Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Obrigada!!!

Com essas dicas estamos pesquisando para ir de trem ou avião mesmo.

 

Sobre o trabalho remoto, falei no sentido de conhecer alguns empregadores, e ter alguma referência para procurar trabalho. De toda forma pretendíamos trabalhar por um ano e meio no máximo em algum país da Europa, para depois continuar nossa viagem em busca de aprendizados. A idéia não é juntar dinheiro para trazer para o Brasil, mas para ajudar nos custos das viagens posteriores.

Voces sabem algo sobre o cartão azul? Vimos que o certificado de graduação do meu marido é válido na Alemanha. Pelo o que estamos pesquisando a Alemanha parece um bom lugar para procurar emprego.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Respostas 21
  • Criado
  • Última resposta

Mais Ativos no Tópico

Mais Ativos no Tópico

Postagens Populares

É um trecho bem longo para somente 2 paradas, você vai dirigir um dia inteiro, depois um dia de folga, dirigir outro dia inteiro, mais um dia de folga, dirigir outro dia inteiro até finalmente chegar

Voces tem cidadania portuguesa ou de algum outro país Europeu? Antes do Brexit, cidadãos europeus não tinham restrições para entrar no Reino Unido, só o passaporte bastava, e não precisava de pas

Em alguns países da Europa até devolver o carro em outra cidade do mesmo país já aumenta MUITO o custo do aluguel

  • Membros
15 horas atrás, Fabiola Oliveira Dias Goes disse:

De toda forma pretendíamos trabalhar por um ano e meio no máximo em algum país da Europa, para depois continuar nossa viagem em busca de aprendizados

Sugestão, tentem pesquisar e se informar melhor a respeito das regras e de como as coisas funcionam para viajar a Europa ou qualquer outro país, pois os seus planos tem vários "furos" e problemas, que deixam ele inviável sem que vocês partam para a ilegalidade.

O primeiro problema é a ideia de trabalhar enquanto viajam, brasileiros com visto de turismo não podem trabalhar na Europa, e assim que você desembarcar do avião lá na Europa, a primeira coisa que os policiais da imigração vão lhe perguntar, é quanto tempo você pretende ficar, e o que vai fazer durante este tempo.

Se você responder que vai ficar um período longo, acima de 30 dias, acende o sinal de alerta para os agentes de imigração, pois não é comum turistas ficarem tanto tempo, e por causa disto eles costumam querer mais detalhes sobre o que você pretende fazer e como vai se sustentar durante este período, lembrando que não pode trabalhar, e geralmente eles querem algum comprovante que vocês possuem recursos financeiros suficientes para se sustentar.

Quanto de recursos financeiros você precisa varia de país para país, mas costuma ser algo próximo a 60 ou 70 euros por dia e pessoa, agora é só fazer a conta para ver que isto dá um valor bem alto.

O segundo problema era a ideia de devolver o carro alugado em outro país, que pode ser absurdamente caro.

E finalmente o último problema, seria a ideia de ficar até um ano e 6 meses em algum país da Europa, brasileiros com visto de turista não podem ficar tanto tempo na Europa.

Para os países do Espaço Schengen (Portugal, Espanha, França, Alemanha, Italia, Holanda, etc), brasileiros com visto de turista podem ficar no máximo 3 meses, depois tem que sair e ficar no mínimo 3 meses fora antes de poder retornar, e não são 3 meses por país, mas sim 3 meses somando todos eles.

O Reino Unido permite que brasileiros fiquem até 6 meses com visto de turista, depois também tem que sair e ficar pelo menos 6 meses fora antes de retornar.

Ou seja, tem vários "furos" e problemas nos planos de vocês, que muito provavelmente vão arruinar a viagem de vocês, e fazer com que ela termine antes mesmo de começar de verdade, com vocês sendo barrados e mandados de volta pela imigração assim que chegarem na Europa.

 

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Não pensamos em nenhum momento em ficar ilegal. 
Vemos esses “furos” apenas como questões para serem resolvidas até realizarmos nosso sonho.

Estamos pesquisando bastante (inclusive com as contribuições de vocês). Será uma mudança grande, deixando empregos estáveis, desapegando de alguns bens, acho que no fundo buscávamos também nesse grupo viajante, acolhimento.

 

Obrigada Poyui por nos responder!

 

 

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Peço desculpas se em algum momento pareci rude, não foi minha intensão.

Mas a realidade nua e crua é dura e cruel, brasileiros não são bem vindos na Europa, EUA, Canada, Australia, Japão ou qualquer país desenvolvido, eles só nos aceitam se tiverem certeza de que somos turistas, se tiverem certeza de que vamos embora dentro prazo, que temos dinheiro para gastar lá e que não vamos "roubar" empregos dos nativos, ao menor sinal de desconfiança de que não atendemos estes requisitos, eles nos barram na imigração e mandam de volta ao Brasil no próximo voo.

E isto infelizmente faz com que sonhos como os de vocês, de viver viajando e trabalhando em países desenvolvidos, sejam complicados de realizar sem que acabe entrando na ilegalidade em algum momento.

 As únicas formas de contornar estas restrições sem apelar para a ilegalidade, seria ficar pulando de país em país a cada 3 ou 6 meses para não ultrapassar os prazos e acabar entrando na ilegalidade, o que complica arrumar algum trabalho, e em algum momento este história de ficar pulando de país em país vai levantar suspeitas na imigração...

Lembre que existe existe a questão dos países do Tratado Schengen que contam como um país só, ficar 90 dias em Portugal e depois 90 na Alemanha não resolve o problema, você tem que ficar 90 dias fora dos países Schengen para poder retornar.

Ou se matricular num curso de longa duração, acima de 6 meses de duração, e solicitar visto de estudante, mas o visto de estudando também é burocrático e caro de se conseguir, e as escolas costumam exigir que você pague pelo menos uns 6 ou 7 meses de curso antecipado para emitir a declaração que você precisa para pedir o visto de estudante. 

Ou então arrumar e conseguir um emprego numa empresa local e solicitar o visto de trabalho antes de viajar, mas isto é burocrático e caro, só é aprovado para poucas áreas de atuação, e geralmente só compensa encarar toda a burocracia, custo e trabalho de conseguir o visto, se o seu planos forem ficar vários anos trabalhando e morando lá.

Seria perfeito e ótimo se nós brasileiros tivesse-mos a possibilidade de ficar viajando por aí, ficando quanto tempo que quiséssemos em cada país, arrumar um trabalho para ajudar nas despesas, mas infelizmente não é assim, infelizmente nós brasileiros não somos bem vindos nos países desenvolvidos e eles querem se ver livres de nós assim que possível.

E por causa disto eu sugeri que vocês pesquisem um pouco a respeito das regras entrada e permanência na Europa, pois elas geralmente inviabilizam planos como os de vocês.

Conhecendo bem as regras de entrada e permanência você pode ajustar e mudar os seus planos para a realidade que vai enfrentar, e conseguir fazer tudo na legalidade, sem precisar apelar para ficar ilegal.

   

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • 3 semanas depois...
  • Colaboradores

Apenas fazendo um a parte aos comentários muito bem colocados pelos demais membros, notei que abriu o perfil aqui com seu nome completo. Se já fez o mesmo em outras mídias sociais (facebook, instagram e etc.), ingressou em grupos que tratam do tema (Ou seja, viagens a Europa sem a exclusiva finalidade de turismo)... existem boas chances de seu perfil já estar sendo monitorado pela imigração da UE.

Outro detalhe é que, para muitos destinos, sem a passagem de volta, sequer você embarca.

Sonhos são importantes tê-los. Viabiliza-los é nossa missão na terra. Mas, dentro de um limite do que viável e do que é inviável. Existem regras para isso. Entra-se na ceara da soberania de cada país ou bloco econômico em estabelecer as regras e nós brasileiros precisamos nos educar para cumprir regras.

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Olá Rafael!

Obrigada pelo contato. Não tenho nenhum problema em ser monitorada, porque não pretendo fazer nada ilegal!

 

Como disse anteriormente, entrei aqui com o intuito de trocar dicas de viajantes para o planejamento de uma futura viagem, mas não me senti bem aqui com tanto foco em algo que não existe.

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Poiuy existem possibilidades de visto, como você mesmo citou alguns, e estamos pesquisando sobre eles.

É burocrático mesmo, mas vamos ter um pouco de positividade né? Conheço pessoas que estudaram, outras que trabalharam (com visto de trabalho), todos dentro da legalidade. Eu penso que os documentos são o preço para uma experiência bacana
 

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores
3 horas atrás, Fabi.goes disse:

Olá Rafael!

Obrigada pelo contato. Não tenho nenhum problema em ser monitorada, porque não pretendo fazer nada ilegal!

 

Como disse anteriormente, entrei aqui com o intuito de trocar dicas de viajantes para o planejamento de uma futura viagem, mas não me senti bem aqui com tanto foco em algo que não existe.

 

Entendo, percebi claramente que seu objetivo é fazer as coisas corretamente. Mas, algumas ideias que colocou colidem as regras de imigração, como foi comentado pela turma acima. Tenha certeza que a intenção dos comentários era somente te livrar de passar situações desagradáveis...

Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Quando entrei aqui e comecei a perguntar estava totalmente leiga sobre o assunto. Muitas pessoas devem entrar aqui assim, e vocês são muito incisivos em achar ilegalidades. Eu realmente não me sinto à vontade de perguntar mais nada aqui.. vai que falo algo “errado” por não saber todas as regras de viagem.

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Não existem perguntas "erradas", a única coisa que existe é desconhecimento e desinformação, e nestes casos perguntar é uma das melhores forma de aumentar o seu conhecimento, e nós sempre vamos tentar responder e ajudar.

As vezes a resposta pode não lhe agradar muito, mas quando isto acontece, é por que que a realidade nua e crua é esta mesmo e não aquela que a pessoa imaginou.

Eu só insisti um pouco na questão das "ilegalidades", pois em vários dos seus comentários e perguntas você deu a entender que estava tentando ficar alem do permitido ou buscando algum jeitinho de burlar as regras, também acredito que tenham sido cometários involuntário como você mesmo comentou, por desconhecer as regras.

Muitas pessoas chegam aqui no fórum sem conhecer nada das regras de imigração, e com planos parecidos com os seus e que estão em desacordo com as regras de imigração, e estas pessoas teriam problemas assim que desembarcassem na Europa, seriam barradas logo no aeroporto e mandadas de volta no próximo voo disponível, com o sonho frustrado e um grande prejuízo financeiro devido aos gastos com passagens, sem falar nos outros problemas, por exemplo ter largado o emprego, vendido os bens que tenham, etc...

E nestes casos nós sempre tentamos alertar as pessoas de que os planos da pessoa não são viáveis ou tem problemas, pois estão em desacordo com as regras de imigração, e ai a pessoa pode ajustar os seus planos para o que as regras permitem, ou seguir pelo caminho da ilegalidade se assim o preferir.

O fórum sempre estará aberto caso você queira perguntar algo, e  lebre-se que não existe esta coisa de pergunta errada, as vezes a resposta de uma pergunta pode não lhe agradar e ser um balde de água fria nos seus planos, mas isto faz parte do processo de aprendizagem e parte do processo de montar uma viagem perfeita.

 

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

×
×
  • Criar Novo...