2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Relatos de viagens na Região Norte do Brasil (Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins)


Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor floresleandro » 08 Ago 2009, 13:19

Glauber,

cara, temos gostos muito semelhantes!!
Minhas próximas viagens devem ser Manaus/Presidente Figueiredo e Colômbia (Cartagena, Cidadelas por perto e San Andres)! Muita coincidência!! ehhe
Parabéns pelo nível de detalhe do relato!!!!
Estou montando minha viagem praticamente somente com base nele!!
Olha só o que estou planejando e vê se tens alguma outra dica! Vou sozinho, ou com uma prima. Se achar forró por lá, tb quero aproveitar!!!

(17/ago-SEGUNDA): Chegada Manaus. Lá dormir: Hotel Sombra ou similar.
(18/ago-TERÇA): Pacote selva. Dormir na selva.
(19/ago-QUARTA): Pacote selva. Dormir na Aldeia Pajé Raimundo
(20/ago-QUINTA): Pacote. Volta Manaus. Lá dormir: Hotel Sombra ou similar.
(21/ago-SEXTA): Ida a Presidente Figueiredo. cascatas, cavernas, rapel, raffting, boiacróss Lá dormir.
(22/ago-SABADO): cascatas, cavernas, rapel, , raffting, boiacróss etc. Dormir Pres. Figueiredo..
(23/ago-DOMINGO): cascatas, cavernas, rapel, raffting, boiacróss. Volta à Manaus à tardinha e lá dormir.
(24/ago-SEGUNDA): Ida a Novo Airão (Nadar com botos e passeio Parque do jaú ou arquipélago de anavilhas). Lá dormir (Novo Airão).
(25/ago-TERÇA): Nadar com botos ou passeio Parque do jaú ou arquipélago de anavilhas. Voltar à Manaus à tarde e lá dormir.
(26/ago-QUARTA): Volta.

Penso em no tal Zoo do exército q mencionaste, mas não sei bem como (não penso em alugar carro, pois devo ir sozinho).

Obrigado, Leandro
Avatar do usuário
floresleandro
 
Mensagens: 84
Desde: 20 Jul 2008, 23:19
Localização: Porto Alegre/RS.

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 10 Ago 2009, 00:37

Olá Leandro!!

Veja só, então temos escolhido os mesmos destinos... que doido hehe. Que legal, assim vai aproveitar bastante os meus relatos. Fico feliz que lhe esteja sendo útil ::otemo::

Mas contae, vai passar quantos dias pela Colombia? Vai quando? Ano passado passei 23 dias na Venezuela e Antilhas (tem relato tb) e fiquei animadasso pra ir pra colombia.... um marzinho de aguas azuis, cristalinas e quentes de fato me hipinotizam...

Mas o seu roteiro está muito bom! Acho que se eu tivesse uns dias a mais por lá faria bem isso: um pouco mais das cachoeiras, mais tempo para Novo Airão e suas atrações e principalmente uma noite na tribo para aproveitar essa diversidade cultural maravilhosa.

Por falar na tribo, passou hoje no fantástico um ritual que filmaram em uma tribo muito parecido com o apresentado nessa que fui.....muito legal...mostrava que os indios tomavam um chá de casca de cipó que é alucinógeno. Eu até tinha perguntado pro Raimundo desse tal chá e ele disse que até rolava tomar lá hehehe...fiquei curioso

Muita gente fica o tempo todo em Manaus e acaba aproveitando um pouco mais alguns atrativos do tipo museu do indio, bosque da ciencia, entre outros tradicionais. Rola um mapinha simples na mão do pessoal das agencias de viagens, gratuito, com os pontos de visita tradicionais em Manaus que de repente te seja interessante também. Eu, pessoalmente, curto muito contato com a natureza, e não e arrependo de ter deixado de lado esses atrativos.

O zoo mesmo eu só parei por lá porque tinha furado minha ida a Pres. Fig. naquele dia e porque com a cheia não rolava curtir a praia em Ponta Negra ou essa ilha que sai passeio a partir de Ponta Negra.... Não que o zoo seja ruim, tem bstante bicho lá, mas num é muito meu estilo não...

Para ir no zoo é bem fácil, não vale a pena ir de carro não, é só pegar o onibus que vai para ponta negra que para bem na porta!!

Uma coisa que descobri no penultimo dia e que acabei ficando na vontade foram os lugares qe servem cafés da manhã regionais onde se tem a oportunidade de provar de uma só vez uma grande parte dos sabores exóticos da amazônia... Lá é um lugar do caramba para fazer turismo gastronomico...

Veja só o que tinha achado na net no link http://portalamazonia.globo.com/artigo_ ... p?idAz=806 (Da uma entradinha no link que tem bastante coisas legais nele)



Café da manhã com sabores da Amazônia

Os estados da Amazônia são repletos de opções para um café da manhã com variedades regionais e sabores exóticos, como por exemplo os sucos, bolos e mutos outros alimentos derivados da macaxeira, milho e raízes.

Entre os mais saborosos está o café com leite acompanhado de pão com tucumã e queijo coalho, o chamado "X-caboquinho", além da variedade de sucos das frutas amazônicas, como taperebá, cupuaçu, jenipapo, graviola, entre outros. Os sabores encantam o paladar de turistas do mundo inteiro que visitam a região. O café matinal conta ainda com a saborosa pupunha, o cará-roxo e mingal de mungunzá.

Em Manaus (AM), os cafés da manhã estão em vários pontos da cidade, como por exemplo, na avenida Eduardo Ribeiro, Centro de cidade. No parque do Mindu, o café da manhã é oferecido sempre no último domingo de cada mês. Recentemente, diversas panificadoras espalhadas pela cidade especializaram em oferecer o café regional, com todos os sabores e aromas da Amazônia.

As estradas que ligam a cidade a outras municípios também oferecem muitas opções, como por exemplo, O Café da Joelsa , na avenida Torquato Tapajós. No bairro Santa Etelvina, encontra-se a Ecológica , sítio que além de vender plantas ornamentais, oferece um rico café da manhã, com todas as opções do sabor regional.

Para saber mais sobre a culinária Amazônica, visite:
www.portalamazonia.com/cozinhadaorma
http://portalamazonia.globo.com/saboresdaamazonia/

Bom, fico por aqui mas fique a vontade pra mandar dividas ou bater um papo!

Abraço!
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor floresleandro » 10 Ago 2009, 23:06

Bãi ! Muito parecido mesmo! Tb curto muito mais natureza e comidas e frutas típicas do que cultura. Podendo escolher, prefiro ficar experimentando frutas exóticas numa barraquinha, falando com um nativo, do que olhando teatros e museus!

Venezuela (Los Roques), tb está na minha mira.
Qto à Colômbia, penso em ficar em torno duns 20 dias. Mas não defini roteiro ainda. Vai depender do meu trabalho, provavelmente, se eu conseguir, será no final de novembro ou meados de dezembro.

Destinos certos: Bogotá, Ilha de San Andrés, Cartagena.
Opcionais: Santa Marta/Tatanga (4 horas de ônibus, de Cartagena); Parque Nacional Tayrona (perto de Santa Marta), Barranquilla (perto de Cartagena, a caminho de Santa Marta), Ilha Providência (perto de San Andrés), Ilha Rosário (perto de Cartagena), Medelin.

Talvez eu experimente hospedagem via CouchSurfing.

Mas. pelo visto, tu vais chegar sempre antes de mim. Pelo nível de detalhe dos teus relatos, vou seguir teus rastros! ::otemo::
Tô quase me sentindo como uma Rêmora! :lol:

Obrigado pelas novas dicas!!

Abraços
Avatar do usuário
floresleandro
 
Mensagens: 84
Desde: 20 Jul 2008, 23:19
Localização: Porto Alegre/RS.

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 17 Ago 2009, 23:36

oi leandro,

vou responder o que me perguntou por MP por aqui no topico para que possa esclarecer mais alguem que eventualmente tenha a mesma duvuda ok?

Perguntou:

"Mas, uma questão urgente que só agora me dei por conta, quando eu reli teu relato: falaste que compraste um "mosquiteiro", antes de ir pro hotel selva ? Como assim? Como é isso ? Aqui no sul, chamamos de mosquiteiro uma telinha que se coloca em cima da cama que protege totalmente a pessoa que está dormindo ... Mas acho que é um troço grande para se levar numa viagem, não? E precisa que o quarto tenha algum suporte para pendurar o mosquiteiro, não?"

Respondo:

Em Manaus não se preocupe com os mosquitos. Na cidade não é sequer necessário repelente, no hotel nunca usamos nada, sequer aqueles venenos de tomada....

Já no hotel selva dormimos usando repelente.... os bichos pegam forte ao entardecer e ao amanhecer.... lembro que acordamos com os mosquitos pelas 5 da matina e passamos repelente para voltar a dormir. Eles oferecem a opção de ormir em suites ou mais barato se quiser dormir em redes. nos quartos não haviam suportes para mosqueteira nas camas. Ja para dormir nas redes o pessoal usava a mosqueteira, um modelo próprio para redes...

Agora se você for fazer um pacote a partir de 2 noites com o hotel selva, poderá combinar com eles de dormir a 2a noite no meio da selva, no meio do mato, em redes nesse caso, e aí a mosqueteira para a rede é indispensável..... foi essa que compramos, mas nem usamos porque não optmospela 2a noite por lá....

Uma curiosidade: quase todos os passeios, hoteis selva, enfim, quasetudo que se vende para turistas acontece no Rio Negro. As águas do Rio Negro tem essa coloração decorrente da decomposição da vegetação das regiões de floresta alagada e isso tem como cosequencia um teor de acidez na água que reduz a ocorrencia de mosquitos.

Já as águas do rio solimões sofrem menos efeito desta decomposição, tendo cor barrenta e menos acidez. Nas regiões no entorno do Solimões há muito mais incidencia de mosquitos, porém, em função desta maior disponibilidade de alimentos (insetos), tem uma fauna muito mais rica que a fauna que se encontra nas proximidades o rio negro....
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor MIGUELMOGI » 20 Ago 2009, 22:57

eae blz
muito legal suas historias de manaus

ri muito ...

bem

irei pra la dia 29 de agosto e volto dia 01 set

poderia me dar algumas sugestoes
hotel ficarei no sombra mesmo, parece bacana, agora passeios to em duvida ainda

valeu entao
tmais
MIGUELMOGI
 
Mensagens: 3
Desde: 05 Ago 2009, 20:47

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 21 Ago 2009, 13:36

Fala Gil!

Que bom que gostou! Quero ver seu post quando voltar hein!

Então, a que horas chega em Manaus e qual será o horário da volta?

Que tipo de passeio te agrada?
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 31 Ago 2009, 21:48

De: joao alexandre
Para: glaubercr

Glauber os 250/pessoa que vcs pagaram para o hotel tava incluso o q?




João,

Por esse valor nós fomos de barco até o encontro das águas, depois passamos nas vitórias régias e então fomos para o hotel. Lá chegando almoçamos (só as bebidas eram cobradas) e fomos fazer pesca de piranhas.

Em seguida fizemos uma visita a uma vila de caboclos (passeio que ia de regra é a atração da tarde do segundo dia de quem fica lá por mais uma noite), e no caminho de volta paramos para ver a revoada de andorinhas. Jantamos e saimos para fazer a focagem de jacarés. Depois fomos dormir.

No dia seguinte fizemos uma trilha pela mata e voltamos para almoçar. Depois do almoço ficamos por ali tomando um banho no rio e nos tocamos embora mais cedo porque combinamos com o barqueiro de nos levar a aldeia indigena, sendo que isso pagamos por fora.
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor floresleandro » 03 Set 2009, 00:46

Bem, como praticamente organizei toda minha viagem a partir desse site, acho que tenho o dever de ajudar próximos viajantes com meu relato.

A VIAGEM FOI MUITO BOA MESMO!! ::otemo::

Segui o roteiro que me propus e divulguei acima (mas só retornei na sexta de madrugada).

Dou meu aval pra todo o relato do Glauber! Assim, só vou postar aquilo que acho que acrescentaria algo pra futuros viajantes.

Antecipamente, só reservei a primeira noite de hotel em Manaus, um pacote Selva com saída na manhã seguinte e a noite com o tal Pajé Raimundo.

Pacote Selva: 2 dias e 1 noite, ao preço de R$240,00 por pessoa (preço para brasileiro), incluso o traslado do aeroporto ao hotel, transporte hotel-selva-hotel, todas as refeições na selva e 1 noite em cama. Achei um preço justo os R$240,00. Fiz com o Leonardo Mendes (fechei com ele devido a 1 ou 2 relatos que li sobre ele aqui do Mochileiros). Antecipadamente depositei 1/3 do valor na conta dele. Ele cumpriu tudo o que prometeu. Pareceu-me bem confiável. Recomendo-o aos Mochileiros.
Eu tentei fechar com ele um dia/noite adicional no Pajé Raimundo, mas ele disse que não conseguiria isso, mas me liberou para negociar por minha conta com o Pajé e que ele poderia nos deixar lá no final do passeio da Amazing, sendo que eu que teria que dar um jeito do transporte Pajé Raimundo-Manaus. Assim que fiz. Deu tudo certo!!!
Contato: http://www.amazingtours.com.br - (92) 8165-1118 - leonardo@amazingtours.com.br

DICA em Manaus: combine o preço do táxi antes. É negociável e normalmente negociar é melhor que o valor do taxímetro. Por exemplo: centro à rodoviária. R$20,00 a 30,00. Retorno: R$30,00 a 40,00. Centro ao aeroporto: R$ 40,00 a 50,00.

Alguns minutos antes da partida para iniciar o pacote, o Leonardo nos ofereceu a tal noite adicional na selva (acampamento e tal), que não aceitamos por achar indiada em demasia! Eheh E por ser meio perigoso (achamos).
Também nos ofereceu um passeio para nadar com botos no segundo dia (ao invés de fazer a caminhada na selva, já incluída no pacote). Como minha parceira não iria ter tempo de conhecer Novo Airão, achamos que valeria a pena. Embora tenhamos achado muuuito caro o valor (R$140,00 para cada um de nós). Mas o passeio valeu muito a pena, sorte o temos fechado!!

(17/ago-SEGUNDA): Chegada Manaus às 23:00 (uns 38ºC, segundo o guia). Não ficamos no tal Hotel Sombra pq ele só tinha vagas a partir de 25/ago. Ficamos num hotel que o Leonardo no indicou. Meio muquifinho, como tantos outros do lugar. Hotel Ideal (fica no centro, na rua dos Andradas 491). R$ 40,00 o single e R$50,00 o duplo, com ar condicionado e café da manhã (2 tipos de sucos, pão, manteiga e mortadela, e um forninho pra torrar o pão). Não havia chuveiro elétrico (susto inicial), mas não fez a menor falta!! heheh
Durante a viagem, vi o tal Hotel Sombra e ele fica em região aparentemente mais segura à noite, perto do Palacete Provincial e mais perto do Teatro (local bem freqüentado à noite – até 22:30 – 23:00).
Vi também outros hotéis bem melhores, na faixa dos R$95,00 o duplo.
DICA: levem uma mochila pequena também. É fundamental!! Como íamos passar mais tempo em Manaus, levamos mais roupas que deixamos no maleiro gratuito do hotel (com cadeado). Assim, levamos para a Selva só o necessário para aqueles dias, nas mochilas pequenas. O fato se repetiu nas viagens de Manaus para Presidente Figueiredo e Novo Airão.
DICA: levem comidas não perecíveis e leves, mas energéticas, como nozes, castanha, frutas secas, etc. Levem boné, protetor solar, roupa de banho e, claro, repelente!! Eehehe Mosquiteiro não nos fez falta, nem as calças que levei (impossível vestir lá, pelo calor. Todas as trilhas na floresta que fiz – umas 3 ou 4 no passeio todo – foram feitas de bermuda).

(18/ago-TERÇA): Pacote selva. O mesmo roteiro básico que o Glauber relatou. Encontro das águas, vitória régia (q não tinha, pois morreram com a cheia. Mas renascerão), pesca de piranha e focagem de jacaré. A programação foi interessante!! Dormir que foi muito difícil!! Acho que era quase meia noite e eu, parado, deitado na cama, sentia o suor escorrer pela cabeça!! Acho que estava uns 40 ºC!! Mesmo com a janela aberta e nós estando em cima do rio, na beira da mata nativa, com a janela aberta, num quarto sem forro (só com telhado metálico, o q achei um absurdo. Tinha q ser de palha). Uma loucura!!! Ah... q falta faz a energia elétrica! No dia seguinte falei com uma espanhola que dormiu nas redes e ela disse não ter sentido calor lá (aparentemente lá corria um ventinho, porque é tipo um corredor.)
Não tinha muitos mosquitos e o repelente que levei foi o suficiente. Aliás, durante toda a viagem eles não me incomodaram. Mas vi uns mineiros que foram na região do Rio Solimões e me mostraram marcas de mosquito. Lá tem muuuuuito mais bichos e eles não respeitam os repelentes!

