Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Minas Gerais
#344256 por Augusto
27 Jan 2009, 03:41

Este é um tópico-guia sobre o Parque Nacional da Serra da Canastra.
Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.
Se divide em história, atrações principais, o que ver, hospedagem e curiosidades sobre o parque.

Também contêm mapas, fotos e videos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

Quer tirar duvidas sobre o parque?
Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico: PN da Serra da Canastra - Perguntas e Respostas

Quer escrever um relato de uma trip pelo parque?
Crie um nesse Fórum: Clique aqui

Veja aqui os relatos de caminhadas na cidade postados no Fórum
PN Serra da Canastra - Travessia Glória Casca D'anta Autor: marcelovisk
De Delfinópolis à Casca D´Anta.... a pé! Autor: Jorge Soto

#350782 por Augusto
24 Fev 2009, 16:58
Criado em 1972, o Parque Nacional da Serra da Canastra tem 71.525 hectares demarcados e parte do território de 3 municípios: São Roque de Minas, Sacramento e Delfinópolis, no sudoeste de Minas Gerais.

A área reúne basicamente dois maciços: a Serra da Canastra e a Serra das Sete Voltas, com o vale dos Cândidos no meio. As altitudes variam entre 900 e 1.496 mts e a vegetação predominante são os campos rupestres, com manchas de cerrado e matas ciliares.

O relevo acidentado e a vegetação rasteira produzem uma paisagem única, com grandes vistas panorâmicas e muitas cachoeiras com altura acima dos 100 metros.

O grande objetivo da criação do Parque foi a proteção das nascentes do rio São Francisco, o curso d’água mais conhecido que brota no imenso chapadão em forma de baú ou canastra.

A Serra da Canastra é uma espécie de berçário de rios situado bem no divisor de duas bacias hidrográficas: a do rio Paraná e a do rio São Francisco. Da bacia do Paraná, um dos rios mais conhecidos que nascem no chapadão é o Araguari, também chamado de Rio das Velhas na parte inicial.
Foi às margens dele que no século 18 surgiu o garimpo de ouro que deu origem à histórica vila de Desemboque, marco de toda a ocupação do Brasil Central.

A área originalmente prevista para o Parque Nacional era muito maior: mais de 200 mil hectares, como consta do Decreto número 70.355, de 3 de abril de 1972 e incluía toda a região da Serra da Babilônia. A área foi reduzida devido ao custo das desapropriações, mas agora está sendo objeto de uma revisão que o iniciou em 2001.

A implantação do Parque foi traumática para a região, porque a área desapropriada tinha dezenas de fazendas, uma delas praticamente em cima das nascentes do "velho Chico". Os fazendeiros foram resistindo e protelando a saída até serem retirados à força pela Polícia Federal na década de 80. Alguns fazendeiros discutem na justiça até hoje o valor das indenizações.

Sendo que se deve ressaltar que, em 1816-1819 - Auguste de Saint-Hilaire, o primeiro naturalista a visitar o Brasil a convite do Imperador da época, em seu roteiro pelas Províncias de Minas e Goiás, colocou em destaque a nascente do rio São Francisco, a serra da Canastra e sua deslumbrante e majestosa cachoeira "Casca D´anta".
No seu livro "Viagem as Nascentes do rio São Francisco e pela Província de Goiás" descreveu de modo especial a região do Parque e suas riquezas naturais.

A Serra da Canastra tem o formato de um baú, daí a origem do nome, pois canastra é um tipo de baú antigo.
A cachoeira Casca D'anta com aproximadamente 186 metros de altura é um dos principais atrativos do Parque, saindo de um corte natural da Serra de aproximadamente 144 metros, ou seja, a altura da Serra chega a 330 metros.

O Parque protege um cenário de rara beleza, sua vegetação de transição entre a "borda da Mata Atlântica" e o "início do Cerrado", com predominância de Campos de Altitude que abrigam inúmeras espécies da fauna e da flora do cerrado, como o lobo guará, o tamanduá-bandeira, o veado-campeiro, diversos gaviões e espécies ameaçadas de extinção como o pato mergulhão e o tatu-canastra.

A água é o fator preponderante no parque, cujas nascentes, que chegam a centenas, surgem em função da umidade que a rocha fria absorve do ar, principalmente no período da noite.
#358562 por Augusto
01 Abr 2009, 19:21
Cachoeira Casca d'Anta
cachoeira
A visão é impactante. Os 186 m do rio em queda livre surgem com força impressionante, como se, de repente, um prédio inteiro de 60 andares feito de água caísse a cada segundo do paredão. Primeira e mais alta cachoeira do rio S. Francisco, é uma das mais belas do país. No verão, época das chuvas, sente-se os respingos do choque da água com o solo a várias dezenas de metros de distância. A estrada entre Vargem Bonita e S. José do Barreiro dá acesso à parte baixa, que possibilita a melhor vista. A portaria Casca d'Anta fica a 9 km de São José do Barreiro. Para a parte alta, o acesso é pela portaria S. Roque. A vista de cima não permite ver a cascata em todo o esplendor. No local há piscinas naturais (35 km). Uma trilha de 3 km (1h30 de subida) liga a parte baixa à alta.


Cachoeira do Cerradão
cerradão
Estr. p/ Os Leites, 6 km. A trilha de 1,5 km não é só o acesso à cachoeira, ela faz parte do passeio. O caminho é largo, tem algumas curvas de onde se avista a queda, e pequenas placas identificam árvores típicas da região, como jacarandá, jatobá e ipês-cascudos. Essa pista conduz à piscina formada pela primeira das três quedas (num total de 202 m). Quem não quiser nadar no poço escuro, deve seguir a placa da ducha e aproveitá-la como um banho de hidromassagem natural. Fica em propriedade particular e o acesso é controlado.


Cachoeira do Fundão (ou Gameleira)
fundão
Acesso pela Estr. Principal, 46 km. A água verde não é a única semelhança com o mar. Quando a queda d'água atinge a piscina natural, formam-se pequenas ondas, como as da beira de uma praia. Em vez de areia, o banho de sol é feito nas pedras ao redor, as mesmas que dificultam o acesso à cachoeira. Não é à toa que ela chama-se Fundão: a estrada de terra até a fazenda é precária e é preciso percorrer uma trilha de 25' até os fundos do terreno. É recomendável o acompanhamento de guia.


Cachoeira do Jota (ou da Gurita)
jota
Distr. de S. João Batista, 49 km. Distante das demais cachoeiras da região, fica próxima à Portaria de São João Batista. O deslocamento é válido porque além da piscina natural ser boa para banho, a queda se espalha por diversos pontos e a impressão que se tem é de que a água brota direto da rocha. No poço é possível ficar próximo à queda para tomar uma ducha.


Parque Nacional da Serra da Canastra
canastra
A nascente do rio São Francisco foi o principal motivo para a criação do parque e hoje é uma das atrações mais visitadas. As cachoeiras Casca d'Anta e do Fundão também ficam dentro dessa unidade de preservação. Por abrigar mais de 350 espécies de aves - entre elas o pato-mergulhão, ameaçado de ser extinto - o local é muito procurado para a observação de pássaros, mas lobos-guarás, tamanduás-bandeiras e emas também vivem aqui. Com sorte, geralmente no começo da manhã ou fim da tarde, eles podem ser observados caçando ou passeando pela paisagem do cerrado.


Outras opções
http://www.serracanastra.com.br/

Parque Nacional:
http://www.canastra.com.br/pages/home.php
#362038 por Augusto
17 Abr 2009, 05:56
Pousadas

Cadastradas no GHEB.net
Clique aqui

Outras opções

Pousada Recanto do Sol
(35) 3525-1468 Delfinópolis

Pousada da Serra
(35) 3525-1193 Delfinópolis

Pousada das Flores
(35) 3525-1250 Delfinópolis

Pousada Babilônia
(35) 9981-0122 Vale Serra da Babilônia - Delfinópolis

Hotel Skalla
(35) 3525-1244 Delfinópolis

Pousada Branca e Serra
(35) 3525-1534 Delfinópolis

Pousada da Lua
(35) 9975-7335 Zona Rural - Delfinópolis

Pousada Lago Azul
(35) 3525-1080 Delfinópolis

Pousada Oásis da Canastra
(37) 3433-2081 - São José do Barreiro

Joy Hotel Águas do Vale
(34) 3612-0050 Fazenda Barreirinha - Sacramento

Estalagem Guia Lopes
(37) 3433-1396 Centro - São Roque de Minas

Pousada da Nascente
(37) 3433-1229 Centro - São Roque de Minas

Pousada Caminho da Serra
(37) 3433-1406 Zona Rural - São Roque de Minas

Pousada Vl
(37) 3433-1259 Centro - São Roque de Minas

Fazenda Pousada Extrema
(35) 3525-3060 Indaiá - Delfinópolis

Pousada Serra Preta
(35) 3525-1288 Delfinópolis

Jp Hotel
(35) 3525-1428 Centro - Delfinópolis

Pousada Jardim da Serra
(35) 3525-1256 Centro - Delfinópolis

Hotel Jáguara
(34) 3351-1290 Zona Rural - Sacramento

Pousada da Praça
(37) 3433-1187 Centro - São Roque de Minas

Hotel Rio Grande
(34) 3351-1242 Centro - Sacramento

Hotel Joy Águas do Vale
(34) 3135-1333 Sacramento

Hotel do Comercio
(34) 3351-1623 Centro - Sacramento

Pousada Casarão
(35) 3525-1058 Delfinópolis

Pousada Tiba
(37) 3433-1391 Centro - São Roque de Minas

Pousada Casca D´Anta
(37) 3433-1384 São Roque de Minas

Pousada Canastra
(35) 3525-1556 Delfinópolis

Pousada Boa Esperança
(35) 3524-1426 Vale da Babilônia - Delfinópolis

Pousada Mata do Engenho
(35) 3524-1269 Delfinópolis

Pousada Avenida
(35) 3525-1294 Centro - Delfinópolis

Pousada Sarandy
(35) 3525-1234 Delfinópolis


Outras opções de hospedagem
Clique aqui

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes