Ir para conteúdo

Europa - Primeira Vez em Casal: Itália, França e Alemanha (ou Holanda)


Posts Recomendados

  • Membros
13 horas atrás, Rafael_Salvador disse:

Assim.... de rolar almoço para residentes na Europa rola. Claro que essa obrigação de tirar 1-2 horas para almoço n rola para todos os trabalhadores e algumas pessoas optam por um panino, um sand, etc na hora do almoço. Vamos colocar que o almoço não é uma coisa tão sagrada como no Brasil.

O café da manha ou o jantar são as refeições mais importantes. Mas tem variações muito interessantes a depender do lugar como o brunch, o aperitivo, o almuerzo, a ceia.

Para achar esse restaurantes de 10 Euros na zona turística só quem conhece mesmo a cidade.

Pensando nas cidades do roteiro, pensar em todos os dias comer a 15 euros eu acho meio puxado viu... simplesmente porque dentro da zona turística esses almoços são super simples. Eu como em media 600g.... e esses "menus" de 15 me deixam com fome.

Se voce pensar em Portugal, Espanha, Alemanha.... até rola de comer muito bem. Mas pensando em Bélgica, Holanda e Paris... para comer uma refeição decente, gostosa, boa quantidade a conta sobe um pouco.

Da para comer barato no Monoprix (Paris), Albert Heijn (Holanda / Belgica)... mas tem toda aquela questão de ir ao hostel esquentar ou comer frio, n tem lugar para sentar...

A questão mesmo é o que cada um come. Suco, saladas, carne bovina são geralmente caros. E sem nosso feijão com arroz e farinha (que da aquela cimentada no fundo do estômago kkkk)... fica difícil se sentir saciado.

Vamos lá.... em AMS é fácil encontrar Entrecote (costela) ilimitada com fritas por 12 Euros (até menos).... mas é um prato nutritivo? O sabor agrada? Seu organismo reage bem a essa dieta? é muito relativo.

No Centro Leste por exemplo, embora barato, tive dificuldade na alimentação porque odeio frango e n sou chegado a porco. Aqueles dumpplins nao me caiam bem e a carne vermelha é pouca e sem qualidade.

A verdade é que quem come muita fruta e verdura, carne vermelha, suco natural (que é dificilllll)... tem que meter a mão no bolso.

 

Mas o problema está em tentar manter o mesmo estilo brasileiro na Europa, ninguém aqui come verdura, salada, carne e carboidratos numa mesma refeição, pois isso só se encontra em restaurantes tradicionais que são caros.

Se procurar restaurante só  na praça central da cidade, claro que vai pagar 15 euros ou mais. Pra isso basta sair 500m que encontra muita coisa. Hoje ainda temos Google maps pra dar uma olhada antes, então fica mais fácil ainda, não precisa ser morador.

Quando visito as cidades aqui em volta, eu nunca saio da zona central e sempre acho almoço entre 8-15 euros fácil.

Países mais caro como França e Holanda é só procurar Formula 1 ou Kebab pra comer bem e pagar pouco. Acho meio frescura querer almoçar todo dia uma refeição completa variada, basta cada dia comer algo diferente. 
a não ser que tenha grana pra isso, mas pra quem quer economizar dá pra achar muita coisa em conta , não precisa ficar desesperado em ter que pagar 15-20 euros a refeição 

Link para o comentário
  • Colaboradores
Em 19/06/2021 em 10:56, Davi Leichsenring disse:

Mas o problema está em tentar manter o mesmo estilo brasileiro na Europa, ninguém aqui come verdura, salada, carne e carboidratos numa mesma refeição, pois isso só se encontra em restaurantes tradicionais que são caros.

Se procurar restaurante só  na praça central da cidade, claro que vai pagar 15 euros ou mais. Pra isso basta sair 500m que encontra muita coisa. Hoje ainda temos Google maps pra dar uma olhada antes, então fica mais fácil ainda, não precisa ser morador.

Quando visito as cidades aqui em volta, eu nunca saio da zona central e sempre acho almoço entre 8-15 euros fácil.

Países mais caro como França e Holanda é só procurar Formula 1 ou Kebab pra comer bem e pagar pouco. Acho meio frescura querer almoçar todo dia uma refeição completa variada, basta cada dia comer algo diferente. 
a não ser que tenha grana pra isso, mas pra quem quer economizar dá pra achar muita coisa em conta , não precisa ficar desesperado em ter que pagar 15-20 euros a refeição 

Questão de hábito , amigo. Certa feita me bati um Brasileiro na gringa e o cara só comida Mc Donalds e coisas do gênero no almoço e na janta... Tem gente que fica de boa, tem gente que não consegue (Acredite! Essas pessoas existem...).

É preciso mostrar claramente os dois lados, para que o consulente possa se encontrar dentro de um determinado perfil. Voce pode comer ate de 5 Euros... Resta saber o que, onde e quantidade que será servida... Daí a pessoa vai poderá decidir se este é o perfil dela ou não.

Me desculpa, mas Kebab para mim não é refeição. E acredito que para a maioria dos brasileiros também não é.

Comer uma boa refeição, saudável, nutritiva, gostosa e em quantidade suficiente não é "frescura" na minha opinião. Antes de tudo, comer para mim é uma questão de dignidade.

Não obstante, a gastronomia também faz parte das atividades turística. Como se falar no Sul da Espanha sem associar a uma paella ou pensar em vir a Salvador e não explorar o sabor de um Acarajé? Fotos de Paris se ve em qualquer lugar da WEB... As sensações de lá estar, incluindo conhecer novos sabores, é uma ooooooooutra história!

A pessoa vai estar fora do seu país e das suas rotinas de vida, andando km's por dia conhecendo as cidades, fora do seu clima, exposto a micro-organismos não habituais em seu pais de origem... Precisa estar bem alimentado e com o organismo fortalecido para não adoecer e arruinar a viagem.

E para ficar claro, quando se fala aqui em comer uma refeição completa a 25-35 Euros, por alguns comentários fica parecendo se estar falando de restaurante de luxo, o que não é verdade. São restaurantes normais! Absolutamente normais para o padrão do Norte.

Luxo seria se estivéssemos aqui falando de uma ementa de 190 Euros no Le Jules Verne dentro da Eiffel por exemplo https://www.restaurants-toureiffel.com/en/jules-verne-restaurant/dinner.html... Ou um menu com 9 cursos a 145 Euros no Le Relais Louis XIII... http://www.relaislouis13.fr/

 

 

Editado por Rafael_Salvador
Link para o comentário
  • Membros

Pessoal, andei pesquisando Bruxelas. Realmente é uma cidade linda, encantadora, mas para a minha vibe, ela daria para ser aproveitada em uma passagem de Genth para Amsterdã.

DIA 01 - BRASIL - PARIS
DIA 02, 03, 04, 05 e 06 - PARIS

DIA 07  - PARIS - GHENTE
DIA 08 - GHENT - BRUGES
DIA 09 - GHENT - BRUXELAS - AMSTERDÃ

DIA 10 E 11 E 12 - AMSTERDÃ
DIA 13 - AMSTERDÃ - BRASIL

  • Gostei! 1
Link para o comentário
  • Membros

@Rafael_Salvador

A questão é colocar medo no viajante novato dizendo que não dá para comer com menos de 30 euros por dia. Se tem dinheiro para isso, tudo bem, cada um gasta no que lhe interessa, mas para quem tem uma grana apertada e muitas vezes não se importa com o tipo de comida, 15 euros por dia é suficiente. Tem dias que gasta mais, outros menos

É como um estrangeiro vir ao Brasil e disser que se gasta pelo menos 60 reais a refeição porque um rodízio de carne custa esse valor. Existe toda uma variedade de restaurantes que se pode gastar muito menos para quem não tem interesse de comer todo dia num lugar desses. 

Você fala como se a comida europeia tem baixo valor nutritivo. (Döner é umas das comidas que mais tem "variedade", salada, carne e carboidrato tudo junto).  O europeu médio não come em restaurante  a la carte, quem trabalha e almoça fora e que ganha um salário médio vai comer no que eu comentei lá em cima, e isso é suficiente. Mesmo a janta de muitos não é "comer de verdade" tenho muitos amigos daqui que comem pouca coisa na janta.

Voltando ao que comentei, se tem dinheiro pra isso, tudo bem, mas se alimentar de comida de rua te dá 100% de energia para todo dia sem falta, pra quem quer economizar isso é muito importante.

 

Quando vim a primeira vez na Europa fiquei 3 meses e não gastava mais que 20 euros o dia para almoço e janta, andava todo dia 10km e ainda sim engordei no final da viagem.

Editado por Davi Leichsenring
  • Gostei! 3
Link para o comentário
  • 2 semanas depois...
  • Membros
Em 21/06/2021 em 17:42, Wótila Carneiro disse:

Pessoal, andei pesquisando Bruxelas. Realmente é uma cidade linda, encantadora, mas para a minha vibe, ela daria para ser aproveitada em uma passagem de Genth para Amsterdã.

DIA 01 - BRASIL - PARIS
DIA 02, 03, 04, 05 e 06 - PARIS

DIA 07  - PARIS - GHENTE
DIA 08 - GHENT - BRUGES
DIA 09 - GHENT - BRUXELAS - AMSTERDÃ

DIA 10 E 11 E 12 - AMSTERDÃ
DIA 13 - AMSTERDÃ - BRASIL


Meus amigos, o roteiro já está definido (os dias da viagem também). Ficou conforme mostro abaixo. As datas podem variar, mas sempre seguirão esse padrão em cada cidade:
15/09/2022    GRU X CDG
16/09/2022    Paris
17/09/2022    Paris
18/09/2022    Paris
19/09/2022    Paris
20/09/2022    Paris
21/09/2022    Paris X Ghent
22/09/2022    Ghent X Bruges
23/09/2022    Ghent X Bruxelas
23/09/2022    Bruxelas X Amsterdã
24/09/2022    Amsterdã
25/09/2022    Amsterdã
26/09/2022    Amsterdã
27/09/2022    AMS X GRU

Os próximos passos serão: observar valores de passagens, que já andei pesquisando uma simulação paara esse ano, pois ainda não é possível pesquisar com mais de um ano de antecedência; verificar hospedagens, valores de deslocamentos internos e entre as cidades; alimentação.... não sei se mantenho esse post, ou se crio um novo já  com o roteiro formatado, solicitando dicas de lugares para comer, para se hospedar, e outras dicas valiosas.

 

   
   
Link para o comentário
  • Colaboradores
Em 29/06/2021 em 19:37, Wótila Carneiro disse:

não é possível pesquisar com mais de um ano de antecedência

Pesquise para Junho / Julho que já terá uma noção para a alta temporada...

Skyscanner é o site mais fácil de simular voo de centenas de companhias aéreas. Tem a opção de selecionar múltiplas datas. Por exemplo, eu posso simular minha ida entre 01/07 - 10/07 e a minha volta entre 10/08 e 20/08 (A TAP por exemplo é assim...).

Em 29/06/2021 em 19:37, Wótila Carneiro disse:

CDG

Como tem tanta certeza que vai desembarcar em CDG? Normalmente as cias mais baratas fazem conexão em Lisboa, Madri... talvez outras cidades e desembarcam em Orly. Tem ainda um terceiro aeroporto, mais low coast ainda (Mas que no final o custo de chegar ou sair de lá n compensa o preço dos voos) mais restrito a voos domésticos em essência.

