Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Augusto

Cidade de São Paulo

Posts Recomendados

[info]Este é um tópico-guia sobre a cidade de São Paulo.

Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.

Se divide em história, atrações principais, hospedagem e curiosidades sobre essa cidade.

 

Também contêm mapas, fotos e videos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

 

Quer tirar dúvidas sobre a cidade?

Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico: Cidade de São Paulo - Perguntas e Respostas

 

Está na cidade e não sabe o que fazer. Aqui estão várias dicas

Dicas Paulistanas - O que fazer em São Paulo

 

Quer escrever um relato de uma trip pela cidade?

Crie um nesse Fórum: Clique aqui

 

Veja aqui os relatos de caminhadas na cidade postados no Fórum

Pedra Grande - Parque Estadual da Cantareira Autor: ogum777

Serra da Cantareira SP- Núcleos Pedra Grande e Águas Claras Autor: babunera[/info]

Compartilhar este post


Link para o post

Quer se movimentar pela cidade de maneira segura e rapida?

Abaixo está o mapa de toda a rede de Metrô de São Paulo, trens de suburbio e as linhas expressas de onibus.

Está em pdf

É só clicar aqui

 

 

 

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/Mapa_sp2.jpg 601 1023 mapa sp][/picturethis] Mapa de São Paulo com bairros

Compartilhar este post


Link para o post

A fundação de São Paulo insere-se no processo de ocupação e exploração das terras americanas pelos portugueses, a partir do século XVI. Inicialmente, os colonizadores fundaram a Vila de Santo André da Borda do Campo (1553), constantemente ameaçada pelos povos indígenas da região.

 

Nessa época, um grupo de padres da Companhia de Jesus, da qual faziam parte José de Anchieta e Manoel da Nóbrega, subiram a serra do mar chegando ao planalto de Piratininga onde encontraram "ares frios e temperados como os de Espanha" e "uma terra mui sadia, fresca e de boas águas". Do ponto de vista da segurança, a localização topográfica de São Paulo era perfeita: situava-se numa colina alta e plana, cercada por dois rios, o Tamanduateí e o Anhangabaú.

 

Nesse lugar, fundaram o Colégio dos Jesuítas em 25 de janeiro de 1554, ao redor do qual iniciou-se a construção das primeiras casas de taipa que dariam origem ao povoado de São Paulo de Piratininga. Tal colégio, que funcionava num barracão feito de taipa de pilão, tinha por finalidade a catequese dos índios que viviam na região.

 

O povoamento da região teve início em 1560, quando, por ordem de Mem de Sá, governador-geral da colônia, mandou a população da vila de Santo André da Borda do Campo para os arredores do colégio, denominado "Colégio de São Paulo de Piratininga" – o nome foi escolhido porque dia 25 de janeiro a Igreja Católica celebra a conversão do apóstolo Paulo de Tarso. Desta forma, a vila de Santo André da Borda do Campo foi extinta, e São Paulo foi elevada à categoria de vila. São Paulo permaneceu, durante os dois séculos seguintes, como uma vila pobre e isolada do centro de gravidade da colônia, que se mantinha por meio de lavouras de subsistência.

 

A descoberta do ouro na região de Minas Gerais fez com que as atenções do reino se voltassem para São Paulo, que foi elevada à categoria de cidade em 1711.

Apesar disso, até o século XVIII, São Paulo continuava como um quartel-general de onde partiam as "bandeiras", expedições organizadas para apresar índios e procurar minerais preciosos nos sertões distantes. Ainda que não tenha contribuído para o crescimento econômico de São Paulo, a atividade bandeirante foi a responsável pelo devassamento e ampliação do território brasileiro a sul e a sudoeste, na proporção direta do extermínio das nações indígenas que opunham resistência a esse empreendimento.

 

Quando o ouro esgotou, no final do século XVIII, teve início o ciclo paulista do açúcar, que se espalhou pelo interior da província, e a cidade de São Paulo tinha a finalidade de escoar a produção para o porto de Santos.

 

Após a Independência do Brasil, São Paulo recebeu o título de Imperial Cidade, conferido por Dom Pedro I do Brasil em 1823. Em 1827, houve a criação dos cursos jurídicos no Convento de São Francisco (que daria origem à futura Faculade de Direito do Largo de São Francisco), e isso deu um novo impulso de crescimento à cidade, com o fluxo de estudantes e professores, juntamente com o crescimento da produção do café nas regiões de Campinas, Rio Claro, São Carlos e Ribeirão Preto, graças a qual a cidade passa a ser denominada Imperial Cidade e Burgo dos Estudantes de São Paulo de Piratininga.

 

No final do século, a cidade passou por profundas transformações econômicas e sociais decorrentes da expansão da lavoura cafeeira em várias regiões paulistas, da construção da estrada de ferro Santos-Jundiaí (1867) e do afluxo de imigrantes europeus. Para se ter uma idéia do crescimento vertiginoso da cidade na virada do século, basta observar que em 1895 a população de São Paulo era de 130 mil habitantes (dos quais 71 mil eram estrangeiros), chegando a 239.820 em 1900. Nesse período, a área urbana se expandiu para além do perímetro do triângulo, surgiram as primeiras linhas de bondes, os reservatórios de água e a iluminação a gás.

 

Esses fatores somados já esboçavam a formação de um parque industrial paulistano. A ocupação do espaço urbano registrou essas transformações. O Brás e a Lapa transformaram-se em bairros operários por excelência; ali concentravam-se as indústrias próximas aos trilhos da estrada de ferro inglesa, nas várzeas alagadiças dos rios Tamanduatey e Tietê. A região do Bexiga foi ocupada, sobretudo, pelos imigrantes italianos e a Avenida Paulista e adjacências, áreas arborizadas, elevadas e arejadas, pelos palacetes dos grandes cafeicultores .

 

As mais importantes realizações urbanísticas do final do século foram, de fato, a abertura da Avenida Paulista (1891) e a construção do Viaduto do Chá (1892), que promoveu a ligação do "centro velho" com a "cidade nova", formada pela rua Barão de Itapetininga e adjacências. É importante lembrar, ainda, que logo a seguir (1901) foi construída a nova estação da São Paulo Railway, a notável Estação da Luz.

 

Neste período, o centro financeiro da cidade desloca-se de seu centro histórico (região chamada de "Triângulo Histórico") para áreas mais a Oeste. O vale do Rio Anhangabaú é ajardinado e a região do outro lado do rio passa a ser conhecida como Centro Novo.

Com o crescimento industrial da cidade, no século XX, a área urbanizada da cidade passou a aumentar, sendo que alguns bairros residenciais foram construídos em lugares de chácaras.

 

A década de 40 foi marcada por uma intervenção urbanística sem precedentes na história da cidade. O prefeito Prestes Maia colocou em prática o seu "Plano de Avenidas", com amplos investimentos no sistema viário. Nos anos seguintes, a preocupação com o espaço urbano visava basicamente abrir caminho para os automóveis e atender aos interesses da indústria automobilística que se instalou em São Paulo em 1956.

Simultaneamente, a cidade cresceu de forma desordenada em direção à periferia gerando uma grave crise de habitação, na mesma proporção, aliás, em que as regiões centrais se valorizaram servindo à especulação imobiliária.

 

Nos anos 50, inicia-se o fenômeno de "desconcentração" do parque industrial de São Paulo que começou a se transferir para outros municípios da Região Metropolitana (ABCD, Osasco, Guarulhos, Santo Amaro) e do interior do Estado (Campinas, São José dos Campos, Sorocaba).

 

Esse declínio gradual da indústria paulistana insere-se num processo de "terciarização" do Município, acentuado a partir da década de 70 e que gerou o aumento significativo de empresas ligadas à prestação de serviços e aos centros empresariais de comércio (shopping centers, hipermercados, etc).

Compartilhar este post


Link para o post

Os grandes números da cidade:

 

 

  • # População: aproximadamente 11 milhoes de habitantes (IBGE/2006)

  • # A taxa de alfabetização está em 95,4% da população.

  • # O PIB é de R$ 76 bilhões.

  • # São mais de 70 shopping centers, que recebem 30 milhões de pessoas por mês.

  • # A cada dia, meio milhão de pessoas passam pela Rua 25 de Março (nos dias que antecedem o Natal, este número dobra).

  • # A cada segundo, são efetuadas 10 compras pagas com cartões de crédito ou débito num território de 1.530 km² (do tamanho de Cuba).

  • # De cada 100 paulistanos, 16 vão ao cinema com freqüência. Eles possuem 265 opções de sala. A maior tela da cidade, com 10,98 metros de altura por 20,67 metros de largura, está na sala 10 do Shopping Central Plaza.

  • # Na cidade existe a primeira sala de cinema com tecnologia IMAX (image-maximum). As dimensões da tela é de 14m x 21m que é em média dez vezes maior que o modelo tradicional. Possui um design especial, que se estende até onde alcança a visão periférica do público. Onde: Shopping Bourbon Pompéia (Rua Turiassú, 2.100, 3º Piso, Pompéia, Fone: 3673-3949

  • # São mais de 6 milhões de automóveis registrados em toda a cidade o que dá aproximadamente 1 veiculo a cada 2 habitantes.

  • # Em 1901, só havia 4 carros circulando pela cidade de São Paulo. As carroças e carros de boi somavam 5.000.
    O recorde de multas na cidade foi em Junho/2008: 418 mil, 580 por hora ou 1 a cada 6,2 segundos.
    Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Trafego) a velocidade média do trânsito em horário de pico, em um dia útil, é de 27 km/h. Ou seja, em uma hora, o motorista conseguiria ter andado o equivalente a 10 voltas na Avenida Paulista.
    A rua mais movimentada é a Marginal do Rio Tietê, por onde circulam 700 mil veículos por dia.

  • # São Paulo foi eleita pela revista norte americana Reader's Digest a quarta cidade mais cortês do mundo em 2008.

  • # São Paulo tem um dos cinco maiores zoológicos do mundo;

  • # A rua Oscar Freire é uma das oito mais luxuosas do mundo de acordo com a Mystery Shopping International;

  • # São Paulo é a terceira maior cidade do mundo em quantidade de prédios, de acordo com o periódico especializado em pesquisa de dados sobre edificações, Emporis Buildings

  • # A cidade tem o mais alto arranha-céu do país, o Mirante do Vale, também conhecido como Palácio Zarzur Kogan, com 170 metros de altura.

  • # O Complexo viário Real Parque, inaugurado em maio de 2008, possui a única ponte estaiada do mundo com duas pistas em curva conectadas a um mesmo mastro.

  • # A cidade abriga a segunda maior floresta urbana do mundo, o Parque Estadual da Cantareira, localizado na Serra da Cantareira.

  • # A Catedral da Sé é a segunda mais alta do Brasil, e uma das maiores do mundo.

  • # O Metrô de São Paulo possui hoje 61,3 km de extensão em quatro linhas e 55 estações transportando aproximadamente 2,5 milhões de pessoas por dia, sendo o metrô mais extenso do Brasil, e ocupando a 41ª posição no ranking dos mais extensos do mundo.
    Ocupa a 12ª posição em número de passageiros transportados por ano (845,6 milhões). Seu recorde foi de 3.080.585 passageiros em um único dia, em 08/12/2006.
    O intervalo entre trens do Metrô, atualmente de 99 segundos, é o terceiro menor do mundo.
    Cada um dos 702 carros que compõem a frota de metrô contém 6 vagões de 33 metros quadrados.

  • # Sampa possui 12.500 restaurantes, que servem 46 tipos de cozinhas típicas.

  • # Os paulistanos consomem, diariamente, 15,75 milhões de pãezinhos franceses e 15,3 milhões de xícaras de café.

  • # No Mercado Municipal, o Bar do Mané vende por dia cerca de 450 sanduíches de mortadela, uma de suas especialidades.

  • # Na cidade, apenas 30% dos habitantes não consomem pizzas. O consumo médio mensal por habitante é de 7 unidades por mês.
    O preço médio de uma pizza é de R$13,00 na Grande São Paulo.
    Por dia são devoradas 1 milhão, perdendo apenas para Nova Iorque.
    O consumo mensal de pizzas em toda a Grande São Paulo é de:
    • pizzas completas: 38.520.000 unidades
    • pizzas congeladas: 3.424.000 unidades
    • discos de pizzas: 856.000 unidades
    Totalizando 42.800.000 unidades de pizzas.
    - “Tudo acaba em pizza”
    A expressão “acabar em pizza” surgiu no Palmeiras, na década de 50. Um dia, houve uma grande discussão entre e os diretores do clube. Mas, após a calorosa reunião, todos foram para uma pizzaria e deixaram a confusão para trás. A explicação foi dada pelo jornalista Eduardo Martins, autor do manual de redação do jornal O Estado de São Paulo.

  • # Vivem na cidade 60% de todos os milionários do Brasil.

  • # Funcionam na cidade 4.920 consultórios de especialidades médicas e 915 clínicas e hospitais, o que representa um médico para cada 270 habitantes.

  • # Por ano, 10 milhões de pessoas, pouco menos do número de habitantes da cidade, procuram os médicos e professores que trabalham no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), um dos principais complexos hospitalares do Brasil.

  • # Existem na cidade:
    - 120 teatros e casas de show…
    - 70 museus.
    - 70 mil eventos por ano.
    - 100 peças teatrais em cartaz por semana.
    - 1.500 agências bancárias.

  • # São Paulo é a maior cidade italiana fora da itália.
    - São Paulo é a cidade com maior população de origem étnica japonesa fora do Japão;
    - São Paulo é a cidade com maior população de origem étnica espanhola fora da Espanha;
    - São Paulo é a cidade com maior população de origem étnica libanesa fora do Líbano;
    - São Paulo é a cidade com maior população de origem étnica portuguesa fora de Portugal;
    - São Paulo é a maior cidade nordestina fora do Nordeste;

  • # 39 companhias aéreas operam no Aeroporto Internacional de São Paulo (Cumbica), em Guarulhos.
    Funcionando desde 1986, já transportou mais de 190 milhões de passageiros por 2,6 milhões de operações de pousos e decolagens.
    O aeroporto é uma verdadeira cidade.
    Abriga 370 empresas, com mais de 22 mil empregos diretos e recebe 100 mil pessoas por dia.
    Opera vôos para mais de 75 cidades do Brasil e de outros 23 países.

Compartilhar este post


Link para o post

Para chegar em Sampa as opções de transportes são bem variadas.

 

Vindo pelo

1) Aeroporto de Cumbica (Guarulhos)

O aeroporto se localiza a cerca de 30 Km da capital paulista e quem chega por lá têm algumas opções baratas para chegar em Sampa:

Linha Aeroporto da EMTU: serviço de linhas executivas e suburbanas de ônibus, operado pelo Consórcio Internorte de Transporte que partem do Aeroporto Internacional de Cumbica com destino ao Aeroporto de Congonhas, Praça da República, Terminal Rodoviário do Tietê e da Barra Funda, Itaim Bibi, Circuito dos Hotéis Paulista/Augusta e Metrô Tatuapé.

Linha Executiva: (Airport Bus Service) com tarifa de R$ 30,00

258 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Aeroporto de Congonhas)

259 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Praça da República)

316 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Circuito de Hotéis)

437 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Itaim Bibi)

472 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Terminal Rodoviário do Tietê e da Barra Funda).

Linha Suburbana: com tarifa de R$ 3,65.

257 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Metrô Tatuapé) seguindo direto pela Rodovia Ayrton Senna

299 – Guarulhos (Aeroporto de Cumbica) a São Paulo (Metrô Tatuapé) passando pelo Bairro da Penha.

Transporte gratuito: entre os aeroportos de Guarulhos e Congonhas

Algumas empresas de aviação disponibilizam linhas de ônibus gratuitas entre os aeroportos. TAM e GOL são algumas delas.

 

2) Aeroporto de Congonhas

Recebe vôos regionais e da Ponte Aérea Rio - São Paulo

A estação de metrô mais próxima é a São Judas e um táxi do aeroporto até lá sai por volta de R$ 15,00.

 

3) Terminal Rodoviário Barra Funda

É o maior terminal intermodal do sistema, interligando Metrô, os Trens de subúrbio e de longa distância, os ônibus urbanos e terminal interestadual.

Trinta empresas de ônibus com 168 linhas atendem 466 cidades nas regiões do Paraná, São Paulo (litoral sul e cidades ao sul e sudeste), Goiânia (cidades a sudoeste), Mato Grosso do Sul, Rondônia, além da Bolivia (Ribeira Alta).

Está localizado na estação de Metrô Palmeiras-Barra Funda (linha 3- vermelha).

 

4) Terminal Rodoviário do Jabaquara

Seis empresas de ônibus com 17 linhas, atendem 9 cidades da Baixada Santista (Cidade Ocian, Cubatão, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Ponta da Praia, Santos, São Vicente, Bertioga, Guarujá, Vicente de Carvalho, Boqueirão, Riviera e Praia Grande).

O Terminal se localiza ao lado da estação de Metrô Jabaquara (Linha 1 - Azul).

 

5) Terminal Rodoviário do Tietê

Sessenta e uma empresas de ônibus, com 331 linhas atendem diretamente 611 localidades em todos os estados do Brasil (exceto Amazonas e Acre) e 4 países (Uruguai, Paraguai, Argentina e Chile), além de uma empresa de auto-lotação São Paulo - Santos.

Considerado um dos maiores do mundo, o terminal está localizado junto a estação de Metrô Portuguesa-Tietê (Linha 1 - Azul).

Compartilhar este post


Link para o post

A cidade de São Paulo conta atualmente com mais de 550 hotéis e cerca de 50 mil quartos.

Abaixo segue o link da relação de pousadas cadastradas no site da prefeitura

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/onde-dormir

 

 

Pousadas/Albergues cadastradas na GHEB.net (Guia de Hoteis e Pousadas no Brasil)

 

- Pousada São Paulo

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/pousadasaopaulo.shtml

 

- Pousada dos Franceses

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/pousadadosfranceses.shtml

 

- Pousada Valparaíso

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/pousadavalparaiso.shtml

 

- Don Valente Pousada

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/donvalentepousada.shtml

 

- Pousada e Hostel São Paulo 4 friends hostel

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/4friendshostelpousada.shtml

 

- Hotel Stela

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/hotelstela.shtml

 

- Hotel Joamar

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/hoteljoamar.shtml

 

- Hotel Columbia

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/hotelcolumbia.shtml

 

- Real Castilha Hotel

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/realcastilha.shtml

 

- Plaza Hotel

http://www2.uol.com.br/mochilabrasil/plazahotelsp.shtml

 

 

Rede Fórmula 1 (entre $90,00 a $100,00 em suíte para 3 pessoas)

O Formule 1 se encaixa no conceito de hotel super-econômico, reunindo o máximo de funcionalidade pelo menor preço, com padrão de qualidade internacional. A estrutura é simples e prática, com apartamentos de 12 m² equipados com cama de casal, beliche de solteiro, banheiros com ducha e toalete separados, ar condicionado, televisão a cabo 14 polegadas com controle remoto, relógio com sistema automático de despertador, bancada de trabalho e fechadura com cartão magnético.

 

Morumbi:

http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=133

 

Metrô Consolação:

http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=132

 

Jardins (Av. 9 de Julho):

http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=187

 

Metrô Paraíso:

http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=109

 

Av. São João:

http://www.accorhotels.com.br/guiahoteis/formule1/hotel_main.asp?cd_hotel=228

 

 

 

Hostels (Albergues)

http://www.alberguesp.com.br/hostels/saopaulo.asp

 

http://www.alberguesp.com.br/hostels/sampahostel.asp

 

http://www.alberguesp.com.br/hostels/pracadaarvore.asp

 

http://www.alberguesp.com.br/hostels/magdalenatagliaferro.asp

Compartilhar este post


Link para o post

O que fazer em São Paulo

Aqui no Fórum foi criado um tópico especifico sobre o que fazer na cidade de São Paulo.

Lá vc encontra opções de passeios, festas, gastronomia, caminhadas e muito mais.

Clique aqui

 

Parques

Em Sampa (como São Paulo é conhecida) existem inúmeras opções de passeios.

Só na cidade são mais de 40 parques municipais e estaduais com lazer e cultura.

Na pagina abaixo se pode conferir esses parques que estão divididos por regiões.

Lá também pode ser encontradas informações sobre o funcionamento e as dicas do que pode ser feito em cada parque:

Clique aqui

 

Na página abaixo estão relacionados mais de 50 pontos turísticos e tem para todos os gostos:

Clique aqui

 

Abaixo um outro link de inúmeros roteiros de passeios pela cidade, divididos por região:

Clique aqui

 

Embu das Artes, Paranapiacaba, São Roque, Itu são lugares próximos a São Paulo e oferecem também boas opções para passeios:

Abaixo o link:

Clique aqui

 

 

Turismetrô

O Turismetrô é o fruto de uma parceria entre a São Paulo Turismo e o Metrô. Com ele você vai percorrer inúmeros pontos turísticos e históricos da cidade de São Paulo próximos a estações de metrô.

Para isso foram elaborados seis roteiros diferentes, sendo que todos os percursos têm acompanhamento de guias bilíngue e a presença de atores encenando a história de São Paulo (intervenções artísticas). Os seis roteiros têm como ponto de partida a Estação Sé do Metrô.

Dias e horários dos roteiros

Para comprar o seu ingresso, basta ir até a Estação Sé do Metrô e procurar o balcão de informações do TurisMetrô.

Sábado

09:00h: Turismo na Sé

14:00h: Teatro Municipal - São Francisco e Turismo na Luz

Domingo

09:00h: Turismo na Sé e Turismo na Paulista e Turismo no Memorial da América Latina

14:00h: Turismo na Sé - Turismo na Luz - Turismo no Memorial do Imigrante

http://www.spturis.com/turismetro/

 

 

Tudo grátis

São Paulo surpreende visitantes e moradores com a quantidade de programas que é possível fazer sem pagar nada - só o custo do transporte. E, mesmo nas atrações pagas, maiores de 65 anos e menores de 7 entram de graça ou com desconto.

 

Centros culturais, teatros, cinemas

As terças musicais do Teatro São Pedro, que incluem o programa "Ópera ao Meio-Dia", são gratuitas e cobram- se valores simbólicos para vários eventos, como os concertos matinais de domingo do Teatro Municipal e shows de teatros da prefeitura como o Cacilda Becker.

 

O Centro Cultural São Paulo oferece teatro, cinema, biblioteca, CDteca, exposições e uma simpática gibiteca, tudo isso sem pedir um tostão em troca.

O Centro Cultural Banco do Brasil e o Centro Brasileiro Britânico proporcionam, além de diversos eventos gratuitos, um passeio em si.

As peças teatrais do Teatro do Sesi, no Centro Cultural Fiesp ou no novo Sesi Vila Leopoldina, são diversão sem gasto para paulistanos e visitantes.

O público antenado não perde as atrações do Itaú Cultural e da Caixa Cultural, entre outros.

Para assistir a shows e exposições de qualidade, as unidades do Sesc constituem endereço certo - com preços subsidiados, quando se cobra ingresso.

 

Cinema: Retire com antecedência ingresso para sessões do Cinusp, na Cidade Universitária (aqui também há teatro grátis), no MAM ou na sessão Pirueta do Museu da Imagem do Som - para crianças, aos sábados. E as galerias de arte particulares não costumam cobrar entrada em suas mostras. Algumas lojas -de livros, CDs ou instrumentos musicais como a Contemporânea-patrocinam shows gratuitos.

http://www.usp.br/cinusp/

http://www.mam.org.br

http://www.mis-sp.org.br/

http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/cultura/

 

Museus & Cia.

O Museu de Arte Contemporânea (MAC) é gratuito, assim como o Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE) e o Museu da Imagem e do Som (MIS). Outras instituições, que em geral cobram ingresso, reservam dias de acesso livre, como a Pinacoteca (aos sábados), o MAM (às terças e, após as 17h, às quintas), o Museu Paulista (terceiro domingo do mês), a Estação Ciência (primeiro sábado e terceiro domingo do mês) e o Pateo do Collegio (último domingo do mês). Há pequenos museus gratuitos, como o dos Óculos, o do Relógio, o Solar da Marquesa, o Observatório de Diadema e, na Cidade Universitária, o do Crime, o de Geociências e a excelente Coleção Mário de Andrade. O Museu Lasar Segall une o belo acervo à oferta de cursos gratuitos. Museus como o Memorial do Imigrante são baratos.

http://www.saopaulomuseus.com/

 

 

Guia de Compras

A cidade possui algumas das principais lojas de grifes nacionais e internacionais que se concentram nos arredores da Rua Oscar Freire, uma das dez mais luxuosas do mundo segundo a consultoria internacional Excellence Mystery Shopping. E também no Shopping Iguatemi ou na Daslu.

Shoppings às dezenas e um comércio popular dos mais conhecidos do país.

Grifes de decoração estão concentradas em uma única rua: a Rua Gabriel Monteiro da Silva, nos Jardins.

Ali perto, na Avenida Europa, show rooms exclusivos da Porsche, Mercedez, Maserati, Ferrari, etc....

Abaixo os links para as paginas:

 

Luxo

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/guia-de-compras/luxo

 

Popular

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/guia-de-compras/popular

 

Shoppings

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/guia-de-compras/shoppings

 

Artesanato

http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/guia-de-compras/artesanato

 

 

 

Ingressos para shows e espetáculos

Atualmente grande parte dos ingressos para shows e espetáculos na cidade de São Paulo é vendida pela internet.

http://www.ticketmaster.com.br/

 

http://www.ingressofacil.com.br/

 

http://www.ingressorapido.com/

 

http://www.ingresso.com/

 

 

 

Serviços 24 horas

Na cidade que não para, os serviços 24 horas vão muito além de farmácias e chaveiros. As opções vão desde supermercados e floriculturas até academias e docerias.

http://www.emsampa.com.br/page30.htm

 

http://www.guiamais.com.br/24horas

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...