Trekking na Serra Fina - Pedra da Mina

Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
Avatar
rodrigoschemes
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 238
Registrado em: 18 Nov 2003, 13:38
Contato:

24 Mai 2005, 14:46  

Pessoal, recebi esse e-mail na lista do CEU e acho importante divulgar...

ATENÇÃO MONTANHISTAS QUE PRETENDEM VISITAR A SERRA FINA NESTE FERIADO!
NESTE ÚLTIMO FINAL DE SEMANA UM GRUPO DE PASSA QUATRO, LIDERADO PELO SR. MANOEL LEITE, UM ANTIGO FREQUENTADOR DA SERRA SUBIU NA SEXTA FEIRA COM O OBJETIVO DE DESCER NO DOMINGO E ATÉ AGORA NÃO VOLTARAM. JÁ FORAM ACIONADOS O CORPO DE BOMBEIROS E ALGUNS GUIAS DE PASSA QUATRO PARA EFETUAR O RESGATE. ELES ESTARÃO SUBINDO HOJE, DIA 24/5 PARA PROCURAR E RESGATAR O GRUPO. QUALQUER INFORMAÇÃO ENTRAR EM CONTATO CONOSCO PELA LISTA OU PELOS TELS (35) 3371-3294 / 9109-5163 / 9113-0247 (TAIA OU DAVI)
VAMOS SER SOLIDÁRIOS E REDOBRAR A ATENÇÃO NAS TRILHAS UMA VEZ QUE TIVEMOS GRANDES PERÍODOS DE CHUVAS E AS TRILHAS ESTÃO FECHADAS.
QUE TUDO DÊ CERTO!!!
DAVI,
Nativos, Passa Quatro/MG
APSF - Centro de Informação e Suporte

cepb_londrina
Mensagens: 6
Registrado em: 01 Mai 2005, 11:30

25 Mai 2005, 13:18  

Pessoal, obrigado pelas dicas, agora é na prática, acho que às 07:00 (26/05) estaremos na Toca dos Lobos iniciando a travessia, espero que a estrada não esteja muito ruim e que a previsão do INPE se confirme, "sem chuva e muito frio"
Segunda-feira relatarei como foi, um bom feriado à todos.

cepb_londrina
Mensagens: 6
Registrado em: 01 Mai 2005, 11:30

30 Mai 2005, 08:11  

Pessoal, cheguei hoje da Serra Fina, São Pedro colaborou! Saimos da Toca dos Lobos e fomos até o sítio do Pierri, tinha MUITA GENTE, os acampametos do Capim, Pedra da Mina e 3 Estados tiveram super lotação, fez muito frio tbém, registraram -8 na noite de Sexta na Pedra da Mina, as trilhas estavem bem escorregadias, por causa das chuvas da semana passada e do gelo no período da manhã, e bem fechadas tbém, principalmente no bambuzinho depois do Capim Amarelo, (a trilha é pela esquerda e não reto como parece) más com um pouco de atenção dá para passar. O nosso grupo colocou algumas fitas amarelas nos pontos de maior dificuldade, ajudou muito quem veio depois. Com GPS é 10, não tem erro.
O bastão de caminhada é a melhor dica, atrapalha em alguns trechos de bambuzinho, porém é muito útil na maior parte, uma boa calça tbém é primordial, aquelas modelo Espeleo da By são nota 10 tbém, não rasga.

alpinista
Mensagens: 22
Registrado em: 08 Abr 2003, 16:04
Localização: Brasil
Contato:

02 Jun 2005, 13:35  

Alguém ouviu a história completa de como os 3 "mochileiros " acabaram se perdendo e mobilizando os bombeiros por dias?

cepb_londrina
Mensagens: 6
Registrado em: 01 Mai 2005, 11:30

02 Jun 2005, 15:44  

Segue o relato oficial do pessoal de P4.
este relato está no site da Associação Pro-Serra Fina.

abços.



Conforme tanto solicitado por todos, aqui segue o relatório do resgate.
"Na manhã de sábado, dia 21/05, o Sr Manoel Leite acompanhado de seu filho
José Antônio e seu genro Geninho partiram do bairro Pinheirinhos, onde
moram, em direção a Pedra da Mina, itinerário de muitas outras aventuras,
com o objetivo de retornar no domingo à tarde. Os três carregavam
mantimentos para passar uma noite no mato (laranja, pão, carne de porco e
pinga) e uma "lona" para abrigar do frio. Eles combinaram com um amigo para
que fosse buscá-los na Fazenda Serra Fina, onde mora o Sr José Ramos, local
de início da trilha para a Pedra da Mina, onde também se deu início a
caminhada.
O Sr. Manoel Leite, como já é de sua fama, é um expedicionário nato. Antes
de partirem em direção a Pedra da Mina, Sr Manoel e seus acompanhantes
deslocaram-se para a esquerda, na primeira bifurcação da trilha, no local
onde se encontra uma panela (que por sinal foi colocada por ele mesmo) em
direção a uma bela cachoeira que se forma no meio da trilha, pelo Rio Verde.
Lá tiraram algumas fotografias e retomaram o trajeto, chegando ao entardecer
no primeiro acampamento às margens do rio que corta a trilha, antes de
começar a subida mais íngreme para o conquista do cume, onde pernoitaram de
sábado para domingo.
No dia seguinte, o grupo seguiu a trilha em direção a Pedra da Mina,
conquistando o cume. Aí surgiu o "inesperado". O tempo fechou completamente
com a chegada da frente fria que se instalou na região, impossibilitando o
grupo de voltar, conforme havia planejado, tendo este que permanecer no cume
de domingo a quinta-feira. Mediante o mau tempo e a falta de contato com o
grupo, os parentes começaram a se preocupar, levando o fato ao conhecimento
da Polícia Militar, pois sabiam que o grupo estava desprovido de mantimentos
pelo tempo em que estava preso na serra, e que não haviam levado equipamento
que garantisse a sua segurança. De fato não. Os mantimentos acabaram no
domingo. A cada dia que se passava a situação do Sr Manoel, seu filho José
Antônio e seu genro Geninho era mais delicada. A chuva, o frio, o vento
forte, e todos os fatores a que eram expostos castigavam cada vez mais o
grupo.
Como não se obteve notícias sobre o desaparecimento até na segunda-feira
(23/05), na terça-feira (24/05) foi acionado o 5º Pelotão de Corpo de
Bombeiros de São Lourenço, deslocando quatro integrantes para Passa Quatro
para estudo da situação e uma eventual busca, enquanto a família entrava em
contato com alguns amigos que conhecem a Serra Fina, membros do grupo GAMP
(Grupo de Ação em Montanha Passaquatrense), que se mobilizaram e se
organizaram junto aos bombeiros em dois grupos de busca. Um partiria da
Fazenda Serra Fina em direção a Pedra da Mina. O outro da Toca do Lobo em
direção ao Pico do Capim Amarelo, primeiro pico da travessia da Serra Fina,
de onde partiriam para uma busca pelo lado sudoeste da Pedra Mina.
O mau tempo e as chuvas torrenciais não deram trégua, mas mesmo assim
partiram dois guias (Deivid e Felipe) com dois integrantes do 5º PCB para o
bairro Paiolinho, por volta das 16:30h. Simultaneamente, partiram outros
dois guias (Davi Scianni e Wellington) com os outros dois integrantes dos
bombeiros em direção à Toca do Lobo. Por causa da condição precária das vias
de acesso para as duas localidades, devido às chuvas, nenhum dos grupos
conseguiu chegar em seus objetivos, tendo que caminhar o resto da tarde sob
forte tempestade. O primeiro grupo chegou a Fazenda Serra Fina ao entardecer
sendo abrigados pelo Sr José Ramos, onde passaram a noite de muita chuva e
raios. O segundo conseguiu chegar até Fazenda Toca do Lobo, sendo abrigados
pelo Sr Manoel Paiva e seu irmão Sr Antônio Paiva.
Foi uma noite apreensiva, tanto para as duas equipes de busca
como para a equipe base, composta pelos guias e integrantes do GAMP Davi
Guedes e Salvador Guedes (o Taia, presidente do GAMP e membro da APSF), que
permaneceu na cidade fazendo contatos e esperando notícias. Devido à
situação a que foram expostos na noite passada e durante todo o dia seguinte
(quarta-feira, 25/05), a equipe da Fazenda Serra Fina teve que abortar,
retornando grande parte do trajeto de volta a Passa Quatro a pé. A outra
equipe, que passou a noite na Fazenda Toca do Lobo consegue prosseguir no
dia seguinte, integrada por mais um guia (Chico Ivo) e pelo Sr Manoel Paiva,
que os abrigou durante a noite, partindo para o Capim Amarelo por volta das
12:00h, conseguindo chegar até o "ombro" do pico por volta das 16:00h, sob
forte chuva e ventos de cerca de 80km/h, onde permaneceram e pernoitaram de
quarta para quinta-feira (26/05). Ainda na quarta-feira os dois bombeiros
que retornaram da Fazenda Serra Fina voltaram para São Lourenço para uma
análise mais detalhada do caso por parte do Pelotão.
As condições climáticas melhoraram durante a noite de quarta para
quinta-feira, amanhecendo com céu aberto e alimentando a possibilidade de
intensificar as buscas. Logo cedo uma nova equipe de bombeiros liderada pelo
1º Sargento, Sgtº Mota, chegou à cidade para uma nova busca. Partiram
novamente dois bombeiros e os guias Deivid e Felipe de volta à Fazenda Serra
Fina, acompanhada de mais uma equipe liderada pelo geólogo Lorenzo Baginni.
Lá se dividiram, uma seguindo em direção à Pedra da Mina (Lorenzo) e outra
pela trila da "panela" (bombeiros e guias). A outra equipe que passou a
noite ao lado do pico do Capim Amarelo faz contato com a base e parte logo
cedo seguindo a trilha da travessia da Serra Fina também em direção à Pedra
da Mina, onde encontraria com as outras equipes e seria traçado um novo
plano de busca, se necessário.
As apostas giravam em torno da possibilidade de encontrar as vítimas nos
arredores da Pedra da Mina, onde provavelmente encontrariam água e abrigo
com mais facilidade. A equipe base tentou então, através do Sargento Mota, a
disponibilidade de um helicóptero para auxiliar nas buscas e efetuar o
possível resgate, enquanto mantinham contato com as equipes que estavam nas
trilhas.
Por volta das 14:00h, de quinta-feira, a equipe que havia partido do Capim
Amarelo, já nos arredores da Pedra da Mina (mais precisamente próximo a
Cachoeira Vermelha), encontrou os três homens desaparecidos já bem
debilitados, fracos, sendo que o Sr Manoel começava a apresentar um quadro
de hipotermia e desidratação, e o Sr José Antônio estava quase que
impossibilitado de andar devidos a várias feridas nos dois pés causados pela
bota molhada. A equipe havia adotado a seguinte estratégia: eles se
dividiram em dois grupos. Um andava na frente, procurando rastros e
vestígios que os levassem aos homens desaparecidos, enquanto o outro vinha
mais devagar, observando com cautela a trilha e suas bifurcações. Foi quando
o soldado Anderson, do Corpo de Bombeiros subiu numa pedra e soprou o apito
que cada integrante das equipes de busca carregava, e uma das vítimas surgiu
dentre o capim, então chegaram até os homens e fizeram contato pelo rádio,
informando o fato. Foram prestados os primeiros socorros ali mesmo e
fornecido alimento e roupas secas e limpas, enquanto aguardavam o
helicóptero, que já confirmado, chegaria para o resgate.
Por volta das 15:00h o helicóptero da PM saiu de Belo Horizonte, chegando em
Passa Quatro em torno de 17:00. O resgate foi rápido. Os homens foram
encontrados em estado delicado e precisavam ser resgatados o quanto antes. O
dia começava a escurecer e exigia o máximo de agilidade possível. Davi
Guedes, que já havia orientado a equipe de busca que encontrou os homens a
se deslocar para uma clareira (cerca de 100m ao sul do capinzal onde
estavam), próximo ao local onde foram encontrados para facilitar o trabalho
de resgate, integrou a equipe como guia do helicóptero que partiu seguindo a
crista até o local do resgate. O helicóptero pousou e resgatou primeiramente
os três homens desaparecidos, Sr Manoel, José Antônio e Geninho, e um dos
guias, Chico Ivo. Cerca de 15 minutos após voltou para resgatar o restante
da equipe (primeiramente Davi Scianni, Wellington, Manoel Paiva e o Sd
Anderson, do PCB, por último Davi Guedes e o Sgt Luciano), concluindo por
volta das 17:40h, e as vítimas foram então encaminhadas para o Pronto
Socorro de Passa Quatro.
A comunicação durante todo o trabalho de resgate foi feita via rádio e
telefones celulares, sendo que os mais recomendados são os da Telemig
Celular TDMA, que têm melhor sinal e funcionam na maioria da crista da
serra. No topo da Pedra da Mina obtém-se sinal de quase todas as
operadoras."



Davi Nogueira Guedes
Nativos, Passa Quatro / MG

samuel_adv
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 424
Registrado em: 27 Nov 2003, 12:12
Localização: MG, Brasil
Contato:

09 Ago 2005, 21:37  

Dúvidas, muitas dúvidas!!!

Eu tô afim de subir até a Pedra da Mina, provavelmente em setembro, e assim completar 3 dos 5 maiores picos do Brasil (já fiz o Bandeira e o Agulhas).

Porém, acabaram as férias, não tem mais feriadao, entào só teria o final de semana (noite de sexta à noite de domingo).

Me falaram que tem uma trilha de aprox. 9 horas até a Pedra (3 horas até um ponto de acampamento, e depois mais 6 horas até o cume), parece que nao é o mesmo caminho da Travessia da Serra Fina, isso procede? Alguem conhece esse roteiro?

[]'s!!!

samuel_adv
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 424
Registrado em: 27 Nov 2003, 12:12
Localização: MG, Brasil
Contato:

09 Ago 2005, 22:12  

Eu perguntei, e eu mesmo respondo!! Nada como uma boa pesquisa no bom e velho Google!!!

A trilha é conhecida como "Paiolinho", e vai direto até a Pedra da Mina, duraçao aproximada de 6~8 horas. Alguem conhece/já fez?

Além desse caminho, a outra forma de chegar à Mina é através da trilha da travessia, que demanda um planejamento (e um esforço) bem maior.

Embora eu tenha muita vontade de fazer a travessia, parece q por enquanto vou ter q me contentar com essa caminhada mesmo.

Se alguem tiver mais alguma dica (inclusive sobre pontos de acampamento no cume), é sempre bem vinda!

[]'s

Avatar
Augusto
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 2006
Registrado em: 18 Jun 2003, 22:47
Localização: São Paulo
Contato:

10 Ago 2005, 11:08  

E aí Samuel.

Vou descrever essa trilha saindo lá de P4.
Só nao recomendo vc tentar fazer sozinho, pois já aconteceram varios incidentes nessa trilha e na travessia. O ideal é fazer com quem já tenha feito, pois é uma regiao de dificil acesso e qqer problema por lá o resgate é bem dificil.

O caminho para chegar ao Paiolinho é ir até Passa Quatro, pegar a estrada sentido IBAMA depois virar em uma estrada de terra para a esquerda sentido Lixão (pode ficar tranquilo, muita gente da cidade conhece esses lugares). Seguir por um longo caminho até o bairro do Paiolinho. De carro, dá p/ chegar até a casa do sr Ramos se chover.. mas depende do carro!! A estrada está relativamente boa.

A trilha é bem mais detalhada. Começando a trilha, vc passará por algumas plantações, a primeira de milho, a segunda de batata, nesta ultima vc vai virar a esquerda e passar por baixo de uma araucaria (vc vai ver ela..pode ficar tranquilo!!) depois que entrar pela
trilha mesmo aparecerão alguns corregos e chegará até um de maior porte.. depois dele há uma possibilidade de se perder..., suba a direita em uma bifurcação. O resto não te erro.Fique esperto até uma pequena clareira onde estará pendurado em uma arvore a panela
vermelha. Pegue novamente a direita!!!

A travessia eu considero mais facil, em se tratando de navegaçao, mas tem o problema da falta de agua durante dois dias.

Augusto

Avatar
Nilton
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 324
Registrado em: 29 Abr 2004, 16:33
Localização: Brasil

17 Ago 2005, 17:01  

olá

Saindo do Paiolinho,quanto tempo leva até a Pedra da Mina ?Da para fazer a subida até o topo no primeiro dia ?

Avatar
Augusto
Membro de Honra
Membro de Honra
Mensagens: 2006
Registrado em: 18 Jun 2003, 22:47
Localização: São Paulo
Contato:

17 Ago 2005, 17:19  

E aí Nilton.

Saindo de P4 até o inicio da trilha, na Fazenda Serra Fina, indo de carro, vc vai levar por volta de 1 hora a 1 hora e 30 minutos.

Já a partir dessa Fazenda até o topo da Pedra da Mina, tranquilamente vc faz em no máximo 6 horas.

Saindo de manhã de P4, com certeza vc chega no topo no máximo 15:00 hrs, dependendo do seu pique.


Já p/ a descida vc faz em pouco mais de 3 horas.


Abcs.


Augusto



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes