Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
#1212716 por fábio.dias
24 Ago 2016, 16:04
Um mês após a trip enfim consegui um tempo para postar minha experiência, espero que sirva de prisma para quem deseja fazer o mesmo roteiro, eu particularmente não ia fazer post algum, mas tem muita gente me procurando para tirar dúvidas e seria egoísmo da minha parte não compartilhar, sendo que, antes da minha viagem eu tirei muitas dúvidas e tive base nas experiências alheias relatadas aqui no Mochileiros.
Este é um breve relato sobre meu rápido mochilão, onde passei por Argentina e Chile, foram 14 dias de viagem, 6 cidades mais de 10.000 km, muitas descobertas e experiências incríveis.

Meu roteiro inicial foi:
• Buenos Aires - Argentina
• Córdoba - Argentina
• Mendoza - Argentina
• Cacheuta - Argentina
• Santiago - Chile
• Viña del Mar - Chile

Quanto aos valores:
Levei Reais para trocar na Argentina e Dólares para o Chile, os valores estimados foram das hospedagens, das passagens de ônibus interestaduais e dos equipamentos e roupas para esquiar (vou anexar a planilha no final do post com os valores) passeios e alimentação são muito pessoais então não inclui, eu por exemplo, fiz uma lista com todos os lugares que gostaria de visitar e dei preferência aos lugares gratuitos, que são inúmeros, em relação à alimentação houve dias que comi fast-food e dias que fui à restaurantes, variava da minha fome. No decorrer do post coloquei alguns valores que não estão na planilha e dicas que podem ser importantes.
Levei 1.200 Reais para usar na Argentina e 485 Dólares para usar no Chile.

1º Dia – Chegada à Buenos Aires
Às 21h10min do dia 30 de julho, desembarquei no Aeroparque Regional Jorge Newberyem em Buenos Aires, a primeira coisa que fiz foi trocar alguns reais por peso, o suficiente para comprar o SUBE e tomar condução até o hostel (SUBE é um cartão recarregável para utilizar ônibus, metrô e trem, é a única forma de tomar coletivos, os motoristas não aceitam dinheiro), comprei em uma banca de jornal no primeiro andar do aeroporto, onde também havia uma máquina para recarregar, paguei 30 pesos somente no cartão (o que foi um roubo kkk) e recarreguei 60 pesos.
O aeroporto de Buenos Aires possui Wi-fi, olhei no Google Maps qual condução deveria tomar e segui ao ponto em frente ao aeroporto (dica: baixe o mapa off line antes de ir). Para iniciar bem a viagem, depois de uns 15 minutos dentro do ônibus resolvi perguntar onde era o ponto para eu saltar mais próximo do hostel e descobri que ficaria próximo à Casa Rosada, há mais ou menos 4 quilômetros de distância do hostel kkkk, saltei próximo à Casa Rosada onde tomei informações com um grupo de policiais (muito atenciosos por sinal), pegaram mapas, me indicaram muito bem o caminho e eu segui caminhando até o hostel.

2º Dia – Conhecendo a capital Argentina
Acordei por volta das 9:00hrs, tomei café da manhã e fui caminhando até a Plaza del Congreso onde às 11:00hrs iria iniciar o Free Walk Tour (o tour leva de 2 a 3 horas e você tem a possibilidade de conhecer os principais pontos turísticos da cidade e a história de cada um, o tour é feito em inglês), terminando o tour segui para o banco Multifinanzas onde cambiei os reais por pesos, visitei o Centro Cultural Kirchner e caminhei pelo centro de Buenos Aires. A noite eu preferi ficar no hostel, onde interagi com o pessoal e fiz amizade com meus colegas de quarto: o Paquistanês Umair e a senhora Argentina Lucy (a senhora mais simpática que conheci e me adotou como seu neto kkk).

Buenos Aires (4).jpg
Buenos Aires (4).jpg (314.77 KiB) Exibido 564 vezes

Centro Cultural Cristina Kirchner.jpg
Centro Cultural Kirchner
Centro Cultural Cristina Kirchner.jpg (1.07 MiB) Exibido 564 vezes

Plaza de Mayo(1).jpg
Plaza de Mayo
Plaza de Mayo(1).jpg (2.06 MiB) Exibido 564 vezes

Congreso.jpg
Congreso
Congreso.jpg (96.14 KiB) Exibido 564 vezes

Plaza de Mayo (4).jpg
Plaza de Mayo (4).jpg (1.63 MiB) Exibido 564 vezes

Plaza de Mayo.jpg
Plaza de Mayo.jpg (666.84 KiB) Exibido 564 vezes


3º dia – Compras e vida noturna da capital
Por volta de 10:00 horas me dirigi ao bairro Once para comprar um casaco, porque o casaco que havia levado não era compatível com o frio de lá, eu saí do Brasil com o objetivo de comprar um casaco em Buenos Aires, e por sorte, minha abuela Lucy (a senhora Argentina) é comerciante e sabe tudo sobre compras por lá, ela foi comigo e me ajudou a encontrar o melhor casaco por um preço justo, além do casaco, comprei: um par de luvas, uma touca e dois cachecóis, foram muito úteis no restante da viagem. Por ali eu provei o famoso churros Argentino, depois fomos à uma cafeteria e pedimos café con leche y tostadas. Segui para Plaza Naciones Unidas, onde está a Floralis Generica, em seguida fui até a Estação Retiro tomar informações a respeito da minha passagem para Córdoba, porque no dia seguinte estaria partindo para lá, me dirigi até o hostel e descansei um pouco enquanto decidia qual boate iria e se seria acompanhado do pessoal do hostel.
Decidi que iria sozinho. Peguei algumas dicas e fui para o Terraza, uma boate à beira mar, com vários ambientes; cheguei no Terraza por volta das 1:30, porém, a vida noturna na Argentina inicia por volta das 3:00 e óbvio, estava vazio kkkkk havia poucas pessoas por lá, o necessário para que eu me enturmasse e por fim não fiquei sozinho na balada kkk.

Lucy.jpg
Lucy
Lucy.jpg (1.47 MiB) Exibido 564 vezes

Buenos Aires.jpg
Buenos Aires.jpg (854.04 KiB) Exibido 564 vezes

Estación Retiro.jpg
Estación Retiro
Estación Retiro.jpg (1.47 MiB) Exibido 564 vezes

Av Tucumán.jpg
Av Tucumán.jpg (1.4 MiB) Exibido 564 vezes


4º dia – Comprando lembranças em Buenos Aires
Voltei da boate por volta das 6:30 e dormi até as 10:30, tomei café e fui para San Telmo, um dos bairros mais charmosos de BAs, repleto de esculturas. Fui à Feria de San Telmo onde comprei algumas lembranças por preços bons e tive a oportunidade de conhecer a feira mais movimentada por lá. Segui para Puerto Madero (o bairro mais caro e chique), caminhei por lá e conheci a Puente de la mujer. Voltei para o hostel para buscar minhas coisas e fiquei conversando até o horário de partir para a Estação Retiro.

Barrio San Telmo.jpg
Bairro San Telmo
Barrio San Telmo.jpg (1.6 MiB) Exibido 564 vezes

San Telmo.jpg
San Telmo.jpg (1.73 MiB) Exibido 564 vezes

San Telmo (4).jpg
San Telmo (4).jpg (1.37 MiB) Exibido 564 vezes

San Telmo(1).jpg
San Telmo(1).jpg (1.82 MiB) Exibido 564 vezes

Feria de San Telmo.jpg
Feria de San Telmo
Feria de San Telmo.jpg (1.23 MiB) Exibido 564 vezes

