Dicas: O que fazer em Galápagos

Guias de viagem sobre destinos no Equador, tutoriais e tópicos com dicas criados pela comunidade. Quer criar um guia, enviar uma dica ou postar um tutorial sobre o Equador? Crie seu tópico aqui!


Dicas: O que fazer em Galápagos

Mensagem não lidapor arthursa » 30 Mai 2008, 16:46

Olá...

Bom, Estive no Equador em julho de 2006,

- A moeda local é o dólar americano, mesmo sendo uma moeda pesada você consegue fazer compras/transporte/hotel relativamente barato. Viajei sozinho e paguei mais ou menos 25U$ à 15U$ por noite depende muito do local e da cidade. dentro das cidades pode também pegar ônibus e táxi que são barato comparando com Brasil.

- Nao é um pais barato como a Bolivia, mas tambem nao é caro!

- Existem locais imperdíveis,

> COTOPAXI: pode ir de ônibus ate a "porta do parque cotopaxi" por Quito / Latacunga) de lá consegue pegar uma outro transporte de uma pessoa que fica fazendo frete dentro do parque, não deixa de ir no refugio que fica no cume do vulcão, onde tem muita neve e é muito frio, para dormir lá é tranqüilo, mas tem de ter um bom saco de dormir, pois é muito frio a noite!
(anexo uma foto do vulcao)

> Baños: Baños é maravilhoso com cachoeiras maravilhosas e alugando uma Bike pode andar muito.

> Riobamba: Pegar o trem (autoferro) que faz Riobamaba / Cuenca, este trem você pode viajar por cima dele curtindo as montanhas.

> La mitad del mundo: Digamos que é um ponto turístico, tem de ir pois e lá onde o mundo é dividido ao meio.

> No domingo, tem a feira indígena na cidade de OTAVALO: não deixe de ir pois lá se pode comprar artesanatos super legais e bem barato, é também onde se encontra todos turistas do Equador ao mesmo tempo.

> Cuenca: é uma cidade muito bonita com uma arquitetura espetacular.

>Quito: TEm vários vulcões e\perto de quito, um deles é o Pichincha que pode ir através de um Teleférico que custa U$3.

> você pode se movimentar entre as cidades de ônibus, que te custa entre 2 a 5U$, o Equador é um pais muito pequeno e se pode viajar o pais inteiro em poucos dias.

No mais fico a disposição para ajudar, boa viajem a vocês e Sorte!

As praias Equatorianas ( Tirando Galapagos - Muito caro ++U$) nao sao bonitas, na minha opiniao o Equador é um pais que tem como beleza principal os Vulcoes (sao mais de 200) alguns chegando a 6000M, para quem curte pode fazer escalada no cume do vulcao com grupos que sai de Quito, ou Trekking na mata amazonica de Baños/Riobamba tem muitas cachoeiras.

Uma dica: Para conhecer Quito / Baños / Riobamba / Cuenca:

- De Quito se pega um onibus para Banõs +- U$3,00 ( 2 Horas )
- De Banõs pode pegar um onibus para Riobamba U$ 1,00 (40 min)
- Em Riobamba voce conhece o maior vulcao do mundo Thinguraua 6100M e de la se pega o trem que vai ate Cuenca (??U$ - 01 dia) é uma viajem legal!!

> No Equador e tudo perto e pode viajar de norte a sul do pais em menos de 24 horas.

Cotopaxi fica a 50 min de Quito, e é caminho de Baños ( + 2 H de viajem).

Agora para conhecer cotopaxi precisa de 01 dia, pois o parque é grande e ate o vulcão tem uma estrada de 01 hora de viajem de terra (carro), lá é muito alto e frio (5300 Metros) você não consegue andar rápido (é muito cansativo), acho legal comprar um bom saco de dormir para dormir no refugio, este sim é um passeio diferente! O pessoal (do mundo todo) que por ventura estiver lá, são escaladores e lá eles servem uma sopa com macarão e sardinha (muito ruim)... As 02 da manha sai para escalar o cume e voltam lá pelas 11Horas. Se for dormir no refugio leva uma comida pois a comida lá é escassa.

Sorte!!!!
Avatar do usuário
arthursa
 
Mensagens: 2
Desde: 21 Jun 2006, 17:52
Localização: Brasil

Dicas do Equador e Galapagos

Mensagem não lidapor heka » 05 Ago 2009, 02:19

Viajei recentemente ao Equador e o país me surpreendeu com a quantidade de atrativos e a pouca divulgação que tem aqui no Brasil. Deixo aqui as minhas dicas.

Equador é um país com dimensões pequenas, mas em seu território há uma diversidade de cenários e coisas para fazer que não daria para se imaginar. Além também de ter parte da Floresta Amazônica.
Pra começar, Quito a capital, fica a 2.850 m de altitude e a capital é cercada pelo vale andino. Seu centro antigo é patrimônio histórico da humanidade, pela UNESCO. Além de que perto da capital, a cerca de 22km, está a linha imaginária do Equador, que muitos visitam em 1 dia.

Em Quito, também há a parte nova da cidade, chamada Mariscal Sucre e onde fica o aeroporto. Aí estão localizados hotéis, pousadas, restaurantes, agencias de turismo, bares, etc. É chamada também de gringolandia, pois é onde a maioria dos turistas estrangeiros ficam. Porem, nos últimos anos tem também crescido as taxas de violência e crime contra os nativos e visitantes, pois os criminosos sabem onde o dinheiro fica. A regra em Quito é a mesma do Brasil, muito cuidado por onde andar, verificar se não está sendo seguido, cuidado ao sair e entrar nos hostels (muitos foram assaltados na saída ou entrada) procurar hotéis e pousadas com segurança, evitar caminhar de noite e tomar taxi. Porém em conversa que tive com pessoas que moravam ali, me disseram que o que valia era o bom senso e tanto a parte nova como a parte antiga, não diferiam muito.

O centro antigo, antes considerado perigoso, depois da restauração tem passado por um crescimento de hotéis e segurança. Existe policiamento ostensivo até tarde da noite, por conta dos turistas que vão visitar e me parece estar mais seguro que a parte nova. Porém também, nada impede que assaltos ocorram fora dos perímetros vigiados pela policia. No centro antigo, pelo que observei há acomodações para todos os bolsos também, desde hostel (Secret Garden, Hostel Revolution), médios (Hotel San Francisco de Quito) e alto padrão ( Pátio Andaluz).
Eu por via das dúvidas fiquei no meio, nem em Mariscal Sucre, nem na parte antiga. Mas que eu podia ir aos dois lugares facilmente e á pé. Reservei um quarto single por 11 dolares no L’Aurberge Inn. O hostel era ok, com internet, pizzaria, ag. de viagem mas precisa de uma renovação. Eu recomendaria ficar em Mariscal Sucre, que fica perto de tudo que precisa.

A 2 horas e meia de Quito, está a cidade de Otavalo, onde aos sábados ocorre o mercado indígena. Fica lotada de turistas, para comprar os artesanatos.

Ao sul de Quito, sai a estrada Panamericana, em direção a Riobamba, e que também é chamadas de Avenida dos vulcões, pois passa junto a praticamente 8 dos mais altos picos, dos 10 existentes no Equador. O mais famoso é o vulcão Cotopaxi, com cerca de 5.900m. A região é conhecida como terras altas (highlands) e é paraíso dos montanhistas e trekkers. Dentro do Parque de Cotopaxi é possível acampar (Tampopaxi camping) ou ficar no refugio. Existem algumas hospedagens do lado de fora do parque também. De Quito pode se pegar tours até o parque, incluindo-se os guias para escalar. Alguns preferem ir até Latacunga (2 horas de Quito) e de lá contratar os tours com guias. E também serve como base para explorar os arredores, como o Quilotoa circuito.

Em Riobamba, também é possível contratar guias. Mas o atrativo principal é a saída de trem, para o chamado Nariz Del Diablo, na ferrovia construída ligando Quito a Guayaquil, mas que hoje vai só até Simbabe. O trem percorre os vales e vilas e se pode viajar no teto do trem para ver melhor a paisagem. Tem esse nome, porque depois de uma parte da viagem o trem desce uma inclinação acentuada na montanha, o “nariz”. O trem sai de Riobamba as 4-feiras, 6-feiras e Domingos as 7 horas da manhã e a viagem dura ao redor de 5-6horas.
Banõs é outra cidade para quem gosta dos banhos termais, especialmente depois de uma escalada.

Mais ao Sul, tem se a cidade de Cuenca, 3 maior cidade do Ecuador e famosa pelos seus casarios coloniais. Perto de Cuenca estão as ruínas incas de Ingapirca e também há uma trilha inca, que no passado ligava Cuzco com Quito e Cuenca, mas me parece que quase não há infraestrutura, como em Machu Pichu.
Moeda Corrente: o país é dolarizado. A moeda é o dolar americano, por isto não aceite notas em troco que não seja em dolar. Exceção das moedas que podem vir como dolar equatoriano, mas trate de se livrar delas o mais rápido possivel.

Galapagos

Para se chegar a Galapagos há somente um meio atualmente, de avião, saindo de Quito ou Guayaquil. A passagem em alta temporada custa 415 USD e em baixa cerca de 360USD, de Quito. De Guayaquil sai mais barato.
O turista tem que pagar uma taxa de 10 dolares no aeroporto de Quito ou Guayaquil, no posto da Ingala, chamado de cartão de transito, que deve manter até o fim da viagem e outra entrada de 100 dolares em Galapagos. Nós, do mercosul pagamos metade, 50 dólares ( já ajuda)

Há 3 opções para o viajante:

1-Pegar um cruzeiro,que pode ser de 4, 5 ou 8 dias. Os preços variam conforme a categoria do barco e nível de conforto. Os cruzeiros em Galapagos não são como os cruzeiros de lazer, são mais para dormir, por isto não espere aquele luxo. Os barcos são divididos em 4 categorias: básico (água fria, cabines com beliche, guias com conhecimento básico e barcos que podem dar problemas); turístico ( melhores, que os básicos, com chuveiro água quente, cabines divididas em 2 pessoas com beliche, guias com melhor conhecimento da biologia, alguns com a/c); categoria primeira ( tem um pouco mais de conforto, como 2 camas ao invés de beliche, chuveiro água quente, ar condicionado, guias especializados e conhecedores da fauna e biologia); luxo ( nem preciso dizer que tem tudo que os anteriores , os melhores guias, melhor conforto, melhor comida, etc). Eu peguei um cruzeiro de 4 dias, que passava pela ilha de Genovesa, usando o barco Éden. Eu fechei o tour direto com uma agencia de Quito, chamada Happy Gringo. Bom atendimento e rapidez. Saiu mais barato que fechando com uma agencia do Brasil (aqui só fazem pacote fechado e a preços inteiros), pois paguei a cabine dividindo com outra pessoa (que não conhecia) e me deram 10% de desconto (acho q a procura tava baixa devido a crise e a gripe?). Pra economizar mais ainda, pra quem tiver tempo, pode-se tentar comprar tours de ultimo minuto, se sobrar lugar no barco. Os preços as vezes saem 30 a 40% mais barato. É um pouco arriscado, na alta temporada (jun/set e dez/mar),mas não impossível. O ideal na escolha do cruzeiro é ver em quais ilhas eles passam e qual vc prefere ir. No site da agencia de turismo que usei tem os barcos e itinerários, além dos preços.

2-Ficar na ilha de Santa Cruz, em Puerto Ayora e pegar passeios de barco de 1 dia. São mais baratos, de 60 a 120 dolares e vc fica fixo em Puerto Ayora, mas o tempo de permanência nas ilhas é pouco e não vão a ilhas muito distantes. Creio que os passeios se restringem mais as ilhas de Floreana, Isabela, San Cristobal, Seymour, Plazas e Santa Fé.

3-Pegar os ferrys que ligam as principais ilhas e se hospedar nas ilhas por alguns dias e conhecer o local. Dá para se fazer isto em Isabela, San Cristobal e Floreana, partindo de Santa Cruz. Esta também é uma opção econômica, porem se restringe somente as 4 ilhas. Mas vc terá bastante tempo para conhecer a fundo o local. Os ferries que ligam San Cristobal e Isabela saem diariamente de Puerto Ayora e custam 30 dólares.
Eu escolhi passar 2 dias em Puerto Ayora, conhecendo os arredores e pegar 1 dia de passeio até Floreana. Depois então pegar o cruzeiro de 4 dias.

Hospedagem em Puerto Ayora

Eu recomendo o Hotel Gardner. Paguei 25 dólares quarto single, com café da manha e ventilador. Com A/C saia a 35. Porem sugiro que peguem quarto ao fundo e no primeiro andar para cima. O meu era no terreo ao lado da recepção e se ouvia tudo. Muito barulho. Há o hostel Lirio del Mar que cobra 15 dolares o quarto single e 30 o duplo. Pequeno, mas limpo.

Abaixo estão listados as principais ilhas:

Ilha de Santa Cruz- é onde está o aeroporto (ilha de Baltra) e de onde saem a maioria dos barcos que fazer cruzeiros ou tours de 1 dia. È possível ir a ilha de San Cristobal e Isabela com ferries diários e a Floreana ( ferry 1 vez ao mês ou barcos particulares). Na vila de Puerto Ayora estão os hotéis, restaurantes, agencia de viagens, etc. A Ilha tem atrativos, como o centro de pesquisa Charles Darwin e berçário das tartarugas gigantes, e ter como morador o solitário George ( uma tartaruga gigante), a baia tartaruga, boa para mergulho, além da parte alta, que tem os túneis de lava e uma reserva de tartarugas gigantes.
San Cristobal- Puerto Baquerizo Moreno é a vila principal, onde estão os hotéis, restaurantes, etc. Também é possível pegar barcos daqui, mas em menor escala. A ilha tem como atrativo, o centro de interpretação, praias com leões marinhos, reserva natural de tartarugas gigantes.
Bartolomé- é famosa pelo cenário vulcânico e pelas iguanas e colônias de penguins.
Santiago ou James- tem leões marinhos e colônias de pássaros. É famosa por ter sido local onde antigos piratas e baleeiros paravam para descanso.
Española- colônias de albatrozes e a famosa gaivota de pés azuis.
Fernandina- colônias de iguanas marinhas ( as únicas do mundo), pássaros cormorantes que não voam e ainda tem um vulcão ativo.
Isabela- foi formada pela erupção de 6 vulcoes, 5 ainda em ativiade. Aqui se pode ver iguanas, tartarugas gigantes, muitos pássaros, etc. Na vila de Villamil, é onde estão os hotéis. Também existiu um antigo presídio. A ilha tem muitos lugares para trekkings e hikkings.
Rabida ou Jervish- praias de cor vermelha e leões marinhos.
Genovesa- é uma das ilhas mais a nordeste do arquipélago e difícil de ser alcançada. Somente os cruzeiros mais longos vão até lá. É onde existe a maior variedade de colônia de pássaros, como a gaivota de pé vermelho, a magnífica fragata ( o macho tem um papo vermelho), gaivota de pé azul, e muitos outros pássaros, além de leões marinhos e focas.
Floreana- foi a primeira ilha a ser habitada e é rica em historia de intrigas e mistério. Atualmente cerca de 100 pessoas vivem lá. O único hotel pertence a família dos primeiros colonizadores. Uma das atrações é o “correio”, um barril que os antigos baleeiros usavam como correio. Eles deixavam suas cartas para que o próximo navio que aportasse, e algum de seus marinheiros olhassem as cartas para ver se alguma era do próximo destino que iriam e assim levar as cartas e postar para o remetente. E assim era o ciclo. Ainda hoje os viajantes e turistas fazem isto como diversão. Deixar uma carta sua e pegar outra para ser postada como retorno ao favor.

Minha experiencia, no geral, foi muito gratificante. Não esperava encontrar a quantidade de atrativos em um pais tão pequeno e que acho muito mal divulgado aqui no Brasil. Tem lugares sensacionais para se visitar, mesmo para quem não vai a Galapagos.
Já Galapagos eu tinha uma grande expectativa, que não se cumpriu por completo. Foi muito legal ver as tartarugas gigantes, mas a quantidade de animais era muito pouca. O proprio guia disse que ano a ano os animais tem diminuido de quantidade. Os cientistas ainda não sabem a razão. Pode ser o aquecimento global ou o aumento de turistas nas ilhas que esta causando o impacto, pois o numero de barcos fazendo os tours simplesmente explodiu. Há 10 anos era um 1 barco por semana, agora chegam a 10 por dia ou mais dependendo da ilha. Imaginem o impacto. Por isto, quando visitarem é importante observar regras de conduta, como : não alimentar os animais, não tocar, não levar nada das ilhas e principalmente não deixar nada nas ilhas ( lixo, papel, etc). Vejam se o guia está ligado nestas questões, pois em no tour de 1 dia que eu peguei, o guia não alertou os turistas sobre essas necessidades e uma familia suiça, simplesmente, no mergulho agarrou uma tartaruga debaixo d’agua, tentando tocá-la.
Mas Galapagos ainda tem coisas únicas: tartarugas gigantes, red e blue footed booby ( não sei a tradução direito, algo como gaivota de pés vermelhos e pés azuis), a chance de estar fazendo snorkelling e nadar junto com leões marinhos e até pinguins.
Editado pela última vez por heka em 16 Mar 2012, 09:11, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
heka
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1178
Desde: 18 Fev 2007, 12:29
Localização: SP, Brasil

Re: Dicas do Equador e Galapagos

Mensagem não lidapor Viajero Aprendiz » 27 Fev 2010, 19:59

Galera, passei o mês de janeiro agora no Equador e voltei deslumbrada. Assino em baixo das dicas e acrescento que a cidade de Baños é uma ótima pedida de passeio. Se estiver em Quito, é só ir até o Terminal Sul e tomar um ônibus pra lá, umas 4 horas de viagem, e os ônibus saem do terminal com uma frequência de mais ou menos 1 hora. Lá, é possível fazer um passeio, à noite, em Chivas, até o mirante do Vulcão Tungurahua, que está em plena atividade, e também percorrer a rota das cachoeiras, em chivas ou bicicleta. Para hospedagem, sugiro o Hostal El Oro, os donos são pessoas maravilhosas e os quartos são super confortáveis. Viajar para o Ecuador é relativamente barato, e o país tem muitos atrativos, vale a pena!
Avatar do usuário
Viajero Aprendiz
 
Mensagens: 25
Desde: 12 Jan 2009, 23:10


Voltar para Equador - Guias, Tutoriais e Dicas



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes