Ir para conteúdo
murillus

Medicina no Mergulho... Fisiologia e Doenças...

Posts Recomendados

Medicina no Mergulho... Fisiologia e Doenças...

 

A busca pela segurança no mergulho passa obrigatoriamente pela necessidade de entendermos nosso organismo, compreendendo os efeitos do mergulho (pressão) sobre nossos corpos e as doenças (riscos) que estamos expostos, ou seja, necessitamos aprender o que se deve fazer e não fazer em certas situações, afim de oferece uma segurança extra contra acidentes e doencas tais como: doença descompressiva, barotrauma, embolias traumáticas pelo ar e outros tantos problemas relacionados ao mergulho.

 

[]s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Além de sempre seguir as normas de segurança, as práticas durante a certificação e manutenção correta dos equipamentos sugiro a todos mergulhadores e aspirantes conhecer, saber como funciona e associar-se à DAN- Divers Alert Network (www.dan.org).

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
associar-se à DAN- Divers Alert Network

 

Header_17_Out_r1_c1.jpg.e99847a5833937641d6ab98183fa55a7.jpg

 

Divers Alert Network (DAN) é uma organização médica e de pesquisa sem fins lucrativos...

 

Ela é dedicada à segurança e à saúde de mergulhadores recreativos...

 

Foi fundada em 1980, e vem proporcionar informação especializada e orientação para o benefício do público mergulhador...

 

A DAN é de ser a organização mais reconhecida e confiada no mundo nas áreas de segurança do mergulho e nos serviços de emergência, saúde, pesquisa, e educação para seus membros, instrutores, patrocinadores e para a comunidade de mergulho em geral...

 

em portugues... http://www.diversalertnetwork.org/p/about/index.asp

 

[]s seguros... bons mergulhos...

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Candidatos a pratica de mergulho devem ter, no minimo:

 

Para todos:

• Um exame médico recente e/ou uma renúncia que sua condição não mudou a cada ano

• Se menor de 35 anos, repetir o exame médico é de cinco em cinco anos e com declaração anual (uma renúncia que sua condição não mudou a cada ano)

• Se mais de 35 anos é necessário repetir o exame médico a cada três anos e com declaração anual ( uma renúncia que sua condição não mudou a cada ano)

 

Algumas condicoes especiais e exames:

• Um raio x tórax como parte do seu primeiro exame médico

• Um ECG como parte do seu primeiro exame médico se clinicamente indicado, porem necessária ao mergulhadores com idade 50 anos ou mais, podendo ser repetido a cada 5 anos

• Um hemograma completo com plaquetas e grupo sangüíneo com fator Rh como parte do seu primeiro exame médico

• Uma glicemia de jejum como parte do seu primeiro exame médico

 

Teste Ergométrico se houver criterios clinicos:

• Aos 30, um Teste Ergométrico deve avaliar a condição cardíaca

• Na ausência de problemas, o exame ergometrico pode ser repetido a cada 5 anos

• Após os 40 anos, o exame ergometrico pode ser repetido a cada 2 anos

 

Ecocardiograma se houver criterios clinicos:

• A partir dos 35, um Ecocardiograma deve avaliar a condição cardíaca

• Na ausência de problemas, o exame ergometrico pode ser repetido a cada 5 anos

 

[]s

 

Murillus

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sistema pulmonar

 

Mergulhadores respiram ar sob pressão, o que pode resultar em uma sobrecarga (mais pressão) pulmonar e, portanto, ser causa de acidentes.

 

Logo, pessoas com doenças pulmonares, que aumentem o risco de aprisionamento de ar, devem ser excluídos do mergulho.

 

Tais condições incluem cistos, bolhas e asma, por exemplo.

 

Antigamente era completamente proibida a pratica do mergulho as pessoas acometidas por asma, pois, mesmo acompanhada por uma pessoa experiente, seguindo todas as medidas de segurança e não ultrapassando sua condição física,

doenças deste tipo aumentam o risco de afogamento e, por conseguinte, diminuem a capacidade de salvamento.

 

A asma tanto pode ser induzida por exercício (fato muito comum e que, provavelmente, ocorre em todos os asmáticos) bem como pode ser provocada por exposição ao frio.

 

No primeiro caso, asma induzida por exercício, recomenda-se um bom preparo físico. Já para a segunda condição, asma induzida pelo frio, é aconselhável, em locias de aguas "quentes", primeiramente se acostumar a temperatura da agua antes do mergulho, ou seja, ficar um pouco dentro da água antes do primeiro mergulho.

 

O mais importante é conversar com seu médico sobre isso e avisar a empresa responsável de sua condição.

 

Pneumotórax, quer primária ou secundária é uma contra-indicação absoluta para o mergulho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Otorinolaringologia

 

A equalização da pressão se deve nos seios e de orelha média... Isso é feito atravz da manobra de valsalva... Não fazê-la pode causar barotraumas.

 

Nos casos mais graves, leva à dor intensa e a ruptura do timpano.

 

Mergulhadores devem ter uma mordida normal, para que possam manusear o regulador (bocal) de forma correta e não fadigante.

 

O ouvido externo, médio e orelha interna deve estar sempre livres de doença.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sistema gastrointestinal

 

Em hipotese quase infima, os gazes aprisionados no intestino podem causar súbita ruptura das alcas intestinais. Embora descrito, nunca vi tal relato.

 

Já na área gástrica, os gazes aprisionados podem causar vômito, que levaria a afogamento.

 

Hérnias da parede abdominal deve ser corrigida antes de mergulhar.

 

Obstrução do Intestino delgado, Fistula, Divertículos, Hernia Hiatal podem causar aprisionamento dos gazes.

 

Não é permitido mergulhar quando se esta em tratamento de úlceras activas.

 

Doença crônica inflamatória intestinal, ou seja, uma doença de má absorção, prejudica o mergulhador na aptidão ao exercicio estenuante.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gravidez

 

O mergulho é absolutamente contra-indicado durante qualquer fase da gravidez.

 

Primeiro por que nao existe informação científica acerca da relação gravidez e mergulho.

 

Segundo por que, teoricamente, mulheres grávidas têm maior risco de apresentar doença descompressiva.

 

Terceiro por que é bem maior a incidência de náuseas e vômitos durante a gravidez.

 

Quarto por que existe uma maior labilidade emocional e portanto o simples estresse do mergulho pode desencadear reações de pânico e somatizações.

 

[]s

 

Murillus

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Endocrinologia e distúrbios metabólicos.

 

O mergulho profissional, seja ele comercial ou militar, devido a necessidade de capacidade física plena, não é permitido a diabeticos.

 

Em todos os casos de pacientes diabéticos dependentes de insulina, há um grande risco de hipoglicemia e perda de consciência.

 

Toda alterações da consciência, por menor que ela seja, pode resultar em afogamento.

 

Ou seja, diabeticos dependentes de insulina tem sido considerados em uma situação proibitiva para a prática da atividade do mergulho... Porem, no mergulho recreativo, a abordagem desta problematica é diferente... Um estudo recente baseado em dados colhidos ao longo de 11 anos no Reino Unido concluiu que o mergulho, desde que sejam excluidas as complicações diabéticas a longo prazo, é uma atividade segura... ou seja, em diabéticos controlados...

 

" Ao longo de 11 anos foram colhidos dados em 323 mergulhadores diabéticos (269 homens e 54 mulheres) que realizaram um total de 8760 mergulhos (...) Durante o tempo em que decorreu o estudo foram reportadas duas fatalidades, ambas em mergulhadores não dependentes de insulina. Foi igualmente reportado um incidente de hipoglicémia num mergulhador dependente de insulina (...) O estudo mostrou que no grupo de mergulhadores controlados não ocorreu nenhum problema grave de hipoglicémia durante os mergulhos (...) Referencia: Edge C.J., St Leger Dowse M., & Bryson P. (2005) - Scuba diving with diabetes mellitus--the UK experience 1991-2001. Undersea Hyperb. Med., January 1, 32(1): 27-37.

"

 

O meu conselho para que é diabético e pretende ou já mergulha:

 

1. Sempre conversar com seu médico antes, ele é a pessoa que pode te dizer se você está apto a realizar está atividade...

2. Leve sempre o kit básico de primeiros socorros e tb um kit do "diabético inteligente": Medidor de Glicemia, Insulina em bolsa térmica, Glicose para emergencias, sache de glicose para levar no colete caso precise em baixo d`agua...

3. Não tenha medo... Quando for mergulhar avise o DM (Dive Master) responsável sobre a sua particularidade... e caso ele não saiba o que fazer caso você tenha uma complicação oriente de forma clara e que não o assuste...

4. Escolha bem o seu dupla e explique para ele tambem o que fazer em caso de emergencia... e combine um sinal caso você estaja tendo uma Hipoglicemia...

5. Faça a medida da glicemia antes de mergulhar...

6. Comer algum carboidrato complexo (aqueles que serão absorvidos mais lentamente)...

7. Nunca descer com a glicemia abaixo de 100... o exercicio, a agua gelada, o stress entre outros, tudo isso consome muita glicose...

8. Durante o mergulho estar sempre atento com os sinais e sintomas... caso comece a dar muito caimbra, sentir qualquer sintoma de Hipoglicemia, avisar o seu dupla, ingerir a glicose que você levou no colete e ir para um lugar seguro...

9. Não exite em abortar uma saida ou mesmo o proprio mergulho...

10. Ao sair da agua, medir novamente a glicemia, se secar, se alimentar e descanssar...

11. Cuidado com os mergulhos noturnos... existe uma tendência de ter hipoglicemias a noite... alem do maior desgate fisico...

 

[]s

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Hematologia

 

Hemofilia, doença falciforme, policitemia são todos contra-indicações absolutas ao mergulho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cardiovasculares

 

Desqualifica para o mergulh todo e qualquer condição que leva à diminuição da tolerância ao exercício.

 

As principais categorias são descritas da seguinte forma:

 

1) Doença arterial coronariana - evidência clínica de doença arterial coronariana, uma história de angina, infarto do miocárdio ou doença da artéria coronária pos cirurgia;

 

2) Arritmas - disritmias, condução defeitos, bloqueios de segundo grau ou terceiro;

 

3) Doença valvular cardíaca - estenose aórtica ou mitral ou regurgitação significativa, bem como a presença de válvulas protéticas e/ou uso de medicamento anticoagulante;

 

4) Doença cardíaca congénita - defeitos septais, shunt e/ou Coartctation da aorta são contra-indicações absolutas ao mergulho;

 

5) Hipertensão - aqueles com evidências de hipertensos com lesão de orgaos alvos devem ser excluídos do mergulho;

 

6) Drogas - qualquer medicação que prejudica a resposta cardíaca ao exercício ou stress é absolutamente contra a mergulhadores;

 

8) Outros - insuficiência cardíaca congestiva e cardiomiopatia irá desqualificar tb ao mergulho.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Sistema nervoso

 

As anormalidades onde o nível de consciência está sujeito a alterações, coloca o mergulhador em risco de um incidente dentro da água.

 

Ou seja, erro de jugamento pode levar não só o proprio mergulhador bem como seu dupla (canga) a acidentes.

 

Um mergulhador da capacidade mental e emocional de maquilhagem são importantes para o mergulho seguro.

 

São contra-indicações absolutas:

 

1 - história de convulsões

2 - recente ferimento grave na cabeça

3 - lesão da medula espinhal

4 - história do TAA ou AVC

5 - história do SNC descompressão doença

6 - severa deficiência visual

7 - recente cirurgia ocular

8 - enxaqueca severa ou enxaqueca durante ou após um mergulho

9 - ativa psicose ou neurose

10 - dependencia de drogas ou alcoolismo

11 - uso de medicação psicotrópica

 

Relativa contra-indicações:

 

1 - MS

2 - Poliomielite

3 - enxaqueca

4 - síndrome Gullian-Barre

5 - traumatismo craniano leves

5 - neuropatia periférica

6 - neuralgia trigeminal

 

Porem, condições neurológicas que afetam um mergulhador da capacidade para realizar exercícios devem ser considerados e avaliados individualmente.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×