Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Posts Recomendados

  • Membros

Pessoal, estou relatando algo que aconteceu comigo e minha esposa neste final de semana, saimos de São Carlos, sp para Caldas Novas, go como saimos muito cedo as 4:00am paramos apróximdamente as 7:00 já no estado de MG na cidade de Uberaba. Paramos em uma rede de restaurante e postos uma das maiores aqui do pais. Pegamos as fichas e adentramos passando pela catraca, eu achei que tinha banheiro la dentro e fui informado que não, então me dirigi até o caixa para passar a ficha e ir no banheiro, posteriormente retornar, minha esposa estava me esperando la dentro. quando passei pelo caixa, na ficha tinha um valor de 6,90 eu disse que não havia gasto nada, então a caixa valou com o gerente e me liberou. Retornei peguei nova fixa e falei para minha esposa para ficarmo esperto, pegamos 2 cafes pequenos no valor 4,90 cada e 1 pão na chapa no valor 4,50. Após tomar o café fomos para o caixa, outro caixa e para nossa surpresa havia nas fichas + 2 pães de queijo 6,90 cada e 2 cafés grandes 5,80 cada, ficando um valor de 39,70.

Claro que reclamamos e falamos o que realmente haviamos consumido, a caixa chamou a gerente que nem questionou nada e nem perguntou nada para nós, foi e excluiu os valores a mais. pagamos o valor correto 14,30 e saímos. Porém agora nosso compromisso e passar o que aconteceu, a dúvida é será que aquelas 3 fichas batizas somente nós tivemos a sorte de pegar?

Gravei um vídeo explicando e mostrado como aconteceu, estou deixando abaixo o link.

Pessoal, fiquem esperto já vão para o caixa com valores calculado para não pagar mais do valores consumidos.

Outra coisa cada um tire suas concluções, pq não podemos afirmar nada, somente relato do que aconteceu com a gente neste sabado 10/10/20. Link aqui abixo com detalhes aqui também deixar o cupom fiscal.

 

WhatsApp Image 2020-10-13 at 06.20.28.jpeg

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites

  • Membros
5 horas atrás, Sergio Moreira Neves disse:

Olá tudo bem?

Então fizemos a reclamação no RECLAME AQUI, será mais uma. Porém vai ajudar as pessoas a ficarem mais espertos.

No Procon acho que não teremos êxito pq nós conseguimos ver antes de perder o dinheiro. Se ajudar também vamos relatar no Procon.

Obrigado

reclame aqui não adianta muita coisa, apesar de algumas empresas terem reputação de responder ao site, muitas outras o ignoram

fazendo uma reclamação ao procon, a empresa é obrigada a dar uma satisfação

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros

Cara

Isso é muito comum acontecer aqui no RS, mais em bares ou restaurantes que se vai em grupo com comanda única. Na hora da conta tem que conferir tudo pq muitas vezes eles aumentam as quantidades.

Triste realidade do país. a maioria quer roubar do outro

  • Obrigad@! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Colaboradores

Vou entao contar uma que presenciei em Morro de São Paulo na Bahia.

Havia uma mesa grande com umas tres famílias, casais, crianças, adolescentes, jovens...umas 15 pessoas. Todos bebendo cerveja e alguns wisk. Aquela típica mesa onde pede-se de forma descontrolada picolé, refrigerante, tira-gosto, refeições... Cada um vai pedindo o que quer.

Chamou a minha atenção um "terceiro" que volta e meia se aproximava da barraca fazendo de tudo para chamar à atenção: Danças exóticas, jogava capoeira, fazia palhaçadas, malabarismos, saltos mortais. Aparentemente, tudo que ele queria conseguir era um copo de cerveja. Mas será mesmo?

Tarde a dentro, percebi que havia um certo sincronismo entre a chegada dos garçons na mesa e a aproximação do palhaço. Era nítido como o pessoal da mesa voltava a atenção para os objetos de valor postos a mesa (bolsas, celulares, etc) e para as palhaçadas do cara. Mas esqueciam do garçom!

Por varias flagrei ele vindo do bar com 4 garrafas na mão: 02 cheias e 02 vazias. No ápice da encenação do comparsa ele colocava as duas garrafas vazias sobre a mesa e chamava a atenção dos homens com as duas cervejas estupidamente geladas que ostentava com orgulho dizendo somente ele trazer assim. Retirava as garrafas vazias do isopor e juntava com as outras duas vazias que ja tinha posto em cima da mesa. Chegava um terceiro garçom para com toda cortesia servir o nectar aos bebedores... enquanto o outro garçom acondicionada as 4 garrafas vazia em um engradado debaixo da mesa (02 efetivamente consumidas e 02 que ele trouxe o casco vazio na bandeja).

Como eu percebi? Eles tentaram aplicar em mim também (kkk). Mas como eu estava somente com minha namorada e ela não bebia cerveja, me assustei ao ver 6 cascos em baixo da mesa em menos de 1:30 sentado. Fiquei quieto e pedi mais uma, fiquei observando a movimentação... não deu outra... Assim que ele serviu minha cerveja... ja tinham  8 cascos embaixo da mesa. Chamei à atenção dele e mandei retirar o que não tinha consumido.

Considerando uma cerveja na media de R$ 15,00... quanto eles não roubavam?? A conta é bem simples! A barraca é bem grande, umas 40 mesas... e as mesas geralmente com muitas pessoas querendo ostentar... 10 pessoas por mesa, ele empurrando 10 cervejas... levava R$ 150,00 e ninguém iria perceber R$ 15,00 a mais numa conta depois de 4 ou 5 horas na praia.

Se eles achassem 10 mesas suscetíveis (o que não é difícil durante todo um dia, entrando pela noite)... chega-se a R$ 1.500,00 / dia (muito por baixo... somente na mesa que fiquei de olho eles empurraram umas 12 cervejas).

Em uma temporada de verão, considerando somente sexta, sábado e domingo, chega-se a R$ 4.500,00! 4 finais de semana  em um mes... temos absurdos R$ 18.000,00 para dividir entre tres marginais.

 

  • Gostei! 1
Link para o post
Compartilhar em outros sites
  • Membros
Em 20/10/2020 em 12:51, geovanih disse:

Cara

Isso é muito comum acontecer aqui no RS, mais em bares ou restaurantes que se vai em grupo com comanda única. Na hora da conta tem que conferir tudo pq muitas vezes eles aumentam as quantidades.

Triste realidade do país. a maioria quer roubar do outro

Hoje abri uma notificação no PROCON vamos ver o que vai dar, se vou ter retorno.

Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
  • Conteúdo Similar

    • Por MVMO
      Mochileiros,
      Meu relato é para alertar vcs sobre a tentativa que roubo que passei.
      Dia 28/08/19 estava saindo de San Pedro do Atacama e indo para Arequipa, de ônibus, por volta das 20 h. Tinha comprado a passagem na própria rodoviária de San Pedro, o trajeto era sair de SPA > Calamar > Arica.
      Cheguei em Calama em uma "rodoviáriazinha", umas 21:30, para trocar de ônibus e partir para Arica, porém tive que esperar o horário dele ficar pronto (na verdade esperar o horário certo dele sair: 22:30).
      Enquanto estava ali esperando, sentado, tranquilo na minha, com duas mochilas, veio um homem cheio de assunto e sentou do meu lado. Ele fisicamente era uma pessoa comum: Calça jeans, casaco, tênis e até cabelo penteado. Perguntou de onde eu vinha, da onde eu era, pra onde estava indo e tals. Até então o lugar estava tranquilo pq todos estavam sentados esperando o horário no ônibus.
      Quando o bus ligou, todos se levantaram para deixar as malas no bagageiro e formou aquela bagunça. Eu me levantei e esse homem me avisou que eu estava sujo de YORGUTE. Ele então tirou (não sei de onde) uns guardanapos e começou a me "ajudar" a limpar, e eu nem tinha pedido essa ajuda. Fiquei meio paralisado olhando tudo aquilo e tentando entender oque estava acontecendo. Tinha muita gente lá, eu com mochila nas costa e na frente, melecado de yorgute de morango e sem saber o que fazer. Quando dei por mim já tinha, além o homem cheio de assunto, mais dois outros homens me dando "ajuda" com guardanapo. A única coisa que pensei foi em ir para a área próxima do guichê pra tentar sair daquela confusão. Os três homens foram comigo.
      Procurei um lugar mais tranquilo onde poderia ficar de frete, de costas pra parede e minhas coisas a trás de mim, joguei tudo no chão e olhei para eles. Os três estavam lá me olhando e dizendo: "está sujo, toma isso aqui pra limpar." Nessa hora, fiquei puto e comecei a falar pra  eles irem embora. Já estava falando alto e em português kkk "Sai. Sai. Sai. Não preciso da ajuda, não. Vaza. Vaza..." Por fim, eles saíram de perto de mim e ficaram de longe me olhando. Esperei a bagunça diminuir, me limpei mais ou menos, botei as mochilas no bagageiro e entrei no ônibus.
      Sentei ao lado de uma senhora que comentou que viu todo o movimento e disse que fiz certo indo para um lugar onde eles não poderia encostar em mim sem eu ver.
      Em resumo, de algum jeito eles jogaram yorgute em mim e ofereceram ajuda para limpar e no meio da bagunça de gente eles poderiam ter levado meu celular, carteira.. Com o Yorgute ou outra coisa eles distraem e furtam suas coisas.
       
      Abraços.
       
       
       
×
×
  • Criar Novo...