Use o menu Tags para buscar informações sobre destinos! - Clique aqui e confira outras mudanças!

Ir para conteúdo
Leticia Quaresma

Como agir em uma Parada Cardiorespiratória!!!!

Posts Recomendados

[align=justify]Resolvi postar algumas dicas que podem ajudar a salvar vidas. Não só nas viagens e trilhas, podemos nos deparar com uma parada cardiorrespiratória (PCR) a qualquer momento.

Baseadas nas novas diretrizes do Suporte Básico de Vida da American Hearth Association (AHA) 2010-2015. As modificações tem o objetivo de facilitar o atendimento, principalmente por pessoas leigas(que não sao profissionais de saúde).

 

[t3]Como reconhecer uma parada cardiorespiratória:[/t3]

 

- Pessoa inconsciente. Não responde ao chamado, nem a algum estímulo doloroso.

- Ausência de pulso central (Olhar pulso na região do pescoço)

- Cianose central e de extremidades (Cor arroxeada em lábios e dedos)

 

[t3]Como agir quando reconhecer uma PCR:[/t3]

 

[t1]Chame por ajuda![/t1]

 

Este é o primeiro passo. Dificilmente a RCP será bem sucedida se esta pessoa não for rapidamente atendida por profissionais capacitados e receber um suporte avançado de vida. Ligue para o SAMU (192), além de vir atender eles poderão instruir as próximas ações. Se na cidade não tiver SAMU, chame o corpo de bombeiros, alguma outra ambulância, ou encontre alguma outra forma de levar essa pessoa até um hospital.

Se no local tiver um Desfibrilador Externo Automático (DEA) peça alguém para buscá-lo. O DEA hoje é obrigatório em locais que tenham grande quantidade de pessoas (shopping, aeroportos e etc)

 

[t1]Inicie as compressões torácicas[/t1]

 

As mais novas diretrizes da AHA recomendam que a Ressuscitação Cardiopulmonar(RCP) se inicie pela compressões torácicas

 

[t3]Como Fazer:[/t3]

 

A posição correta das mãos é 2 dedos acima do processo xifóide (ossinho no final do tórax,entre as costelas) Você também poderá usar uma linha imaginária entre os mamilos como referencia, porém em mulheres com seios grandes isso se torna impossível.

A massagem deve ser feita sobre o osso esterno que fica no meio do tórax (e não sobre o coração, pois aumenta o risco de quebrar as costelas)

Coloque uma mão sobre a outra, mantenha os braços sempre esticados e comprima o tórax cerca de 5 centímetros. Permita que o tórax volte a posição normal após as compressões (isso faz com que o coração possa se encher de sangue novamente).

A seqüência deve ser de 30 compressões para 2 ventilações.

 

Adlt2.jpg.0c1012e0fc8caff20900ff7442072321.jpg

 

CPRCOMPR.jpg.fae2fe030ff4c869646ceaae6b678cab.jpg

 

[t1]Abra a via aérea[/t1]

 

Eleve o queixo da vítima, empurrando a testa para trás de forma a hiperestender o pescoço e facilitar a entrada de ar para os pulmões.

Em caso de pacientes vítimas de queda e acidentes, em que pode ter ocorrido lesão da coluna cervical, a manobra acima não é recomendada. Tente ventilar o paciente sem hiperestender o pescoço.

 

L1.jpg.d2e3dc96d24680458d5b451d808208a7.jpg

 

[t1]Faça ventilações de resgate[/t1]

 

Esse é um ponto crítico na RCP. Respiração boca-a-boca, não é recomendada, pois pode transmitir doenças para o socorrista. Hoje, no mercado, estão a venda mascaras descartáveis para fazer ventilações que podem ser levadas em bolsas ou ficar dentro do carro. O socorrista não tem obrigação de realizar as ventilações. Se esta for a sua opção, continue fazendo as compressões torácicas em um ritmo de 100 por minuto.

As ventilações devem ser sincronizadas com a compressão torácica na sequência de 30 compressoes para 2 ventilações

 

[t1]Use o desfibrilador para chocar o paciente.[/t1]

 

O DEA é um aparelho muito simples que pode salvar vidas. Aperte o botão de ligar e siga as instruções que o aparelho lhe der. Existem ritmos de parada cardíaca em que é necessário choque e em outros não. O aparelho é que irá lhe dizer se é o choque será ou não recomendado.

Antes de realizar o choque, certifica-se que ninguém (inclusive você) esteja encostado na vítima. Após o choque, inicie imediatamente as compressões torácicas.

Caso o aparelho não recomende o choque ele irá orienta-lo a continuar as compressões.

 

[t3]Seqüência de Atendimento:[/t3]

 

Faça sempre 30 compressões para 2 ventilações. Quando tiver realizados 5 ciclos de 30:2 (aproximadamente 2 minutos), reavalie o paciente, veja se o mesmo tem pulso e respiração. Se não, retorne a RCP.

Caso chegue o desfibrilador, interrompa o ciclo e ligue o mesmo. Passe a seguir as suas instruções.

 

[t1]Lembre o mais importantel!!!!![/t1]

 

- Avalie o paciente e reconheça a PCR

- Chame por Ajuda

- Inicie as compressões torácicas

- Abra a Via Aérea

- Realize as ventilações de resgate

- Desfibrile (choque) o paciente[/align]

 

 

Depois coloco vídeos!!!

Adlt1.jpg.41e2fd7c0c7950741eb989cea4cb81e3.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ótimas dicas, Letícia!!!

Aprendi algumas dessas técnicas durante os treinamentos de brigada de incêndio e de CIPA onde trabalhava, mas nada que se compare às dicas de uma profissional da área!!!!

Parabéns, tá muito bom mesmo!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora


×