Ir para conteúdo

Londres – Bruges – Amsterdã – Berlim – Colônia – Bruxelas – Paris – agosto/2003 de carro


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Londres – Bruges – Amsterdã – Berlim – Colônia – Bruxelas – Paris – 08/2003 de carro

Chegamos a Londres, já com um roteiro de visita pré definido, mais sem data fixas para cada cidade, somente para o dia de retorno de Paris.

Com meu inglês fraco, mais como sempre com muita sorte. Encontramos uma brasileira que morava em Londres que nos indicou como chegar no metrô. Fomos até Oxford, onde ficava o albergue da Juventude do mesmo nome, por sinal a recepção é cuidada por brasileiros dois irmãos, tomamos banho e saímos direto de metrô para o Palácio de Buckingham, De lá a pé visitando o parque chegamos ao Big Bem, com passeio pelo parlamento, Igreja de Westminster, e seguimos para a roda gigante, a maior do mundo, a fim de ver Londres por cima, vale a pena, na saída, em frente tem um bar com garçons brasileiros, foi o fim, tomamos uns três canecos de chops, e retornamos ao big bem já estava anoitecendo e de lá seguimos a pé para o centro, SOHO onde estão os teatros e bares, demos uma olhada e fomos dormir devia ser umas horas 23; 00, pela manhã saímos cedo e fomos a pé ao museu Britânico, estava fechado ele só abre após as horas 10,00 e não era, ainda nove, seguimos de metro para St. Paul e a pé para ponte Millennium e para a ponte London Bridge. Nosso roteiro era mais duas noites em Londres, como somente restava o Museu Britânico, optamos ir a estação Vitoria, comprar a passagem para outro dia pela manhã para Dover, perdendo uma diária de hotel já paga, mais ganhando um dia, e nosso roteiro como era sem datas, mas com muitas cidades previstas, e como a prioridade era ter uns 4 dias pelo menos para Paris,seguimos viagem ficando o Museu Britânico para outra oportunidade. Vou relatar cidade por cidade em separado até Paris

Como Chegar: Metro é o modo mais barato de chegar

Onde Ficar: Fiquei no Albergue da juventude Oxford é ótimo perto do metrô e fácil localização f 0870 770 5984 e mail [email protected]

Outras Dicas: Andar sempre pela direita e se ficar parado na escada do metrô fique do lado direito, nunca jogue fora o passe do metrô enquanto tiver dentro dele, sem comprovação de entrada você pode levar uma multa, antes de viajar pegue nos consulados mapas do metro cidade e do país ajuda em muito, Um roteiro de agência de viagem ajuda muito para selecionar os pontos principais

 

 

SEGUINDO PARA BÉLGICA

 

Pegamos o trem na madruga, preço L$ 21,00 para ir até Dover, pegamos o rápid speed L $ 15,00 e atravessamos o canal da mancha, até Calais, na França. Alugamos um carro e fomos a Bruges, nem vimos a passagem da fronteira França Bruxelas. Chegamos a Bruges umas 11; 00 horas, é uma pequena cidade medieval com canais como Veneza, da para conhecer em um dia folgado, Nos pegamos um albergue numa estação aeólica, parece que já esta fora da listagem do albergue da juventude, ainda bem, tem um cheiro de enxofre muito desagradável, pedimos um quarto duplo e quando retornamos as 23.00 horas tinha um casal dormindo num beliche e duas garotas 18 anos nos beliches, moral tivemos que dormir de roupa com um calor infernal, e as meninas He He reclamando de ronco do meu amigo he he heee.

Depois de tomar um bom café, foi o que valeu, com tudo pagamos E$ 18,00 cada um, seguimos bem cedo para Amsterdã que é outra história

Outras Dicas: Xerox dp passaporte e da passagem ajuda numa emergência, remédio para disenteria e primeiros socorros tenha sempre com você, Voar na Varig e TAM e/ou associado a você ganha milhagem considere isto no preço

 

 

AMSTERDÃ

 

 

Saímos umas 07;30 de Bruges, para Amsterdã, a estrada é ótima foi o único trecho que pagamos pedágio em toda viagem ate Paris, e mais uma vez não notamos a passagem da fronteira Bélgica e Holanda, chegamos as 10;00 horas, são 200 e poucos Kim,

Quando chegamos, a cidade já estava fervendo mais parecia um parque de diversão, acho por que era sábado. Conseguimos achar um bom lugar para estacionar o carro o que é muito difícil e caímos na festa, tinha uma uma banda em cada esquina, o povo super alegre, turista por todo o lado, os Stones tinham um show na quarta-feira, Com os hotéis super lotados e inflacionados devido à procura, resolvemos curtir o máximo o resto do dia mesmo por que já tinhas-mos visitado toda a parte central da cidade e resolvemos dormir na estrada em direção de Bremen.

Na realidade a Holanda tem muito para conhecer, mas o nosso objetivo era conhecer somente a cidade de Amsterdã e sem ir a museu um dia da folgado, mas para curtir a cidade e necessário muitos dias.

O centro turístico é fácil de conhecer, da para percorrer tudo a pé.

Começando o passeio na estação de ferro com uma arquitetura antiga, muito linda. tem ao lado um estacionamento de bicicletas, muito grande, com milhares de bicicletas estacionadas é uma atração turística única no mundo.

O centro da cidade com as ruas centrais bloqueadas da para andar por tudo a pé, o visual é lindo com seus bares lotados e com mesas na rua, bandas por todo os cantos, a rua vermelha com as mulheres nas vitrines semi despidas são um show para nós, para o europeu ele ataca mesmo, é proibido filmar ou tirar fotografia desta região, eu consegui filmar de longe com zoom, mais é perigoso, se os seguranças virem eles retiram a fita

Os banheiros públicos com entrada em forma de caracol, com altura somente para cobrir entre a canela e parte do peito faz com que a gente fique um pouco encabulado mais na continuidade já se entra no clima, só não vi como são os femininos ou se são unisex o que não duvido, já no anoitecer que acontece próximo das horas 22.00, partimos para Bremem,

Dormimos na estrada num motel super bom por E$ 35,00 por pessoa com super café, Um super café não ficava por menos de 12,00 euros. Seguimos viagem para Bremen Hanover e Berlim etc., relato Alemanha

 

Alemanha - Berlim

 

Vindo da Holanda de carro, nosso destino principal era Berlim, reservamos umas horas para conhecer Bremen, uma cidade medieval, muito bonita, destaca-se a praça, a igreja e suas casas merecem dar uma olhadela, e não nos arrependemos valeu a visita seguimos para Hannover,

Hannover é também uma cidade muito antiga e bonita, tem como característica, uma faixa vermelha pintada na calçada que inicia na estação ferroviária e segue por todos os pontos turísticos, fomos em tudo a pé, o trajeto da umas 04;00 horas, como anoitece tarde, aproveitamos entre chops e passeio, o máximo do dia. Seguimos para Berlim, mas dormimos numa cidade chamada Magdesburg uns 150 km de Berlim, uma cidade normal que não estava no roteiro, mas como era muito tarde procuramos um hotel encontramos um muito bom, e com um café matinal de encher os olhos, ali tiramos a barriga da miséria, acho que a garçonete uma senhora de idade ficou assustada vendo duas pessoas consumirem um mundo de guloseimas, seguimos a Berlim.

De posse dos mapas fomos direto ao Castelo de Brandemburg, era segunda-feira e o Museu Egípcio que fica na entrada, estava fechado, assim como o Castelo, mas deu para passear pelo imenso jardim, seguimos pela Avenida Tiegardem que é uma reta só, Chegamos na Torre da Vitória, um lindo monumento, ainda com marcas de tiros nas paredes da segunda Guerra, ao lado fica o Zoológico, com um imenso parque, é da li onde sai o bus que faz todo trajeto dos pontos turísticos, custo E$ 2, 00,seguimos em frente até o Portão de Brandemburg, o principal monumento de Berlim, Estacionamos o carro na área do estacionamento do Parlamento onde levamos uma multa por estacionar em local não permitido, Passeamos a pé pelo centro comercial da Sony, é indescritível a sua arquitetura, passeamos no centro comercial e entre chops e lanches, seguimos para a parte velha de Berlim, conhecemos a Catedral, os Museus por fora a Praça de K Marx etc. e fomos à torre de TV, onde da para ver toda Berlim de cima, Nos hospedamos num hotelzinho anexo a um posto de gasolina localizado um pouco fora da cidade e curtimos o resto da noite tomando cerveja e comendo lingüiça e pinga trazida do Brasil, no outro dia seguimos para repassar uns monumentos em Berlim, Anotem, esta cidade depois de recuperado todos os pontos turísticos deverão ser tão atrativos como Londres ou Paris vale à pena conhecer, seguimos para colônia,são 500 km fizemos em cinco horas, chegamos em colônia e deu tempo para visitar a maior Igreja Gótica do Mundo, esta era a missão alias é o que vale, ali está enterrado os Reis Magos, a estação de trem fica em frente da Igreja, da para visitar e seguir viagem se quiser, seguimos para Bruxelas e Paris onde vou relatar

Outras Dicas: Xerox do passaporte e da passagem ajuda numa emergência. assim como remédio para disenteria e primeiros socorros. No supermercado em Berlim compramos queijo, pão, vinho etc. só que eles não dão sacola como aqui no Brasil, tem que comprar ou levar uma, moral saímos com a compra na mão.

 

Bruxelas

Chegamos em Bruxelas vindo de Colônia e como aconteceu da Holanda para a Alemanha, também não percebemos a passagem da fronteira da Alemanha para a Bélgica, nem mesmo policiamento ou controle de emigração.

Bruxelas é uma cidade muito grande e espalhada, os pontos principais, estão concentrados no centro da cidade.

Onde esta a praça principal com suas construções medievais, a noite tem show de luzes. Cada dois anos, meados de agosto, eles cobrem a calçada com um tapete de flores.

Destaca-se Hotel De Vile hoje Museu, a Galeria Royale uma rua coberta, com bares e restaurantes e as ruelas em redor com construções medievais.

Tem a estatua do menino que faz Pipi, uma atração que eu tive a maior decepção, achei uma grande besteira.

Mas a cidade em si é cheia de encanto e para quem tem tempo tem muita coisa para curtir.

Como Chegar: Para quem chega de trem em Colônia é fácil chegar ao centro da cidade

Outras Dicas de Colônia: Da para conhecer o centro histórico em um pouco mais de meio dia e tudo a pé, Para estacionar é complicado. Sem visitar Museu

De Bruxelas seguimos para Paris

 

Paris já é a quarta vez que venho, e não canso nunca, dizem quem retornar a Paris e não for à Torre Heifel é por que já conhece Paris, acho que é isto mesmo.

 

Chegamos a Paris no meio da tarde, fomos diretos ao Albergue da Juventude D'Artaghan preço E$ 27,00 com café, achei caro pela qualidade, fomos procura um outro lugar, achamos no final da linha 3 galiene, Porte de Bagnolet um ótimo hotel. Campanile Hotel E$ 70,00 Double com um super café, que valia por um almoço.

fone. 01 48 97 3600 http://www.campanile.fr ele fica exatamente na saída do metrô e ao lado tem um ponto de ônibus circular que vai ao aeroporto Charles de Gaulle, E$ 5.00, em baixo do hotel tem um supermercado e ao redor mais 3 hotéis todos eles no fim de semana fazem promoção com de desconto especial nas diárias. Entregamos o carro ali perto e como já estava anoitecendo compramos uma caixa de cerveja, salame, queijo e fomos curtir no Hotel.

Pela manhã, já super alimentados fomos a Torre Eiffel, Arco do Triunfo e fomos a pé pela av. Champs Elisees, curtimos os jardins os Gran Palais fomos até o Hotel dos Invalides, infelizmente pelo horário já estava fechada as visitas, retornamos e seguimos a pé até o Louvre,, pegamos e metrô e retornamos ao Hotel direto ao supermercado etc. etc..

Terceiro-dia, cedo fomos ao Hotel dos inválidos, para conhecer a tumba de Napoleão, que eu tenho uma grande admiração, conhecemos o museu das armas e seguimos a pé até o Louvre, demos uma curtida por fora na parte aberta e circulamos o prédio que é muito grande, não entramos a fila era kilométrica

Seguimos a pé para o Hotel de Ville e a Notre Dame, a noite fomos ao Arco do Triunfo para ver av. Champes Elisee iluminada e retornamos ao Hotel.

Nosso último dia, fomos a Igreja Sacre Couer, descemos a pé até as Galeries Lafayette, seguimos a pé até o Opera de Paris e fomos até Notre Dame, retornamos ao Hotel e embarcamos no bus circular ali mesmo e fomos para o aeroporto,

Em minha viagem anterior eu já tinha ido a Palácio de Versailes, que é imperdível, indo cedo da para ir e retornar, ainda para completar com outro passeio, da para ir de metro é facílimo

Onde Ficar: Eu fiquei Hotel Campanile E$ 35,00 com café cada um

Outras Dicas: Tem bus no final metro linha 3 galiente E$ 5,00 para ida ou vinda do Aeroporto Charles De Gaulle,

Para andar de metrô, compre pacote de 10 tiktes é mais barato se faltar compre avulso

Xerox do passaporte e passagem na mala do hotel é uma garantia

 

Brasil

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...