Eis o tal flutuante onde dormimos:

Imagem

(19/ago-QUARTA): às 5:15 um nativo (Fábio – excelente guia) nos buscou para a ida aos botos (o tal passeio extra que comentei). Era o guia exclusivamente para nós num barquinho lento. Ele nos deixou a vontade para dormir no chão do barco e só nos acordou para apreciar o sol nascer. Um espetáculo!!! A viagem até o lugar do botos levou quase 3 horas no total. Após o amanhecer ficamos mais atentos ao passeio e curtimos todo o trecho. Só o trajeto, por si, já valia o passeio!! Ele nos mostrou árvores enormes!! Chegamos ao local dos botos bem cedo. Lá, só o instrutor alimentava os botos (naquela hora, só 1 apareceu) enquanto a gente podia tocar nele. Após o boto comer todo nossa cota (1 pratinho), o que deve ter durado uns 20 ou 30 min, fomos tomar um ótimo café da manhã. Nisso, apareceu outro pessoal que teve menos sorte que nós. Nenhum apareceu!! Diz a dona do lugar que deve ter passado algum cardume e os botos foram atrás de comida mais saborosa!! Aliás, a recepção do lugar foi muito boa. Gostei muito do pessoal de lá!! Eles tem um tucano de estimação. Foi legal brincar com ele. Claro, peguei o contato direto com ela!! Se agendar, tem como fazer todo pacote selva por lá (focagem de jacaré, pescaria, caminhada na selva e, claro, nadar com botos). Conversando, ela pode explicar como chegar lá (pode ir de carro até o Km 47 ou pegar o tal barco Recreio, que demoraria de 3 a 4 horas de Manaus). Contato: Silvana ou Erico. 92 9124-6679 ambroziocruz@hotmail.com RECANTO DOS BOTOS. Lá vi um banner que me chamou muito a atenção. É duma galera que faz tipo um rapel nas árvores, ali por perto. Acho que deve ser bom!! http://www.amazontreeclimbing.com 8195-8585 info@amazontreeclimbing.com
Voltamos. No caminho, paramos para um refrescante banho numa praia e almoçamos no verdinho às 13:00. A tarde, o Fábio nos levou ao Pajé Raimundo.

Por telefone, eu já tinha acertado com o Pajé 24 h de estadia por R$100,00 (pouso e comida), para 2 duas (dormir em redes, no local da foto que o Glauber publicou). Ele me disse que dava um jeito para nos levar para Manaus, com preço a combinar (acho que custaria de R$ 30,00 a R$40,00).
Foi uma experiência fascinante!!! Eles são extremamente bem educados, sem exceção. Um dos filhos dele, o Reginaldo, era duma calma e gentileza ao falar e se portar que às vezes chegava a dar medo! (ah, eles adoram cerveja também, principalmente o Reginaldo que parecia até estar meio embriagado sempre. Eheheh Mas sempre se portou muito bem conosco).
Também pareceram-me bem cultos (o Reginaldo cursou até o 2º ano do 2º grau), falando sobre vários assuntos. Eles estão (o Pajé, seu irmão Domingos e seus respectivos filhos e netos) ali há 10 anos e vieram mais da fronteira Amazônica. Pelo que conversei com outras pessoas, os irmãos são atualmente “concorrentes”, vivem do turismo, mas o Pajé Raimundo tem mais conhecimento “espiritual”. Todos acessam mail, orkut, celular, etc. e moram ao lado de uma comunidade de brancos, mas eles mantêm sua cultura. Na hora que chegamos, tinha um pessoal do INPA de Manaus fazendo algum tipo de pesquisa. Por nossa sorte, tinha também um Padre americano muito simpático (Scott, autor de um livro), que já é a 5ª vez (5º ano) que vem dos EUA para visitar o Pajé e participar do ritual do Ayahuasca. Também tinha um amigo dele tb muito gente fina (Santiago), que, pelo que entendi, é um bispo venezuelano. Fomos convidados e acabamos participando do ritual, por um módico preço: tomar o ayahuasca, comer folha de coca torrada e moída e fumar um cigarrinho de palha. Segundo eles, 1 dose da bebida dá alucinações por 2 horas, 3 doses por 6 horas. E que esse é menos alucinógeno que o Sto Daime, mas benéfico à mente, principalmente com relação à capacidade cognitiva. (depois, vim a ouvir relatos de parentes meus atestando os bons efeitos do troço).

[b
Tomando Ayahuasca com o pajé Raimundo.


Mas minha parceira, só com 1 dose, entrou quase em pânico!! Começou a ver coisas e se assustou muuuuito!! Chegou muito perto duma síndrome do pânico. E começou a pedir para eu cuidar dela... pelo menos até começar a fazer efeito em mim as 3 doses que tomei!! Com isso, devo ter me bloqueado (para cuidar dela) e não tive nenhum efeito (fora o de vomitar um monte – aliás, todos q tomaram vomitaram... e isso não me parece bom. Mas eles dizem que isso faz limpar o corpo). Em princípio, o pajé e seus índios iriam nos dar o troço e iam dormir. Mas ao ver a reação da moça, ficaram lá até por volta da 1:00 (começamos perto das 20:00). Bem, o efeito foi passar perto das 3:00, mas ela não tinha coragem de voltar para a rede na “oca”, pq lá que viu as coisas. Então, dormimos no chão, em frente ao lugar, sobre nossas toalhas.

A noite anterior já tinha sido terrível pelo calor, como já relatado. Nessa noite não tava calor (dormimos ao ar livre), mas dormir na tabatinga dura, sendo a 2ª noite com dificuldades, faz a gente dar o devido valor ao conforto em que estamos acostumados!!

(20/ago-QUINTA):

Mas no dia seguinte, lá pelas 8:00 já estávamos em pé (estranhamente com muita disposição!! E a Sabrina já dizia ter gostado da experiência). Tomamos um café e fomos fazer uma caminhada pela mata com o Reginaldo (acertamos em R$50,00 por 3 horas). Excelente!!! Ser guiado por um índio, pé no chão, com um facão na mão, explicando sobre as plantas, bichos, técnicas de sobrevivência na selva, demonstrando armadilhas... bãi, muito tri!! Recomendo, até, uma caminhada mais longa. Qto mais tempo, melhor. (ah, esquecemos de passar repelente e isso não foi problema. As abelhas q nos picaram não iam dar bola mesmo!! Mas a dor é beeem menor que as de nossas abelhas). Acabamos voltando de carona com Scott e Santiago (o local de Manaus mais perto dali é a tal Ponta Grossa/bem ao lado do famoso Hotel Tropical q depois comentarei. De lá, pegamos um ônibus por R$2,25 – linha 120 – q nos deixou no centro).

Bem, em suma: recomendo o Pajé Raimundo e seus filhos!! Pelo que conversei com eles, se contatarem antes eles podem fazer todo um pacote tb (orientar com chegar lá de Manaus/Ponta Grossa – ou buscar vocês lá; dar pouso e comida, fazer caminhada na mata, focagem de jacaré, etc... além, claro, de ver os rituais de danças, tomar ayahuasca, etc). Recomendo, sem dúvidas!!!!

Contatos: o mail e fone são aqueles que o Glauber indicou. O mail dum dos filhos, o Reginaldo, é [b]regis-myrupu@hotmail.com Quando falarem com eles, digam que foi indicação do Leandro/Sabrina, a moça do sul que deu um trabalhão após tomar o ayahuasca. Eles lembrarão! Ehehhee E espero tratarem vocês tão bem como nos trataram.



(21/ago-SEXTA): Ida a Presidente Figueiredo. Decidimos ir de ônibus.

DICA: tem muitos particulares que fazem o transporte da rodoviária de Manaus à Presidente Figueiredo. Como perdemos o ônibus (R$17,15), fomos com um senhor que tinha 2 lugares na sua caminhonete (R$25,00), mas ia direto e saía naquele momento.

Ficamos no hotel Cuca Legal http://www.cucalegalhotel.com Para quem vai sem carro é uma boa opção, pois fica ao lado da rodoviária, do CAT (centro de atendimento ao turista), pertíssimo das 2 casas noturnas e um dos mais pertos da Corredeira do Urubuí (1 km dali), lugar onde tem os melhores restaurantes. Aliás, num daqueles comemos Pirarucu ao molho de cupuaçu (bom, R$40,00 para duas pessoas). Se forem de carro, provavelmente tenha melhores opções.

Chegamos no meio da tarde e, lá, o horário máximo que se pode chegar numa cachoeira é às 16:00, sendo que as 18:00 tem que estar no carro de volta. Combinamos o guia e roteiro para o dia seguinte no CAT e fomos conhecer as corredeiras (lugar q não curti).

Descobrimos que bóiacross só pode ser feito em poucos meses do ano, no inverno deles, que vai de janeiro à julho, por causa do nível das águas. Raffting, nem pensar. E rapel ainda não estava consolidado como atrativo, já que apenas alguns moradores o faziam de modo amador ainda. Foi uma desilusão...

(22/ago-SABADO): O preço do guia lá é R$80,00 por dia (para 1 ou 4 pessoas). Alguns guias tem carro e daí é negociável, um a um, o valor que um dos guias nos propôs foi de R$160,00 (guia, carro, combustível. Edílson), das 08:00 às 16:00. Foi um bom guia. Fez rota um pouco diferente pra nos mostrar outros lugares e nunca nos apressou para nada. Retornamos do passeio às 18:00 e talvez a única crítica que eu poderia fazer é ele não nos ter indicado/convencido a visitar outra cachoeira pela tarde (além da Pedra Furada), q tem ali perto.

Pela manhã fomos na Caverna do Maruaga e Gruta da Judéia (logo depois da caverna). Realmente tinha um fiscal na entrada, que verificou a credencial do Edílson. O lugar está interditado devido um suposto fungo agressivo aos humanos. Há uma pequena trilha até a caverna, momento em que o Edílson aproveitou para dar ir mostrando detalhes interessantes da Selva (sobrevivência, tipo de árvores, bichos, etc...).
As cavernas são espetaculares!!! É imperdível a visita!!!

De lá, nos tocamos para a Cascata da Pedra furada e lá almoçamos um lanche que trouxemos dum café regional ao lado do hotel e tomamos suco que acondicionamos num isopor com gelo que o Edílson providenciou!! Ótima pedida.

Passamos a tarde lá. Lugar bonito. Mas foi um certo desperdício.
DICA: Recomendo que visitem antes outra cascata próxima (e lá almocem o lanche). Depois, já perto das 16:00 visitem a da Pedra Furada.

À noite, se forem em sextas, sábados e domingos, acho que devem ao menos ir olha uma festa noturna (tocou forró, arrocha e um pouco de funk)

CONTATO: Edílson Navarro. Funcionário do CAT e guia nas horas vagas. navarroselva@hotmail.com 92 9112-5336 ou 8835-3212

Não estávamos dispostos a pagar outros R$160,00 no dia seguinte. Então, o Edílson nos propôs a fazer um serviço quase como de táxi. Ele nos levava nos lugares, nos dava dicas no carro, e depois nos buscava no horário marcado. Assim, iríamos conhecer a cascata de Iracema, Santuário e da Onça por R$80,00 de transporte. Mas... sei lá... eu queria insistir no rapel no rapel. Combinei com ele que ira pensar a respeito e depois dar um retorno (ele mesmo comentou que tinha um guia que fazia rapel, o Johnny. Na hora lembrei que o foi o mesmo nome que a gerente ou dona do nosso hotel tb nos indicou para isso). A gerente ligou para o Johnny para nós, q foi lá conversar conosco. De fala mansa, o cara é um surfista paulista que já viajou um bocado pelo Brasil e mundo e se apaixonou pelo lugarejo e lá ta montando sua família, moradia e planeja encabeçar o turismo de aventura na região. Ele que iniciou com o boiacróss lá. Mas disse que faz rapel só de forma amadora, não tendo estrutura ainda para oferecer aos turistas, por questão de segurança. Pedi alternativa intermediária com ele para o dia seguinte, que propôs as mesmas cascatas que o Edílson indicou, com a diferença de ficar conosco, e nos guiar, por toda a manhã e fazer aquele serviço meio q de táxi pela tarde. Propôs R$110,00 (depois baixou para R$100,00 pois pressentiu q eu não ia fechar). Fechei nos 100.

Foi uma decisão acertadíssima!!! :D

(23/ago-DOMINGO):

A cascata Santuário é belíssima!! Como o Johnny adora aventuras, ele me levou num lugar, quase no meio da cascata, espetacular. Acho que foi minha melhor experiência em cascatas!! (e conheço um bocado já!!!).




Legenda da Foto
Sim, sou eu mesmo lá no canto. Só chegar ali, já foi tri!! Passar por dentro duma "mini caverna", enfrentar água suuuuper veloz num trecho (se segurando em fendas) - tinha q ir escorregando o pé, pq se tirasse ele da pedra, corria o risco a água te derrubar... E, no final, o visual espetacular!!! Água vindo de 2 direções perpendiculares, aquele ar cheio de mini gotículas de água (q dificultava a respiração)... o barulhão das águas das quedas... e, o mais tri: na cascata bem da frente onde eu estava, ao olhar pra ela, via-se toda a água vindo DIRETAMENTE na minha cabeça, mas o vento carregava ela e a água caía ao lado. Sem noção!!!! SHOWWW!!!
Mas não é pra qualquer um. A Sabrina não conseguiu chegar até ali. Deu medo e se sentiu sufocada pelas gotículas dágua. O Johnny falou que normalmente só dá pra chegar naquele lugar a partir de outubro.


Como tinha muita gente nos demais locais do lugar (e não gosto disso nesses lugares), decidimos ir conhecer outra cascata ali perto (Porteira). Lá, tem uma pedra grande de onde quem gosta de lá se atira na água e algumas cascatinhas. Interessante para ficar de molho ou descansando a mente numa sombrinha com os pés na água... Como achei legal a história do Johnny de buscar realizar seu sonho/meta de desenvolver o turismo de aventura lá, com todas as dificuldades que os pioneiros enfrentam, porque guiar era o principal ganha-pão dele, e porque dava pra ver que ele guia porque gosta mesmo de estar junto à natureza, e por ele tb saber deixar a gente sozinho algum tempo (mas ficando por perto...), achei melhor pedir para o Johnny nos guiar pelo resto do dia, independente do preço. Pedi a ele, que topou, sem negociarmos valor algum.

Dali voltamos à Presidente Figueiredo para um rápido lanche. Comemos boas coisas típicas (tapioca e uns cremes doces interessantes – banana, arroz e abóbora).

Dali fomos conhecer a Cascata de Iracema. Outra muuuuito boa!!! Fui iluminado ao ter pedido ao aventureiro Johnny nos guiar ali tb!! J
Com ele, sinto que dá pra tirar o supra sumo do lugar (pro meu estilo).


Legenda da Foto
Ele me ensinou a curtir as águas deitado nela, como na foto na cascata das Araras (alguns minutos de caminhada, dentro do complexo da Iracema).


E outros locais.


Imagem

Imagem

Imagem


Legenda da Foto
E deu dicas de ficar na Iracema, como nessa foto (estou sentado, bem no meio da cachoeira!!). Fiquei mais de meia hora naquele lugar... pensando na vida... e não deu frio (a água não é tão fria como em cascatas do sul e acho que o atrito da água caindo no lombo dá uma aquecida tb).



Legenda da Foto
[b]Outro troço que curti foi dar uma caminhada pela água (tipo canyoing), onde ele nos ensinou, literalmente, o caminho das pedras!! Eheee (tem lugares com fendas/buracos no chão que podem causar um acidente a um descuidado).


No final, ele disse q eu podia pagar só combinado (R$100,00). Óbvio que paguei o combinado mais uma bela “gorjeta”.

DICA: para aqueles que tem espírito mais aventureiro, quer ir nas melhores opções nesse estilo, sem sombra de dúvida vá com o Johnny. 92 9157-8698 jwyattv@hotmail.com ou selva-adentro@hotmail.com E diga do que você gosta, e peça que ele sugira onde te levar. Ele conhece alguns lugares diferentes dos roteiros tradicionais.

DICA: visitem Presidente Figueiredo durante a semana. Tem muuuuito menos gente e dá pra curtir melhor a natureza!!



(24/ago-SEGUNDA)

Fiquei em Manaus e foi um dia bem improdutivo, pq os lugares que eu gostaria de visitar não abrem nesse dia. INPA e Palacete Provincial. Peguei um mapa turístico gratuito numa Secretaria Municipal (Sete de Setembro 1546) e por ele me orientei.

A visita orientada no Teatro custa R$10,00 e dura uns 20 min. Interessante, mas não sei se vale. Talvez só ir num evento (muitos gratuitos) à noite (20:00), já seja o suficiente.

Comidas e bebidas.
Caminhar no centro é um caos, pq tem muito ambulante! E olha que eu gosto de povão!
Aproveitei pra tomar tudo o que é tipo de suco, mesmo nos ambulantes. Imperdível é Cupuaçu e Graviola. Taperebá é interessante tb. Jenipabo só para provar mesmo. Murici é bonzinho, mas só achei numa banca.

Os melhores sucos do centro estão na Esquina dos Sucos (Eduardo Ribeiro com 24 de maio) e numa outra esquina, na praça do Teatro.

Tomei tb uma combinação bem gostosa, que era com guaraná, limão, mel e mais uns trocinhos lá (tem várias casas especializadas em "sucos" com guaraná. Guaraná com acerola me pareceu interessante, mas não o tomei! :-( Uma dessas casas q tomei e gostei fica numa rua transversal, quase esquina com a Sete de Setembro, perto da praça do Palacete).

O açaí deles (que é o original) é tomado puro, e é meio estranho (quase ruim). O nosso (do sul) é beem melhor, pq é misturado com extrato de guaraná, banana e granola, além de ser geladíssimo!!!

Um dos dias almocei um PF no Mercado Público, com peixe e suco de cupuaçu (foi bom e barato). Aliás, ali tem uma banca que vende polpa de cupuaçu congelada. Acho que vale a pena levar um isopor vazio pra trazê-lo cheio de polpa!

Também gostei muito dos picolés que os ambulantes vendem a R$0,50. Sabores diferentes (buriti-muito bom, milho verde, etc.).

Interessante comer banana frita salgada (fininha, estilo ruffles !!)

Curti o tal Pirarucu à casaca (meio enfarofado) e detestei a sopa tacacá (impossível tomar).
Na tal praça do caranguejo (R$20,00 de táxi), à noite, é interessante. Comemos lá um prato de caranguejo com leite de coco bem bom, mas meio carinho. O agito lá foi até pouco mais da meia noite. Achei melhor o happy hour da praça do teatro. Aliás, à noite, as praças pareceram-me seguras e iluminadas.

Os tais cafés regionais em Manaus são beeem longe do centro, no caminho para Presidente Figueiredo.

(25/ago-TERÇA): Ida à Novo Airão.

Tem ônibus saindo às 6:00 e em torno das 13:00 (de Manaus). O retorno tem parece que as 09:00, às 13:00 e às 15:30 (por esse horário, se chega só até a balsa na volta). Cheguei perto das 11:00, mas uma médica que conheci lá, chegou quase 12:30 (dia seguinte).

Cheguei e fui direto aos botos. Muito tri!! E fui muito bem recebido no lugar, tanto pelo rapaz bem humorado, quanto pela moça atenciosa, filha da dona.


Imagem

Legenda da Foto
Esse me deixou abracá-lo!! Show!!!



(26/ago-QUARTA):
Novamente fiquei com os botos.


Legenda da Foto
Tá... e o cagaço desse boto errar essa bicada e pegar coisa indevida!! :D


Imagem

Após, fui fazer um rápido passeio em Anavilhanas. Para quem já fez os passeios q fiz, não teve nada demais. R$65,00 por hora (divididos por até 4 pessoas – q chorados podem chegar a R$50,00). Para o parque do Jaú os preços são beeeem maiores, pois é mais longe. Peguei o bus das 15:30 e cheguei às 20:00 em Manaus (balsa). A travessia da balsa é gratuita para pedestres (demora uns 45 min e o que mais me impressinou na balsa foi a falta de limpeza, dado o monte de teias de aranha, com suas respectivas arquitetas, em vários lugares... e se voce tem mais de 1,83, como eu, se cuide, ou testará a resistência do seu coco num dos perfis metálicos do caminho! :) ). Em alguns dos horários têm barcos velozes que levam (até outro lado da balsa ou até o centro) por uns R$5,00. Do outro lado, já em Manaus, com R$10,00 um taxista me deixou no centro.

(27/ago-QUINTA):
Decidi conhecer o INPA. Do centro, da praça do relógio, tem vários ônibus q passam por lá (Ouro verde, Aleixo, Coroado, etc.).
Com relação às árvores, não vi nada a mais do que já tinha visto no passeios na selva com o Reginaldo e nas trilhas em Presidente Figueiredo com os guias. Bichos? Legal o peixe-boi, 1 ariranha e 1 peixe elétrico. Sem guia, pode ser um passeio bem sem graça. Tive a sorte de esbarrar com um grupo escolar guiado por um antigo funcionário local, no momento em que eu saía de uma trilha não recomendada a passear (mas nada dizia). Com as explicações do simpático guia (Ney Amazonas), o passeio ficou menos chato. Tive mais sorte, pois a gurizada era dum colégio perto do zoológico do CIGS (Centro de Instrução de Guerra na Selva) e fui com ele de carona!! J
Ele fica entre o centro e a Ponta Grossa (local do Hotel Tropical e saída de embarcações mais próxima do Verdinho e Pajé Raimundo. Do centro, pegue o bus nº 120). R$ 3,50 pra entrar. Não gostei. Ta certo q era perto do meio dia. Tava um calor INFERNAL e o lugar não é arborizado. Por isso, deduzo, os poucos bichos estavam escondidos ou prostrados. Tive muita sorte de ver a onça, pois na hora ela foi tomar água, mas não tive mesma sorte com outros animais interessantes. De lá, peguei o bus 120 e fui pro Hotel Tropical.
Mesmo sabendo do relato do Glauber qto ao acesso gratuito e ter conversado com outra pessoa que me disse q podia entrar e até tomar banho se o cara fosse bem cara de pau, cheguei todo receoso perguntando se podia entrar, mesmo sem ser hóspede. O acesso à área externa foi liberado de cara, inclusive ao zoológico deles, gratuito (alías, achei-o melhor que o do CIGS, pois é superarborizado e fresquinho, embora com menos bichos. Mas tinha a onça, mais bonita e beeem mais visível que a do CIGS).


Legenda da Foto
[b]O local da piscina é realmente muito bonito!!



Legenda da Foto
Perguntei se vendiam bebida mesmo a não hospedes e disseram que sim. Beleza!!! Paguei R$20,00 por duas caipiras muito bem pagas, pois fiquei ali meia tarde em ambiente bonito, fresquinho, ao som de cascatas artificiais e música boa do bar.
Acho que vale a pena averiguar o custo da diária, principalmente se for dividir entre mais pessoas. O lugar é ímpar!!


Saí de lá a tardinha e fui direto ao Teatro. Estava de bermuda e na portaria do teatro me emprestaram uma calça para eu poder entrar e assistir ao belíssimo concerto de uma orquestra de mais de 50 músicos, 1 tenor, 1 soprano, por quase 2 horas de excelente música. De graça, num lugar belíssimo!!! Ao sair dali, na praça, tinha opção de 2 bares com música ao vivo no calçadão (até umas 22:20). Tomei outro suco excelente e comi um lanche.
Foi uma ótima despedida dessa interessante viagem ao Amazonas!!

Qq dúvida extra, pergunte!
Editado pela última vez por floresleandro em 01 Out 2009, 00:21, em um total de 3 vezes.
Avatar do usuário
floresleandro
 
Mensagens: 84
Desde: 20 Jul 2008, 23:19
Localização: Porto Alegre/RS.

Re: 6 Dias em Manaus, Presidente Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 03 Set 2009, 19:33

Poooooooooooow Leandro!! Q show ficou o seu relato hein!! Altas fotos!!! Nota 1000!!

Agora fiquei na seca de voltar pra manaus, tomar um chá com o Raimundo, curtir mais um pouco de Figueiredo.

Muito bons os contatos que postou também! Se eu tivesse encontrado essas informações antes de eu ter ido teria aproveitado 500% mais a viagem!!!

Cara, a gente tem que dar um geito de inverter essa parada hehe.... Vou adiar a ida a colombia pra ir depois de ti hahauhauhauahua.....

Curiosidade, chegou a perguntar os preços da estadia no Tropical?

Abraço!!
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor floresleandro » 05 Set 2009, 01:29

eheehee, quem sabe invertemos mesmo!! :D
Seria uma oportunidade de eu retribuir pelo seu relato, já que o sucesso da minha viagem foi grande parte devido o teu minucioso relato!!

Tb por isso tive que "caprichar" no meu! :-)

Se eu conseguir folga no trabalho (e disponibilidade de voo com milhas), quero ir entre 16/11 e 06/12, mas lá em Manaus comecei a repensar Colômbia nesse ano, pq conversei com um Manauara que já foi mais de uma vez pra Venezuela e me recomendou muito ir lá conhecer (Merida e Los Roques, e não sair do aeroporto em Caracas)!! Além disso, pra ir pra Colômbia e bem aproveitar (San Andres), penso que é recomendável antes fazer curso de mergulho pra ter carteirinha internacional, pois sei que tem mergulhador que vai pra lá pra mergulhar. Deve ser bom, né??! Mas pra fazer curso é mais custo, tempo de férias (gostaria de fazer isso em Recife) e milhas. Não sei se vou ter isso!!

Qto ao preço do Hotel Tropical, não cheguei a perguntar no balcão. Mas uma médica que conheci por lá disse q algumas opções custaria R$400,00 e que podia ser dividido entre um monte de gente. Tenho a impressão que aquele prédio da piscina que tirei foto é um flat. Qdo eu estava no bar da entrada, ouvi uma conversa de 2 caras que estavam negociando para alugar algo ali, direto com a proprietária. R$2.500,00 por mês, mas pelo que entendi podia alugar por prazos menores.

Grande abraço!!
Avatar do usuário
floresleandro
 
Mensagens: 84
Desde: 20 Jul 2008, 23:19
Localização: Porto Alegre/RS.

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor RUBIA » 29 Set 2009, 20:48

Oi Glauber!É a primeira vez que entro aqui e gostei das suas dicas.Irei para Manaus em Jan/10 e tenho duas perguntas:1) 10 dias para fazer os tradicionais programas e conhecer a região são suficientes,ou são muitos dias?Não quero ficar sem ter o que fazer...2)è possível encontrar hospedagem limpa e barata por até 100 a diária p/ o casal?Um abraço.Rúbia.
RUBIA
 
Mensagens: 1
Desde: 29 Set 2009, 20:26

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor billythekid » 29 Set 2009, 20:58

Salve Glauber,não esqueça da visita ãos lencois rapaz,tá devendo,tenho tempo demais até dezembro,viagem proximo a São luis tô dentro.
Abraços.
::otemo:: ::otemo::
Avatar do usuário
billythekid
Membro de Honra
Membro de Honra
 
Mensagens: 382
Desde: 14 Mar 2009, 10:08
Localização: Maranhão.

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 30 Set 2009, 09:30

Opa! Estou com meu bilhete para São Luiz em aberto ainda acredita?? Agora só ano que vem mesmo... Mas se encontrar uma barbada aérea pro sul é só chegar!

Rubia,

10 dias pra mim tá ótimo, pra não dizer ideal...
3 em manaus, contando o da chegada e o da partida, 1 na tribo, 1 no hotel selva, 3 em presidente figueiredo e 2 para novo airão é o que eu faria

Estadia os preços e experiências que tive foram as já relatadas. Acho que fora de temporada os 100 dão tranqüilo. Temporada já não sei te dizer.
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor RubensFeijo » 07 Out 2009, 10:53

Oi Gluber! Muito boas as suas dicas! Estou indo pra Manaus e Novo Airao sabado agora. Só ficarei 1 dia em Manaus e gostaria de saber se vale à pena conhecer o museu de ciências naturais do Amazonas. Disseram que é longe do centro (vou ficar na rua Andradas) e que tem um enorme aquário muito bacana. Você sabe alguma coisa sobre esse museu? Outra coisa, a agência ta me cobrando 50 reais pra me pegar no aeroporto. Você acha que é fácil pegar o ônibus lá no aeroporto e descer no centro? Se não for o museu, o que vc me recomenda em Manaus? Muito obrigado! Abraço!
RubensFeijo
 
Mensagens: 24
Desde: 07 Out 2009, 10:43

Re: 2 Relatos de ida a Manaus, Pres. Figueiredo e Novo Airão

Mensagem não lidapor glaubercr » 07 Out 2009, 12:26

Salve Rubens!

Que bom que está aproveitando os relatos! Esperamos pelo seu para incrementar ainda mais as impressões de Manaus!

Para um dia em Manaus eu não sei bem o que te recomendar, vai variar muito conforme o seu estilo. Não conheci este museu que falou, portanto também não posso opinar.

Pessoalmente, amante da natureza como sou, se eu tivesse um dia inteiro pra curtir na região eu pegava o primeiro ônibus para Pres. figueiredo, passava o dia todo lá e retornava no último ônibus.

Outra opção é fazer o passeio tradicional que sai pela manhã de barco, vai até o encontro das águas e depois te leva pra almoçar no hotel flutuante e fazer pesca de piranhas. A noite vale a passada no teatro caso esteja rolando algum espetáculo.

Precisando de algo mais escreva!!

Abraço
Avatar do usuário
glaubercr
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 735
Desde: 30 Nov 2008, 17:21
Localização: Florianopolis

AnteriorPróximo

Voltar para Brasil - Norte - Relatos de viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes