Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Mostrar comentários anteriores  2 mais
  • edufehrer

    edufehrer

    @mvaldiero em média 0,80

     

    valeuuu

    •  
  • edufehrer

    edufehrer

     2° dia 16/05 (quinta-feira)

     

    O Alfredo chegou no hotel as 8h, horário combinado.

    Nosso roteiro desse dia ficou assim:

    Saqsayhuaman, Q’enqo, Puka pukara Tambomachay, Cristo Blanco, Awana Kancha, Pisac Ruínas, Pisac mercado artesanal, Almoçamos em Pisac, e paramos em um mirador pra tirar uma foto incrível do vale sagrado, voltamos pra Cusco umas 18h.

    O valor desse tour privado foi 200 soles, que achei muito bem gasto, afinal ele ficou todo o dia com a gente, fizemos no nosso tempo, deu pra morrer umas 10 vezes visitando as ruínas de Pisac, fazer umas comprinhas no famoso mercado artesanal...um city tour convencional faria apenas “Saqsayhuaman, Q’enqo, Puka pukara Tambomachay”, e sem muito tempo para explorar tudo, sem conhecer o Cristo Blanco (no qual vimos até uma missa ao ar livre) e sem parar em Awana Kancha.

    Compramos o Boleto Turístico General (completo 260 soles duas pessoas ) na bilheteria da 1° atração do dia, em Saqsayhuaman...o boleto turístico é indispensável, no final do 10° dia de viagem, já tínhamos completado ele, todas as principais atrações solicitam o boleto.

     Saqsayhuaman: é sensacional, vale a pena ficar muito tempo lá.

    Q’enqo: a visita é bem rápida, lugar pequeno.

    Puka pukara: tem uma vista incrível das montanhas.

    Tambomachay: ao lado de um lindo riacho, interessante.

    O city tour das agencias termina por aqui e retorna pra Cusco.

    nós seguimos para:

    Cristo Blanco: vista sensacional da cidade de Cusco, no horário que fomos estava tendo uma missa ao ar  livre, foi incrível, fica bem ao lado de Saqsayhuaman (lembrando que o city tour de agencia não para aqui)

    Awana Kancha (vê e alimenta lhamas e alpacas, vê a produção artesanal de tecidos e uma variedade de tipos de batata e milho cultivados na região. Muito legal! Entrada gratuita, tem até um museu explicando sobre a evolução das Ilhamas)

    Pisac Ruínas, Pisac mercado artesanal: ficamos mais de 2hrs explorando as ruínas de Pisac, é imenso lá, tem muita coisa pra ver...achei a construção tão perfeita quanto em Machu Picchu, esse foi o primeiro lugar do dia que sentimos pra valer a altitude, as ruínas ficam lá no alto, paramos pra descansar diversas vezes...se estivéssemos com agencia, não teríamos essa opção, é tudo uma correria (tenho certeza disso pois fiz o Valle Sur com agencia e me arrependi).

    Após as ruínas, paramos para almoçar na Plaza de Pisac, depois andamos pelo mercado artesanal, é muito grande, variações de preços, comprei uma touca que me acompanhou até o fim da viagem.

    Chegamos em Cusco já era noite...fomos em uma padaria ao lado do Hotel, na Av. El Sol, se chama La Valeriana, lugar super aquecido, cappuccino bão demais. Estávamos mortos, fim do 2° dia, já com o passeio do 3° dia fechado com o Alfredo.

    20190516_084049.jpg

    20190516_084534.jpg

    20190516_085028.jpg

    20190516_085838.jpg

    20190516_090646.jpg

    20190516_093212.jpg

    20190516_095505.jpg

    20190516_095637.jpg

    20190516_100819.jpg

    20190516_103205.jpg

    20190516_105623.jpg

    20190516_113606.jpg

    20190516_113837.jpg

    20190516_114821.jpg

    20190516_114935.jpg

    20190516_121416.jpg

    20190516_124456.jpg

    20190516_125250.jpg

    20190516_134903.jpg

    20190516_125325.jpg

    20190516_145117.jpg

    IMG-20190613-WA0119.jpg

    •  
      • Vou acompanhar! 1
  • edufehrer

    edufehrer

    3° dia – 17/05/2019 (sexta-feira)

    Alfredo chegou no hotel por volta das 9am, 

    fechamos esse tour privado por 180 soles.

    o roteiro ficou o seguinte:

    Chinchero centro textil, Chinchero Ruínas, Moray, Salineras de Maras.

    optamos por fazer privado por conta de se encaixar melhor em nosso roteiro, pois o tour que envolve Chinchero é o tour que tem também Pisac (visitamos no dia anterior) e Ollantaytambo (viémos a conhecer na volta de Machu Picchu).

    além, claro, de toda liberdade que um tour privado proporciona.

    Chinchero centro textil: incrível ver a produção dos tecidos, conhecer os diferentes tipos de lãs.

    Chinchero Ruínas: aqui é imenso, um silêncio, uma catedral bem descoladona por dentro, ficamos um tempão passeando.

    Moray: demora um tempinho de chinchero até aqui, estrada de terra, muitas fazendas e plantações, subimos muito até chegar nesse lugar incrível, o famoso laboratório agrícola. Vale muito conhecer!

    na ida para as Salineras, Afredo parou na Plaza de Moray, onde demos uma volta e compramos água, inca cola, choclo (milho).

    mais estradas de terra, muitos penhascos e chegamos.

    Salineras de Maras: não faz parte do boleto turístico, pagamos 10 soles por pessoa pra entrar...vale a visita. De repente desce água salgada da montanha e ninguem sabe explicar como...é incrível esse mistério todo...não deixe de molhar o dedo nas poças pra sentir o gosto do sal.

    na volta paramos em um mirador para algumas fotos.

    chegamos em Cusco 17pm mais ou menos, pedimos pro Alfredo nos deixar em San Blas e ali ficamos.

    depois de  umas voltas pela Plaza de San Blas, catedral, pelas lindas calles, fomos descendo pra plaza de armas, procurar um lugar pra almoçar/jantar, nesse dia optamos por não parar pra almoço no meio do tour, mas pra isso comemos umas besteiras. Fomos na Valeriana...

    queríamos conhecer a catedral de cusco sem pagar (15 soles por pessoa), eu tinha lido antes que em horário de missa fica aberta para todos...e demos a sorte de estar na Plaza de Armas ás 18h, quando de repente, plift ploft still, a porta se abriu...fomos lá e entramos, vimos a missa, aproveitamos pra agradecer por essa viagem incrível...tirei uma foto proibida e voltamos para o hostal. No 4° dia faríamos o Valle Sur...esse fomos com agencia, infelizmente.

     

     

     

    •  
      • Vou acompanhar! 1
  • Mostrar próximos comentários  3 mais


  • ×
    ×
    • Criar Novo...