Ir para conteúdo

Fim de semana em Natal - RN


mcm

Posts Recomendados

  • Membros de Honra

Claro, Natal merece mais que um fim de semana. Há muito o que explorar ao norte e ao sul da cidade. Como acontece em praticamente qualquer capital, você pode (e deve) reservar mais dias para explorar todos os arredores. Mas o nosso esquema tem sido de fim de semana, então lá fomos. Durante meses, desde o ano passado, nós tentamos descolar passagens promocionais para Natal, sem sucesso. Aproveitamos uma promoção de milhagens da Gol e, pela primeira vez!, viajamos com milhas.

 

Sábado

Nós chegamos na madrugada de sexta para sábado, apenas para dormir. No sábado, a ideia era visitar alguns pontos na área central da cidade, antes de descer para o litoral sul.

 

Saímos cedo, passeamos pela Via Costeira – belo visual – em direção à Fortaleza dos Reis Magos. Chegando lá, descobrimos que a Fortaleza estava fechada justamente naquele fim de semana! De qualquer forma, foi possível contemplar um belo visual da Ponte, Redinha, etc.

 

20121015092004.jpg

Visual a partir da Fortaleza dos Reis Magos

 

Outro ponto que estava no plano era a Casa de Câmara Cascudo, mas não achei. Paramos, perguntamos, ninguém sabia. Devia ter mapeado corretamente via street view do Google. De qualquer forma, além de as poucas pessoas no local não saberem onde era, estava tudo fechado por ali. Fomos então ao Centro de Turismo de Natal – local que era um antigo presídio no alto de uma duna com vista da cidade. Hoje as antigas celas são lojinhas de artesanato.

 

Seguimos para a praia de Ponta Negra, onde caminhamos pela orla e pela praia até o Morro do Careca, símbolo da cidade. Li que a galera local vai mais nas praias centrais, sendo a Ponta Negra mais para os turistas. Faz sentido, o comércio ali é bem voltado para o turismo.

 

20121015092017.jpg

Praia de Ponta Negra, com o Morro do Careca ao fundo

 

Descemos então para o litoral sul via Rota do Sol. Paramos rapidamente na Barreira do Inferno, apenas para ver os artefatos expostos publicamente, estava fechada. Paramos na Praia do Cotovelo, bem interessante. Amplo espaço na areia, boas ondas. Nos pareceu um bom lugar para curtir uma praia.

 

20121015092037.jpg

Praia do Cotovelo

 

De lá, passamos ainda por algumas outras praias no caminho, mas sem parar. Paramos no famoso Maior Cajueiro do Mundo. Muito bacana! Consta que o cajueiro, uma aberração genética, cresce 1 m2 a cada ano e já está invadindo as ruas nos arredores. Como não pode ser cortado, já estão planejando de erguer os galhos para que ele cresça por cima das ruas.

 

20121015092045.jpg

20121015092055.jpg

O Maior Cajueiro do Mundo, de cima e de baixo dele

 

Passeamos um pouco na praia dali mesmo (Pirangi do Norte) antes de paramos para almoçar no também famoso (e saboroso) Paçoca de Pilão. Durante o almoço, caiu uma chuvinha que fechou o tempo pelo resto do dia. Fomos descendo por Pirangi do Sul, Pirambúzios (apenas de passagem), Tabatinga, até Camurupim. Tempo ficou bem fechado, ventando bastante, mas sem chuva.

 

Exploramos um pouco algumas praias de Barra de Tabatinga, que nos pareceu ser um ótimo lugar. Paramos no Mirante dos Golfinhos, admirar o belíssimo visual da Baía dos Golfinhos. Em seguida, paramos um pouco na praia de Búzios, outra que também nos pareceu ser um ótimo lugar. Curtimos uma praia com tempo nubladaço por lá. Muito vento, com areia invadindo muretas, bares, casas, etc.

 

20121015092103.jpg

Visual do Mirante dos Golfinhos

 

20121015092110.jpg

Fim de tarde na praia de Búzios, com a areia invadindo geral

 

Retornamos a Natal, passeamos ainda um pouco na praia de Ponta Negra e depois fomos jantar com amigos no Mangai. Saborear um pouco de cada uma das deliciosas comidas locais.

 

Domingo era dia de eleições. Por isso, agendamos previamente o passeio pelo litoral norte com a agência Mar Azul (R$ 80 por cabeça, R$ 75 se pagar em dinheiro; +R$ 5 de uma balsa por onde é necessário passar). Há diversas opções (agências, bugueiros provados), mas me parece que o preço é quase tabelado.

 

O buggy nos pegou às 9 para fazer o passeio pelo litoral norte. Foi pela Via Costeira, passando pelas praias urbanas que já tínhamos conhecido no dia anterior. De qualquer forma, é bem mais legal estar num buggy do que dentro de um carro! Cruzou a ponte Navarro (muito bonito lá de cima!) e foi para a Praia da Redinha, parando no Aquário. Optamos por visitar o Aquário, que é bem interessante. Uma monitora foi nos falando de cada espécie exposta.

 

De lá seguimos para uma série de dunas, lagoas e praias espetaculares. Eu não guardo o nome de cada uma na ordem certa, mas sei que cada lugar é sublime. É pena que nos falte a liberdade de fazer as coisas no nosso tempo a nosso modo. Gostaria de ter admirado mais as dunas douradas (ou nome parecido), de ter ficado mais tempo na Lagoa de Pirangi, de ter deslizado mais pelas dunas de Jenipabu... Mas, por outro lado, um dia não tem tantas horas para atender a tudo isso, eheheheheh. Sei que curtimos um belo dia, com direito a skibunda e aerobunda (R$ 10 cada). Tudo muito divertido – mas é bem rápido. São alguns segundos de deslize (na tirolesa – aerobunda – ou na areia – skibunda), mas é divertido. O camicase estava em manutenção. O passeio dos dromedários (R$ 45) nós dispensamos.

 

20121015092123.jpg

Dunas de Jenipabu

 

20121015092134.jpg

Lagoa de Pirangi

 

20121015092143.jpg

Dunas douradas (estavam um pouco mais escuras por conta da chuva)

 

20121015092150.jpg

Aerobunda

 

Aí vem a parada para almoço, numa bela praia -- acho que em Jacumã. Geralmente não almoçamos e dispensaríamos solenemente essa parada em troca de conhecer mais coisas ou passear por mais lugares, mas... é aquela coisa do pacote que você compra. É assim. Não gostamos do esquema nem dos preços do restaurante em que paramos, e como teríamos 1:30, decidimos passear pela praia. Dessa forma, encontramos o Naf Naf, que tinha preços mais honestos, cerveja e um belo lugar para curtir a praia! Amem!

 

20121015091944.jpg

O efeito do vento sobre a areia

 

Na volta, ainda houve tempo para justificarmos nossa ausência na votação (menos dor de cabeça!) e jantarmos com amigos antes de retornarmos.

 

Na próxima vez em que for a Natal (haverá próximas vezes!), vou querer conhecer mais do litoral sul e passar uma noite em Pipa.

 

E assim aproveitamos mais um fim de semana pelo Brasil.

Link para o comentário
  • 4 meses depois...
  • Membros de Honra

Oi, Estrella.

Sim, foi $ 80 por cabeça, R$ 75 se pagar em dinheiro; +R$ 5 de balsa.

Passa por estrada pra chegar até Genipabu, depois é só por dunas.

A praia em que paramos, na hora do almoço, acho que foi Jacumã. Fora isso o buggy passa mesmo é por locais de dunas e lagoas.

Eu *acho* que é o passeio padrão que os buggies fazem pelo litoral norte.

Link para o comentário

Participe da conversa

Você pode postar agora e se cadastrar mais tarde. Se você tem uma conta, faça o login para postar com sua conta.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emojis são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

×
×
  • Criar Novo...