Quanto vai custar sua viagem? Qual é a melhor forma de pagamento? Como planejar financeiramente a sua viagem?
#477068 por deda
10 Jun 2010, 22:09
E ai, galera mochileira, blz?

Li, reli, escrevi, perguntei, respondi e tudo o mais possível nesse site e em tantos outros.. tudo isso me ajudou a montar um roteiro pra minha viagem sonho pela Europa que acontecerá em set/out 2010. Estou num impasse quanto a grana que vou precisar pra passeios, transporte dentro das cidades, lembrancinhas e comida.

Já fiz zilhões de contas mas as dúvidas ainda são muitas, por isso estou escrevendo novamente: preciso de mais um pouco de ajuda.

Explico: a parte mais "pesada" da viagem já está paga (detalhado logo abaixo), por isso aquele número mágico de 60 euros/dia não me permitiu definir um valor mínimo necessário pra cada dia.

Sei que o ideal seria adequar a grana à viagem e não o contrário mas essa segunda parte da grana será uma espécie de "família-trocínio" por isso, preciso ter uma noção de quanto vou precisar, um valor mínimo pra considerar por dia pra não passar fome, nem ficar desabrigada.. rsrs.

Tb sei que isso depende da "qualidade" da viagem e sobre isso digo que não terei grana pra esbanjar. O objetivo da viagem é conhecer a cultura, os lugares famosos, viver um pouco da história dos lugares que escolhi visitar. Prefiro passar a semana comendo sanduíche com coisas compradas em supermercado e poder fazer um passeio um pouco mais caro e que enriquecerá mais a minha experiência a comer em restaurantes chiques e ter que ficar sentada num parque o dia inteiro pq não tenho grana pra entrar num museu ou algo assim. Consegui explicar??

Bom, vamos aos fatos: As passagens (SP/Londres/SP - embarque dia 27.08/retorno dia 29.10) e a hospedagem em casa de família (com café da manhã e almoço + curso de 4h/dia no período de 28.08 a 25.09) estão pagos.

Ainda não comprei mas será comprado com a minha grana: Voos Londres/Basel(Suíça)/Londres e o Eurail pass pra 6 dias (3 países - Suíça, Alemanha, Benelux - previsão para 12 dias com roteiro pré-definido (Fussen/Munique/Berlim/Postdam/Amsterdam/Aachen/Colônia) - mas sem data exata pra começar)

Não terei despesas com hospedagem em Basel pois ficarei na casa de uma amiga.

Resumindo:
- Qto preciso pra almoço/passeios/transporte (dentro da cidade)/lembrancinhas pra 28 dias em Londres?
- Qto preciso pros 23 dias na Suíça (excluindo a hospedagem que é grátis)?
- Pros 12 dias de viagem entre Alemanha e Benelux, tá bom se fizer as contas com 60 Euros/dia (considerando que o transporte entre as cidades já estará pago?)

Espero ter conseguido explicar minhas dúvidas e digo novamente (mesmo correndo o risco de ser repetitiva): o que eu preciso é de uma noção do mínimo necessário pra não passar perrengues por falta de grana, nem voltar com vontade de ter conhecido alguma coisa interessante e não ter feito por falta de grana.

Vou aproveitar pra perguntar sobre como levar a grana. Vou estar com cartão de crédito para eventuais emergências. Vou ter o VTM que não tem em libras, só em euro, é viável usá-lo em Londres (afinal posso perder grana na segunda conversão: real x euro x libra)?? Se nao for uma boa idéia usar o VTM, qual a melhor de levar a grana pra la?? Troco as libras aqui no brasil ou levo reais e troco lá? Toda e qquer dica/sugestão sobre esse assunto será mega bem-vinda.

Desde já, um mega obrigada!!

E ótima viagem pra todos nós!

#478088 por mwhiplash
15 Jun 2010, 13:38
Oi deda.

Vou tentar ajudar com o que aprendi pelas minhas viagens à Europa. Não vou te dizer o valor exato de quanto vc deve levar, mas vou te dar todas as dicas necessárias para que vc faça o cálculo sozinha, de acordo com suas próprias prioridades nessa viagem.

Concordo totalmente com o que disse, melhor comer lanche e curtir algum passeio do que almoçar em restaurante e passar a tarde no parque. Esse é o espírito! E adiciono outra coisa: usar transporte público o tempo todo. É barato, eficiente, e a melhor maneira de vc se misturar com os locais, sentir como é viver no país, e até conhecer pessoas interessantes.

E como vc quer mesmo conhecer a cultura dos lugares que vai visitar, te dou uma dica: fuja dos brasileiros. Muita gente viaja pro exterior e quer encontrar brasileiros, andar com brasileiros, procurar restaurantes brasileiros, ir em baladas de brasileiros. Isso é o maior erro de quem viaja, depois fica aquela sensação de que vc nem saiu do Brasil, e a experiência da viagem se torna estritamente "turistica", ou seja, vc viu paisagens novas, tirou fotos de várias coisas legais, mas praticamente não saiu de casa. É como ver a Europa pela televisão, vc "vê" todos os lugares, mas a sensação verdadeira de ter passado por aquele determinado país não existe.
Portanto, mergulhe de cabeça, esqueça os brasileiros (que são MUITOS na Europa Ocidental, e praticamente nenhum no Leste Europeu) e viva como um local, se permita conhecer gente de todos os cantos da Europa e do mundo, adquira experiências de vida dessas pessoas, escute-as e veja como levam uma vida diferente da nossa, os valores, o dia a dia, etc. ESSA é a graça da viagem, essa é a experiência que muda a vida da gente.

Falando do dinheiro propriamente dito: usei o VTM pela primeira vez no mês passado. Muito bom, recomendo. É muito fácil sacar moeda local em qualquer país que esteja, e todos os ATMs tem instruções em inglês (que era uma preocupação minha quando fui à Polônia e Suécia). E vc está enganada, o VTM pode ser carregado em dólares, euros ou libras. Nesta ultima viagem levei euros em cash e libras no VTM.
Não leve reais pra trocar lá, é uma moeda pouco utilizada pelas casas de câmbio européias, e portanto a cotação de conversão é muito ruim, na verdade péssima.
Troque qualquer moeda em espécie que planeje levar aqui no Brasil, não deixe para trocar lá. Aliás, utilize as casas de câmbio só em último caso, para não perder grana com a taxa de conversão de moedas, que não é baixa mesmo para casos de euro x libra.

Falando de caso a caso:
1- VTM: Carregado em euros, por exemplo. Você pode sacar euros em todos os ATMs dos países da zona euro e pagará uma taxa fixa de 2,50 euros por saque, independente da quantia sacada. Portanto, não faça saques pequenos toda hora para não perder dinheiro. Para compras na função débito não existem taxas.
Agora, pra usar o VTM em países que utilizam OUTRA moeda que não seja a carregada no cartão, a coisa fica mais cara. Além da taxa fixa de saque acima, vc paga uma taxa de conversão de moeda, cobrada pela VISA, e a taxa chega a 5% do valor sacado ou debitado do cartão na função débito. Essa informação não tem em lugar nenhum, demorei pra descobrir isso, mas é real. Fiz um teste no cartão antes de sair do Brasil, sacando reais, e foi realmente cobrado o equivalente a 2,50 euros (taxa de saque fixa) além de 5% do valor do saque.
Faça o VTM em libras e use no Reino Unido, como a libra é uma moeda muito forte, é melhor não ficar trocando euros por ela em casas de câmbio ou usar um VTM em euros no Reino Unido, pra não perder muito na conversão.

2- Leve alguma quantidade em cash, mesmo uma quantidade alta. A Europa não é Brasil, é muito mais seguro andar com dinheiro por lá do que aqui. Mas MESMO ASSIM não abuse da sorte, faça um bolso escondido nas roupas, ou use uma doleira presa ao corpo. Dinheiro em espécie é sempre a melhor opção em todos os casos, o difícil é o transporte e a segurança, mas mesmo assim, leve alguma coisa em cash sempre.

3- Cartão de crédito: Depende de cada banco, mas geralmente as taxas não são tão altas. Dependendo do banco, fica mais barato sacar dinheiro com seu cartão de crédito do que fazer trocar manual em casas de câmbio. Pelo Banco do Brasil por exemplo, vc pode sacar moeda local em qualquer ATM no exterior, pagando uma taxa de US$ 2,50 por saque mais 2,5% do valor sacado. No caso de compras na função crédito é cobrado 2,5% do valor da compra apenas, e a conversão de moeda é feita pela cotação oficial do dia de vencimento da fatura.
Portanto, o cartão de crédito é mais vantajoso do que o VTM APENAS quando este ultimo está carregado com moeda diferente da que será sacada.

Agora pensando nos gastos.

Transporte público é sempre a melhor opção. Aprenda a utilizá-lo. Pegue mapas pela internet dos trens suburbanos e metros, veja itinerarios dos onibus, horarios de funcionamento das estações e etc. Londres, assim como Paris, tem estações de metro em qualquer canto, e as linhas vão longe! Preste atenção no sistema de zonas das linhas de metro, os valores de passagem são diferentes dependendo da zona (sem trocadilhos) para onde vai. Os mapas das linhas estão disponíveis nas estações. Considere comprar um cartão do tipo day-pass se planeja fazer várias viagens por transporte público durante o dia, é sempre mais barato do que comprar bilhete único. Em Londres, eles encorajam fortemente que se compre o Oyster card (às vezes nem te dão opção). É um cartão recarregável em que o valor de cada viagem é debitado automaticamente do cartão em cada viagem, funciona para praticamente todos os tipos de transporte publico de Londres, e vc carrega o cartão com o valor de quiser (mínimo 5 libras) em qualquer estação de metro. A maior vantagem desse cartão é que existe um limite diário (cap) que pode debitado desse cartão. Se vc fizer mais viagens do que o equivalente a 7,50 libras em um dia, o resto das viagens que vc fizer nesse dia não serão cobradas. Esse valor é o máximo que vc vai gastar em transportes publicos em um dia em Londres.
Sim, 7,50 libras é um valor muito alto vc pode estar pensando, mas um bilhete único de metro em Londres pode chegar a custar 4,50 libras! Só para uma viagem de ida!
Dependendo do país o transporte é bem caro. Só a título de comparação, o bilhete único de metro em Lisboa é de 0,80 centavos de euro!
Da última vez que estive em Berlin, três anos atrás, o bilhete único de metro era de 2,10 euros se não me engano, e fica mais barato comprando de ida e volta. Se vc não falar alemão fica um pouco complicado, pois várias estações não possuem guichê com pessoas para vender os bilhetes, apenas maquinas automáticas e sem opção em inglês. Não sei se isso mudou.
Onibus é uma opção barata também, e em muitos países as paradas são anunciadas por um painel eletronico dentro do onibus, assim vc pode saber onde deve descer quando não conhece a cidade.
Resumindo: considere comprar um day-pass de transporte público para cada dia na Europa.
Reserve de 7 a 10 euros por dia para transporte publico nas suas contas, só por segurança, mas geralmente vc vai gastar menos.

Passeios: Também depende do que vc vai querer ver e em que país vai estar. Berlin possui algumas coisas gratuitas, mas em geral são atrações pagas. Em torno de 10 a 15 euros cada museu ou atração. Na região de Benelux também gira em torno desse valor.
Se prepare pois Londres é caríssimo. Cada atração gira em torno de no mínimo 15 a 20...LIBRAS. Só o museu de cera Madame Tussaud é 28 libras! Um absurdo, não vale tudo isso. Considere compras atrações combinadas, por exemplo, comprando a entrada na London Eye é possível comprar a entrada para o Madame Tussaud por 21 libras.
Em compensação, praticamente TODOS os museus de Londres são gratuitos, eles encorajam doações, mas não é obrigatório.
Resumindo: considerando que vc não vai à Europa em alta temporada, e as filas não vão estar tão grandes, vc vai conseguir visitar uns 2 ou 3 lugares num dia. Considere uns 30 euros diários para isso, mas pode variar bastante, tanto pra menos quanto pra mais. Vai depender muito do país e do passeio.

Baladas: mesmo se isso não for teu objetivo, não tem como escapar, principalmente em Londres. Os pubs são sensacionais, boates também. Novamente, os valores dependem do país. Entrada em uma boa boate de Londres, em torno de 10 a 20 libras. Berlin possui muita coisa legal e underground, a noite é sensacional em Berlin, muito diferente do que a gente está acostumado. Nos lugares mais underground, a entrada não é tão cara, em torno de 5 a 10 euros. Não sei se gosta de tomar uma cerveja, mas uma "pint" (copão de cerveja) em um bom pub de Londres gira em torno de 5 libras. Em Berlin em torno de 3 a 5 euros. Achando caro? Só pra comparar, em Estocolmo são 10 euros! Achando barato? Na Cracóvia são 2 euros!
Mas mesmo que não beba, vá a um pub londrino, mesmo que peça um refrigerante, é uma das principais atrações da cidade. Dica: The lamb and the flag, tradicionalíssimo, lotado, mas muito legal. Vá um pouco antes das 18:00, horario que começa a encher de gente. Algumas pessoas bebem do lado de fora do pub, na calçada, depois que o lugar fica cheio. Mas é um barato, vc conhece MUITA gente de uma vez só, mesmo se estiver sozinha.
Resumindo: Depende da tua vontade, depois de um dia cheio, ir pra alguma balada ou pub. Mas considere uma quantidade aproximada de noites em que vai querer sair, e adicione em torno de 20 a 40 libras/euros para essas noites. Claro, com orçamento reduzido, o número de noites em balada pode ser BEM baixo, mas faça um favor a si mesma, vá pelo menos em uma em cada país.

Alimentação: aí vai totalmente de vc. Almoço em restaurantes nos países que vc vai estar não fica por menos de 10 libras/euros. Almoço propriamente dito, com opções de cardápio e tal. Mas em cidades como Londres e Berlin vc encontra restaurantes de todas as partes do mundo, com pratos típicos, que possuem algumas refeições mais em conta, do tipo PF (prato feito). Mas como vc bem disse que não se incomoda com isso, vale a pena os lanchinhos a qualquer hora do dia. Em toda a europa, mesmo no leste europeu, vc SEMPRE encontra uma barraca vendendo algum tipo de snack, lanche, ou comida típica local. Geralmente não sai mais do que 5 libras/euros o lanche mais bebida.
Tem ainda o fator McDonalds: em TODOS os países da Europa o menu com sanduiche-batata frita-refrigerante sai por 5 libras/euros! Não importa o país que esteja, é sempre em torno deste preço. Claro que a comida do McDonalds é um lixo, mas vc vai acabar comendo em um várias vezes durante sua viagem, pode acreditar.
Resumindo: sem luxo, reserve de 10 a 20 libras/euros diários para alimentação.

Hospedagem: não entendi se vc tem hospedagem em todos os lugares, mas isso é o que conta muito num orçamento. Novamente, dependendo do país e do hotel/hostel pode-se gastar MUITO em um dia, ou até menos do que vai gastar com alimentação. No caso de hoteis, vale a pena pagar tudo antes da viagem, quando for possivel, pelos sites dos hoteis. Dessa forma vc leva menos dinheiro pra viagem e é uma grande preocupação a menos. Se precisar pesquisar sobre opniões sobre qualquer hotel do mundo, opniões de usuários reais que passaram mesmo uma noite no hotel, vá ao site http://www.tripadvisor.com e pesquise o nome do hotel que tem em mente. Não pesquise resenhas de hoteis pelos sites booking.com ou hotels.com, muitas vezes eles bloqueiam as opniões negativas sobre os hoteis cadastrados nestes sites.

Lembranças: É barato, em qualquer lugar, mas é tanta baboseira que vc fica com vontade de trazer que às vezes passa da conta. Em Londres tem verdadeiros shoppings de souvenires, muita porcaria que deixa a gente louco de vontade de trazer tudo. Aí depende do que vc acha legal trazer de volta, e que não vai quebrar na mala (considere isso!). Estátuas, chaveiros, penduricalhos, tudo o que vc imaginar, entre 1 euro e até 30 euros, ou mais! Depende do que vc quer trazer. Mas se controle, é tanta porcaria que a gente acha legal e quer trazer de volta que dá vontade de comprar a loja inteira. E se vc ir comprando alguma coisinha de 2 ou 3 euros em cada loja que passar, no final da viagem vai ter gasto uns 100 ou 200 euros só com essas coisas.
Uma coisa que notei em Londres: eletrônicos são MUITO baratos. Qualquer coisa, desde ipods até tvs de lcd. Achei tudo muito barato, comparando com o resto da Europa, e com o Brasil então não dá nem pra falar. Se tem alguma coisa eletrônica que esteja de olho, considere comprar em Londres. A cota de importação quando se viaja de avião é de 500 dólares, dá pra trazer alguma coisa legal.

Enfim, é isso.
Escrevi demais mas acho que dá pra vc ter uma idéia do gasto que vai ter e poderá fazer suas próprias contas.

Qualquer outra coisa que eu possa ajudar, pode perguntar.

Parabéns pelo destino da viagem. Acabei de voltar da Europa (semana passada) e já estou com inveja de vc.

E mais uma coisa, que já repeti algumas vezes aqui: Berlin é sensacional!
#478954 por deda
18 Jun 2010, 18:30
mwhiplash
Nem sei como agradecer sua resposta. E vc ainda diz que ta com inveja da minha viagem???? Quantas vezes vc já viajou pra lá?? Eu é que estou com inveja de toda essa experiência que vc tem!!

Sem contar que eu é que vou pedir desculpas daqui a pouco pelo tamanho da minha ignorância nesses assuntos, comparando com seu texto ela é beeeemm maior, pode ter certeza.. mas marinheira de primeira viagem é assim mesmo, se Deus quiser logo logo vou estar cheia de dicas tb .

Apesar da grana curta, acabei decidindo por estudar num dos lugares mais caros do mundo mas o fato de estar num lugar recheado de história e de fácil acesso a outros lugares tão importantes falou mais alto. Não sei quando terei outra oportunidade pra fazer uma viagem dessas então quero aproveitar pra conhecer lugares que realmente vão me satisfazer e sem dúvida nenhuma, quero voltar cheia de histórias pra contar!

Consegui juntar duas férias então terei 2 meses pra curtir. Chego em Londres dia 28.08 (sábado), fico lá por 4 semanas, em casa de família com café da manhã e jantar, e tenho como compromisso 4 horas/dia no curso de inglês (de segunda a sexta).
Dia 25.09 (sábado) vou de Londres para Basel, onde ficarei na casa de uma amiga. Meu vôo de volta para o Brasil é dia 29.10 (sexta), saindo de Londres.

Durante esse mês de outubro (5 semanas, na verdade) farei uma viagem (provavelmente sozinha) prevista pra acontecer em até 12 dias, de trem, saindo de Basel, a previsão é de 3 dias na região de Munique (incluindo Fussen e Dachau), de lá para Berlim (3 dias), uma passada em Postdam, mais 3 dias em Amsterdam, depois Brugges/Bruxelas, Aachen e Colônia em mais 3 dias.

Nessas cidades ainda não sei exatamente o que vou visitar/conhecer, pesquisei muitas coisas, tenho várias idéias e indicações mas ainda não parei pra bolar o meu roteiro, muito provavelmente vou recorrer aos mochileiros novamente qdo essa hora chegar, então, sem querer abusar mas já abusando.. se vc quiser mandar mais umas dicas, fique a vontade!! Principalmente de Berlim que já percebi que vc é fã e deve ter milhões de sugestões, a história dessa cidade é fascinante e é um dos pontos altos da minha programação, as demais cidades acabaram entrando no percurso por causa de Berlim.

Dachau acabou entrando no roteiro em substituição a Auschwitz pq ficaria fora de mão ir pra lá. Fiquei encantada com Fussen depois de ler um relato aqui do fórum e ver umas fotos (é de uma moça mas não lembro o nome dela agora, desculpe). Descobri Postdam faz uns dias, lendo uma matéria no caderno de viagens do Estadão. Aachen foi indicação de um casal de amigos que morou na Alemanha há alguns anos, principalmente pela fábrica de chocolates Lindt. Colônia, pela história e pela tão famosa igreja onde dizem estarem guardados os restos mortais dos 3 reis magos.

Estamos programando tb (eu e minha amiga) um final de semana em Paris. E não vou me perdoar se voltar de lá sem conhecer a Eurodisney..

Bom, sobre suas dicas, já disse q nem tenho palavras pra agradecer.. era esse mesmo o espírito da coisa.. números exatos podem acabar não ajudando tanto qto as coisas q vc disse, muito obrigada mesmo!!!

Utilizar transporte público realmente é prioridade.. rsrs.. não só em Londres mas em todas as cidades que eu estiver, principalmente por ser uma opção barata já que vou viajar sozinha mas todas as vantagens que vc citou também contam bastante!

Sabe que eu to com um super frio na barriga por ir viajar sozinha mas, o objetivo principal da viagem é o curso de inglês, ter essa vivência, perder o medo de falar, treinar o ouvido.. ainda mais sendo só 1 mês em Londres esse negócio de encontrar qquer coisa relacionada ao Brasil está completamente fora do meu roteiro.

Sobre a grana. Recebi a informação da escola que está me ajudando com a viagem de que o cartão ainda não está disponível para uso com libras, depois que vi sua mensagem entrei em contato com o Banco Rendimento e eles me confirmaram isso. A previsão é que esteja disponível para uso em libras no segundo semestre. Como viajo no final de agosto, vou pesquisar novamente antes da viagem.

Caso o VTM pra libras ainda não esteja liberado, estou pensando no seguinte: levar libras em cash, euro uma parte em cash e uma parte no VTM, além dos 2 cartões de crédito.

Para o transporte em Londres (que realmente é caro!!), acredito que o Oyster card pra 30 dias será bem útil pra mim. A escola é na zona 1 mas ainda não tenho o endereço da família que vai me hospedar, assim que tiver vai ficar mais fácil pra saber a distância que vou percorrer e tudo o mais. De qquer modo, minha opção foi por ficar entre zona 2 e 3, vou fazer uma média de uso do cartão e carregar com um pouco a mais pra poder visitar alguns pontos turísticos que ficam mais distantes.

Pras outras cidades vou usar a média que você falou pra fazer a previsão de despesas.

Sobre os passeios, baladas e lembrancinhas.. tenho que tomar MUUUUIITOOO cuidado com isso. Se deixar, vou querer entrar em todos os museus, conhecer todas as atrações, fazer todos os passeios e comprar todas as coisinhas bonitinhas de toodaaass as lojas que eu passar na porta.

Pra Londres também existe um esquema de cartão pra comprar as entradas pras atrações combinadas, mas pretendo não fazer isso já na primeira semana pois a ansiedade não vai me deixar pensar direito.. acho melhor aproveitar os lugares gratuitos até entender que eu realmente estou lá e depois escolho com calma as atrações que vou pagar pra entrar, tb estou pesquisando sobre isso pra decidir com calma. Nas outras cidades, vou estar limitada pelo tempo então já vou escolher previamente as atrações, pra não correr o risco de deixar passar alguma coisa importante.

Balada é um caso a parte, né? Eu adoro!! Mas vou tomar muito cuidado com isso pq não é prioridade mas não dá pra voltar de uma viagem dessas sem conhecer um pouquinho da night, né?!.

Pelo que vc me falou, acho q refeição vai ser bem tranqüilo, não tenho mtos problemas com a comida do McDonalds e, vou acabar gastando um pouco mais apenas nos dias em que vou fazer a viagem de trem. Nos dias em que estarei em Londres só vou precisar comprar o almoço (dá pra passar fácil com lanchinhos e tal), já em Basel a gente vai fazer comida em casa tb.. dá-lhe supermercado!!

Esclarecendo sua dúvida sobre hospedagem, vou precisar de hospedagem nos dias que farei a viagem de trem, considerando que eu pretendo fazer pelo menos 2 viagens durante a noite, serão 10 noites de hospedagem e, sem dúvida, a opção é albergue. Ainda não reservei pq não defini datas.. na verdade o que eu quero é esperar chegar em Basel pra ver qual vai ser o melhor dia pra sair pq vou depender da programação que minha amiga vai ter por causa do trabalho.

Gostei do que você falou sobre eletrônicos. Quero comprar um netbook mas to adiando já faz tempo, é mesmo uma boa idéia comprar lá? Você tem alguma sugestão de loja?

Só mais uma coisa, sobre bagagem. O limite de bagabem entre SP/Londres/SP é mais que o dobro do permitido nos vôos pela Europa. O percurso Londres/Basel/Londres eu farei de avião, por Heathrow, que é o aeroporto que embarco pra voltar pra cá. Pensei no seguinte: levar uma mala com uns 10/12 kg (considerando que eu vou levar algumas coisas brasileiras pra família que vai me acolher em Londres e tb pra minha amiga da Suíça), assim as comprinhas q eu fizer em Londres entrarão no peso de 22kg que ó permitido no vôo Londres/Basel. Sendo assim, as aquisições no restante da viagem vão entrar como excesso de peso somente no vôo de volta de Basel/Londres. Pela British Airways, a mala extra custa 50 dólares. É uma boa idéia ou vc tem alguma sugestão??

Bom.. mais uma vez muito obrigada! Desculpe pelo tamanho do post e parabéns pela experiência que vc já tem, entendo isso como oportunidades que vc teve na vida que não passam de sonhos na vida de muita gente, parabéns mesmo! Você tem algum blog ou relato dessas viagens?

Até mais!
#482011 por mwhiplash
02 Jul 2010, 01:18
deda,

Já fui algumas boas vezes pra lá, mas sempre Portugal.
Mochilando mesmo, cruzando vários países, essa última foi minha terceira vez.

Não diga "ignorância", é uma palavra meio pesada. Vc simplesmente não passou por essa experiência, ainda.
E eu não sou tão expert assim, muita gente aqui conhece a Europa bem melhor do que eu. Principalmente os que moraram ou moram por lá.

Sobre as dicas, acho que não preciso falar de Londres, pois vc vai ter muito tempo por lá pra descobrir a cidade minuciosamente, sem pressa. Eu tive só 6 dias e foi uma correria.
Mas vc vai adorar. Os londrinos são muito simpaticos e prestativos, foi o que mais me chamou a atenção em Londres. Pode perguntar a vontade que eles tem prazer em ajudar, em qualquer lugar. E aproveite a balada! Londres não é aquela coisa louca como Estocolmo, Amsterdan ou mesmo Berlin. Eu achei a cidade um pouco mais conservadora em relação a essas outras, mas nem por isso menos animada. São estilos diferentes, Londres é grande DEMAIS, uma metrópole no melhor sentido da palavra, então a "vida noturna" é apenas UMA das facetas da cidade. Não sei se expliquei bem, mas enfim.
Quanto ao que fazer por lá, tem uma frase local muita famosa que diz "aquele que cansou de Londres, cansou da vida". Vai com calma, descubra tudo o que vc quer ver aos poucos, tempo é o que não vai te faltar.
Museus são de graça, mas todo o resto é BEM caro.
Pra se ver: British museum, museu de cera Madame Tussaud, London Eye, o Parlamento, Abadia de Westminster, Palácio de Buckingham, Tower of London, Tower Bridge, Tate Modern, Imperial war museum, St. Paul's Cathedral, Picadilly Circus, Oxford Street, enfim, possibilidades infinitas. E frequente os pubs! É praticamente uma instituição inglesa.

E já que os dias em Berlin serão poucos, aproveite ao máximo o tempo, se puder nem durma! Já que vc gosta de história, Berlin provavelmente vai marcar tua vida! É impressionante a sensação que dá naquele lugar, da importancia histórica dessa cidade, de estar ali, onde tantas coisas aconteceram que marcaram o mundo.
Além disso, é uma mistura perfeita de europa ocidental e leste europeu, vc se sente nos dois lados! E se vc prestar bem atenção, vai notar que ainda é um pouco nítida a diferença entre o lado leste e o oeste do antigo muro de Berlin. Não sei explicar bem porque, mas vc percebe que o lado oeste é mais vivo, mais rico, mais "ocidental" mesmo, e o lado leste é mais surrado, mais underground, mais "cinza", mais soviético, sei lá. Nossa, é sensacional quando se percebe isso!!
Bom, pra não perder de jeito nenhum:
Potsdamer platz - ali fica um complexo da Sony moderníssimo, com cinemas IMAX, restaurantes, lojas, etc. Muito bonito à noite.
Perto dali fica a Ilha dos museus, vale uma conferida.
Próximo também fica o Topography des Terror - ruinas do quartel general da Gestapo e SS nazista, com uma exibição de fotos emocionante da vida sob o domínio de Hitler.
Bem ao lado existe uma parte bem conservada do muro de Berlin, e se vc gosta de história, meu, reflita um pouco ali, faça cair a ficha de ONDE vc está, o que se passou ali dos dois lados daquele muro.
Dali a uma quadra fica o Checkpoint Charlie, antiga fronteira entre o leste e oeste. No meio da rua fica uma representação do posto fronteiriço, e alguns guardas vestidos à caráter tirando fotos com turistas. Repare que no meio da rua, no alto de um poste, é exibida uma foto de um jovem soldado soviético, caso vc esteja olhando do lado oeste para leste, e do outro lado a foto de um jovem soldado aliado, caso vc esteja olhando do lado leste para oeste. Nessa parte da cidade existem milhares de lojas vendendo souvenires soviéticos, muito legal!
Outra coisa emocionante: olhe para o chão!!! Berlin está cortada por uma linha de paralelepipedos indicando o caminho por onde passava o muro, não importa onde esteja, se o muro cruzava uma rua, praça, terreno, etc, ali corre a linha indicando o caminho.
Perto dali, vá até o portão de Bradenburgo, um dos cartões postais de Berlin, depois siga até o Reichstag, o Parlamento alemão. É um lugar impressionante. Suba até a nova cúpula de vidro, vale muito a pena.
Dali siga a avenida que corta o Tiergarten, imenso pulmão verde no centro de Berlin. Após alguns metros, do nada, vai surgir ao seu lado um imponente memorial aos soldados soviéticos, muito legal!
Descubra um pouco o parque também, no outono é magnífico.
Depois volte pra essa avenida e siga até a coluna Siegessaule, com a deusa da vitória no topo. Vale muito a pena subir todos aqueles degraus até o topo, ficar literalmente aos pés da estátua. A vista lá de cima é sensacional.
Não dá pra perder também a Alexanderplatz, no lado leste. Ali fica a TV Tower, torre de 370 metros de altura, com um restaurante giratório no topo, imperdível a vista que se tem de lá de cima.
Perto dali a Berliner Dom, Catedral de Berlin, impressionante. Tente assisti a algum concerto de órgão nessa Catedral, é muito legal!
Não deixe de caminhar pelas ruas de Berlin! Faça compras, observe as pessoas, sinta a junção de Europa Ocidental com Leste Europeu numa metrópole imensa e moderníssima. Tome um café, tome uma cerveja, coma um currywurst (melhor comida típica que já comi, de todos os países que já visitei!).
E à noite, principalmente na primeira noite, caminhe sem rumo pela Friedrichstrasse! Começe pelo sul, sentido norte. Você vai descobrindo todas as facetas da cidade. Fiz isso, sem querer, na primeira noite em Berlin. Era Novembro, Cheguei na cidade às 4:00 da tarde e já era noite escura. O hotel ficava perto desta rua, não tinha nada pra fazer pois ainda não conhecia a cidade e já era noite, então comecei a caminhar sem rumo nessa avenida, indo até onde meus pés aguentavam. Você vai começar descobrindo o Checkpoint Charlie, olhe para o chão e vai notar está pisando numa placa dizendo "Berliner Mauer 1961-1989" e partindo dali uma linha de paralelepípedos cruzando a rua. Pare e reflita sobre onde está pisando. Depois vai encontrar algumas lojas de carros como Audi, VW e Mini, e alguns shoppings. Siga até a Unter den Linden, vire à esquerda e vá até Bradenburger Tor e veja como fica magnífica à noite. Volte até a Friedrichstrasse e continue. Vai andando até a estação de trem, coma um kebab numa loja turca ao lado da estação. Continue. Você vai começar a perceber que a cidade está mudando, está um pouco mais cinza, mais surrada, mais soviética. Bem vinda à Berlin Oriental. Cruze a ponte sobre o rio, observe que a quantidade de restaurantes e bares começa a aumentar, e algumas pessoas começam a entrar em prédios pichados que deveriam estar abandonados. Nada de estranho, são boates underground. Entre em uma e termine a noite ali. Ou em algum dos restaurantes que vc viu.
Até hj eu não sei explicar porque, mas me diz depois se essa caminhada não foi uma das coisas mais marcantes de Berlin.

Sobre Paris, não sei se é tua primeira vez, mas um fim de semana é mais do que INsuficiente. Não dá, Paris precisa de no mínimo uma semana inteira.
E outra coisa, tem certeza que prefere a Eurodisney? A primeira opção pra quem vai aos arredores de Paris é ir à Versailles. Mas cada um tem sua preferência.
Se precisar de dicas de Paris me avisa, já fui pra lá algumas vezes e acho que conheço alguma coisa da cidade.

E esse frio na barriga que vc está sentindo é o sinal de que essa viagem vai ser mais do que inesquecível.
Na minha primeira vez tb foi assim, e foi a viagem que mais me marcou. Nenhuma outra foi igual.

Sobre o VTM: Confidence Câmbio. Tem em várias cidades do país. Lá tem VTM em euros, dolares, libras. Veja se tem uma loja em sua cidade.

Sugestão de loja de eletrônicos em Londres: Curry's. Tem em todo buraco. Boa loja e produtos bem baratos. Fiquei em um hotel na região de Hounslow, perto do aeroporto de Heathrow (na PQP de Londres), e mesmo assim há poucas quadras do hotel existia pelo menos duas lojas da Curry's.
Melhor ainda, caminhe pela Oxford Street e New Oxford Street, várias lojas de eletrônicos por lá. Tente também a loja de departamentos John Lewis, na mesma rua.

Quanto à bagagem, infelizmente não tenho muita sugestão pra te dar. É pagar ou pagar, pelo excesso de bagagem. Em vôos pela europa realmente o limite é 20, 22kg.
Uma coisa que sempre acabo fazendo é colocar o máximo possível de coisas pesadas na bagagem de mão, e usar o máximo de roupas no corpo. Uma vez peguei um vôo usando duas calças, seis blusas no corpo, e mais um casaco amarrado na cintura. E não estava frio! Tudo por medo do excesso de peso. Já era fim de viagem, a grana estava no fim, então...

E sobre a idéia do blog...ahh, vc não sabe como eu gostaria.
Mas se eu já me empolgo falando de uma cidade, imagine falar de todas por onde passei?
Quem vai ter paciência pra ler tanta coisa assim?

Boa sorte, deda.

Já está adicionada no msn!
#482771 por PriOchoa
05 Jul 2010, 17:40
Vou estar por lá mais ou menos na mesma época que vc!
E essa ansiedade e dúvidas super normal, primeira vez q eu fui, pesquisei tanto, mas tanto que hj em dias os meus amigos todos me perguntam sobre dicas de viagem hahaha

Começo minha viagem por Barcelona, de lá acho que passo um fds em Ibiza e de lá vou direto pra Londres.. mas estou realmente pensando pq o problema de excesso de bagagem realmente me incomoda.. pagar 30 euros por excesso de bagagem não é uma boa.. Por isso não faço nada de avião na Europa, a não ser que realmente não tenha jeito, como IBZ, que estou pensando seriamente em ir de barco.
Sempre compro os passes de trem, mas esse ano os lugares que escolhi, os passes pra minha idade estão muito caros, acho que não vale a pena se vc colocar na ponta do lápis o gasto com ele, e as outras opções que vc tem, prefiri comprar o passe de onibus que sai bem mais em conta.. e tudo bem, umas noites dormidas em ônibus, rsrs, nada que uma mochileira de 2º viagem não saiba (ano passado até em estação de trem eu virava a noite esperando o próximo trem, haha)
Acho que toda experiência é válida, levei tudo no humor, e não me arrependo por nenhuma noite mal dormida, ou o trem absolutamente LOTADO sentada no corredor, por não ter feito reserva hahahaha Pode ter certeza que vc não viverá nada igual por aki!

Todo o "grosso" da viagem, pago ainda aki, como os passes ou se precisar, alguma reserva em albergue, com isso vc diminue e muito o gasto por dia.. como vc já tem onde ficar, acho que o seu gasto será mínimo, a não ser que vc não se contente com td muito barato em Londres e compre tudo hahahaha

Ah e sobre Berlin, se gosta de história realmente vai AMAR, AMO aquela cidade, esse ano irei novamente, como fiquei pouco tempo quero ir com mais calma agora.. incrível como tudo funciona!!
Vou pra Munich tb em final de Set/ início de Outubro para a Oktober Fest!

Bom, se quiser podemos trocar alguma informação por MSN: bbrprit@hotmail.com
Me add por lá e papeamos, e quem sabe não nos encontramos em Londres ?!

=)

no pain, no gain..esse é meu lema em viagens hahaha :P
#483140 por deda
06 Jul 2010, 21:08
mwhiplash
outro mega obrigada pra vc! preciso de um tempinho pra caprichar na resposta! logo logo eu escrevo, ok? e vamos papeando pelo msn!

Pri
já te adicionei! vamos trocar umas idéias sim mas tb quero responder seu post com calma.

valew!
#495875 por mondjaguar
21 Ago 2010, 11:28
Olá... mwhiplash D
Dicas valiosas, pois tenho também essa preocupação com qual moeda levar. Nunca havia pensado em fazer o VTM, mas após a sua explicação vejo que é uma ótima opção para o uso das Libras. É possível usar duas moedas no cartão VTM? Uma outra informação... a taxa utilizada para o saque no débito seria a mesma utilizada no cartão de crédito? Como você foi a Londres, saberia informar se possui uma agência do BB no lugar que atenda pessoa física? Obrigada pelas dicas relacionada ao uso do dinheiro na Europa, abraços!!

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes