Ir para conteúdo
Entre para seguir isso  
Alex Diluglio

Peru - Roteiros de Viagem

Posts Recomendados

Roteiro de Viagem de Porto Alegre a Lima-Cusco

 

Segue o roteiro de viagem de 10 dias (de 5 a 14 de julho de 2015) para o Peru saindo de Porto Alegre (5h em voo direto) com hospedagem de 2 dias em Lima, 4 dias em Cusco e mais 4 dias em Lima. Utilizei passaporte, mas documento de identidade também é válido. Não exige visto, nem certificado internacional de vacina. Seguro viagem sempre recomendado, porém ... Apesar de inverno em Lima fazia média de 18°C, porém Cusco chegava tranquilo a 0° C durante a noite. Utilizei a moeda local (Novo Sol - Soles) sacado nos caixa eletrônicos (conforme conversão é descontado R$ 14,50 a cada saque) . Meio de transporte mais utilizado é de longe o Táxi (sempre negociar os valores), porém ônibus são boas opções se não estiver apressado. Não precisei adaptador para carregar aparelhos eletrônicos (220 volts). Várias opções de pratos típicos do litoral, serra e selva servidos basicamente com frango, peixes e batatas ( e óbvio que muito mais).

 

Mapa-PortoAlegre-Lima.png.bc98422d0b6e6f44fc486bfd4794d040.png

 

Bem, vamos a roteiro...

 

1° dia - Domingo

Saída de Porto Alegre (Aeroporto Salgado Filho) às 6:30 em direção a Lima (Peru). Chegada as 9:30 (atrasar o relógio em 2 horas). Descobri que os táxis podem se tornar bem caros se não pechinchar, pediram 90 soles do aeroporto ao bairro de Miraflores, paguei 70 achando que tinha feito um grande negócio ::Ksimno:: . Check In no hostel Mana Lima aproximadamente 1 hora depois. Aproveitei a tarde para passear caminhando pelo bairro Miraflores (bonito, organizado e seguro), chegando a parte de cima da costa, pode-se curtir um bela paisagem para o Pacífico, o Parque do Amor (com a escultura "El Beso" de Victor Delfín), Paraglider entre outros. Seguindo o passeio peguei um ônibus próximo do Shopping Larcomar para o Parque das águas, que a propósito, vale a pena. ::cool:::'>

 

2° dia - Segunda

Após café da manhã, ônibus até o Centro Histórico e visita a alguns dos vários pontos como: Praça das Armas (local onde Francisco Pizarro fundou Lima em 1533), Palácio do Governo, Catedral, Igreja de São Francisco (se encontra catacumbas e restos de pessoas importantes do país). Entre as várias opções de museus (Museu do Ouro e Larco Herrera) visitei o Museu da Inquisição conduzido por uma guia local citando entre a organização do Congresso e os vários métodos de tortura praticados na época como forma de impor o poder. Passeio pelo bairro "Chino" provado o Min Pao ou Min Bao (Um bolinho de massa recheado com doce ou salgado - Delícia) e a Chaufa (Arroz frito com verduras, pedaços de carne e ovo). Ao anoitecer tour até a Serro de San Cristóbal, um dos pontos mais altos de lima a 420 m sobre o nível do mar. Por fim a noite visita aos bares na "Calle de las Pizzas" para comer e beber. :wink:

 

3° dia - Terça

Vôo para Cusco (Capital do Império Inca a 3.400m de altitude) às 8:30. Chegada a pousada Milhouse aproximadamente as 10:30. Momento para conhecer o local e tomar um chá de coca, enquanto aguardo o horário de check in. Logo fui conhecer a praça das armas, onde comprei o boleto para vista dos museus junto de um guia local. A cidade tem vários atrativos, sendo necessários escolhas conforme sua disposição física/emocional e disponibilidade de tempo/dinheiro :? . Minhas escolhas foram a catedral, repleta de telas da época colonial católica, monumentos e peças trabalhados em madeira, ouro e prata (Não era possível fotografar no interior da igreja). Logo após, o templo de la Sagrada Família, templo San Brás, Museu Arzobispado e pedra dos 12 ângulos (interessante mas em Machu Picchu tem de 18), apesar de trabalhos distintos produzidos por diversos autores (vários não reconhecidos) os cenários, praticamente se repetiam, pois foram gerados na mesma época. O boleto também incluía o templo de San Cristóbal, o qual não consegui visitar devido falta de um dos fatores mencionado acima.

 

4° dia - Quarta

Passeio conduzido por guia local até ruínas limítrofes: Saqsayhuaman, Q'enqo, Pucapucara e Tambomachay, utilizando micro-ônibus como meio de transporte (em Média 1,5 soles o trecho). Na volta ao Centro de Cusco visita ao Convento de Santo Domingo - "Qorikancha" (Construído pelo espanhóis sobre templo Inca). Antes do anoitecer almoço no mercado da cidade com sopa de entrada (sensacional), Lomo Saltado (carne de boi cortado em tiras, marinada em vinagre, shoyu, cebolas e tomates) que pode acompanhar ají (espécie de pimenta) e um chá que funciona como ajuda digestiva (tudo por 4 soles) ::hein: . A noite apresentação de dança e música no Centro Qosqo de arte nativo.

 

5° dia - Quinta

Neste dia houve uma manifestação em Cusco :| , assim nenhum carro podia sair, logo, foi necessário replanejamento, uma vez que não teria mais como chegar ao pontos como Pisac e Chinchero. Depois de muita caminhada, foi encontrado uma Van com preço extremamente inflacionado em direção ao Vale Sagrado - Ollantaytambo. Visita às ruínas de Ollantaytambo, ponto de estratégico para ida a Machu Picchu onde havia estrutura para alojamento, roupas e mantimento de alimentos. Passagem rápida por Urubamba, que não achei nada de mais comparado com os locais anteriores, apesar que valeu a aventura de transporte em cabines sobre motos de três rodas ::lol3:: . Às 19 horas partida da estação de trem até o povoado de Águas Calientes com chegada ao apartamento aproximadamente às 21 horas (foi a hospedagem mais cara agendada por internet, pois não havia opções compartilhadas, porém já na chegada pessoas ofereciam essas opções na porta do trem).

 

6° dia - Sexta

Após uma noite de pouco sono, pois além de chegar tarde no apartamento, havia a preocupação de não acordar no primeiro horário. Estava pronto as 4 da manhã para ouvir o quéchua, língua herdada dos incas, e conhecer a misteriosa cidade entre montanhas coberta de vegetações, formando desenhos incríveis. Compra da passagem de ônibus para subida a base da montanha às 5 da manhã (entrada ao parque e a montanha Machu Picchu foi feita com 2 semanas de antecedência, não suficiente para agendar subida a montanha Waynapicchu). Entrada no parque aproximadamente às 7 horas e um tour guiado por dentro da cidade (Terraços, escadarias, templos cerimoniais, ...). Apesar de não estar nos planos subi na montanha Intipunku, pois passei com a cabeça baixa pela placa indicativa, devido tanta determinação ou ansiedade em subir, após chegada em 35 min me dei conta que estava na montanha errada ::dãã2::ãã2::'> . Voltei encontrei a placa indicando a montanha certa, agora praticamente sem mantimentos, água e folha de coca, inicio subida a montanha certa, que após 55 min sem paradas e ritmo forte estava no topo de um vista realmente incrível ::otemo:: . Um pouco antes da 1h da tarde descida da montanha, uma segunda olhada na cidade e retorno As Águas Calientes a pé (60 min). Chegada no apartamento somente para pegar a mochila, almoço no mercado e retorno de trem as 18h em direção a Poroy, seguido de transporte de Van até Cusco (10 soles).

 

7° dia - Sábado

Café da manhã e massagem nos pés e pernas para tentar aliviar os efeitos do esforço realizado no dia anterior. Saída do Hostel em divertido táxi que chegou exatamente até a porta do aeroporto, pois faltou gasolina ::lol4:: . Embarque às 11:30 em retorno à Lima com hospedagem no mesmo Hostel (Mana Lima) em torno das 14 horas onde iria passar as próximas três noites. Saída em seguida e provar um das delícias culinárias de Lima, o ceviche tradicional (Peixe cru marinado no suco de limão, com cebola roxa, pimenta, coentro e sal) acompanhado de um Pisco Sour, uma bebida também típica de Lima, servido com água ardente produzido da uva (Pisco - 52% álcool), suco de limão, xarope, gelo, clara de ovo, açúcar e amargo de angostura (mistura de ervas).

 

8° dia - Domingo

Como havia me organizado de passar os próximos dias em Lima mais tranquilos, nada melhor que iniciar o domingo acordando tarde, tomar café sem compromisso de horários e aproveitar o ambiente do hostel para assistir a final de Tênis de Wimbledon onde Djokovic confirma sua fase e vence Federer, seguido de um filme estirado no sofá trocando ideias com pessoas de diversos lugares. Durante a tarde aproveitei para pedalar pela Costa verde e curtir o calçadão onde pessoas passeiam, jogam, comem, conversam. Ao entardecer visita ao shopping Larcomar, localizado em um dos pontos mais altos do bairro com lojas de grife, cinema, baladas (Aura com quatro ambientes e Gotica com músicas variadas), supermercado, tudo isso as margens da montanha com uma incrível vista para o mar (perfeito para desfrutar o por do sol) ::cool:::'> . Mais tarde, segunda saída a Calle de las pizzas e finalmente comer uma Pizza mixta (muito boa) de uma canequinha de chopp.

 

9° dia - Segunda

Segundo dia de descanso aproveitando a manhã para fazer absolutamente nada. A tarde saída para buscar dois doces muito falados: suspiro a la limeña, extremamente doce e tres leches, bom demais (descobri que tem muitos outros). Após complemente adocicado, passei na praia, em uma das regiões de Surf o qual aluguei uma prancha 9 pés e roupa de borracha para enfrentar o frio do Pacífico (que alias não estava tão frio ::hãã:: ) e pegar umas ondas próximo ao restaurante La Rosa Naútica (especializado em frutos do mar). Visita ao Boêmio bairro Barranco para degustar cervejas servidas como shots até encontrar uma mais adequada ao paladar.

 

10° dia - Terça

Terceiro e último dia de descanso, desta vez absolutamente sem atividades, onde as únicas saídas foram para provar um café fora do Hostel, com suco de laranja, café, torradas com os tradicionais acompanhamento de manteiga e marmelada, ovos mexidos com presunto e queijo e a tarde buscar a bebida local Pisco de melhor custo benefício. Arrumar as coisas e se preparar para retorno a Porto Alegre as 23:00. :wink:

 

E agora...

Durante a viagem foi possível saber que existem outros destinos traçados por viajantes de todo o mundo, na sua maioria com planejamentos de 30 dias. Alguns destes poderiam ser encaixados dentro dos 10 dias, mas aquele fator mencionado acima (físico/emocional e tempo/monetário) afetaram a decisão.

 

Então, havia trajetos curtos como o templo Pré-Inca de Pachacamac (30 km de Lima com vista para o Pacífico e o Vale do Rio Lurín, centro de peregrinação das culturas pré-colombinas), passeios gastronômicos, incluindo cursos de culinária local. Viagem pela costa litorânea até La Paz na Bolívia passando por Paracas, Ica, Nasca, Arequipa e Puno. Atividades como Biking Trail até Machu Picchu, passeios a cavalo ou quadriciclos e provavelmente muito mais.

 

Vamos as despesas

 

Entre as despesas foram listados os gastos diários, hospedagem, transporte e ingressos em Museus e parques, todos convertidos em reais conforme cotação do período.

 

Gastos Diários: foi gasto uma média equivalente a R$ 150 entre comida, bebida e algumas recordações (poucas). Importante salientar que o objetivo foi fazer uma viagem econômica, ou seja é muito fácil exponenciar este gasto.

 

Ingressos: Machu Picchu + Montanha + Guia - R$ 170. Boletos a Ruinas em Cusco incluindo guia - R$ 170. Boleto parques museus (alguns com guia) - R$ 70.

 

Hospedagem: Foram gastos R$ 450 em 10 diárias, sendo 5 em Lima (Mana Lima Hostel), 4 em Cusco (Milhouse Hostel) e 1 no povoado de águas Calientes, sendo o único que não havia opção de quarto compartilhado por internet.

 

Transporte:

Passagem aérea de Porto Alegre a Lima (Ida-Volta): R$ 1118

Passagem aérea de Lima a Cusco (Ida-Volta): R$ 797

Passagem trem de Machu Picchu a Poroy: R$ 386

Passagem trem de Ollanta a Machu Picchu: R$ 221

 

Espero que aproveitem ::otemo::

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora

Entre para seguir isso  

×