Ir para conteúdo

Covid-19 - Viagem para a Bósnia


Mari D'Angelo

Posts Recomendados

  • Membros
  • Starting July 16, BiH borders are open for citizens and residents of EU and Schengen countries with a negative PCR test not older than 48 hours (this does not apply to Croatian citizens).
  • For other non-resident foreign nationals, there is still an entry ban, though some with special circumstances (e.g. For a business meeting, to a funeral, for medical treatment, or in the company of a BiH-citizen spouse) may enter. Special documentation and/or a negative COVID test may be required.

Nations bordering BiH have decreased their border restrictions: 

  • July 1, the European Union (EU) opened its borders to some non-European Union residents. Re-open EU has up-to-date information.
  • Serbia: All COVID-19 related entry restrictions are lifted for both Serbian and foreign citizens. Visit the website of the Government of Serbia for additional information on these measures.
  • Croatia: U.S. citizens arriving to Croatia for tourism, business, urgent personal reasons, or educational purposes must present a negative PCR test not older than 48 hours (starting from the time of taking the swab until arrival at the border crossing). If you have a test that is older than 48 hours, you will be allowed to enter Croatia, but you will be issued a self-isolation order and will have to be tested again locally, at your own expense. Please direct questions regarding this new requirement to Croatian Ministry of Interior.
  • Montenegro: Borders have opened to foreign nationals with restrictions, including a negative PCR test for people entering from BiH. The government of Montenegro’s has an updated list here.

https://ba.usembassy.gov/covid-19-information/

 

Ou seja, as fronteiras da Bósnia atualmente estão abertas, mas você precisa apresentar um teste PCR negativo para Covid realizado a menos de 48 horas do momento sua chegada na Bósnia, o que pode ser um problema, pois a maioria dos locais que faz teste PCR pede entre 48 e 72 horas para entregar o resultado do teste.

Não esqueça de levar o seu passaporte ou documento comprovando que possui cidadania Europeia ou visto de residência permanente em Portugal, pois vai precisar ele.

Não sei se é o seu caso, mas a Bósnia não costuma ser o único destino de quem vai para esta região, a maioria das pessoas acaba passando também pelos vizinhos Sérvia, Croácia e Montenegro, apesar das fonteiras destes países estarem abertas, na maioria deles você precisa apresentar um teste PCR negativo para Covid feito a menos de 48 horas, ou seja, se enquanto você estiver lá na Bósnia, você quiser dar um pulinho na Croácia ou Montenegro, vai ter que fazer um teste PCR para Covid lá na Bósnia, pois aquele que você fez em Portugal já terá expirado...

Tem outro porem que pode lhe causar problemas ou contra-tempos, apesar de a Bósnia ter liberado a entrada de pessoas da União Europeia, o reciproco não é válido, atualmente a Bósnia não está entre os países liberados pela União Europeia, então mesmo que você consiga entrar na Bósnia, você pode ter algumas restrições ao voltar para Portugal, como por exemplo ter que fazer um outro teste PCR menos de 48 horas antes de retornar ou então ficar de quarentena em Portugal até que o saia o resultado do teste PCR feito assim que você chegar de volta em Portugal.

Alem disto, alguns voos que tinham sido retomados para esta região no último mês, voltaram a ser cancelados depois que houve um aumento significativo de novos casos na Sérvia, Albânia, Montenegro e Bósnia e estes países serem excluídos da lista de países seguros para viajar da União Europeia.

Mas lembrando que isto é válido hoje, e a situação pode estar muito diferente na data da sua viagem daqui a 45 dias, então é muito recomendável que você se mantenha atualizada a respeito das regras vigentes, e passe a conferir diariamente se houve alguma alteração quando faltar uma semana para a sua viagem, assim você terá algum tempo para correr atrás de alguma eventual mudança nas exigências.

 

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Membros

Uma outra observação que se veio a mente agora:

Como que você vai ir para a Bósnia? Vai ir de avião? Há voos diretos de Portugal para a Bósnia ou você vai fazer conexão em algum lugar?

Pergunto isto, por que ontem o governo daqui da Alemanha publicou uma recomendação/alerta para quem pretende passar as férias de verão no exterior, a recomendação pedia para as pessoas evitarem se possível voos com conexão, ou se não for possível, se informar a respeito das regras atualizadas para conexão/entrada no país onde for fazer a conexão, pois estão acontecendo alguns problemas de pessoas retornando das férias no exterior e ficando retidas nos aeroportos de conexão.

Dando um exemplo do que pode acontecer:

Atualmente, para um estrangeiro de um país fora de lista de destinos seguros da UE entrar em Portugal, ele precisa apresentar um teste PCR negativo realizado a menos de 72 horas, sem o teste negativo, o estrangeiro nem embarca no avião com destino a Portugal.

Cidadãos portugueses e pessoas com visto de residência permanente não podem ser impedidos de entrar e retornar para Portugal, mas se chegarem em Portugal sem um teste PCR negativo, ainda no aeroporto a fiscalização vai coletar material para fazer o teste PCR e a pessoa é obrigada a ficar de quarentena até o resultado do teste sair, e o custo do teste será cobrado dela lá na hora.

Supondo que a Itália tenha exatamente as mesmas regras de Portugal,  e que o seu voo de volta da Bósnia faça conexão na Itália.

Como você não é cidadã italiana e nem tem visto de residência italiana, você não teria a opção de fazer o teste PCR assim que chegar na Itália e aguardar o resultado em quarentena em casa, pois isto só é permitido para cidadãos italianos ou quem tem tem residencia permanente, ou seja, não sei se lá na Italia eles deixariam você seguir com a conexão e fazer o teste em Portugal,ou se você precisaria apresentar um teste PCR negativo feito a menos de 72 horas para conseguir embarcar lá na Bosnia rumo a Itália onde faria a conexão para Portugal...

Ou seja, você poderia ser impedida de embarcar, tendo que remarcar o voo, provavelmente com multa e taxa alta, alem de ter que correr atrás de fazer um teste PCR a toque de caixa e em cima da hora lá na Bósnia, sendo que nem sempre você consegue agendar o teste para o mesmo dia ou dia seguinte...

Mesmo dentro do espaço Schengen cada país está implementando regras próprias para a entrada de pessoas vindo de outros países, e nem sempre as regras são as mesmas do país onde você reside, ou então o entendimento/interpretação das regras poder ser diferente em cada país, e por causa disto o governo alemão recomendou as pessoas a priorizarem viagens diretas e sem conexão, pois aí você só precisa se preocupar com as regras e exigências de 2 países, não precisa se preocupar em descobrir as regras de um terceiro país, e também não corre o risco de ficar retida no exterior ou na conexão, pois tendo cidadania ou visto permanente, você sempre poderá entrar no seu país e cumprir uma eventual quarenta na sua residência. 

Se não for possível evitar a conexão em outro país, neste momento de muita incerteza e mudanças constantes nas regras, é muito recomendável você se informar de tudo o que é necessário para fazer a conexão neste outro país, para não acabar descobrindo lá no aeroporto que você não atende todos os requisitos deste país e que será barrada e não irá conseguir retornar para casa na data planejada.

 

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

  • Conteúdo Similar

    • Por Fora da Zona de Conforto
      Ficar trancado em casa é a última coisa que desejamos depois de já termos passado por meses de isolamento social. 
      Mas se eu disser que você não precisa se trancar em casa, ao invés disso, você pode ir a lugares que são mais seguros do que a sua cidade. Parece inacreditável, certo? 
      A maioria das pessoas está cansada de ficar entre quatro paredes e ansiosa para explorar o melhor do que o mundo tem a oferecer.
      Pensando nisso elaboramos esse artigo, iremos discutir alguns lugares na Europa que podem ser visitados em 2021, durante essa pandemia, de forma relativamente segura. 
       
      Continue lendo em: 5 Lugares da Europa mais Seguros para Visitar em Tempos de Pandemia
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Quem nunca sonhou em ganhar dinheiro viajando? Trabalhar remotamente direto de uma praia paradisíaca? Entenda como funciona o estilo de vida nômade digital e conheça novos vistos para digital nomads (nômades digitais) e trabalho remoto!
      Se você trabalha remotamente, tenho certeza que já passou pela sua cabeça o quão incrível seria fazer suas tarefas em outro local que não fosse no sofá da sala ou em uma mesa de escritório dentro de sua casa. Afinal, tendo uma boa conexão à internet, você pode realizar seu trabalho de qualquer lugar do mundo. Quando os trabalhadores contemporâneos perceberam isso, foi criado o nomadismo digital.
      Com o impacto do COVID-19 na rotina da maioria das empresas, quando todos os funcionários presenciais de uma hora para outra tiveram que se adaptar ao home office, muitas pessoas se deram bem e diversos profissionais puderam optar por continuar com trabalho remoto. Se você é um deles, porque não se tornar um nômade digital e aproveitar de todas as vantagens dessa nova possibilidade?
      O estilo de vida de um nômade digital consiste basicamente em unir trabalho, dinheiro e turismo, e de quebra você ainda torna seu trabalho muito mais prazeroso. Para os que atuam com a criatividade, como por exemplo redatores, publicitários ou designers, tem inspiração melhor do que a brisa batendo no rosto e o barulho do mar?
      Além disso, o COVID também influenciou a economia de diversos países, fazendo com que os governantes adotassem novas estratégias para a retomada do desenvolvimento econômico. O turismo é uma atividade que movimenta muito a economia, o que incentivou a aprovação de novos vistos de trabalho em alguns países, inclusive para nômade digital!
      Veja abaixo os 7 novos países com o visto e como fazer para se tornar um nômade digital!
       
      Continue lendo em: 6 Novos Países com visto para Nômade Digital e Trabalho Remoto
    • Por Fora da Zona de Conforto
      Com o fechamento das fronteiras e a implementação de políticas de estadia em casa, podemos dizer que a pandemia global paralisou literalmente as viagens. Agora que o mundo está se abrindo lentamente, a indústria do turismo pode ter um vislumbre de esperança.
      Entusiastas de viagens, incluindo famílias com crianças, estão ansiosos para compensar o ano perdido – embora conscientemente.
      É evidente que a pandemia revolucionou as viagens e é provável que não retorne ao seu estado pré-pandêmico tão cedo. No entanto, com os planos de vacina em vigor e os protocolos de teste melhorando a cada dia, qualquer um pode prever que viajar em breve começará a se tornar mais fácil e as temidas mudanças só podem melhorar.
      No entanto, há alguns cuidados a serem observados, especialmente se você estiver viajando com crianças. Aqui estão 5 coisas que você deve ter em mente antes de viajar com crianças na era pós-pandemia.
       
      Continue lendo em: 5 Mudanças em Viagens com Crianças após a Pandemia Global de Covid-19
    • Por camilandarilha
      Em 2019, realizei a maior viagem da minha vida e agora, finalmente decidi compartilhar um pouco dela aqui  espero que gostem!
      Capítulo 1: Preparação e França
      Em setembro de 2018, decidi largar a faculdade e juntar dinheiro para me jogar em uma aventura na Europa. Estava trabalhando em uma ONG de intercâmbio voluntário e fechei um pacote para passar 45 dias na Croácia por R$400 reais. Muito barato! Pelo menos tinha a hospedagem garantida. (Só vim saber exatamente onde ia dormir quando cheguei na Croácia, mas essa parte fica para outro momento)
       Tinha pouquíssimo tempo e pouquíssimo dinheiro (somente R$1000 guardados) pois planejava passar o ano novo em Paris (já que as passagens no inverno são mais baratas). Vendi praticamente TUDO o que eu tinha, roupas, livros, e vendia comida na rua (principalmente bolo vegano)! Contava a história de que estava indo realizar meu sonho de mochilar, e muitas pessoas me davam dinheiro sem nem pegar a fatia, para que eu vendesse para outra pessoa. Lembro-me de um dia em que ofereci o bolo para dois senhores em um restaurante chique: Um me deu uma nota de R$50 e outro, de R$20. Quase engasguei de surpresa hahaha 😅 depois de vender muito bolo, pastel e etc, consegui juntar R$2500, que somando com o que eu tinha guardado, foi o preço da passagem de ida e volta! Poderia ter pago bem mais barato se tivesse comprado com mais antecedência, então essa é a primeira dica: Se você for fazer na loucura que nem eu, presta atenção nas promoções e procure as datas mais baratas (usei o Skyscanner para isso) mas se você tem mais tempo, compre com antecedência, pois isso pode te fazer economizar uma boa grana! 
      Outra dica: se você vai vender na rua para juntar grana e viajar, não seja seletivo. Eu era um pouco mais tímida, e só oferecia para pessoas que não estavam em grandes grupos e ainda era seletiva, escolhia na rua para quem ia oferecer. OFEREÇA PRA GERAL! HAHA Sério!
      Fiz vaquinha, continuei vendendo e tive também uma ajuda dos meus pais. Acabei indo com cerca de 800/900 euros (ou seja, eu iria me virar com uma média de 100 euros por mês). Na época, isso seria mais ou menos R$4000. 
      Cheguei em Paris e nem podia acreditar que estava ali. Eu nunca nem havia saído do nordeste! Estava fazendo 7 graus, e eu estava com um agasalho de inverno. Porém quando eu digo inverno, é inverno nordestino, ou seja, não servia para quase nada  me lasquei de frio, então outra dica: Não seja mão-de-vaca como eu fui na hora de investir em roupa de inverno. Porquê meu pensamento foi "São menos de três meses de frio, eu vou sobreviver". NÃO PENSEM ASSIM, PELO AMOR DA BICICLETINHA! 
      Fiquei uma semana em Paris e dei um bate e volta em Versailles com uma amiga peruana que fiz através do Couchsurfing. Fui no museu do Louvre de graça (o Louvre é gratuito nos sábados à noite, na baixa temporada! Outro motivo de querer ir pra Paris no ano novo). Fui na Sacred Coeur, Notre Dame (não entrei porquê era pago) e bati bastante perna! Os franceses a quem pedi informação foram gentis e prestativos. O segredo é começar com "Bonjour/Bonsoir! Excusez-moi parlez-vous anglais?" (Bom dia/boa noite! Com licença, você fala inglês?)
      A ideia era pagar pelo transporte (e ainda paguei algumas vezes) mas os próprios parisienses me ensinaram como burlar o metrô 🤷‍♀️ quase não paguei transporte público nesse mochilão. Não estou dizendo que é certo, mas era a forma que eu tinha de economizar. Se você puder pagar, pague, pois se você for pego, paga uma multa de em média 100 euros! 
      Duas vezes pedi informação sobre como comprar um ticket de metrô pois estava toda enrolada, nas duas vezes, as pessoas tentaram me explicar, mas resolveram pagar pra mim. Gentileza que você não espera!
      Fiquei na casa de duas pessoas do Couchsurfing. Me senti muito desconfortável na casa do meu primeiro host, era um francês que morava sozinho e era uma pessoa inconveniente, mas no da segunda, foi ótimo ❤️ uma paquistanesa super gente fina, que morava com o namorado francês e tinha um gatinho, o Pablito. Eles foram ótimos! A paquistanesa falava seis idiomas, incluindo português (se eu não soubesse que ela era do Paquistão, diria que era paulista pelo sotaque!)
      Maas, na noite de ano novo, acabei dormindo no hostel onde a minha amiga do Peru estava se hospedando. O metrô estava fechado (eram 3h da manhã) e eu teria que esperar até às 7h. Tinha uma cama vazia no quarto que ela estava: Ela parou um pouco, pensou e disse baixinho: "Fica aí até às 7h, antes de checarem os quartos para limpeza"! Dei um cochilo, às 7h acordei e meti o pé. Passei pela recepção sem olhar para trás, mas a pessoa que estava na recepção nem disse nada. Provavelmente é difícil saber quem é hóspede ou não em uma época tão festiva. 
      Voltei para a casa do meu host com o c* na mão, pois quando cheguei na estação da zona que ele mora, eram 8h da manhã e ainda estava escuro - e não tinha ninguém na rua. Porém em um determinado momento passei por uma menina que estava andando e mexendo no celular tranquilamente e fiquei um pouco mais tranquila. A pessoa só faria isso em um lugar minimamente seguro, não é?  Mas ainda fiquei em alerta até chegar na casa do meu host. 
       
      Depois da França, peguei um voo para a Croácia (que estava incluso naqueles R$3500). Cheguei em Zagreb e peguei uma van até Rijeka, a cidade onde ficaria por 45 dias (acabei ficando 50 dias). 
       
       
       








      20190102_161214.mp4 20190103_132615.mp4

    • Por Laura Amaro Castelan
      Olá! Sabem onde consigo realizar teste PCR para Covid que fique pronto em até 72 horas em Bogotá?
      Agora precisa para voltar ao Brasil pela pandemia. Entrei em contato com alguns laboratórios e nenhum garante o teste nesse tempo 😔
×
×
  • Criar Novo...