Ir para conteúdo
  • Faça parte da nossa comunidade! 

    Encontre companhia para viajar, compartilhe dicas e relatos, faça perguntas e ajude outros viajantes! 

Entre para seguir isso  
wagneradm

Europa 18 dias: Ibiza, Barcelona, Roma, Munich e Salzburg

Posts Recomendados

Olá a todos,

Hoje completo 18 dias da minha viagem pela Europa. Aproveitando o tempo que estou esperando o trem começo o meu relato de viagem para que de alguma forma ajude aos outros a planejarem a sua trip como muitos relatos daqui contribuiram para a minha.

 

Eu moro na Coréia do Sul, e tirei férias do dia 9 de Agosto a 12 de Setembro após aprox um ano e meio morando lá a trabalho. Adicionalmente as férias, teve um feriado do dia 31 de Julho a oito de Agosto que foi quando comecei a minha viagem.

 

O Roteiro:

31 de Jul-1 de Ago: Viagem de avião Coréia-Ibiza

1 de Ago-5 de Ago: Ibiza, Espanha

5 de Ago-8 de Ago: Barcelona, Espanha

8 de Ago- 11 de Ago: Roma

12 de Ago-15 de Ago: Munich

15 de Ago-17; Salzburg

17 de Ago-8 de Set: No Brasil para metade das férias

8 de Set-10 de Setembro: Viagem de avião RJ-Coréia

 

 

31 de Jul-5 de Ago: IBIZA

 

O motivo de eu ter ido a Ibiza foi muito pessoal. Eu tenho família morando lá por mais de 30 anos, com primos, tios, sobrinhos e etc. Com isso, não poderia fazer uma viagem na Europa sem os visitar, minha tia simplesmente me deserdaria. Além disso, conhecia a fama do lugar para festas e praias maravilhosas o que era exatamente o que precisava para entrar no clima de férias após tanto tempo pegado na rotina de trabalho.

 

Para chegar na ilha foi uma novela. O meu ponto de chegada na Europa foi Paris as 14:30 do dia 1 de Agosto. Como eu já conhecia a cidade de outra viagem não parei por lá desta vez. O vôo para Ibiza saía as 22:30, comprado pela Iberia e operado pela Vueling me custou 60 EUROS comprado com antecedência de dois meses. Previsão de chegada em Ibiza para as 00:30. Com isso deixei todos os meus primos avisados que iríamos sair logo quando eu chegasse. Porém, a greve de controladores de vôos na Espanha fez com que eu somente chegasse na ilha as 4:30am, tomei um chá de cadeira de doze horas no aeroporto.

 

No aeroporto encontrei com o meu tio e seguimos para o município de Santo Antonio, o mais famoso para agito na ilha. Os meus tios moram afastados do centro e por isso, me reservaram um Hostel em frente a loja deles, muito bom por sinal. O nome é Hostel Roca e custa 18 Euros por pessoa num quarto para dois. Assim, se você não tiver outra pessoa paga 36 Euros pelo quarto com ar-condicionado e banheiro privativo, muito bom o local. Nesta hora todos os meus primos já tinham ficados bebâdos e ido dormir, com excessão de um deles que trabalhava em um bar até as 4am. Encontrei com ele e fomos dar uma volta na rua que terminou com uma farra até as 8am. As ruas de Ibiza são fantásticas, com gente fantasiada, dançando, bebendo e se divertindo. Os bares fecham as 6am, mas sempre tem uns que esticam mais um pouquinho.

 

Acordei as 1pm, dei oi para todos e fui com a minha prima para a praia de Calabassa. Na ilha todas as praias são chamadas de Cala+alguma coisa (cercado por morros ou montanhas). A água do Mar Mediterrâneo é um capítulo a parte, que azul mais lindo e transparante. Esta praia era familiar, mas mesmo assim tinham muitos jovens, detalhes muitas poucas mulheres usam a parte de cima de bikini independente da idade.

 

Para chegar à praia pegamos um taxi que custou quinze euros porque o taxi-barco somente saía de Santo Antonio para Calabassa até o meio-dia. Ficamos lá até seis e meia da tarde e pegamos um ônibus de volta, que nos custou dois euros cada. O ônibus foi abarrotado, inclusive ficaram pessoas de fora. Chegamos, tiramos a roupa molhada e fomos ao Café Del Mar ver o por do sol de Ibiza. O programa é imperdível, um bar na beira da praia, tocando eletro, cheio de gente dançando e tomando cervejas com limão e sangrias. O por do sol rende aplausos de todos, muito bonito. Em frente tem um outro café no mesmo estilo que se me lembro bem se chama Mambo. Às onze horas estava de volta no hotel, tomei banho, tirei um cochilo de duas horas e fui encontrar com meu primo que trabalhava até as 2am neste dia. Do bar dele tomamos o caminho da rua e ficamos mais uma vez até as oito.

 

No outro dia, acordei meio dia e fui a duas “calas” próximas ao hotel com o meu primo. Sentamos em um barzinho na beira da praia, comemos tapas e bebemos chopp. Para ser sincero nem mergulhei no mar, o chopp tava bom demais! As quatro de tarde fui com o meu tio a Cala Conta uma das praias mais famosas da região, muito bonita e badalada, mas preferi a Cala Bassa do dia anterior. Na noite o mesmo cenário do dia anterior, cochilo e muita festa.

 

No dia seguinte, acordei às dez da manhã para fazer um passeio de barco para “Esverdad”, uma ilha com formato de sereia que tem um monte de mistério e história envolvida. Vale a pena o passeio, que mostra todas as calas da região e custa quinze Euros. O Barco tem parada para mergulho. Por a noite, fiz a melhor noitada em quanto estive na ilha. A minha prima trabalha em um hotel alucinante, o Ibiza Rocks. Este hotel tem os quartos virados para piscina e uma aera comum com um palco que rolam umas festas absurdas. Na boa, quem quiser realmente festa e quiser pagar fica hospedado lá, custa 130 Euros para duas pessoas. Neste dia não lembro a hora que cheguei no hotel de volta e nem como.

 

Perdi o vôo de propósito, não tava querendo ir embora e marquei para o outro dia. Eu fiz o mesmo de sempre, praia e festa.

No último dia, almocei com os meus tios e segui para Barcelona. O meu tio pegou o mesmo vôo que eu porque tinha negócios a serem resolvidos na cidade.

 

 

20100901003156.JPG

 

20100901003623.JPG

20100901004036.JPG

20100901004555.JPG

20100901011015.JPG

 

Barcelona: 5 Julho- 8 de Julho

 

Cheguei a Barcelona com o meu tio por volta das 18hrs. O irmão dele nos pegou e fomos jantar na casa da família de outro irmão. Foi muito legal a maneira que eles me receberam, com um jantar maravilhoso, champagne, doces e muito bate-papo. Às onze horas saímos de lá e meia hora depois o meu tio me deixou em frente ao meu albergue o Equity Point Center.

 

O grande problema foi que o albergue não tinha segurado a minha reserva, porque segundo eles eu tinha perdido a reserva por não ter aparecido no dia anterior (lembra de esticada em Ibiza). Porém, eu já sabia disso e havia ligado no dia anterior os informando para me cobrarem a diária, mas que por favor segurassem a minha reserva para os outros dias e me foi dito que estava tudo "ok" e que podia chegar no albergue sem problemas. Não foi o que aconteceu e o pior era que nenhum albergue próximo tinha vaga, ou seja, tive que sair a meia noite por Barcelona com o mochilão nas costas para encontrar um hotel. Enfim morri em 110 euros para dormir num quarto em cima de uma cozinha, mas que tinha ar-condicionado e internet sem fio. Fiquei meio P*** com o albergue, mas não deixei estragar minha viagem não.

Na manhã seguinte acordei às sete da manhã, deixei as malas na recepção e fui andar pelas Ramblas passando primeiro pela Praça da Cataluna, Zona portuária e Bairro Gótico. Entrei em tudo quanto é canto das Ramblas que havia pegado indicação na internet no site: http://www.barcelona.com. Uma dica, não entrem no museu marítimo que de legal em minha opinião somente um barco antigo a remo muito grande. Terminando as Ramblas passei pelo monumento de Colón e segui para a Zona Portuária que com certeza vale a visita! Um monte de gente caminhando, barcos legais, um shopping irado no final com um painel de espelhos gigantes que dá umas fotos bem legais. Depois da zona portuária sentei em um quiosque em frente à central de correios da cidade e comi um sanduíche de ramón com salame por oito Euros. De lá mergulhei no bairro gótico.

O Bairro gótico é lindo, mas sem pesquisa prévia do que significa cada coisa e um mapa muito bom fica muito difícil de fato conhecer direito o local. Por isso, não me prendi muito e prometi na manhã seguinte fazer um “Walking Tour” de três horas pelo local. No fim da minha caminhada dei de cara com a Praça da Catalunha novamente, já eram duas da tarde.

Depois da caminhada optei por pagar dois dias de city tour no ônibus de turismo que tem ponto de partida na praça e tem parada em simplesmente todos os principais pontos turísticos da cidade com intervalo de quinze em quinze minutos até as onze horas da noite. O preço senão me engano para os dois dias foi 35euros. A primeira parada é na Mansão da Discórdia de Gaudi, ali você já começa a se apaixonar pela cidade, depois parei no museu de Arte Moderna passando pelo estádio de toureiro, fui à zona olímpica e na praia local. Por último parei na Sagrada família, mas não entrei porque somente pode subir nas torres até as 6 horas da tarde e já eram quase oito. Da igreja voltei para pegar as minhas malas e me instalei no Hostel Paris nas Ramblas que havia conseguido mais cedo em um quarto para casal com ar por 50 Euros no total. Já estava pensando na chegada da minha namorada que ia me encontrar na noite seguinte.

Após tomar banho e me trocar fui ao ponto de informação turística na praça da Catalunha e marquei para o dia seguinte as nove da manhã o walking tour pelo bairro gótico por oito euros já usando o desconto de dois euros que o ônibus tinha me dado. Jantei uma pizza com sangria nas Ramblas vendo o movimento da rua à noite, me custou 30 Euros. Muito legal ver gente de todo mundo caminhando feliz e os artistas de rua fazendo as suas performances. Fiquei tentado a buscar uma noitada, mas resisti e fui dormir meia noite.

Na outra manhã levantei sete e meia, tomei banho e oito e dez estava no mercado La Boqueria tomando café da manhã. Eu tomei um suco de manga e comi um sanduíche de ramon por 4 euros no total. De lá segui para o ponto de encontro do passeio pelo bairro Gótico. Como valeu a pena, o guia simplesmente destrincha tudo para você te levando nos lugares mais alucinantes possíveis contando a história de cada um, você se sente simplesmente viajando no tempo. A dica para pegar o guia é muito forte, vale muito a pena. Saindo do passeio almocei diversas tapas no caminho para a Praça da Catalunha por 12 Euros. Peguei o ônibus que havia pagado no dia anterior e fui direto para a Sagrada família, era uma hora da tarde. O visual da igreja é espantoso, muito louco essa Gaudí! Peguei uma filinha de uma hora para subir nas torres, mas valeu a pena para ver de perto. De lá fui para o Park Guell também de Gaudí que foi o local que mais curti na cidade e fiquei quase duas horas andando lá. A minha próxima parada foi em uma igreja que não lembro o nome, mas que fica no topo de Barcelona. Você pega um bondinho para subir inclusive e com certeza tem a melhor vista de Barcelona. Tomei três chops em um restaurante com vista para a cidade. Fui ao Camp Nou tirar umas fotos e segui para o aeroporto para buscar minha namorada que chegava as dez da noite, já eram oito.

O avião dela chegou certinho as dez e as dez e meia já estávamos juntos. Pegamos o shuttle bus e as onze e meia estávamos no hotel e fui dar uma volta rápida com ela pela cidade já que no dia seguinte íamos acordar as cinco da manhã para irmos a Roma. Fomos andando pelas Ramblas, passando por Colon e terminando com um jantar na Zona Portuária, o cardápio foi Paella Valenciana com Sangria por 60 Euros tudo.

 

20101015052013.JPG

20101015052416.JPG

20101015052530.jpg

20101015052824.JPG

20101015053224.JPG

20101015053711.JPG

20101015054304.JPG

20101015054818.JPG

20101015055100.JPG

20101015055353.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Roma de 8 a 11 de Agosto:

Após o meu avião atrasar de novo chegamos a Roma ao meio dia ao invés das oito como previsto antes. Assim, sou categórico em afirmar que odeio a Vueling! Viagem de trem ou ônibus sempre que puderem independente da distância... Fica aqui a dica.

Chegando ao aeroporto pegamos o trem para a Estação Termini que nos custou 10 Euros cada, achei caro. O nosso hotel foi o Afrodite bem em frente à estação mesmo. O quarto era muito justo pelo preço, limpo e moderno apesar do box ser um pouco pequeno para os meus 1,90m. O preço foi 80 Euros para o casal com o café da manhã que pode ser considerado apenas razoável quando comparo com o de Munich, mas dava para forrar bem! Encontrei atendentes muito educados, outros nem tanto e um indiano que no segundo dia tive que me exaltar muito sério pela maneira super grosseira que ele estava falando com a minha namorada por causa do cartão do quarto que não estava abrindo a porta. Eu estava comprando souvenires e ela subiu para tomar banho primeiro, acontece que ela já tinha decido três vezes na recepção e o cara não fazia nada para ajudar e quando eu soube disso tive que ameaçar o cara dizendo que ou eu arrombava a porta ou arrastava ele pelo pescoço. Ele resolveu subir e dar um jeito... Faz parte.

Na nossa primeira tarde pegamos o mapa da cidade no hotel, compramos o Roma Pass (todos os transportes públicos de graça e 3 entradas inclusas) na estação Termini em uma tabacaria por 25Euros, pegamos o metro até a estação Cavour (uma antes do Colisseo) e fomos almoçar no restaurante Cavour 313 que fica em frente a estação de metro, muito fácil de achar. A comida estava muito boa e o preço bem razoável, gastamos aprox. 40 Euros para os dois com uma taça de vinho cada. Dali fomos fazer o trio Colisseo, Palantino e Forum Romano. Nesta hora como eu agradeci os relatos que recomendavam o Roma Pass, sem fila para o Colisseo foi excelente. Tiramos muitas fotos, andamos muito, demos risadas e nos divertimos um bocado.

Achei Roma uma cidade muito legal para casal. Os demais três dias destrinchamos tudo que se podia e mais um pouco. Achei três dias e meio perfeito para conhecer Roma e o Vaticano.

No museu do Vaticano eu não sabia que podia fazer a reserva das entradas pela Internet e peguei uma fila de duas horas em baixo de um sol de rachar. Vale à pena reservar antes, ou visitar na parte da tarde porque quando saímos de lá as 3pm já não tinha fila nenhuma.

Para quem quiser conhecer outros viajantes e tomar uma birita vale fazer o Pub Crawl que é bem animado e você se diverte bastante, já que estão todos bebados..rssss

Outra dica é visitar a Fontana di Trevi à noite comprando uma garrafa de vinho branco e um queijinho esperto em um dos mercadinhos aos redores. Sente em frente, descanse do dia e curta o visual. Até pedido de casamento vimos.

 

20101102023521.JPG

20101102023710.JPG

20101102023810.JPG

20101102023955.JPG

20101102024121.JPG

 

20101102024412.JPG

20101102024702.JPG

20101102024745.JPG

20101102024935.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Munich: 12 - 15 de Agosto

 

O tem noturno para Munich saiu de Roma aproximadamente as 19:05 do dia 11. O nosso vagão era para seis pessoas com três camas de cada lado e muito pequeno, mas deu para descansar apesar do ar-condicionado congelando. As nossas passagens foram compradas pelo raileurope com antecedência e foi 60 Euros cada.

 

O horário de chegada na estação Hauptbahnhof foi 06:30 e ficamos num hotel realmente bem em frente, o Ludwig por 79Euros a diária com um super delicioso café da manhã. Assim que chegamos estava caindo uma garoa com um pouco de frio e corremos para o hotel. Após um bate-papo com o recepcionista conseguimos fazer o check-in logo cedo o que foi muito bom porque estávamos loucos para tomar um banho e trocar a roupa desde Roma.

 

As oito horas saímos de novo do hotel e a chuva continuava e agora mais forte. Então voltamos para a estação de trem e decidimos seguir para Fussen e tentar a sorte de encontrar o tempo melhor. Não deu outra, o dia lá estava lindo quando chegamos por volta das onze da manhã. Na estação de Fussen, pegamos um ônibus logo em frente que nos deixou no local central dos castelos de Ludwig. Antes de começar a visita aos castelos Neuschwastein e Hohenschwangu resolvemos experimentar um dois restaurantes para um prato local afinal só tinhamos comido um sanduíche as sete da manhã. A comida estava ótima e o nome do restaurante infelizmente não consigo lembrar, mas todos tinham a aparência boa e escolhemos o que tinha a melhor vista do castelo.

Para subir pagamos um ônibus que sai do lado do ponto de informação turística que nos deixou próximo a uma ponte linda com vista para a cidade e os castelos. Pico muito bom para tirar fotos! A partir daí andamos bastantes, tiramos muitas fotos, descemos a pé pegando chuva (sim tinha começado) e curtimos a tarde inteira na cidade. Existia a opção de entrar nos castelos com horário agendado, mas optamos por somente fazer a visita aos redores. As seis da tarde pegamos o trem de volta para Munich e as oito estávamos de volta. A chuva estava fraquinha e resolvemos ir a Marianne Platz para jantar e conhecer um pouquinho da cidade. Existem inúmeras opções de comidas e locais, mas o preço é um pouco salgado (em torno de 50 Euros para os dois). Outra vez tiramos algumas fotos, demos risadas, comemos e as onze já estávamos no hotel.

No dia seguinte, caímos no café da manhã que estava uma delícia e fomos fazer o free walking tour com o New Europe que saía em frente ao relógio da Marianne Platz as dez. Valeu muito a pena, peguamos um guia muito gente boa que nos mostrou tudo com muita paciência e juntos passamos com ele quase 4 horas. A minha namorada tinha uma amiga na cidade e uma hora antes do tour terminar ele saiu para almoçar com esta amiga e eu que estava amarradão no tour fiquei de encontrá-la depois. O tour foi tão bom que dei 20 Euros ao guia, tenho certeza que a minha viagem não seria a mesma sem este role na cidade. Quando encontrei com as meninas fomos ao jardim de cerveja St Agustine (cerveja do papa!) beber a tarde toda até o noivo da amiga dela sair do trabalho. As oito após o namorado dessa amiga aparecer fomos ao jardim de cerveja Hofbrau beber mais um pouquinho, rs. Na mesa que sentamos coincidentemente tinha uma brasileira casada com um alemão e um casal de australianos que já tinha visitado o Brasil. Foi uma farra só e amei a cerva alemã! No fim estava tão tonto que voltamos de taxi e dispensamos os quinze minutos de caminhada até o hotel.

Levantamos cedo e após mais uma vez no esbaldarmos no café da manhã seguimos para o Jardim Inglês que é grande, verde, gente caminhando, bonito, mas não fez muito minha cabeça. Depois fomos para o museu de BMW que é legal também para quem curte carros (não muito meu caso) e o parque olímpico que atribuo as mesmas qualidades do Parque Inglês. Uma coisa muito legal que vimos foi uma mini cidade sendo montada por muitas crianças no Parque Olímpico, que projeto legal e divertido para as crianças. Um dia no Brasil que sabe.

Após visitar estes locais voltamos ao Marianne Platz para subir na igreja de São Pedro, pela primeira vez o céu estava limpo e daria uma boa vista. Tivemos que correr muito porque a minha namorada ia viajar naquela noite e tínhamos algo com uma hora e meia até ela pegar o shuttle bus para o aeroporto. Pegamos o metro e tivemos que subir um monte de degraus, mas realmente tem a melhor vista da cidade como o guia do dia anterior havia prometido. Valeu a Pena! Corremos para o hotel, me despedi da minha namorada e tinha mais uma noite sozinho na cidade. Então resolvi fazer o Beer Chalenge com o mesmo grupo do pessoal do free tour do dia anterior. Para quem se anima sai todos os dias as sete da noite em frente ao Starbucks da estação de trem. Porém, quando cheguei ao ponto de encontro bem cedo por sinal dei logo de cara com o meu guia do dia anterior e alguns outros da New Europe. Assim, após um longo bate papo ele me confessa que estava louco para não trabalhar naquela noite porque tinha um monte de amigos dele, inclusive do New Europe, curtindo uma mini Oktobeer Fest em Dachau. Foi nesta hora que como todo bom carioca cara de pau me ofereci para ir junto e tive uma das melhores noites da minha viagem. Pode-se dizer que deu para apagar bem as mágoas pela partida da namorada. Corremos para pegar o último trem de volta para Munich, apaguei no hotel para acordar cedo para ir a Salzburg. Amei Munich, fiquei muito na dúvida entre Barcelona e Munich como a minha favorita desta viagem.

20101109032145.JPG

20101109033820.JPG

20101109034042.JPG

20101109035211.JPG

20101109040437.JPG

 

20101109040836.JPG

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Participe da conversa!

Você pode ajudar esse viajante agora e se cadastrar depois. Se você tem uma conta,clique aqui para fazer o login.

Visitante
Responder

×   Você colou conteúdo com formatação.   Remover formatação

  Apenas 75 emoticons no total são permitidos.

×   Seu link foi automaticamente incorporado.   Mostrar como link

×   Seu conteúdo anterior foi restaurado.   Limpar o editor

×   Não é possível colar imagens diretamente. Carregar ou inserir imagens do URL.

Entre para seguir isso  



×
×
  • Criar Novo...