Puerto Madero(3).jpg
Puerto Madero(3).jpg (278.96 KiB) Exibido 564 vezes

Puerto Madero.jpg
Puerto Madero
Puerto Madero.jpg (1.43 MiB) Exibido 564 vezes

Puerto Madero (4).jpg
Puerto Madero (4).jpg (750.9 KiB) Exibido 564 vezes

Puente de La Mujer.jpg
Puente de La Mujer.jpg (579.61 KiB) Exibido 564 vezes



5º dia – A charmosa cidade de Córdoba
Meu cálculo em relação ao tempo de viagem para a chegada em Córdoba foi errado e cheguei por volta das 4:30 da manhã kkkk resolvi esperar clarear o dia para tomar condução (só havia me esquecido que o dia só clareava às 8:00 kkk) tirei um cochilo por ali mesmo e por volta de 7:00 tomei um ônibus para o hostel, o que eu não sabia até então é que em Córdoba também só se utiliza cartão no coletivo, eu não tinha intenção de comprar porque só pretendia ficar um dia e naquele horário não tinha ninguém no ônibus, eu fiquei sem saber o que fazer kkk por sorte uma moça se levantou do fundo do ônibus e passou o cartão pra mim e eu lhe paguei 10 pesos (eu tinha só 12 pesos trocado na carteira, mas a passagem custava 8 pesos) me sentei ao lado da moça e ficamos conversando, perguntei onde descia para chegar ao hostel, ela disse que eu havia pegado o ônibus correto, porém, para o lado contrário kkkk, muito atenciosa, me ensinou onde tomar o ônibus, ainda me devolveu os 10 pesos porque ela notou que eu não tinha dinheiro trocado (ainda falam mal dos Argentinos, vê se pode!) no final deu tudo certo, cheguei ao hostel, tomei banho e fui procurar um lugar para comer, almocei no Patio Olmos, andei pelo centro de Córdoba, fui à Plaza San Martin, visitei a Manzana Jesuítica (patrimônio da humanidade), fui ao Museu UNC, conheci o Colegio Nacional de Montserrat, la Facultad de Derecho de Córdoba (onde bati um papo com os acadêmicos de lá kkk), la Iglesia Catedral, el Museo de Antropologia de la U.N.C e mais alguns pontos turísticos. Retornei ao hostel, conversei bastante com o Francês que trabalhava na recepção do hostel, fiz amizade com um Argentino (Silvio) que estava ali a trabalho (mas já havia morado em Córdoba) e dois Brasileiros (Isabela e Rodrigo) que estavam ali para estudar espanhol.

córdova.jpg
córdova.jpg (2.23 MiB) Exibido 564 vezes

Manzana Jesuitica (1).jpg
Manzana Jesuitica (1).jpg (1.92 MiB) Exibido 564 vezes

Manzana Jesuitica.jpg
Manzana Jesuitica
Manzana Jesuitica.jpg (1.66 MiB) Exibido 564 vezes

22(2).jpg
22(2).jpg (975.2 KiB) Exibido 564 vezes

córdoba(2).jpg
córdoba(2).jpg (1.39 MiB) Exibido 564 vezes

Plaza San Martin (2).jpg
Plaza San Martin
Plaza San Martin (2).jpg (1.56 MiB) Exibido 564 vezes

Catedral.jpg
Catedral
Catedral.jpg (1.07 MiB) Exibido 564 vezes


6º dia – Conhecendo Córdoba guiado por um nativo
Silvio se disponibilizou me levar a conhecer a cidade, isso foi ótimo! Não havia ninguém melhor para apresentar a cidade. Levou-me para conhecer Nueva Córdoba, uma parte da cidade que eu não tinha visitado, muito moderna e repleta de estudantes. Fomos ao terminal para eu comprar minha passagem para Mendoza, comemos e retornamos ao hostel. À noite, Isabela comprou erva e fez um mate pra gente e Rodrigo comprou umas cervejas Argentinas para provarmos kkk que pena que meu tempo estava acabando e eu já precisava partir. Às 23:00 tomei um táxi para o NETOC (Nueva Estación y Terminal de Omnibus de Córdoba) com direção à Mendoza, onde encontraria minha amiga Equatoriana Kelly. Estava muito triste em partir porque gostei muito da cidade e dos amigos que fiz lá, mas também estava muito ansioso em saber que dentro de algumas horas iria reencontrar minha amiga Kelly.
Córdoba é uma cidade pequena, charmosa e muito linda. É a segunda cidade mais populosa da Argentina. Fiquei apenas dois dias, uma pena! Pretendo retornar porque tem muita coisa que ainda quero ver lá, eu não queria sair de lá kkk.

córdoba(1).jpg
córdoba(1).jpg (1.28 MiB) Exibido 564 vezes

córdoba.jpg
córdoba.jpg (1.73 MiB) Exibido 564 vezes

Parque de las tejas.jpg
Parque de las tejas.jpg (434.71 KiB) Exibido 564 vezes

Parroquia Sagrado Corazón de Jesús de los Capuchinos.jpg
Parroquia Sagrado Corazón de Jesús de los Capuchinos.jpg (140.69 KiB) Exibido 564 vezes

Córdoba (2).jpg
Córdoba (2).jpg (653.44 KiB) Exibido 564 vezes


7º dia – Reencontro e um passeio pelas vinícolas Argentinas
Por volta das 7:30 cheguei em Mendoza, foi muito bom chegar e ver minha linda amiga lá me esperando. Do terminal seguimos para a casa da Host de Kelly e conheci a adorável Sidney, outra Equatoriana que estava acompanhando Kelly e se tornou também uma grande amiga. Tomamos café da manhã e nos dirigimos à Plaza Independencia encontrar Dávilo (um Brasileiro) depois seguimos, alugamos bicicletas e fomos rumo aos vinhedos. Decidimos conhecer a Vinícola Di Tomaso, pagamos 40 pesos e conhecemos: a vinícola, o processo de fabricação dos vinhos e provamos três tipos de vinhos. Comprei dois vinhos artesanais para presente. Retornamos e devolvemos as bicicletas.
De volta ao centro de Mendoza, almoçamos e voltamos à casa de Kelly para encontrar meu Host Lucas (Em Mendoza não fiquei em hostel porque Kelly arrumou um Host para me hospedar). Lucas é um cara muito legal, me buscou de carro na casa de Kelly e me recepcionou com muita hospitalidade.
A noite fomos ao para a Avenida Aristides Villanueva (bem badalado) depois para “minha casa” onde pedimos pizza e ficamos conversando até tarde kkkk

Caminho dos Vinhedos.jpg
Caminho dos Vinhedos.jpg (205.5 KiB) Exibido 564 vezes

111.jpg
111.jpg (162.72 KiB) Exibido 564 vezes

Vinhedos.jpg
Vinhedos.jpg (149.12 KiB) Exibido 564 vezes


8º dia – Conhecendo Mendoza
Ao meio dia encontrei minhas amigas Equatorianas na Plaza Independencia, fomos para a casa de Kelly almoçar, depois caminhamos até a estação rodoviária para comprar minha passagem para Santiago e verificar preços para Cacheuta. Em seguida fomos para o centro comprar lembranças. À noite ficamos em casa descansando porque no outro dia bem cedo viajaríamos.

9º dia – Thermas de Cacheuta e a noite Mendocina
Acordamos bem cedo e nos encontramos no terminal, chegamos em Cacheuta por volta das 10:00, pagamos 200 pesos na passagem de ida e volta para Cacheuta e mais 245 pesos de entrada no termas (uma observação para as mulheres: é proibido uso de short por mulheres nas piscinas termais. Minhas amigas estavam de short e tiveram que comprar bíquini, porque as fiscais mandaram elas saírem da piscina, não tem argumento, existe uma placa na entrada dizendo que é proibido). Quanto ao almoço: Dávilo e eu compramos dois hambúrgueres por 95 pesos kkk.
Na piscina fizemos amizade com 4 Argentinos que estavam aproveitando sua folga, eles foram muito legais conosco, nos deram churrasco e fernet (uma bebida tipicamente Argentina), nos ofereceram um verdadeiro banquete. Foi um dia muito divertido no termas. Retornamos no final da tarde para Mendoza.
Em Mendoza fomos para casa para nos prepararmos para ir para balada, encontrei Kelly na Av. San Matin Sur (repleta de bares e casas noturnas) para fazer a famosa prévia em algum bar, ela estava acompanhada de dois amigos Franceses e nossos novos amigos que conhecemos no termas a tarde kkk fomos para uma boate onde dançamos e nos divertimos muito. Essa noite foi muito legal porque era o dia da Independência da Argentina. O País todo estava em festa. Pude ver algumas homenagens e me diverti muito... por volta de 6:30 partimos pra casa.

Termas de Cacheuta(3).jpg
Termas de Cacheuta(3).jpg (1.55 MiB) Exibido 564 vezes

Termas de Cacheuta.jpg
Termas de Cacheuta.jpg (1.73 MiB) Exibido 564 vezes

Termas de Cacheuta(2).jpg
Termas de Cacheuta(2).jpg (838.18 KiB) Exibido 564 vezes

Termas de Cacheuta(1).jpg
Termas de Cacheuta(1).jpg (761.6 KiB) Exibido 564 vezes


Mendoza foi um marco muito importante pra mim, na verdade foi a motivação de minha viagem, porque iria reencontrar minha amiga, foram dias inesquecíveis.

10º dia – As belezas do percurso de Mendoza para Santiago
Quem optar em viajar de Mendoza para Santiago via terrestre, meu conselho é ir de dia e pegar assento do lado esquerdo do ônibus (compre sua passagem com antecedência se quiser uma vista panorâmica, porque os assentos são muito concorridos), a paisagem é deslumbrante, muito lindo mesmo. Vá preparado para perder de 1 a 2 horas na fronteira da Argentina com o Chile, o processo pela imigração, o procedimento com documentação e revista de bagagens é um pouco demorado.
Cheguei em Santiago por volta de 18:30, peguei um metrô em frente ao Terminal Alameda e desci na estação la moneda, que fica perto do hostel que havia reservado, de lá peguei um táxi porque minha bagagem a essa altura estava pesada demais para eu carregar mais 10 quadras kkk, cheguei ao hostel e encontrei meu amigo Guilherme (Brasileiro gente fina que conheci no Mochileiros kkk), tomei um banho, fomos comer algo e depois conhecer a noite Chilena.
Pegamos um metrô na estação Unión Latinoamericana e descemos na Baquedano, de lá seguimos para conhecer o Barrio Bellavista, repleta de bares, com a vida noturna bem agitada. Decidimos ficar no Pátio Bellavista onde tomamos alguns Chopes Torobayo e conversamos bastante, foi muito divertido. Mais tarde dividimos um Uber e voltamos para o hostel (acertamos em 5.000 pesos/2.500 pra cada).

frontera.jpg
frontera.jpg (1.21 MiB) Exibido 564 vezes

Frontera ARG-CHL.jpg
Frontera ARG-CHL.jpg (1.46 MiB) Exibido 564 vezes

888.jpg
888.jpg (1.64 MiB) Exibido 564 vezes

FRONTERA ARGENTINA-CHILE (1).jpg
Frontera Argentina-Chile
FRONTERA ARGENTINA-CHILE (1).jpg (646.14 KiB) Exibido 564 vezes


11º dia – Troca de guarda e Viña del Mar
Uma das coisas que eu havia programado fazer em Santiago era assistir a troca de guarda no Palacio de la Moneda, Meu amigo e eu acordamos cerca de 8:00 (porque eu acordei assustado achando que era 9:00, não tinha mudado o fuso horário do meu relógio kkk) e fomos tomar café da manhã, saímos correndo para o Palacio de la Moneda onde iríamos aguardar iniciar a troca de guarda, chegamos por lá 9:40, mas a troca era às 11:00, outro equívoco porque pensamos que iniciaria 10:00 kkk, tínhamos uma hora para conhecer os arredores dali, passeamos por ali e voltamos para o Palacio para aguardar o evento. Acabando a apresentação imediatamente seguimos para o Terminal Alameda para comprar as passagens para Viña del Mar.
Quando chegamos em Viña del Mar fomos almoçar em um shopping em frente ao terminal e de lá seguimos ao Palacio Riojas, conhecemos a história e as instalações da mansão de um dos cooperadores para a fundação da cidade. Seguimos para o Castillo de Wulff, que para nossa tristeza estava fechado para reformas, perto de lá se encontra o Reloj de Flores, passamos para olhar e em seguida fomos para o Casino Municipal de Viña del Mar (meu amigo perdeu 2.000 pesos e não ganhou nada, eu gastei 1.000 e ganhei quase 1.000, mas depois gastei tudo kkkkk), para jogar é simples: a aposta mínima é 1.000 pesos e é só inserir o dinheiro na máquina e começar a jogar. Saindo do cassino caminhamos pelo centro da cidade, fomos para o terminal pegar o ônibus de volta à Santiago e voltamos para o hostel.

troca de guarda.jpg
troca de guarda.jpg (1.68 MiB) Exibido 564 vezes

troca de guarda(1)1.jpg
troca de guarda(1)1.jpg (1.51 MiB) Exibido 564 vezes

Palacio Riojas.jpg
Palacio Riojas.jpg (1.27 MiB) Exibido 564 vezes

Palacio Riojas (2).jpg
Palacio Riojas (2).jpg (2.14 MiB) Exibido 564 vezes

Palacio Riojas (1).jpg
Palacio Riojas (1).jpg (1.4 MiB) Exibido 564 vezes

reloj de flores.jpg
reloj de flores.jpg (2.89 MiB) Exibido 564 vezes

Viña del Mar (2).jpg
Viña del Mar (2).jpg (663.6 KiB) Exibido 564 vezes

viña del mar.jpg
viña del mar.jpg (1.25 MiB) Exibido 564 vezes

casino.jpg
casino.jpg (1.11 MiB) Exibido 564 vezes


12º dia – Conhecendo Santiago do Chile
Neste dia estava previsto minha ida para Farellones porque eu tinha uma reserva em um hostel nas montanhas, mas houve nevasca e não pude subir, então, andamos pela cidade à procura de alguém que pudesse me levar, primeiro fomos ao Mercado Central, onde tem algumas agências, não encontramos nenhuma que subiria, decidi ficar em Santiago mesmo e deixei para o próximo dia esquiar, então meu amigo e eu fomos conhecer las condes, o bairro mais caro de Santiago, lá está localizado o Sky Costanera que é o prédio mais alto da América Latina, pagamos 5.000 pesos (com carteira estudantil é 4.000) e subimos ao topo, a vista de lá é incrível! Por sorte o dia não estava nublado e pudemos contemplar uma beleza realmente indescritível. Nos quatro ou cinco primeiros andares do Sky Costanera funciona um shopping, onde há uma filial do supermercado Jumbo, muito conhecido por lá, fomos lá comprar algo para levar para Farellones no dia seguinte. Seguimos para o hostel para resolvermos em qual estação de esqui e com qual agência ir. Decidimos ir para Farellones porque os preços são mais em conta e é melhor para iniciantes, andamos o dia todo de agência em agência e no final fechamos com um Brasileiro que vive no Chile (conhecemos em um grupo do whatsapp criado por um integrante do Mochileiros kkkk).

las condes.jpg
las condes.jpg (2.02 MiB) Exibido 564 vezes

santiago.jpg
santiago.jpg (1.89 MiB) Exibido 564 vezes

mercado municipal.jpg
Mercado Municipal
mercado municipal.jpg (1.24 MiB) Exibido 564 vezes

tribunales de justicia.jpg
Tribunal de Justiça
tribunales de justicia.jpg (1.13 MiB) Exibido 564 vezes

sky costanera.jpg
Vista do Sky Costanera
sky costanera.jpg (1.95 MiB) Exibido 564 vezes


13º dia – Esqui e snowboard em Farellones
Acordamos bem cedo, tomamos café da manhã (que compramos no Jumbo kkk) e fomos aguardar a van que passou e nos buscou no hostel. Saímos de Santiago cerca de 8:00 e chegamos em Farellones por volta das 11:00, houve duas paradas: uma no pé da cordilheira, para alugar roupas, equipamento de esqui e snowboard, e outra no meio do caminho para tomar o famoso chá de coca. Para entrar na estação pagamos 24000 pesos e 4000 para alugar um locker para guardar nossas coisas.
Foi um dia muito legal, pena que no dia seguinte meu brother ia voltar para o Brasil, como era meu penúltimo dia de viagem e o último dele, chegando em Santiago, nos permitimos jantar em um restaurante em las condes kkk de lá fomos dar mais uma volta no Shopping Sky Costanera pra ele comprar mais algumas lembranças e fomos para o hostel.

farellones(1).jpg
farellones(1).jpg (1.13 MiB) Exibido 564 vezes

té.jpg
Chá de coca
té.jpg (1.01 MiB) Exibido 564 vezes

farellones(2).jpg
farellones(2).jpg (650.82 KiB) Exibido 564 vezes

farellones.jpg
farellones.jpg (1.46 MiB) Exibido 564 vezes


14º dia – Mercado Central e Vinícola Concha y Toro
Não tinha nada planejado para este dia a não ser ir ao Mercado Central e o Centro comprar lembranças, mas, no café da manhã, conversei com três brasileiros que estavam hospedados no hostel e estavam planejando visitar a vinícola Concha y Toro, me convidaram pra ir também (o preço era de 20000 pesos incluso translado e ticket), fui ao Mercado Central e ao Centro rapidamente, comprei as lembranças e retornei ao hostel porque a van estava marcada para 14:00. Chegamos na vinícola por volta das 16:00 por conta do trânsito e a distância, fizemos um tour, as paisagens da vinícola são surreais! Provamos três tipos de vinhos e ganhamos uma taça personalizada, no final conhecemos a loja interna da vinícola e eu comprei duas garrafas de Casilero del Diablo (dica: me disseram que na vinícola era mais caro comprar, mas eu fiz muitas pesquisas em supermercados em Santiago e na vinícola estava mais barato. Quem pretende trazer vinho para o Brasil compre na própria vinícola).
Fui para o hostel, arrumei meus vinhos e a taça na mala (bem envolvidos nas roupas) e aguardei o horário de partir, enquanto isso fiquei conversando com uma amiga Chilena, minha colega de quarto, até meu horário de partir.
Cerca de 22:40 parti, meu vôo estava marcado para 2:10 e meu 15º dia foi viajando de volta pra casa.

Espero que as informações sejam úteis para algum viajante, saludos!

vinicola concha y toto(1).jpg
Vinícola Concha y Toro
vinicola concha y toto(1).jpg (2.72 MiB) Exibido 564 vezes

vinicola concha y toro.jpg
vinicola concha y toro.jpg (121.04 KiB) Exibido 564 vezes

concha y toro (4).jpg
concha y toro (4).jpg (129.79 KiB) Exibido 564 vezes

concha y toro.jpg
concha y toro.jpg (133 KiB) Exibido 564 vezes


PLANILHA DE GASTOS
https://drive.google.com/file/d/0B8AOQjHIprENR0k4WFlxTENsdW8/view?usp=sharing


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 7 visitantes