CDG acho que predomina AirFrance, KLM...

Link para o comentário
  • Membros
Em 30/06/2021 em 23:53, Rafael_Salvador disse:

Como tem tanta certeza que vai desembarcar em CDG? Normalmente as cias mais baratas fazem conexão em Lisboa, Madri... talvez outras cidades e desembarcam em Orly. Tem ainda um terceiro aeroporto, mais low coast ainda (Mas que no final o custo de chegar ou sair de lá n compensa o preço dos voos) mais restrito a voos domésticos em essência.

CDG acho que predomina AirFrance, KLM...


Na pesquisa eu coloquei GRU - CDG ...rsrsrs, fiz errado?

EDIT: Acabei de refazer a pesquisa aqui, e realmente percebi que a maioria dos voos vão para ORLY!

Na pesquisa simulada que eu estou monitorando tem: SAO - PAR e a volta AMS - SAO. O valor, ida e volta por esse trecho, encontrei por R$ 2355. Sou de Fortaleza, e mesmo pagando a passagem FOR - SAO, ainda sai mais barato do que siar diretamente de Fortaleza.

Editado por Wótila Carneiro
Link para o comentário
  • Colaboradores
11 horas atrás, Wótila Carneiro disse:


Na pesquisa eu coloquei GRU - CDG ...rsrsrs, fiz errado?

EDIT: Acabei de refazer a pesquisa aqui, e realmente percebi que a maioria dos voos vão para ORLY!

Na pesquisa simulada que eu estou monitorando tem: SAO - PAR e a volta AMS - SAO. O valor, ida e volta por esse trecho, encontrei por R$ 2355. Sou de Fortaleza, e mesmo pagando a passagem FOR - SAO, ainda sai mais barato do que siar diretamente de Fortaleza.

Estranho! Fortaleza para Paris o voo mais barato é da Latam, que justamente faz conexão em GRU. Como comprar separado da mais barato?

São muitas opções. Recife tem voo direto para Lisboa pela TAP.

Veja bem a antecedência do FOR-SAO. Voce deve estar em GRU 3 horas antes do voo de saída do Brasil, e se atrasar saída em Fortaleza? Se voce compra as "pernas" separadamente, corre o risco de perder o voo subsequente. Perdendo o voo de saída do Brasil (No show) perde todas as conexões posteriores, inclusive o voo de volta.

Ja se certificou se realmente esse voo FOR-SAO vai para Guarulhos (GRU)? Tem que ver se essa economia vai valer suas horas de descanso perdidas.

Editado por Rafael_Salvador
acrescentar conteudo
Link para o comentário
  • Membros
Em 02/07/2021 em 21:08, Rafael_Salvador disse:

Estranho! Fortaleza para Paris o voo mais barato é da Latam, que justamente faz conexão em GRU. Como comprar separado da mais barato?

São muitas opções. Recife tem voo direto para Lisboa pela TAP.

Veja bem a antecedência do FOR-SAO. Voce deve estar em GRU 3 horas antes do voo de saída do Brasil, e se atrasar saída em Fortaleza? Se voce compra as "pernas" separadamente, corre o risco de perder o voo subsequente. Perdendo o voo de saída do Brasil (No show) perde todas as conexões posteriores, inclusive o voo de volta.

Ja se certificou se realmente esse voo FOR-SAO vai para Guarulhos (GRU)? Tem que ver se essa economia vai valer suas horas de descanso perdidas.

Opa, @Rafael_Salvador. Realmente eu não me atentei para esses detalhes (perder o voo, atrasar, 3 horas de antecedência....) Teria que ser uma diferença muuuuito grande pra equilibrar o risco! rsrsrsrs! Muit grato de verdade por esse detalhe. Sendo assim, minha pesquisa vai se basear saindo de Fortaleza.

Quanto a hospedagens e lugares para alimentação. Alguma dica?

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...