Ir para conteúdo

Protesto contra leis de exploração turística em Cuzco


lucas_mb

Posts Recomendados

  • Membros

Greve é convocada em protesto contra leis de exploração turística em Cuzco

Qua, 06 Fev, 05h03

 

Lima, 6 fev (EFE).- As autoridades regionais e organizações sociais convocaram para esta quinta-feira uma greve no departamento peruano de Cuzco para exigir a derrogação de duas leis que facilitam a construção em zonas próximas a santuários arqueológicos, como Machu Picchu.

PUBLICIDADE

 

Assim confirmou hoje à Efe o presidente regional de Cuzco, Hugo Gonzales, para quem as leis, aprovadas pelo Congresso peruano em dezembro, "atentam contra a monumentalidade de Cuzco e contra a intangibilidade de seus parques arqueológicos".

 

As polêmicas leis flexibilizam a concessão de licenças ao setor privado em zonas adjacentes a santuários arqueológicos e centros históricos com o propósito de construir infra-estruturas hoteleiras, e obriga os municípios a concedê-las de forma imediata.

 

Gonzales afirmou que se o Congresso, que hoje deve debater a possibilidade de reconsiderar a medida, não eliminar estas normas, toda a população de Cuzco se unirá à greve, e as instituições, o Governo regional, os municípios, o comércio e os bancos serão fechados.

 

Os líderes do protesto ameaçaram bloquear o aeroporto da cidade andina, um dos mais movimentados do país, assim como os acessos à cidadela de Machu Picchu.

 

Em resposta, a Polícia e o Exército anunciaram que não permitirão a paralização das atividades do terminal aéreo e assinalaram que 300 homens vigiarão o local para garantir que os vôos não sejam interrompidos.

 

A cidadela inca de Machu Picchu é um dos principais pontos turísticos da América do Sul, e recebe uma média de 2 mil visitantes por dia. EFE

Link para o comentário

Arquivado

Este tópico foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...