Notícias

Fotografar e postar nas redes sociais “prejudica a memória”, diz pesquisa


O uso excessivo de smartphones pode nos afastar do momento e mudar nossa memória, mudando assim a forma de como nos lembramos do que aconteceu em nossas próprias vidas, diz pesquisa.

Os cientistas descobriram que as pessoas ficam tão distraídas ao tirar fotos que não conseguem se lembrar do que viram.

O estudo, publicado no Journal of Experimental Social Psychology, diz que o uso de smartphones altera nossas memórias ao nos afastar do momento.

A publicação é a mais recente de uma linha de pesquisas que revelam como os smartphones e as telas impactam não apenas a saúde, mas todos os aspectos de nossas vidas.

Os pesquisadores decidiram observar como usamos cada vez mais as mídias sociais para registrar e compartilhar nossas experiências em um teste surpresa de memória.

Eles levaram centenas de participantes em uma visita auto-guiada para uma igreja e encorajaram as pessoas a tomar notas do que viam – incluindo como era o prédio.

Uma semana depois, eles foram questionados sobre vários aspectos da visita. O grupo equipado com smartphones, que tirou e postou fotos nas redes sociais durante a visita, acertou menos do que o grupo que apelou a própria memória para registrar o passeio.

Os pesquisadores dizem que isso prova que ter um dispositivo como um smartphone contendo uma câmera nos afasta do momento.

Foto: Creative Commons Zero – CC0.

A ciência por trás disso diz que quando criamos memórias, neurônios em nosso cérebro ligam sensações com o que vivenciamos e vimos. Mas quando estamos distraídos, eles não são armazenados em nossos cérebros – em vez disso, duram para sempre em sites de mídia social como Facebook, Twitter e Instagram.

Emma Templeton, pesquisadora da área de Psicologia da Dartmouth College que liderou o estudo, escreveu que “os participantes sem mídia consistentemente lembraram sua experiência mais precisamente do que os participantes que usaram mídia”. Ela acrescentou: “Juntas, essas descobertas sugerem que usar mídia pode impedir que as pessoas se lembrem os mesmos eventos que eles estão tentando preservar ”.

Anteriormente, estudos mostraram como a presença constante de um telefone celular em nossas mãos tem um efeito de “fuga de cérebros”, que reduz a inteligência e o tempo de atenção das pessoas.

Em um outro estudo da Universidade do Texas, os pesquisadores descobriram que as pessoas pioraram suas performance em realizar tarefas simples do dia a dia quando estão com um smartphone em mãos. O estudo também constatou que postar fotos nas mídias sociais pode realmente alterar nossa percepção de como nos lembramos de certos eventos.

Alixandra Barash especialista em ciência da cognição da Universidade de Nova York, também realizou pesquisas sobre como os smartphones mudam o que observamos.

Usando a época do Natal como exemplo, ela disse que ao pedir para que usuários do Instagram relembrassem a experiência da época festiva, eles passaram a visualizar o que aconteceu do ponto de vista de um estranho – como se estivessem olhando uma foto ao invés do fato real:  “Quando as pessoas estão em uma perspectiva de terceira pessoa, as emoções se tornam menos intensas quando revivem a experiência, ao passo que, se eu permanecer na perspectiva de primeira pessoa, sinto as emoções genuínas que senti durante a experiência” .

Com informações de Journal of Experimental Social Psychology, Daily Mail Online e The Telegraph

Votar

4 pontos
Upvote Downvote

Total de Votos 4

Votos Positivos: 4

Upvotes percentage: 100.000000%

Votos Negativos: 0

Downvotes percentage: 0.000000%


Comentários do Facebook

comentários

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top

E aí, tudo bem? Bora logar!

ou

Esqueceu a senha?

Ainda não tem uma conta? Cadastro

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Fechar
de

Enviando Arquivo…