Ir para conteúdo
Mochileiros.com
Augusto

São Tomé das Letras

Posts Recomendados

Augusto    0

[info]Este é um tópico-guia sobre a cidade de São Tomé das Letras.

Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.

Se divide em história, atrações principais, hospedagem e algumas curiosidades sobre a cidade.

Também contêm fotos e vídeos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

 

Quer tirar duvidas sobre essa cidade?

Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico: São Tomé das Letras - Perguntas e Respostas

 

Quer escrever um relato de uma caminhada por essa cidade?

Crie um nesse Fórum: Clique aqui

 

Veja aqui os relatos de caminhadas postadas no Fórum

Sobradinho - São Thome das Letras!! Autor: bruno sjc

Um Lugar Ao Vento: São Thomé das Letras Autor: andes_horizon [/info]

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/wwsaothomedasletrasnetmapa.jpg 454 490 Acesso a cidade][/picturethis] Cidades próximas

 

 

 

 

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/wwarvorecentenariacombr.jpg 395 284 acesso][/picturethis] Como chegar

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

A lenda que deu origem a toda a história da cidade de São Thomé das Letras aconteceu em uma gruta.

João Antão, escravo de uma Fazenda, cansado dos maus tratos, refugiou-se em uma gruta no alto da serra, onde passou a viver da pesca, frutos e raízes da região.

 

Um dia um senhor de vestes brancas apareceu para o escravo lhe entregando um bilhete e dizendo que, se ele o entregasse ao capitão, este o perdoaria.

Ao ler o bilhete, o Capitão lhe ordenou que o levasse até a gruta, onde encontraram uma imagem de São Tomé entalhada em madeira.

João Francisco, homem profundamente religioso recolheu a imagem e a levou para casa. A imagem sumiu e reapareceu na gruta por várias vezes.

 

Acreditando ser um milagre, o Capitão mandou erguer uma capela no local, onde, em 1785, foi construída a Igreja Matriz, originando assim o povoado; dizem que o filho do Capitão, Gabriel Francisco Junqueira, o Barão de Alfenas, título este concedido por D. Pedro II, foi sepultado debaixo do altar da igreja.

A igreja, construída em estilo barroco, abriga em sua nave principal a pintura do mestre Joaquim José da Natividade, altares em estilo rococó e várias imagens de madeira do século XVIII.

 

A origem do nome da cidade deve-se à aparição do santo e às inscrições rupestres encontradas na entrada da gruta que não se sabe terem sido feitas pelos índios cataguases antigos moradores da região ou se são palavras deixadas pelo santo.

 

As construções que caracterizam a cidade, feitas com as próprias pedras extraídas no local, cuidadosamente cortadas e empilhadas uma a uma, sem qualquer tipo de argamassa, oferecem segurança e firmeza, como as construções do século XVIII.

Com base na economia local, que é 60% oriunda da extração de pedras de quartzito, usadas no revestimento de casas, passeios, piscinas, e hoje exportadas para vários países da Europa, a cidade ficou conhecida como “cidade de pedra”. Esse mineral de quartzito também é conhecido como pedras-de-são-tomé.

 

As lendas, histórias e preceitos iniciáticos formam um clima esotérico na cidade, tornando-a conhecida como a cidade mística do Brasil, mas a vida dos seus moradores é bem simples, típica do interior de Minas.

Sua localização privilegiada, aliada com seu ar rústico e tipicamente mineiro do interior, em ponto montanhoso e elevado a 1.440 metros acima do nível do mar (permitindo a observação de um praticamente toda a região ao redor, vales e montanhas incluídos), faz com que a cidade seja destino preferido de muitos turistas entusiastas da natureza e de gentes ligadas às artes em geral.

 

Alguns acreditam que São Tomé seja um dos sete pontos energéticos da Terra, o que atrai para o lugar místicos, sociedades espiritualistas, científicas e alternativas, o que dá razão a outro nome: "Cidade Mística".

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Cachoeiras:

 

 

Véu da Noiva

[picturethis=http://www.seudestino.net/wp-content/cachoeiraveudanoiva.jpg 320 280 veu da noiva]A mais charmosa. Conjuga beleza e praticidade para o banho nas várias piscinas que forma pelo caminho. Seguindo o leito do rio, numa caminhada de 5 minutos, chega-se à cachoeira Paraíso. Uma dica: o melhor horário para o banho é por volta do meio-dia, quando o sol bate diretamente. É que a cachoeira fica em uma fenda na colina. Acesso pela estrada para Cruzília. Distância: 12km.[/picturethis]

 

Paraíso

[picturethis2=http://www.conscienciacosmica.com.br/images/st-paraiso1.jpg 350 250 paraiso]pequena queda com piscina e prainha de areia branca. Boa para tomar sol. Acesso por trilha, descendo a cachoeira Véu da Noiva.[/picturethis2]

 

Eubiose

[picturethis=http://www.saothometur.com.br/PontosTuristicos/Cachoeiras/img/Cachoeiras/chr14.jpg 270 240 eubiose]pequena e aprazível cachoeira, com duchas naturais e piscina. Acesso: estrada para Cruzília, pouco depois do trevo para Sobradinho. É preciso descer um trecho de 10 minutos a pé. Distância: 4 Km.[/picturethis]

 

Flávio

[picturethis2=http://www.conscienciacosmica.com.br/Images/s%C3%A3o%20thome%20cachoeira%20flavio.jpg 270 263 flavio]quase o mesmo porte que a eubiose, também com duchas e piscina. Acesso: estrada para Cruzília, depois da Cachoeira da Eubiose. Distância: 5 quilômetros.[/picturethis2]

 

Vale das Borboletas

[picturethis=http://www.hotelcentralparque.com.br/hcp/cidade/vizinhos/saotome/imagens/cachoeiradoparaiso.jpg 350 300 borboletas]cachoeira bem peculiar, que vaza em duas colunas de água e possui uma pequena caverna com samambaias. As colunas d'água proporcionam uma excelente ducha, além de hidromassagem. Pelo uma vez ao ano o vale fica cheio de borboletas, daí o nome. Descendo o rio chega-se à corredeira Vale dos Gnomos. Acesso; estrada para Três Corações, bem no trevo para Shangri-lá. Para quem desce de São Thomé, entrar à direita. Dali são poucos metros até uma fazenda. Pare o carro e siga a pé, você está perto. Distância: 2,5 Km.[/picturethis]

 

Lua

[picturethis2=http://www.hotelcentralparque.com.br/hcp/cidade/vizinhos/saotome/imagens/cachoeiradalua.jpg 300 301 lua]pequena e charmosa queda d'água. Vale a parada pela proximidade da estrada. Fica no acesso para a comunidade de Sobradinho. Distância: 8 Km.[/picturethis2]

 

Gêmeas

duas pequenas cachoeiras muito semelhantes. Boas para banho e hidromassagem. Próxima a Gruta da Bruxa, depois da comunidade de Sobradinho. A distância, de 18 Km, garante um pouco de privacidade na alta temporada.

 

Corredeiras Shangri-lá

[picturethis=http://www.saothomedasletras.net/images/cachoeirashangrila.JPG 350 320 corredeiras]com certeza um dos lugares mais lindos de São Thomé. Os místicos da região creditam a ela muita energia cósmica. É conhecida por eles como Vale de Maytréia (o novo Avatar). A paz e a inscrições rupestres existentes nas suas redondezas parecem avalizar a posição dos místicos. As pedras, que parecem um mármore rosa, a água avermelhada e a exuberância da vegetação fazem de Shangri-lá um paraíso. Acesso é mais complicado: o indicado mesmo é pagar um guia. Na cidade há guias-mirins credenciados, que não cobram caro. Descer a montanha em direção a Três Corações. Preste atenção: logo no primeiro trevo entrar à direita. Seguir direto na estrada principal. Pare o carro numa tronqueira e siga a pé um trecho que sobe e depois desce um morro, contornando-o à direita. Lá embaixo está o vale. Daí e só seguir por dentro do rio (é bem raso) até as corredeiras propriamente ditas. Obs: não é muito boa para banho. Distância: 17 Km.[/picturethis]

 

Vale dos Gnomos

[picturethis2=http://www.saothomedasletras.net/images/RC_cachoeiravaledasborboletas.JPG 300 290 gnomos]tem piscina com escorregador natural. Mesmo acesso que a Cachoeira do Vale das Borboletas, descendo o rio.[/picturethis2]

 

Gruta São Tomé

[picturethis=http://www.saothomedasletras.net/images/grutasaothomedasletrasg.jpg 340 290 sao tome]Local onde ocorreram os fatos que deram nome à cidade. Contém pinturas rupestres e na parte superior se tem vista da matriz e das montanhas.[/picturethis]

 

Gruta do Carimbado

[picturethis2=http://spintravel.blogtv.uol.com.br/img/Image/Spintravel/2007/Dezembro/carimbadookmfon.jpg 340 264 gruta]A lenda diz que a gruta seria uma ligação à Machu-Pichu, no Peru. Nunca foi totalmente explorada. Constitui de um extenso e estreito corredor, revestido por parede argilosa. Em alguns pontos é impossível não se sujar. O nome vem daí: carimbado. Acesso pela estrada que leva à Shangri-lá. Em uma bifurcação sinalizada entra à direita, suba o morro, passe pela curiosa Ladeira do Amendoim e estacione o carro. É preciso subir um trecho a pé, por trilha pedregosa. A gruta é um buraco no chão: entre e solte a imaginação. Distância: 5 Km.[/picturethis2]

 

Pirâmide

[picturethis=http://www.saothomedasletras.net/images/piramide12.jpg 300 230 piramide]Construção em forma de pirâmide, no ponto mais alto da cidade com ótima vista da região.[/picturethis]

 

Igreja Matriz

[picturethis2=http://www.saothomedasletras.net/images/igrejamatriz5.jpg 390 340 igreja]construída em 1785, a mando de João Francisco Junqueira, para abrigar a imagem de São Tomé (ver História). Há quem defenda que existe uma passagem subterrânea entre a igreja e a gruta de São Thomé, que servia como rota de fuga para pessoas que ali se reuniam secretamente. Eles se encontravam na Matriz e quando alguém estranho percebia a movimentação e murmúrios, todos fugiam pela passagem. De repente não havia mais ninguém na igreja. Segundo estes estudos, a lenda de São Thomé nada mais é que fachada para justificar a construção da Igreja, que não levantaria nenhuma suspeita quanto a seus objetivos. O aparecimento da estátua na gruta e a fuga do escravo ao seu encontro eram apenas sinais para que as reuniões daqueles homens se dessem ali. As pinturas internas seguem o estilo barroco, com paredes e pinturas revestidas a ouro, trabalho atribuído a Joaquim José Natividade, discípulo de Aleijadinho.[/picturethis2]

 

Ladeira do Amendoim

[picturethis=http://www.saothomedasletras.net/images/ladeiradoamendoim.JPG 345 280 ladeira]No caminho para Carimbado está a Ladeira do Amendoim. Nela, se você deixar o carro solto em marcha lenta ele sobe sozinho. Não se espante, a física explica. Quem vê tem a impressão de que o carro está subindo, mas na verdade ele está descendo, como deve ser. Tudo não passa de ilusão de ótica.[/picturethis]

 

 

Outras opções

http://www.visitesaothome.com.br/index.php?q=pontosturisticos

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0

Pousadas

 

 

Pousada Paraíso

Rua Marcionílio R. Costa, 33 Centro

Tel: (35) 3237-1231

 

Pousada Arco Iris

Rua João Batista Neves, 19 Centro

Tel: (35) 3237-1212

 

Pousada Mirante das Pedras

Praça do Rosário, 08

Tel: (35) 3237-1304

 

Pousada Casa da Serra

Tel: (35) 3237-1268

http://www.pousadacasadaserra.com

 

Pousada dos Anjos

Tel: (35) 3234-1465 / (35) 91024097

http://www.pousadadosanjos-saothome.com.br

 

Pousada Lua e Flor

Tel: (35) 3237-1239

http://www.pousadaluaeflorstl.com.br

 

Pousada Mineira

Tel: (35) 3237 - 1306

http://www.pousadamineira.com.br

 

Pousada Reino dos Magos

Tel: (35) 3237-1300

http://www.reinodosmagos.com.br

 

 

Outras opções

http://www.visitesaothome.com.br/index.php?q=pousadas

 

 

Campings

 

Camping Aldeia da Luz

 

Camping dos Elementais

 

Camping do Noel

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Augusto    0
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.

×