Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
vtraglia

Deserto do Jalapão - Palmas - TO

Posts Recomendados

A melhor viagem... ::otemo::::otemo::::otemo::

 

O Parque Estadual do Jalapão foi criado em 12 de janeiro de 2001 e se encontra localizado no município de Mateiros, no estado brasileiro do Tocantins. O parque abrange uma área de quase 150 mil hectares e é considerado como o maior parque estadual do Tocantins. A vegetação é predominantemente de cerrado ralo e campo limpo com veredas.

 

Pegamos um feriado de 4 dias, viajamos de noite e chegamos lá de madrugada, tudo isso para não perder nem um dia dessa expedição. Fechamos nosso pacote com a agência Norte Tur - Guia Flávio.

Ele foi nos buscar no aeroporto e nos levou ao hotel em Palmas (que foi o único gasto que não estava incluso no pacote - Pagamos R$ 120,00 diária o casal.

 

Roteiro:

1º dia: Tomamos café e fomos sentido a Novo Acordo (Praia do Borges) e ficamos por lá mais ou menos 1 hora.

Logo após fomos sentido ao Morro Vermelho, caminhada leve com fotos lindas.

Após o almoço e um descanso pegamos a caminhonete e fomos sentindo a Pedra da Catedral no final da tarde. No caminho está incluso no pacote passar pelo Rio do Sono com parada para fotos.

 

 

Chegamos a cidade de Mateiros a noite, bem cansados devido a o tempo que se passa dentro do carro de um atrativo para o outro. Fizemos check in na pousada e jantamos no restaurante da Dona Rosa, conhecido por lá, comida super caseira.

 

2º dia: Acordamos por volta das 7:00h, tomamos café e "bora" fazer outro roteiro pela cidade de Mateiros. Chegada a Cachoeira do Rio formiga que é uma das melhores cachoeiras para banho. Saímos de lá por volta das 10:00 sentido a o atrativo Fervedouro que na minha opinião é um dos lugares mais lindo que conheci. Em meio à vegetação fechada, entre brejos e riachos, surge um lugar de rara beleza, cercado por bananeiras. Ao seu centro está um grande poço de água azul transparente - na verdade, a nascente de um rio subterrâneo. A água que brota das areias claras cria o fenômeno da ressurgência, que tornam impossível até o banhista mais persistente afundar.

 

Por volta do horário de almoço fomos visitar o povoado do Mumbuca - pré- cursores do artesanato no Capim Dourado – Compra de Artesanato. (A população é carente e uma das formas de ajudar é valorizando o seu trabalho) e almoçamos no Restaurante da Vila - ótima comida regional com muita galinha caipira.

Saída para as Dunas 14:30h, e após três longas horas dentro do carro, chegamos. A vista das Dunas é algo incrível e contemplamos o por do sol. No final saímos sentido a Pousada dos Buritis e jantar na Tia Rosa. Nu meu ver esse dia foi maravilhoso, rendeu lindas fotos e está guardado na memória.

 

3º dia: Despertamos as 03h30min da madrugada (para chegar ao pé do espirito santo que é uma elevação imponente que, através do processo de erosão (chuvas e ventos), dá origem às dunas que se formam aos seus pés.

(Obs.: 500 metros de subida escalaminhada + 3 quilômetros de caminhada plana). O passeio é bem cansativo, mas não impossível....Se contempla o por do sol- Vale muito a pena. (Opcional R$ 75,00 por pessoa) - Se estiver chovendo o passeio não pode ser feito.

 

Voltamos para o café da manhã, fizemos check out na pousada e fomos sentido a Cachoeira da Velha. Novamente passagem pelo Rio Novo. Após a cachoeira fomos a Prainha do Rio Novo e após isso no final da tarde fomos à cidade de Ponte Alta para check in na pousada e jantar. O dia foi longo e logo fomos dormir para o último dia da expedição.

4º dia: Acordamos por volta das 05:00h para conhecer o atrativo Pedra Furada e seu por do sol maravilhoso. É possível ver e ouvir os casais de araras voando.

 

Próximo atrativo foi os Cânion do Sussuapara que é um rego d'água que cortou a rocha, formando estreitos cânions úmidos, só iluminados diretamente por volta do meio-dia - isto é Sussuapara, nome também atribuído a um tipo de veado já quase não visto por aquelas bandas.

Café da manhã por volta das 10:30 e retorno para o aeroporto de Palmas.

 

 

O que levar:

Roupas leves e claras e trajes de banho por baixo.

Sandálias papeti ou franciscanas , tênis, chapéu ou boné, Lanterna e snorkel (Óculos para mergulho).

Agasalhos leves (as noites são frias). Protetor solar, repelente, óculos escuros, toalha de banho para os passeios, máquina fotográfica, remédios de uso pessoal, objetos de higiene pessoal. A infra estrutura é pouca e os atrativos são distantes por isso fazemos o picnic .

Dinheiro extra, não tem caixa eletrônico na região.

 

 

Mais informações no blog: http://ondeumsonhomelevar.blogspot.com.br/ ::otemo::::love::::love::

 

O que precisarem, estou a disposição no e-mail: [email protected]

DSC01180.JPG.46b91e6a362c39eb108df1b31d0e86f2.JPG

DSC01369.JPG.15ac7dc15fac4d30f6d6885ad10dc787.JPG

DSC00933.JPG.b40a7332f19c95ac46dc066fde9710c1.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×