria R$ 15.375 só com passagens locais, hotel, alimentação e passeios.

Somando mais os R$ 7.000 das passagens Brasil x Europa x Brasil daria R$ 22.375, mas ainda falta seguro saúde obrigatório, e algumas coisinhas que você eventualmente precise comprar, etc, e facilmente chegaria num orçamento de 23 ou 24 mil Reais, isto sendo econômico.

O problema é que estes países do Leste Europeu estão muito vinculados ao Euro e os preços meio que acompanham o euro, e infelizmente o Euro está caro, hoje na prática está custando R$ 6.50 , tenho saudades da época em que que reclamava-mos de que o Euro a R$ 3.00 era caro... kkkkkk

Resumindo toda a história, com o dólar e euro no preço que estão hoje, com 15 mil Reais não dá para pagar uma viagem de  15 dias para um casal sem passar por apertos ou necessidade durante a viagem.

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

@filiperocha ao montar seu roteiro nao pense  em países, pense em cidades. 15 dias de férias para querer passar por 3 ou 4 países não é impossível porém não é viável. 

Primeiramente, dos quinze dias voce só terá doze úteis pois voce sairá do Brasil e chegará na Europa no outro dia, isso se nao tiver que fazer uma conexao para algum outro país caso vá para Europa Central / Leste. O último dia (da volta para o Brasil) voce tambem nao conseguirá aproveitar pois estará envolvido arrumando malas e se deslocando para o aeroporto. Caso consiga emendar as férias com um final de semana ou feriado pode-se otimizar essa perda do deslocamento.

Segundo, voce quer economizar, entao evite fazer vários deslocamentos pois eles comerão uma boa parte do seu orçamento. Cada cidade tem suas atraçoes e cada pessoa tem seus gostos, mas eu recomendaria pelo menos uns 4 dias inteiros em Berlim, 3 em Praga e 3 em Budapeste. Dá pra fazer em menos? Sim. Mas voce com certeza faria uma viagem correndo literalmente e muita coisa passaria em branco. Neste exemplo voce ja gastaria dez dias úteis mais dois nos deslocamentos, ou seja, os outros destinos ficaria fora do seu tempo disponivel pra viagem.

Terceiro, os dias de deslocamentos voce nao pode contar como um dia útil pois mesmo se deslocando pela manha, na melhor das hipóteses voce perderá a metade de um dia ou mais. Entao pra quem tem pouco tempo, muitos deslocamentos ti permitirá aproveitar muito menos do que se poderia. Lembre-se tambem que imprevistos podem acontecer e pra quem viaja com um roteiro cronometrado qualquer pepino poderá comprometer o restante da viagem.

Na minha opinião voce poderia escolher passar por no máximo dois países pra poder fazer uma viagem mais proveitosa. Muitas pessoas tambem escolhem uma cidade base e a faz como hub para passeios proximos em outras cidades. Com isso a pessoa levanta cedinho, vai até o destino e volta a noite, com isso nao precisa fazer checkin/checkout.

  • Gostei! 2

Compartilhar este post


Link para o post

Boa noite galera!

 

Valeu demais pelas respostas, vcs são 10!

 

Então, imaginei que pra todos esse lugares ia ficar meio apertado mesmo. Estou com dificuldade de ver passagens pq os aplicativos não estão mostrando voos (talvez por causa da pandemia) e a data da possível viagem (Setembro de 2021) ainda não é elegível para reservas.

Eu havia mencionado Dubrovnik porque queríamos conhecer as locações de GOT!! hahahaha

Mas como tudo ainda está sendo pensado, aceito sugestões de roteiros pra 2 países.

 

É possível, também, se for o caso, reduzir pra 10 dias de viagens (fora os dias da ida e da volta pro Brasil)  pra cortar os gastos. 

A gente curte muito destinos de natureza, paisagens etc. Museus, exposições etc são legais, mas não são nosso estilo preferido

Compartilhar este post


Link para o post

@filiperocha Quando comprar vá direto pelo site das aéreas,no momento não há venda pelo fechamento do espaço brasileiro para quase voo nenhum.Lá no site próprio é mais fácil o cancelamento,caso apareça uma 2,3 onda,sabe-se lá o que vai acontecer.Sugiro,já que gosta de natureza,Andorra,é baratíssimo no verão e tem paisagens maravilhosas,podendo continuar por Barcelona,veja meu relato ai.

Compartilhar este post


Link para o post

@filiperocha não tem passagem aérea disponível para setembro de 2021 porque as empresas deixam no máximo 1 ano a partir da data atual para reserva de passagens

não tem nada a ver com a pandemia o fato das passagens não estarem disponíveis para compra ainda

Compartilhar este post


Link para o post

O pessoal já comentou, as companhias aéreas vendem passagens com no máximo 1 ano de antecedência, mas mesmo que já estivessem disponíveis, nesta época de incerteza, pessoalmente eu não compraria nenhuma passagem com mais de 3 ou 4 meses de antecedência, pois quem garante que não teremos uma segunda ou terceira onda de infecções do Covid, que as vacinas em desenvolvimento sejam eficazes, que você não seja demitido ou vá a falência caso seja empresário ou autônomo, que as companhias aéreas não tenham falido até lá, etc, etc...

Berlin, Praga e Budapeste são destinos mais focados em turismo urbano e cultural, com muitos museus, castelos, palácios, igrejas históricas,  cafés, bares, restaurantes, etc... Ou seja, não são exatamente os destinos mais focados para ver paisagens naturais.

Mas se for para esta região e quiser dar uma fugidinha para a natureza, próximo a Berlin um dos destinos de natureza mais populares é a floresta de Spreewald mais especificamente na cidade de Lübbenau, lá você pode fazer passeios de barco guiados pelos lagos e canais, ou então alugar um caiaque e explorar os lagos e canais por conta própria...

Lübbenau fica a 1h de trem de Berlin, então dá ir e voltar no mesmo dia, sem precisar pernoitar lá, só pegar o trem de manhã cedinho, e voltar a noite para Berlin.

spreewald4-dzt-3129.jpg353.jpg

Um outro destino de natureza nesta região, é Bastei próximo a Dresden, fica a 30 minutos de trem de Dresden, no meio do caminho entre Berlin e Praga.

Mas para visitar Bastei, você precisaria incluir uma parada de 2 dias em Dresden, 1 dia para visitar a cidade de Dresden, e outro dia para  visitar Bastei e a Fortaleza de Königstein

Bastei:
fotografiert-vom-ferdinandstei.jpg

Königstein:
festung-koenigstein.jpg

Ai um roteiro de no máximo 10 dias ficaria algo mais ou menos assim:

- 4 ou 5 dias em Berlin, sendo um deles para um bate-volta até Lübbenau
- 2 dias em Dresden, num deles faz um bate-volta a Bastei e Königstein
- 3 dias em Praga

Mas uma observação, setembro já começa a transição de verão para outono/inverno na Alemanha, então já há chances de pegar alguns dias meio frios e chuvosos, que podem arruinar o passeio até Lübbenau e Bastei, então é bom deixar estes passeios meios flexíveis, escolhendo o dia de fazer estes bate-volta lá na hora, é importante ter um Plano B para os passeios de natureza, caso o clima seja uma merda, e você pegue 5 dias seguidos de chuva...

  • Gostei! 1

Compartilhar este post


Link para o post

Uma outra opção, caso você queira fugir do potencial clima mais frio na Alemanha, e prefira o calor da Croácia:

Comprar uma  passagem Brasil x Roma x Brasil, costuma ser relativamente fácil achar passagens mais baratas para Roma.

- 3 dias em Roma para conhecer a Cidade Eterna.
- Pegar um voo low-cost do Roma para Dubronik, ficar uns 3 ou 4 dias em Dubrovnik
- Pegar o ferry para Hvar, ficar 2 ou 3 dias em Hvar
- Pegar o barco para Split, ficar 1 dia em Split.

Terminar pegando um voo low-cost de volta a Roma no dia anterior a sua volta para o Brasil, ou invertido, dependendo da disponibilidade de voos entre Roma e Dubrovnik/Split, totalizando 9 ou 10 dias.

Neste roteiro tem que ficar atento a disponibilidade de voos, pois nem sempre há voos todos os dias entre Roma e Dubrovnik/Split, o que pode fazer com que você tenha que sacrificar algumas cidade, ou então ficar mais tempo que o previsto em alguma delas.

Dubrovnik:
cable-car-dubrovnik-nos-na-trip-erica-ca

Hvar:
Hvar.jpg

Split:
split-croatia-day-trips.jpg

 

Compartilhar este post


Link para o post

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora



×
×
  • Criar Novo...