Ir para conteúdo

Saiba como planejar uma viagem de bicicleta


Posts Recomendados

  • Membros de Honra

:arrow: FONTE: Webmontain

http://www.webventure.com.br/bike/conteudo/noticias/index/id/26657

 

[align=justify]Direto da Adventure Sports Fair (SP) - No segundo dia da Adventure Sports Fair (11), José Antonio Ramalho, 48 anos, explica a forma pela qual as pessoas devem agir para se preparar para uma viagem de longa distância em uma bike. Ramalho, que já escreveu diversos livros, entre eles o “Guia do Mountain Bike” e o “Sete roteiros de aventura - Viajando pelo mundo numa bike”, afirmou que qualquer pessoa que pedala pode realizar uma viagem, não precisando ser atleta.

 

Um dos pontos mais importantes de uma viagem de cicloturismo é o planejamento. Outro aspecto fundamental é a decisão de como você viajará: sozinho ou em grupo. “O melhor é sempre viajar em grupo, mas não deixo de pedalar por falta de companhia”, contou Ramalho. A vantagem de viajar sozinho é a liberdade total, mas uma viagem em grupo é melhor por causa da companhia e também por questões de segurança (emergências e acidentes).

 

O cicloturista nunca deve esquecer de planejar sua rota com antecedência, sempre considerando os imprevistos e mudanças que podem acontecer, também ajuda muito ter um GPS. Antes de pegar a estrada, é importante saber mexer na sua bike, por isso é importante também que se faça um curso básico de mecânica para poder consertar a bicicleta se necessário. Veja dicas de mecânica e manutenção para sua bike.

 

Onde ficar - Nas cidades por onde for passar, informe-se sobre hotéis e outras instalações, como acampamentos. “Uma noite bem dormida é fundamental”, revela Ramalho, que prefere ficar em hotéis.

 

Preparar a bike depende de vários fatores, como o tipo de viagem a ser realizada, a duração, tipo de terreno que vai enfrentar. É preciso adaptar a bike para o roteiro determinado, como o tipo de pneu e selim. “Pedalada longa com um selim confortável, de gel, faz você economizar muito em hipoglos e cataflan, e um pneu com menos cravos (mais liso) é mais confortável e te faz economizar energias”, esclarece o cicloturista.

 

A presença de alforges na bicicleta é indispensável. Dois laterais, um de guidão e um pequeno de selim, tirando a mochila de costas, são fundamentais. É preciso ter muita atenção quanto a acidentes, por isso é essencial ter planos de saúde para viagem.

 

“Eu era completamente sedentário e em seis meses eu adquiri a forma física necessária”, conta. Para isso, Ramalho indica para as pessoas estabelecerem uma rotina de caminhadas e pedaladas, aumentando gradativamente a duração. “Eu fiz um pouco de musculação para fortalecer os braços e a coluna”, esclarece. Nunca podemos esquecer de saber e respeitar os limites do nosso corpo.

 

De acordo com José Ramalho, conhecer novas culturas e poder interagir com pessoas de outros locais é o maior prazer em viajar de bike. Ele define o cicloturismo como ”a forma, que eu vejo, mais prática de você viajar, dependendo apenas de você. É uma forma alternativa e mais focada na qualidade de vida”. Ramalho ainda deixa uma mensagem para aqueles que querem começar no cicloturismo: “O mundo visto de cima de uma bike tem um ritmo só seu, a bicicleta te desafia, mas ela te respeita e essa combinação faz com que ela seja o melhor meio para você conhecer o mundo”, finaliza José Antonio Ramalho. Ou seja, viajar de bike traz uma liberdade de tempo e espaço que possibilita ver o mundo de uma forma impressionante.[/align]

Link para o comentário
Visitante
Este tópico está impedido de receber novos posts.
×
×
  • Criar Novo...