Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Peça ajuda, compartilhe informações, ajude outros viajantes e encontre companheiros de viagem!
    Faça parte da nossa comunidade! 

Entre para seguir isso  
nnaomi

19 dias no Ceará e Rio Grande do Norte - jan/2009 - Parte 1: Introdução

Posts Recomendados

Esse relato contém uma visão geral sobre a minha viagem para Ceará e Rio Grande do Norte. Posteriormente, postarei outros relatos de cada parte da viagem. Essa Parte 1 não é um relato, é mais um apanhado de dicas, uma introdução dos relatos propriamente ditos.

 

É, tem dica p/ caramba, eu anoto tudo q vejo, comprovo e/ou escuto. Lá o povo é muito solícito e dá muitas dicas. Na verdade, acho q essas dicas já estão espalhadas num dos tópicos do CE e do RN, mas como eles ficaram perdidos entre os diversos posts, resolvi fazer um relato.

 

Enjoamos de ver praias bonitas, andar de buggy com ou sem emoção, comer camarão, lagosta, peixe e carne de sol, ver artesanato, rendas e bordados e escutar os guias falando: "Olha o jegue", cada vez que a gente ia tirar foto. Há lagoas que rejuvenescem, fontes para a juventude e para curar diversos males, pelo menos é o que os guias apregoam. São praias muito diferentes das que eu conheço, de SP e RJ, por causa das dunas e das falésias. Em certos locais só vê areia para todos os lados que se olhe, parece que estamos num deserto, porém surpreendentemente há impressionantes lagoas no meio dessas paisagens tão desérticas. O sol arde na pele, é escaldante, de rachar o coco, mas o vento constante ameniza o calor. A principal atração turística são as praias, mas existem paisagens diferentes como as do sertão e até serras com clima mais ameno, quase frio. Para conhecer tudo isso, o turista leva uma vida muito "dura", tem que acordar cedo todos os dias por causa dos passeios. Um dia a gente acordou as 5h30, por conta da maré, p/ poder fazer um passeio d buggy pela beira da praia.

 

Dava p/ ter ficado mais dias em Fortaleza, tem mais passeios p/ fazer.

 

Dava p/ ter ficado mais em Natal, tem mais passeios p/ fazer. Fiquei 8 dias em Natal, mas acho que poderia ter dividido e ficado alguns dias em Pipa p/ curtir mais o local. Conheci Pipa no esquema bate-e-volta.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Praia: Lagoinha (CE) e Ponta Grossa (CE)

 

• Dunas: Dunas Douradas de Pitangui (RN) e do Funil (Jericoacoara, CE)

 

• Falésias: Morro Branco (CE), Garganta do Diabo (CE) e Praia de Cacimbinhas (RN)

 

• Lagoa: Paraíso (Jericoacoara, CE) e Coca-Cola (RN)

 

• Lugar: Jericoacoara (CE)

 

• Belvedere: Duna do Pôr-do-sol (Jericoacoara, CE), Serrote de Jeri (Jericoacoara, CE), Genipabu (RN), Cabo de São Roque (RN)

 

• Compras: Feira de Artesanato (Fortaleza, CE)

 

• Restaurante: Camarões (Natal, RN)

 

• Barraca de praia: Pastel do Valmir (Barra do Cunhaú, RN)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Parece que artigos em geral são mais baratos em Fortaleza do que em Natal. É mais fácil comprar em Fortaleza também, pois tudo fica concentrado na Feira Beira-Mar e no Mercado Central

 

• Tomar cuidado ao comprar as garrafinhas de areia colorida, pois se não for bem feita, no transporte a areia mistura. Existem trabalhos feitos apenas com areias naturais e outros que misturam as naturais com as coloridas artificialmente

 

• Em qualquer lugar você verá artesanato de muitas cidades, então se quer uma lembrança do local tome cuidado para não comprar uma renda de São Paulo ou um doce de Minas. O mais interessante é o artesanato do local, pois além da variedade é mais barato direto na fonte

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Nos centros das cidades deve ter opções de restaurante menos “turísticas” e mais em conta, mas não tive tempo de garimpar essas informações

 

• Tem bastante opção, para diferentes bolsos e gostos. É um pouco mais barato do que em São Paulo, mas achei a diferença bem pequena. Quem não gosta de peixes e frutos do mar pode ficar sossegado que frango e carne são fáceis de serem encontrados, mesmo nos quiosques das praias. Talvez seja um pouco mais complicado em locais mais vazios, menos turísticos, mas na capital, churrasco, pizza e lanches são encontrados facilmente

 

• Na beira da praia, normalmente os pratos são mais caros. Em alguns locais as condições de higiene são duvidosas e o atendimento pode ser demorado e ruim. Para não perder tempo almoçando e para curtir o dia de passeio (que é muito curto, pois perde-se muito tempo para chegar à praia), sugiro uma água de coco e um lanche rápido (tapioca, pastel, espetinho, etc) ou então leve o seu próprio lanche, apenas tomando cuidado com a escolha, pois com o calor tudo estraga mais rápido. De volta à capital, você janta cedo em um restaurante muito melhor e provavelmente pagando menos do que na beira da praia

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

• Pegar mapas e folders no Centro de Informações Turísticas do aeroporto. Hotéis, agencias de turismo e restaurantes também costumam ter mapas

 

• Fomos de pacote, com aquela conhecida agência de viagens. Foi a primeira vez que optamos por esse tipo de passeio em decorrência dos preços das passagens aéreas. Não dava pra comprar direto das companhias aéreas, pois ficava mais caro do que o pacote, este incluindo já a hospedagem e os translados. Infelizmente na alta temporada, sem nenhuma promoção de passagem e com dificuldades para reservar hospedagem, fomos de pacote mesmo

 

• Optamos por passeios com a mesma agência de viagens, por acreditar que seria mais seguro, com menos probabilidade de ocorrer algum problema ou cancelamento de passeios. Com dias contados na cidade, resolvemos não arriscar

 

• Passeios das agências são bons, pois você não tem que se preocupar qual caminho seguir, mas são ruins pois perde-se muito tempo no “hotel tour”, quando o ônibus vai passando nos hotéis e pegando as pessoas. Você também tem que seguir o roteiro e horário estabelecido, ficando preso

 

• Os passeios oferecidos por todas as agências normalmente cobrem apenas o translado até as praias e geralmente o mais legal está na forma de opcionais, ou seja, cobrado a parte, no local

 

• Os passeios de buggy são a melhor forma de conhecer a área perto das praias, mas são bem caros e de curta duração. Achei todos os bugueiros muito apressados, eles dizem que o passeio vai durar um determinado tempo, mas geralmente dura bem menos, eles correm, fazem somente as poucas paradas tradicionais, nos locais onde todos param e que está lotado de gente. Eles param rapidamente e sem boa vontade em outros locais que você quis parar para tirar uma foto ou simplesmente para admirar. Não sei se é sempre assim, ou se é por causa da alta temporada, mas senti que eles querem se livrar logo de você para pegar outros turistas

 

• Passeios de buggy são cobrados pelo buggy, ou seja, você precisa arrumar alguém com quem dividir as despesas, mas não é difícil encontrar outras pessoas. Podem ir no máximo 4 pessoas no buggy, pode ficar um pouco apertado, mas cabe. Se você tiver amigos e montar um grupo de 4 para fazer os passeios é melhor, assim você pode contratar um bugueiro e fazer passeios diferentes dos tradicionais oferecidos. Também na hora de formar o grupo convém observar se todos querem com emoção ou sem emoção, pois isso pode estragar o passeio... e alguém tem que ir sentado na frente e geralmente todos querem ir atrás...

 

• Passeios de buggy pelas praias dependem da maré, que irá determinar o horário do passeio. Com a maré alta não dá para andar nas praias. Uma vez tivemos que acordar antes das 6h para poder fazer o passeio

 

• Alugar carro é ótimo, pois você faz o que quer, na hora que quer, mas você também tem toda a responsabilidade de achar o caminho, não se perder e também fica caro se não tiver com quem rachar as despesas. Também só vale a pena rachar as despesas com quem você já conhece e que tenha o mesmo estilo de passeio que o seu, senão vai dar desentendimento... Há quem diga que vale a pena contratar um guia para não perder locais interessantes, que podem passar despercebidos

 

• Questiono se vale a pena alugar um buggy, pois você tem que ter alguma experiência com aquilo, senão vai pagar o mico de atolar em algum lugar ou vai ter dificuldade para passar por certos pontos, como por exemplo na região de Ponta Grossa. Você também tem que saber para onde ir, onde estão as dunas mais interessantes ou uma lagoa escondida. Nem sempre o caminho é óbvio. Alguns locais são restritos a bugueiros credenciados e você pode não conseguir entrar com teu buggy particular, pelo menos vi uma placa assim. Carros 4x4 também não são permitidos em determinados locais, como a Lagoa da Coca-Cola. Vi olhares tortos e comentários azedos dos bugueiros credenciados sobre os buggys particulares e carros 4x4 mostrando que eles não são bem-vindos, então parece difícil obter ajuda se você parar no meio do caminho

 

• Antes de ir, ouvi muitos comentários negativos sobre o nordeste em geral, mas achei que o passeio foi ótimo, principalmente por tirar essa visão errônea, que acredito ser fruto de pessoas que nunca visitaram o local ou que visitaram há muito tempo. Convém salientar que minha experiência se restringiu a alguns locais do CE e do RN, pois muitos tendem a generalizar como se todo o nordeste fosse uma única cidade. Também opiniões e impressões são muito particulares, cada pessoa tem o seu julgamento e ainda cada experiência é única, depende do momento, do local e até do humor da pessoa naquele dia

 

• Eu me recusava a ir para praia em pleno janeiro, pois não gosto de muvuca, mas com 30 dias de férias em janeiro, se não fosse nessa época, não poderia ir até o fim do ano e ainda com alta probabilidade de marcarem minhas próximas férias para janeiro de novo, então... fui e foi melhor do que esperava, estava cheio, mas era suportável

 

• Atendimento, no geral, foi muito bom. Nos restaurantes o atendimento foi bom e rápido, principalmente nas capitais. Nas praias, atendimento tende a ser mais lento e confuso, devido ao grande número de turistas, mas nada diferente do que a gente encontra em outras cidades. Na praia, vários locais permitem que você já faça o pedido quando chega, então você sai para andar de buggy ou caminhar na praia e quando volta seu prato já está quase pronto, apenas esperando você chegar. Esse esquema funciona bem

 

• O assédio de vendedores, pessoal de tatuagem de hena, tererê e essas coisas é leve, eles te oferecem e se você não mostra interesse, eles não insistem, pelo menos eu não tive nenhum problema com isso

 

• O sol é de rachar. Recomendo protetor solar, fator 30 no mínimo, reaplicado freqüentemente durante o dia. O calor é demais, mas venta bastante e é agradável, embora o pessoal dissesse que janeiro não é época de ventos. Quando o vento parava, a gente se sentia dentro de uma estufa

 

• Para quem tem cabelos compridos, leve um bom prendedor, para mantê-los presos e tentar mantê-los menos embaraçados por causa dos ventos, principalmente nos passeios de buggy. Um bom shampoo e um bom condicionador são essenciais para cuidar dos cabelos depois do estrago do vento, sol e água do mar e piscina

 

• Cuidado com a câmera fotográfica, pois pode entrar um grãozinho de areia e travar as lentes! Talvez seja bom levar uma proteção, tipo uma caixa subaquática

 

• Estava chovendo e pela janela do aeroporto, em Guarulhos, eu vi as malas passando pela esteira na chuva. Resultado: mala e roupas molhadas. Ainda bem que foi na volta e não na ida. Então é bom empacotar as coisas dentro de sacolas plásticas

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

[t3]Eu amo MAPAS[/t3]

 

Decidi por os links p/ não demorar p/ carregar e tb tem o problema d direitos e tal.

visite os sites e escolha o mapa de sua preferencia.

 

Uma série d mapas do Ceará:

 

http://www.ceara.gov.br/index.php/mapas-turisticos/category/4 vários mapas

http://www.portalinformatur.com/mapa.php?lingua=br vários mapas

http://www.olivestur.com.br/mapalitoral.php Mapa do Litoral

http://www.pousadaalquimia.com.br/mapa_como_chegar_a_jericoacoara.jpg Litoral Oeste

 

http://www.roteiroserido.com.br/turismo/mapas_distancias/ Roteiro Seridó

 

Uma série d mapas do Rio Grande do Norte:

 

http://www.natalonline.com/mapas/ Mapa da capital e do estado

http://www.guiadapipa.com.br/mapas.html Vários mapas

http://www.scbrazil.com/pop_mapa.php?foto=1477_mapa-litoral%20PRAIAS%20RIO%20GRANDE%20DO%20NORTE.jpg Praias do RN

http://www.scbrazil.com/pop_mapa.php?foto=1269_natal_mapa_praias.jpg Praias do RN

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...