Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Arquivado

Este Post foi arquivado e está fechado para novas respostas.

Augusto

Litoral Sul: Ilha Comprida, Ilha do Cardoso, Juréia, .....

Posts Recomendados

[info]Este é um tópico-guia sobre a região do litoral sul de SP.

Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.

Se divide em história, atrações principais, praias, hospedagem e curiosidades sobre essa região.

Também contêm mapas, fotos e vídeos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

 

Quer tirar dúvidas sobre o litoral sul?

Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico: Litoral Sul - Perguntas e Respostas

 

Quer escrever um relato de uma trip realizada nessa região

Crie um nesse Fórum: Clique aqui

 

Veja aqui os relatos de caminhadas realizados nessa região

Da Juréia até Iguape... a pé (e à nado) Autor: Jorge Soto

Feriadao etilico na Barra do Una/Jureia/SP Autor: Jorge Soto

Praias desertas, poções e cachoeiras em Barra do Una/Peruibe Autor: Augusto

Travessia do Lagamar (PR/SP)- de Paranaguá à Ilha do Cardoso Autor: Augusto

Do Superagüi/SP-PR até a Ilha do Cardoso.. a pé! Autor: Jorge Soto

Peruibe - Barra do Una - 3 dias [05/09 a 07/09] Autor: xxcharles[/info]

Compartilhar este post


Link para o post

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/wwwiflorestspbrcardoso.jpg 320 360 Principais acessos praias][/picturethis] Acessos à Ilha do Cardoso e Ilha Comprida

 

 

[picturethis=http://i439.photobucket.com/albums/qq117/Augusto2044/httpwwwbrazadv.jpg 595 488 Ilha do Cardoso][/picturethis] Imagem de satélite da região da Ilha do Cardoso

Compartilhar este post


Link para o post

Ilha do Cardoso

 

A Ilha do Cardoso faz parte da cidade de Cananéia, além de fazer divisa com o estado do Paraná.

Região protegida pelo Governo do Estado de São Paulo através da criação do Parque Estadual da Ilha do Cardoso, ou PEIC, em 3 de julho de 1962, por causa da riqueza do meio ambiente, possui importantes ecossistemas marítimo-estuarinos e da Mata Atlântica.

 

O Parque Estadual é habitado por cerca de 500 pessoas e sua população é formada por caiçaras que vivem da pesca e da cultura de subsistência.

Além dos caiçaras a Ilha do Cardoso foi invadida em 1992 por índios Guaranis Mbya advindos do Paraguai. A população indígena na Ilha varia de 25 a 100 pessoas.

 

O Parque Abrange uma área de 15.100 ha., onde são encontrados todos os tipos de vegetação da Mata Atlântica costeira, que proporcionam uma variedade extraordinária de ambientes e uma alta diversidade biológica.

As praias, os costões rochosos e as dunas podem ser vistos na face da ilha que recebe as águas do oceano, onde se encontram as praias do Itacuruçá, Ipanema, Cambriú, Fole Pequeno, Foles, Lage e Marujá.

 

O PEIC integra o Complexo Estuarino Lagunar de Iguape-Cananéia-Paranaguá, que se estende pelo litoral desde Peruíbe (SP) até Paranaguá (PR). É considerado um dos maiores criadouros de espécies marinhas do Atlântico sul, sendo prioritária a sua conservação.

 

Existem seis comunidades caiçaras no Parque e com forte influência cultural indígena, desenvolveram um apurado conhecimento da natureza.

São formadas em sua maioria por pescadores que, atualmente, têm o turismo como fonte substancial de renda.

 

São encontrados numerosos sambaquis (sítios arqueológicos), ruínas da ocupação humana a partir do período colonial e um marco do tratado de Tordesilhas, que também garantem grande importância histórica ao Parque.

 

 

Ilha Comprida

 

É uma cidade litorânea e possui esse nome devido a sua característica peculiar de ter 74 km de extensão e, no máximo, 4km de largura em alguns pontos.

 

Ilha Comprida faz parte da história do descobrimento do Brasil.

Em 1502, um aventureiro português muito culto, expulso de Portugal por problemas religiosos, chamado de mestre Cosme Fernandes, o "Bacharel", chegou a Ilha do Bom Abrigo, ao sul de Ilha Comprida.

Explorando a região, o "Bacharel" desembarcou em Ilha Comprida, onde foi aprisionado pelos índios Tupis.

Ganhou a confiança deles e acabou casando-se com a filha do cacique.

 

Em 1531, a esquadra de Martim Afonso de Souza também chegou a Ilha do Bom Abrigo. O navegador português, conhecendo Ilha Comprida, escolheu a Vila de Maratayama, dos tupis, para ser a sede da primeira vila.

Em 1938, o território de Ilha Comprida foi dividido entre Iguape, que ficou com 70% da área (45 Km), e Cananéia, com 30% (29 Km).

 

O desenvolvimento imobiliário aconteceu no início dos anos 50.

Em 1987, Ilha Comprida foi declarada Área de Proteção Ambiental Estadual (APA). O movimento pela emancipação ganhou força ,em 1990, com um grupo de pessoas buscando melhores condições de vida.

Em 27 de outubro de 1991, o plebiscito deu a vitória à emancipação, com 87% dos votos.

O município foi elevado à condição de Estância Balnearia em 07 de dezembro de 1994.

 

A Ilha Comprida, ao longo de sua hístória, recebeu diversas denominações: Ilha do Mar, Ilha do Mar Pequeno, Ilha Grande da Costa do Mar, Ilha do Candapuí e Ilha Branca.

Com mais de 70 Km de praias, áreas de mangues, sítios arqueológicos, matas, dunas e espécies raras de aves, a Ilha Comprida é uma das últimas áreas remanescentes da Mata Atlântica e um dos últimos ecossistemas não poluídos do litoral brasileiro.

 

Faz parte do Complexo Estuário Lagunar de Iguape - Paranaguá, que constitui um dos maiores viveiros de peixe e crustáceos do Atlântico Sul. Por possuir importância ambiental, a Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), a incluiu como Reserva da Biosfera do Planeta. O município que tem 100% de seu território - 252 quilômetros quadrados -, incluído em Área de Proteção Ambiental, desenvolve ações estruturais para se transformar em Cidade Modelo do Turismo Sustentável.

 

 

Juréia

 

O primeiro acesso à região da Juréia se deu já na época de Martim Afonso de Souza, objetivando interligar a Capitania Hereditária de São Vicente à Iguape e Cananéia. Porém, o primeiro marco de ocupação aconteceu a mando do Imperador Dom Pedro I, que ordenou a construção do Caminho do Imperador na área.

Este foi muito utilizado durante a Guerra do Paraguai, pois através dele transitava o Correio Del Rei (mensageiros que portavam notícias do conflito), tendo maior movimentação com o Marechal Rondon, que lá instalou pontes de ferro vindas da Inglaterra, ligando o Rio de Janeiro ao sul do país, e uma linha telegráfica.

Desde então a Juréia destacou-se por diversificados acontecimentos, os quais se intensificaram durante o século XX.

 

Durante os anos 80, grande parte da área da Juréia foi escolhida pela NUCLEBRÁS para implantar duas usinas nucleares; Iguape 4 e Iguape 5, pois a coexistência de estações ecológicas e usinas nucleares representava, simultaneamente, proteção de áreas naturais e tampão para o entorno das usinas.

 

Neste contexto criou-se a Estação Ecológica da Juréia (1980), com 23.600 hectares, ficando proibido o acesso de qualquer cidadão que não fosse pesquisador ou cientista. Por outro lado, a Estação Ecológica da Juréia ficava salvaguardada da especulação imobiliária que se originou na década de 70.

 

Por desistência do governo federal o programa nuclear não foi concretizado e, em 1985, a NUCLEBRÁS retirou-se do local, voltando a área a correr riscos de degradação, já que anteriormente fora preservada.

 

A imensa preocupação quanto ao destino da Juréia levou ambientalistas, políticos e organizações não governamentais à reivindicarem providências contra agressões de mais um paraíso natural, resultando na criação da Estação Ecológica da Juréia-Itatins, em fevereiro de 1986 englobando a Serra dos Itatins e aumentando sua extensão para os atuais 79.245 hectares.

Podem ser visitados na EEJI o Núcleo Itinguçu, a Vila Barra do Una, o Canto da Praia da Juréia e Praia do Guaraú.

 

Os habitantes da região são, em sua maioria, pescadores, mateiros, caçadores, palmiteiros e caxeteiros (extratores da matéria prima para construção de lápis). Contudo, existem ainda posseiros (indivíduos que ocupam uma área há muito tempo, porém não possuem título de propriedade, ou aqueles que "abriram posse", subsistindo das atividades de cultivo e os que compraram direitos possessórios), fazendeiros, grileiros (indivíduos que tentam posse de território mediante falsas escrituras), caseiros (que trabalham para outro posseiro ou proprietário), meeiros (que trabalham como produtores sem serem donos da terra, e dividem parcela do produzido com o proprietário) e os comodatários (que ocupam a área sem ter vínculos empregatícios).

Compartilhar este post


Link para o post

Sambaquis - Sitíos Arqueológicos

 

Sambaquis ("samba" = concha; "qui" = monte), são montes de conchas que foram acumuladas por muitos anos, não pela natureza, mas por antigos habitantes do local; provavelmente grupo de nômades.

 

O acúmulo dos montes de conchas são resultados das atividades diárias dos antigos habitantes, o homen sambaqui - termo usado para identificação do grupo humano que tinham o costume de depositar restos usados de seu dia-a-dia em um único lugar.

Alimentavam-se de peixes, moluscos e crustáceos, portanto sua sobrevivência dependia basicamente de alimentos apanhados no estuário, viviam em grupos e não eram Antropófagos, fabricavam seus próprios artefatos da pedra e de ossos, seus dentes eram seu principal instrumento de trabalho.

 

Por serem muito primitivos, não conheciam técnicas de cultivo (agricultura).

Os sambaquis são encontrados em toda extensão do Lagamar, nestes montes são encontrados restos de sepultamento, ossos de animais, utensílios de pedra lascada e adornos.

 

Atualmente a maioria dos sambaquis que existiam na costa brasileira não foram conservados e protegidos, mas acabaram virando fertilizantes. Em Cananéia, foram usados materiais retirado do sambaqui para a construção dos antigos casarios, um belo conjunto arquitetônico histórico, mas hoje esses sambaquis estão expressamente protegidos e naturalmente conservados em seu devido lugar.

 

Obs. Estima-se que o Homem Sambaqui ocupou esta região entre 4.000 anos a.C. até 1.000 anos de nossa era, um verdadeiro marco pré-histórico.

Compartilhar este post


Link para o post

Ilha do Cardoso

 

Cachoeira Grande

[picturethis=http://veja.abril.com.br/idade/exclusivo/vejasp/ilha_cardoso/galeria/01.jpg 360 250 grande]Essa queda d'água premia um passeio por uma já desabitada comunidade da Ilha do Cardoso, onde funcionava uma madeireira. Ainda é possível ver algumas ruínas e uma antiga caldeira na trilha que leva até a Cachoeira.

O passeio é composto por travessia em embarcação mais 30 minutos de caminhada, para chegar na Cachoeira. A dificuldade dessa trilha é considerada entre média e baixa, dependendo das condições do clima.[/picturethis]

 

Piscinas Naturais da Laje

[picturethis2=http://verao2008.ig.com.br/images/393/142/41/514920.ilha_do_cardoso_turismo_225_300.jpg 225 290 laje]Travessia da Praia do Marujá até a Praia da Laje, onde havia uma Comunidade anteriormente, para banho em poço de águas doces em área sensível da Ilha do Cardoso, por sua localização no coração da ilha. O passeio dura o dia todo, com 24 km de percurso (ida e volta). As saídas estão programadas pela manhã, com grupos de no máximo 20 pessoas.[/picturethis2]

 

Trilha do Sambaqui

[picturethis=http://www.cananet.com.br/peic/fotos/sambaquip.jpg 330 220 trilha]Esse passeio, que se inicia num sítio arqueológico (sambaqui), percorre o caminho utilizado pelos moradores da comunidade da Laje, hoje desabitada, até o rio Tapera.

São aproximadamente três horas de caminhada (dificuldade: média) que se iniciam com uma curta viagem em embarcação que dá acesso à trilha.[/picturethis]

 

Comunidades de Foles e Cambriú

[picturethis2=http://www.cananet.com.br/peic/fotos/peic01.jpg 290 220 foles]Voltadas para o Oceano Atlântico estão as comunidades de Foles e Cambriú, na costa leste da Ilha do Cardoso. Essas comunidades ainda têm a pesca como a principal atividade econômica e o turismo de base comunitária vêm pouco a pouco se estruturando. O passeio vai até o Rio Cambriú a 13 Km do Marujá. A caminhada demora o dia todo, com 26 km de caminhada (ida e volta do Rio Cambriú).[/picturethis2]

 

Comunidade do Marujá - Olaria - Manguezal

[picturethis=http://www.barmak.com.br/images/ilha_praia_de_maruja.jpg 300 280 maruja]A interpretação ambiental não se restringe ao conhecimento dos aspectos naturais de uma localidade. Nesta linha de pensamento, foi elaborada uma caminhada interpretativa na própria comunidade do Marujá, através da abordagem dos aspectos naturais e histórico-culturais de suas principais edificações comunitárias, além do reconhecimento à trilha que dava acesso à antiga olaria e manguezal.[/picturethis]

 

Comunidade do Itacuruçá e Núcleo Perequê (Passeio de barco)

[picturethis2=http://br.geocities.com/performance_mil/ilhas/013.jpg 380 300 nucleo]Junto aos botos que nadam na praia do Itacuruçá, está a comunidade com o mesmo nome, que além de áreas de camping, ainda dispõe de bar e restaurante. O acesso ao Núcleo Perequê se dá através de uma breve caminhada. Neste núcleo de pesquisas são realizadas durante o ano, atividades de estudos do meio com grupos escolares de primeiro, segundo e terceiro graus. O Núcleo dispõe de alojamentos, museu, aquários, etc. Além disso, pode-se visitar uma série de atrativos consultando os monitores ambientais ali presentes.[/picturethis2]

 

Observação de Pássaros (Passeio de barco com monitoria realizada pelo próprio barqueiro)

A observação de pássaros deve ser realizada ao amanhecer ou no final da tarde, quando se vêem as revoadas de papagaios-de-cara-roxa. Além disso, é possível visualizar uma série de outras espécies presentes nesta região do Complexo Estuarino-Lagunar.

O passeio de barco dura, aproximadamente, uma hora e meia.

 

Cachoeira de Dentro (Passeio de barco)

As piscinas que se formam no deságüe da Cachoeira além de grande beleza, são também berçário de uma série de espécies aquáticas, que poderão ser visualizadas através de mergulho de superfície. Além disso, ninhos de Japu, ostras e a corredeira do rio compõem este passeio.

 

Passeio Náutico Noturno (Passeio de barco com monitoria do próprio barqueiro)

Este passeio de barco será realizado durante a noite com vista à observação da fauna noturna pelos rios que deságuam no Canal do Ararapira. Existe a possibilidade de se ver plâncton, paratis saltando e até jacarés.

Compartilhar este post


Link para o post

Ilha Comprida

 

Roteiro das Aves

[picturethis=http://www.ferias.tur.br/admin/cidades/9211/n_Aves%20da%20Ilha%20Comprida.jpg 240 153 aves]O município é apontado por pesquisadores como uma das quatro áreas com maior diversidade de aves migratórias da América do Sul. Estudos científicos já catalogaram perto de 16 mil aves endêmicas e migratórias na Ilha. Entre os destaques, estão os guarás vermelhos, que já ultrapassam a soma de mil indivíduos. Essas aves, que haviam sido consideradas extintas por dez anos, retornaram à região em 2003. É uma festa para o meio ambiente porque elas são bioindicadoras da saúde ambiental dos manguezais da região.

Duração: entre 3 e 5 horas[/picturethis]

 

Dunas da Ilha

[picturethis2=http://www.sitiobrasil.com.br/pousadarecanto/images/trilha3.jpg 280 225 dunas]A Ilha Comprida concentra as últimas dunas ainda intocadas do Estado de São Paulo. Há duas opções: as dunas do Araçá, a 7 Km à esquerda da avenida São Paulo. Elas funcionam como área de descanso, alimentação e rota migratória das aves. De lá, avistam-se o mar, a floresta de encosta de Iguape ( Morro do Espia) e a vegetação de restinga, típica da Ilha Comprida. Outra opção é conhecer as dunas de Juruvaúva, a 35 Km do Boqueirão, pelo lado sul. São as mais altas da Ilha Comprida. Elas revelam belas paisagens tendo o mar ao fundo e vegetação típica.

Informe-se no Departamento Municipal de Turismo – (13) 3842 7000.[/picturethis2]

 

Vilas caiçaras

[picturethis=http://www.sitiobrasil.com.br/pousadarecanto/images/vilas_caicaras.jpg 280 x 225 vilas]O contraste entre a agitação do centro comercial da Ilha e a simplicidade das vilas de pescadores é uma forte característica do município. Nas vilas caiçaras, há fogões a lenha, casas de pau-a-pique e pescadores tecendo suas redes. Também é possível encontrar barcos de pescadores para passeios ou a pesca amadora. Vale ainda conversar com os moradores tradicionais e conhecer seu jeito simples de viver, em harmonia com o meio ambiente.

Em muitas comunidades, a Prefeitura desenvolve projetos de desenvolvimento sustentável para agregar valor aos recursos naturais. É o caso do Viveiro de Mudas de Restinga e Mangue, na Vila de Pedrinhas, ou a produção de ostras na Vila de Juruvaúva. A Prefeitura mantém doze projetos de desenvolvimento sustentável em andamento.[/picturethis]

 

Ostras Juruvaúva

Comunidade especializada na produção de ostras com a mais alta qualidade. No pequeno barzinho da vila, são oferecidas ostras in natura a preços atrativos. Trajeto até a vila pode ser feito com carro pela avenida Beira-Mar ou com barcos. A 40 km a direita do Boqueirão Norte (sentido sul)

 

Informações sobre alguns dos passeios: Departamento Municipal de Turismo - (13) 3842 7000.

Compartilhar este post


Link para o post

Peruíbe e Juréia

 

Colônia Veneza

[picturethis2=http://www.globalframe.com.br/gf_base/empresas/MIGA/imagens/%7B7AC3CCEA-D917-4D81-AA5D-C4C831193025%7D_peruibe%20colonia.JPG 350 306 colonia]Abriga a 1ª Capela de Mosaicos do Brasil elaborada pelo artista plástico Roberto Corradini, que transmite todo seu talento através dos mosaicos e esculturas em troncos de árvores. Além das maravilhosas obras a Colônia possuí área de lazer e convenções aonde são realizadas exposições itinerantes[/picturethis2]

 

Mirante

[picturethis=http://www.ferias.tur.br/admin/cidades/9480/n_mirante%20peruibe.jpg 250 281 mirante]Torre de Transmissão de TV, onde se tem uma visão panorâmica da cidade. Ótimo local para fotografar e observar uma das maiores distâncias contínuas de Mata de Restinga que vai da linha da praia até o Parque Estadual da Serra do Mar e ilhas.[/picturethis]

 

Museu Histórico e Arqueológico

[picturethis2=http://www.vtn.com.br/imagem/iguapes/casario_01.jpg 230 273 museu]Primeiro museu do município. Nas vitrines amarelas pode-se perceber a ocupação do homem na região da Juréia, cronologicamente, desde os sambaquis, passando pela cultura indígena (urna funerária) até a colonização (grés e objetos de ferro).[/picturethis2]

 

Ruínas do Abarebebê

[picturethis=http://www.jornaldeperuibe.com.br/foto_ruinas.JPG 340 261 ruinas]Principal ponto turístico, histórico e cultural do município que retrata nossa participação no período colonial.[/picturethis]

 

Corredeiras e Cachoeira do Paraíso

[picturethis2=http://www.seudestino.net/wp-content/paraiso.jpg 330 299 paraiso]Famosa pela exuberante beleza, com tobogã e piscina natural a 25 Km do centro.

Essa cachoeira fica no rio ltinguçu e é um degrau de 17 metros, que não possui uma queda vertical, ou mesmo negativa, mas sim uma inclinação na ordem de 60 graus, constituindo-se no chamado Tobogã do Paraíso. Tal cachoeira encontra-se no contato entre as morrarías da Serra dos Itatins e a planície costeira.[/picturethis2]

 

Praia do Guaraú

[picturethis=http://www.hotelperuibejureia.com.br/images/praia-do-guarau.jpg 247 205 guarau]A 8 km do centro, possuí costão rochoso e rio que desemboca no mar, ideal para passeios de canoa, barco ou escuna[/picturethis]

 

Corredeiras e Cachoeiras do Perequê

[picturethis2=http://www.portalbaixadasantista.com.br/imagens/pereque.jpg 245 169 corrredeiras]A 15 Km do centro, possuí piscinas naturais e uma figueira de 400 anos.[/picturethis2]

 

Praia do Caramborê

[picturethis=http://www.vtn.com.br/imagem/peruibe/carambore_02.jpg 240 257 praia]Semideserta, a caminho da Barra do Una, local ideal para quem busca paz e tranquilidade.[/picturethis]

 

Barra do Una

[picturethis2=http://www.bancariosorocaba.org.br/images/campraia1.jpg 300 263 una]Vilarejo caiçara ideal para descansar e conhecer o Rio Una do Prelado, praia semideserta, limite da Estação Ecológica Juréia-Itatins, acesso pela estrada Guaraú-Una, de terra batida a 32 Km do centro, não recomendado em dias de chuva.[/picturethis2]

 

Parque Peruíbe

[picturethis=http://www.jureia.com.br/images/materias/mat_913378167_0848.jpg 230 248 parque]Tem aproximadamente 2 km de extensão, uma altura média de 60 metros, através da mata no morro dos Itatins, com tempo médio de caminhada de aproximadamente 40 minutos. É rodeada por residências de alto padrão, podendo-se chegar ao início da trilha pelo acesso Costão - Manacá dos Itatins.[/picturethis]

 

Praia do Índio

[picturethis=http://www.vtn.com.br/imagem/peruibe/brava_da_fortaleza_01.jpg 280 225 indio]Para se ter acesso à Praia do Índio (assim chamada por que nesta praia morava um índio solitário, em uma fenda na rocha), existem duas maneiras. A mais difícil é pelas rochas beirando a encosta, com um tempo aproximado de 50 minutos. A outra opção é descendo a trilha que inicia-se na estrada do Guaraú, de grande beleza e singularidade. Esta praia tem cerca de 25 metros, apresentando águas calmas e claras, sendo um ótimo local para pescar .[/picturethis]

 

Trilha do Telégrafo

[picturethis2=http://www.mongue.org.br/images/poste.jpg 250 333 trilha]Inicia-se esta trilha no Guaraú, seguindo por trechos conhecidos como a ponte de pau, a ponte de ferro, o Barro Branco, a Tocaia, o rio do Engenho, a ilha do Ameixal, a praia do Una e o rio Verde, subindo, em seguida pelo Maciço da Juréia. A diferença entre esta e o caminho do Imperador, é que a primeira avança em alguns trechos no interior de matas e serras.[/picturethis2]

 

Caminho do Imperador

[picturethis=http://www.jureia.com.br/images/materias/mat_17.jpg 280 270 imperador]É um remanescente do acesso usado pelos mensageiros de antigo imperador, que transportavam as missivas oficiais do Rio de Janeiro até o sul do país. Trata-se de uma trilha que desde o bairro do Guaraú avança por serras, praias, passando por riachos e cachoeiras, praia do Guarauzinho, da Baleia, do Arpoador, Parnapõa, Deserta (Desertinha), Caramborê, Barra do Una, praia do Una, do rio Verde e da Juréia. São mais de 50 km de atrativos naturais, localizados no interior da Estação Ecológica Juréia Itatins.[/picturethis]

 

Cachoeira do Vilão

Com aproximadamente 300 metros de extensão, acesso fácil, até mesmo de veículo, chega-se a uma cachoeira pequena, onde antigamente era captada.a água para consumo do município.

 

Pico do Morro Itatins

Com início na estrada do Guaraú, pode-se tomar esta trilha, de cerca de 2,5 km, para atingir o ponto mais alto da Serra do Itatins, com aproximadamente 500 metros de altitude, de onde tem-se uma vista panorâmica de Peruíbe, de Itanhaém, de muitas ilhas da região, da Prainha, do Guaraú, da praia do Una e da Estação Ecológica Juréia - Itatins. A vista panorâmica que se tem deste pico é de 360 graus e, neste ponto, há uma nascente de água.

Compartilhar este post


Link para o post

Ilha do Cardoso

 

Pousadas

Pousada da Débora

(13) 3852-1205 e (13) 3851-3383 com Débora Martinelli.

 

Hotel Marujá

(13) 3852-1206 com Celestino e (13) 3852-1130 com Valdecir.

 

Pousada Recanto do Marujá

(13) 3852-1182, (13) 3851-1488 e (13) 3822-2643 com Beto.

 

Pousada Central

(13) 3852-1161 com Camila.

 

Pousada Beira Mar

(13) 3852-1161 e (13) 3852-1197 com Creuza ou Anordo.

 

Pousada da Ilha

(13) 3852-1161 com Renato.

 

Pousada do Tonico

(13) 3852-1161 com Tonico.

 

Pousada Abrigo da Ilha

(13) 3852-1161 com Ezequiel.

 

Pousada Luz do Sol

(13) 3852-1161 com Sr. João Rosa.

 

Pousada Caiçarinha

(13) 3852-1200 e (13) 9155-7081 com Amilton ou Eliane

 

Pousada e Camping da Marli

(13) 3852-1161 com Marli.

 

Pousada da Vó Angelina

(13) 3851-1613 com Aldamir, Luciana ou Celeste.

 

Pousada Recanto da Ilha

(13) 3852-1198 e (13) 3851-3486 com Aroldo ou Evalina.

 

 

Quartos em casa de família

Quartos na casa de Margarete Mendonça

(13) 3852-1161 com Margarete.

 

Quartos na casa do Zé Maria

(13) 3852-1161

 

Quartos na casa da Dona Antônia

(13) 3852-1161

 

Quartos na casa do Edílio

(13) 3852-1161.

 

Quartos na casa do Vlad

(13) 3852-1161 com Márcia ou Vlad.

 

Quartos na casa da Elma

(13) 3852-1161 com Elma ou Rosildo e (13) 3851-3614 com Dona Gertrudes.

 

Quartos na casa do Ilton

(13) 3852-1161.

 

Quartos na casa do Laurentino

(13) 3852-1200 com Elisete

 

Quartos na casa do Zé Roberto

(13) 3852-1161 com Celestino.

 

Quartos na casa do Martins

(13) 3852-1161 com Martins.

 

Quartos na casa do Pedro Neves

(13) 3852-1161 com Pedrinho ou Carol.

 

 

Campings

Camping do Pedro Neves

(13) 3852-1161 com Pedrinho ou Carol.

 

Camping do Ademir

(13) 3852-1161 e (13) 8116-5964.

 

Camping da Dona Antônia

(13) 3852-1161.

 

Camping do Valdecir

(13) 3852-1130 e (13) 9736-9518 com Ademir e (13) 3852-1146 com Nilva.

 

Camping do Beto

(13) 3852-1182, (13) 3851-1488 e (13) 3822-2643.

 

Camping da Débora

(13) 3852-1205 e (13) 3851-3383.

 

Camping do Celestino

(13) 3852-1206.

 

Camping do Zé Roberto

(13) 3852-1161 com Celestino.

 

Camping do Zé Maria

(13) 3852-1161.

 

Camping do Izidoro

(13) 3852-1161 com Izidoro ou Valdete.

 

Camping da Margarete

(13) 3852-1161.

 

Camping do Vlad

(13) 3852-1161.

 

Camping do Luizinho

(13) 3852-1161.

 

Camping do Tonico

(13) 3852-1161 com Tonico ou Lúcia.

 

Camping do Pedro Xavier

(13) 3852-1161 com Patrícia ou Pedro Xavier.

 

Camping do Edílio

(13) 3852-1161.

 

Camping do Ezequiel, Fofo e Irael

(13) 3852-1161.

 

Camping da Elma

(13) 3851-3614 com Dona Gertrudes.

 

Camping do Sr. João Rosa

(13) 3852-1161

 

Camping da Maria Paulina

(13) 3852-1161 com Sr. João Rosa.

 

Camping do Ilton

(13) 3852-1161.

 

Camping do Luiz Antônio

(13) 3852-1161.

 

Camping da Elza

(13) 3852-1161 com Rafael.

 

Camping do Laurentino

(13) 3852-1161 com Elisete e (13) 3852-1200 com Amilton ou Eliane.

 

Camping do Amilton

(13) 3852-1200 e (13) 9155-7081 com Amilton ou Eliane.

 

Camping da Marli

(13) 3852-1161.

 

Camping do Laurinei

(13) 3852-1161 com Laurinei ou Ângela e (13) 3852-1200 com Amilton ou Eliane.

 

Camping do João Câncio

(13) 3852-1161 com Gessicarla.

 

Camping do Aroldo Neves

(13) 3852-1161.

 

Camping do Gilvane

(13) 3852-1161.

 

Camping da Maria José

(13) 3852-1161 com Maria José, Marcelo ou Carmem.

 

Camping da Carmelinda

(13) 3852-1161.

 

Camping do Nilton

(13) 3852-1161.

 

Camping do Rosélio

(13) 3852-1161

 

Camping do Salvador

(13) 3852-1161 com Salvador Marcos das Neves.

 

Camping do Marcos

(13) 3852-1161

 

Camping do Ademilson

(13) 3852-1161 com Marcos.

 

Camping do Jorge

(13) 3852-1161 com Jorge ou Marcelo.

 

Camping do Joanez

(13) 3852-1161.

 

Camping do Edésio

(13) 3852-1161

 

Camping do Paulo

(13) 3852-1161.

 

Camping do Zeca Xavier

(13) 3852-1161 e (13) 9761-1110.

 

 

 

Ilha Comprida

 

Pousadas

Pousada Aconchego

Av. Beira Mar, 1248- Baln. São Martinho

Tel: (13) 3842-1360

 

Pousada Âncora Azul

Av. Intermares, 435 - Cananéia Park

Tel: (13) 3851-1147

 

Pousada Areia Branca

Av. Beira-Mar 15 070, Balneário Atlântico

Tel: (13) 3842-3404

 

Pousada Bene

Av. Iguape, 1585 - Baln. Meu Recanto

Tel: (13) 3842-1517

 

Pousada Canto da Ilha

R. Bom Jesus de Iguape, 210 - Baln. Samburá

Tel: (13) 3842-35.78

 

Pousada Casa do Norte Dorotéio

R. Iguape, 320 - Baln. Adriana

Tel: (13) 3842-3408

 

Pousada Cochicho

R. Júlio de Almeida, 80 - Baln. Britânia

Tel: (13) 3842-1802

 

Pousada Del Sol

R. Júlio de Almeida, 35 - Baln. Britânia

Tel: (13) 3842-1349

 

Pousada Dona Ivone

R. Lípio Rosa de Oliveira, 915 - Pedrinhas

Tel: (13) 3843.91.54

 

Pousada Estrela do Mar

Al. Beethoven, 45 - Baln. Meu Recanto

Tel: (13) 3842 1271 - 3842 1861

 

Pousada Helena

Al. Vicky, 520 - Baln. Monte Carlo

Tel: (13) 3842-1126

 

Pousada Icaraí

Av. Beira Mar,11.530 - Balneário Icaraí

Tel: (13) 3842-1110

 

Pousada Nossa Sra de Fátima

Av. Guanabara, 325 – Baln. Adriana

Tel: (13) 3842.35.02/3842.47.73

 

Pousada do Mar

Rua Kiribati, 116 - Balneário Araçá

Tel: (13) 3842-1142-

 

Pousada Real

Al. Das Violetas, 65 - Yemar

Tel: (13) 3842.33.51 - (13) 8123.5012

 

Pousada Recanto do Mangue

Al. Guimarães, 940 - Bal. Britânia

Tel: (13) 3842.30.25/3842.31.75

 

Pousada Tia Carmem

Av. Beira Mar, 8910 - Porto Velho II

Tel: (13) 3842-1465

 

Pousada Tia Lina

Av. Beira Mar, 11460 - Baln. Icaraí de Iguape

Tel: (13) 3842-1597

 

Pousada Aconchego

Avenida Beira Mar, 12.428 - Balneário São Martinho

Tel: (13) 3842-1360

 

Pousada Água Viva

Rua Humberto Paladini, 165 Balneário Britânia

Tel: (13) 3842-1698

 

Pousada Canto da Ilha

Rua Bom Jesus do Iguape, 210 - Balneário Samburá

Tel: (13) 3842-3578

 

Pousada Divina Ilha

Avenida Beira Mar, 9750

Tel: (13) 3842-1419

 

Pousada Estrela do Mar

Avenida Beira Mar - Balneário Meu Recanto

Tel: (13) 3842-1271

 

Pousada Samburá

Alameda Bom Jesus de Iguape, 1.246

Tel: (13) 3842-1138

 

 

Campings

Camping Tres Andorinhas

 

Camping Ancora Azul

 

Camping Britania

 

Camping da Fernanda

 

Camping Independencia

 

Camping da Lagoa

 

Camping Villaggio Riviera

 

Camping Balneário Atlântico

R. Pico da Bandeira, 605 – Baln. Atlântico

Tel: (13) 3842-2118

 

Camping Cheiro do Mar

Av. Beira-Mar, 6.330, Balneário Araçá

Tel: (13) 9786-4772 (Eliana)

 

Camping dos Cataias

Av. Intermares, 225 - Baln. Cananéia Park

Tel: (13) 9707-1164

 

 

 

Peruíbe e Juréia

 

Pousadas

Pousada Rachel

Rua Oito, 335 Jd Guaraú

Tel.(13) 3455 – 5898

 

Pousada das Palmeiras

Rua Três, 175

Tel.(13) 3458 – 2710

 

Pousada Gaivotas

Rua das Gaivotas, 493 Guaraú

Tel: (13) 3457 9231

 

Pousada Saray

Av. Gov. Mario Covas Jr. - 765 Centro

Tel: (13) 3455-9695

 

Pousada Mombytá

Rua Francisco Garcia, 280

Tel.(13) 3455 – 5918

 

Pousada do Balça

Rua, 15 - nº 241 - Guaraú

Tel: (13) 3457-9180

 

Pousada Volpi

Rua Nicolau Preste, 469 - Centro

Tel: (13) 3455-1133

 

Pousada Guaraú

Rua Quinze, 241 - Guaraú

Tel: (13) 3457-9180

 

Eco Adventure

Rua Central, 880 - Guaraú

Tel: (13) 3457-9390

 

Pousada do Porto

Rua Principal, 271 - Barra do Una

Tel: (13) 6842-1012

 

Pousada do Arpoador

Rua Alfredo B. Lourenço, 237 Arpoador

Tel:(13)3455-1725

 

Pousada das Palmeiras

Rua Três, 175 - Prados

Tel: (13) 3458-2710

 

Pousada Dany

Av. P. Arthur C. Silva, 5.159 - 3 Marias

Tel: (13) 3458-4239

 

Pousada Beija Flor

Rua José Pereira Sardinha - Josedy

Tel: (13) 3458-4269

 

Pousada Araras

Rua Regente Feijó, 87 - Nova Peruíbe

Tel: (13) 3455-5536

 

Pousada Pedra e Fogo

Rua Quinze, 200 - Antônio Novaes

Tel: (13) 3458-2824

 

Chalé do Costão

Rua Antônio C. Carneiro, 280 - Guaraú

Tel: (13) 3455-1289

 

Pousada Morada do Sol

Av. Beira Mar, 515 - Centro

Tel: (13) 3455-4084

 

Golfinhos Pousada

Av. Padre Anchieta, 131 - Centro

Tel: (13) 3455-1191

 

Pousada Porto Aventura

Rua 22, nº 135 - Guaraú -

Tel: (13) 3457-9571

 

Pousada Bicho Preguiça

Rua 23, nº 399 - Guaraú -

Tel:(13) 3457-9221

 

Pousada Ecológica Mombytá

Rua um, 450

Tel: (13) 3455-5918

 

Pousada Moana

Rua José V. Monteiro, 13 Centro

Tel: (13) 3455-4426

 

Paraíso Bella Dani

Estr. do Guaraú, 5230 - Peruíbe

Tel: (13) 3457-96

 

Pousada Arco-Iris G.L.S

Rua Três, 175 - Peruíbe

Tel: (13) 3458-2710

 

Água´Zul Hotel Pousada

Av. México, 126 - Balneário São José

Tel: (13) 3458-2791

 

Pousada Ecológica - Cavalo de Pedra

Estrada Barra do Una - Perequê

Tel: (13) 3457-9174

 

Chalé do Costão

Rua Antônio C. Carneiro, 280 - Costão

Tel: (13) 3455-1289

 

Pousada Familiar

Rua 3, 205 - Guaraú

Tel: (13) 3457-91013

 

Tranquility Hotel e Pousada

Rua Faustino Silva, 197 - Centro -

Tel: (13) 3453-1787

 

Pousada Casarão

Av. Beira Mar, 413/425 - Centro

Tel: (13) 3272-0583

 

Hotel Pousada do Beija-Flor

Rua José Pereira Sardinha, 750 - Jd. Beira-Mar

Tel: (13) 3458-4269

 

 

Albergues

Peruíbe Hostel

 

 

Campings

Tucano´s Camping

 

Camping Club Serramar

 

Camping da Vovó

 

Camping Canoa

 

Camping Del Gringo

 

Camping Toa Toa

 

Camping Juréia

 

Camping MM

 

Camping Tia Lola

 

Camping Barra do Una

 

Camping da Diva

 

Camping Gostosa Mania

 

Camping Karla Carbone

 

Camping Novo Horizonte

 

Camping Tia Cida

 

Camping Tio Zeca

 

Camping João Takaoka

 

Camping da Balça

Compartilhar este post


Link para o post

Visitante
Este post está impedido de receber novas mensagens


×
×
  • Criar Novo...