Mochilão de 30 dias pela Europa.

Roteiros de Viagem na Europa


Mochilão de 30 dias pela Europa.

Mensagem não lidapor michelle_&_flavio » 24 Ago 2010, 21:58

Olá Amigos,

Somos mochileiros de primeira viagem e faremos uma viagem de 30 dias pela Europa. Já pegamos várias dicas legais neste site, mas sentimos a necessidade de opiniões mais específicas sobre nosso roteiro, por isso estamos fazendo o nosso primeiro post.
Gostaríamos da opinião de vocês a respeito do nosso roteiro, sobre os pontos que não devemos deixar de visitar em cada cidade, indicações de albergues, restaurantes, enfim, coisas que deixem nossa viagem bem legal, mas que também não a deixe muito cara (estamos percebendo que um mochilão na europa é bem caro). Resumindo, gostaríamos de saber se nosso roteiro está legal ou se deveríamos mudar alguma coisa.
O Roteiro é o seguinte (a ordem seguida foi para obter o jeito que gastasse menos com passagens aéreas de empresas low-cost) :

1ºdia - São Paulo-Roma
2ºdia - Roma
3ºdia - Roma
4ºdia - Roma
5ºdia - Roma
6ºdia - Veneza
7ºdia - Veneza-Paris
8ºdia - Paris
9ºdia - Paris
10ºdia - Paris
11ºdia - Paris
12ºdia - Londres
13ºdia - Londres
14ºdia - Londres
15ºdia - Londres
16ºdia - Munique
17ºdia - Munique
18ºdia - Berlim
19ºdia - Berlim
20ºdia - Amsterdam
21ºdia - Amsterdam
22ºdia - Amsterdam
23ºdia - Barcelona
24ºdia - Barcelona
25ºdia - Barcelona
26ºdia - Lisboa
27ºdia - Lisboa
28ºdia - Madrid
29ºdia - Madrid
30ºdia - Madrid-São Paulo

Estamos pensando em viajar entre fevereiro e março, e sabemos que estará muito frio por lá. Há alguma dica sobre que roupas levar, qual o melhor tipo de calçado, se é melhor deixar pra comprar roupas e calçados na europa (lembrando que nosso primeiro destino é Roma, há alguma sugestão de loja para comprar roupas de inverno?), etc..
Como é para cruzar as fronteiras entre os países? Precisa-se de algum documento especial? Tendo passaporte europeu, como funciona?
Tenho um celular Nokia 5800 que quero levar para usar o gps e internet (usar skype), alguém sabe como é o melhor jeito de eu conseguir um plano de internet, qual melhor e mais barata empresa (que funcione na euorpa inteira) e como funcionam os planos?
O seguro viagem é algo indispensável? E a carta Schengen? As empresa aéreas low-cost são o melhor jeito de ir de um país ao outro ou há algum jeito mais barato?
Bom, como vocês podem ver temos muitas dúvidas, qualquer ajuda e informação é muito bem vinda.

Obrigado.
Flavio e Michelle
michelle_&_flavio
 
Mensagens: 1
Desde: 16 Jan 2009, 10:00

Re: Mochilão de 30 dias pela Europa.

Mensagem não lidapor pmichelazzo » 25 Ago 2010, 04:15

Olá casal,
michelle_&_flavio escreveu:Olá Amigos,

Somos mochileiros de primeira viagem e faremos uma viagem de 30 dias pela Europa. Já pegamos várias dicas legais neste site, mas sentimos a necessidade de opiniões mais específicas sobre nosso roteiro, por isso estamos fazendo o nosso primeiro post.

Sejam bem vindos!

michelle_&_flavio escreveu:Gostaríamos da opinião de vocês a respeito do nosso roteiro, sobre os pontos que não devemos deixar de visitar em cada cidade, indicações de albergues, restaurantes, enfim, coisas que deixem nossa viagem bem legal, mas que também não a deixe muito cara (estamos percebendo que um mochilão na europa é bem caro). Resumindo, gostaríamos de saber se nosso roteiro está legal ou se deveríamos mudar alguma coisa.
O Roteiro é o seguinte (a ordem seguida foi para obter o jeito que gastasse menos com passagens aéreas de empresas low-cost) :

1ºdia - São Paulo-Roma
2ºdia - Roma
3ºdia - Roma
4ºdia - Roma
5ºdia - Roma
6ºdia - Veneza
7ºdia - Veneza-Paris
8ºdia - Paris
9ºdia - Paris
10ºdia - Paris
11ºdia - Paris
12ºdia - Londres
13ºdia - Londres
14ºdia - Londres
15ºdia - Londres
16ºdia - Munique
17ºdia - Munique
18ºdia - Berlim
19ºdia - Berlim
20ºdia - Amsterdam
21ºdia - Amsterdam
22ºdia - Amsterdam
23ºdia - Barcelona
24ºdia - Barcelona
25ºdia - Barcelona
26ºdia - Lisboa
27ºdia - Lisboa
28ºdia - Madrid
29ºdia - Madrid
30ºdia - Madrid-São Paulo


Por partes:

1) Vocês são um casal, por favor. Veneza é tão romântica quanto Paris com a vantagem de não ter franceses :) Gastem mais um dia por lá que vai valer a pena.

2) Eu penso, a menos que já tenham feito todas as pesquisas nas low-fares, que o roteiro está errado pois chegar em Roma, ir para Veneza, passar por cima de Munique para ir a Paris, atravessar o canal para Londres, voltar para Munique e depois voltar para Amsterdam, é muita volta.

A dica que sempre dou para o pessoal que está viajando com tempo (como é o caso de vocês) e vai conhecer um conjunto de cidades/países é traçar uma linha ou um círculo entre aquilo que deseja conhecer. As conexões são mais simples, mais baratas e mais "lógicas" (se é que existe lógica nos sistemas de transporte).

Se pego o roteior de vocês, faria assim: Roma - Veneza - Munique - Berlin -Amsterdam - Londres - Paris - Lisboa - Barcelona - Madrid. Com este roteiro se reduz escalas estranhas que não tem necessidade de acontecer, principalmente com aeroportos hub's no meio do caminho (aqueles que conectam voos entre grandes cidades). Pegue o mapa e veja que está mais lógica a distribuição das cidades.

3) Particularmente mudaria algumas coisas, ficando mais tempo em algumas cidades e menos em outras, até removendo algumas. Ex: Munique você "perde" um dia em Dachau e um dia no museu de tecnologia (é um monstro). E ai? Tem muito mais coisa para ver em Munique que valeria a pena o tempo. Pior, Munique fica perto de Salzburg na Áustria que é uma cidade romântica, linda, com cervejas maravilhosas, respira Mozart para tudo que é lugar e ai.. fica-se com a vontade de ir e não vai. Lamentável.

Da mesma forma Berlin. Só de Friedrichstraße, portões de Brandemburg, parlamento e ilha dos museus vai-se dois dias fácil. Vão perder? Eu cortaria ambas as cidades para ficar mais tempo em Veneza, Lisboa e Madrid.[/quote]

michelle_&_flavio escreveu:Estamos pensando em viajar entre fevereiro e março, e sabemos que estará muito frio por lá. Há alguma dica sobre que roupas levar, qual o melhor tipo de calçado, se é melhor deixar pra comprar roupas e calçados na europa (lembrando que nosso primeiro destino é Roma, há alguma sugestão de loja para comprar roupas de inverno?), etc..


Depende, se vocês são do norte/nordeste, qualquer 20º vai ser frio ;)
Levem agasalhos mas não adianta tentar levar roupa para inverno rigoroso por dois motivos: 1) não tempos roupa para inverno rigoroso, exceto em lojas especializadas que vai custar os tubos de caro e ai vale a pena comprar lá e 2) não tem certeza de quanto frio vai passar. Veja, estamos em Agosto, frio, e SP fez 31º ontem. Dá para entender?

Vai precisar comprar roupa? Compre em brechó. Existem milhares deles e toda a cidade possui ao menos 1. Não tenha vergonha, é algo normal principalmente quando falamos de frio.

Calçado, para andar com certeza (a menos que estejam pensando em só fazer passeios noturnos em restaurantes :)) Tênis e/ou daquelas botas impermeáveis Timberland. Custa mais barato aqui no BR.

michelle_&_flavio escreveu:Como é para cruzar as fronteiras entre os países? Precisa-se de algum documento especial? Tendo passaporte europeu, como funciona?

É como atravessar a rua para ir na padaria. Depois que fez a imigração em um porto de entrada, esquece o passaporte no fundo da mala e não tira mais até o embarque de volta ao Brasil. Isso é válido para quem tem passaporte brasileiro ou europeu.

A única vantagem do passaporte europeu é que não pega fila nos aeroportos. Agora colocaram umas catracas eletrônicas para os passaportes biométricos (com chip) que simplesmente passa o dito no scanner, a cancela abre e está liberada a entrada. Quase uma catraca de metro ;)

michelle_&_flavio escreveu:Tenho um celular Nokia 5800 que quero levar para usar o gps e internet (usar skype), alguém sabe como é o melhor jeito de eu conseguir um plano de internet, qual melhor e mais barata empresa (que funcione na euorpa inteira) e como funcionam os planos?


Não vejo necessidade. Europa é assim: wi-fi na rua e guest-house ou em hotel 5 estrelas. Toda a cidade minimamente com gente possui wi-fi aberto. Ademais, as guest houses também possuem. Com isso evita-se querer ficar falando com a família (já que estão passeando) e pagando caro pelo serviço. Quer falar "oi" para o povo, usa um wi-fi aberto ou vai numa "lan house". Paga-se 1 euro, fica uma hora lá e resolvido.

michelle_&_flavio escreveu:O seguro viagem é algo indispensável? E a carta Schengen?

Casal, eu já fui para a Europa sete vezes nos últimos anos e nunca precisei de seguro. Nunca comprei e nunca aconteceu nada comigo. Não me pediram, nunca fui parado em imigração, nunca tive qualquer ressalto. Se é ou não indispensável, depende de cada um. Vão te atender em qualquer hospital se você sofrer um acidente, não tenha dúvida, mas a conta pode vir salgada depois. Eu nunca fiz porque sempre esqueci de fazer, esta é a grande verdade, nada mais que isso.

Se seu santo é forte, não faça. Se ele anda meio estressado ou cansado, faça. Acho que é uma das piores opções de economia que se pode ter.

michelle_&_flavio escreveu:As empresa aéreas low-cost são o melhor jeito de ir de um país ao outro ou há algum jeito mais barato?


Nem sempre. Mas ai varia do perfil do viajante. Minha última viagem grande na Europa (20 dias) foi feita por trem, avião e ônibus num roteiro que pegava Alemanha, Áustria e Praga. Parte fiz de trem, parte de avião e parte de ônibus.

Porque disso? Jogo sempre com redução de custo. Então, por exemplo, muitas vezes é mais "barato" pagar uma passagem mais cara de uma companhia regular do que uma low-fare porque você vai ter uma conexão entre um trem e o aeroporto direta, sem precisar de translado. O que "perde" no custo maior da companhia regular, compensa o custo do translado.

É uma matemática complexa confesso e que aprendi principalmente andando na Ásia onde as cidades são muitas e as opções maiores ainda. Levo em consideração tempo de chegada, hotel, distância e assim por diante. Exemplo: moro em SP e vou ao Rio 4 vezes por mês. Sempre vou de ônibus e volto de avião. Com isso ganho uma noite de hotel que paga a diferença do avião. Estas contas precisam ser feitas também por lá.

Ônibus é uma opção boa também. As rodovias são "rodovias" realmente e vocês podem ir dormindo, por exemplo, enquanto companias low-fare normalmente usam aeroportos secundários que ficam nos quintos dos infernos.

Dicas:
Ônibus
http://www.eurolines-travel.com/
http://www.gullivers.de/
https://www.berlinlinienbus.de/index.php?lang=en

Low-fare:
http://wikitravel.org/en/Discount_airlines - companhias aéreas low-fare do mundo todo

Tools:
Amadeus - http://www.amadeus.net/ (de onde para onde por avião em todo o mundo)

michelle_&_flavio escreveu:Bom, como vocês podem ver temos muitas dúvidas, qualquer ajuda e informação é muito bem vinda.


Algumas dicas que escrevi há tempos mas podem ser úteis:

Viajando como peba - http://www.michelazzo.blog.br/2007/03/3 ... como-peba/
Diário de bordo - Europa 1 - http://www.michelazzo.blog.br/2007/08/2 ... opa-cap-1/

Abs
Paulino Michelazzo
10 anos de mochileiros.com
33 countries, 5 continents and counting...
Blog, relatos e dicas de viagem: http://www.michelazzo.info
Avatar do usuário
pmichelazzo
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 301
Desde: 09 Mai 2004, 00:54
Localização: San Pawl il-Baħar - Malta

Re: Mochilão de 30 dias pela Europa.

Mensagem não lidapor pmichelazzo » 25 Ago 2010, 04:18

Olá casal,
michelle_&_flavio escreveu:Olá Amigos,

Somos mochileiros de primeira viagem e faremos uma viagem de 30 dias pela Europa. Já pegamos várias dicas legais neste site, mas sentimos a necessidade de opiniões mais específicas sobre nosso roteiro, por isso estamos fazendo o nosso primeiro post.

Sejam bem vindos!

michelle_&_flavio escreveu:Gostaríamos da opinião de vocês a respeito do nosso roteiro, sobre os pontos que não devemos deixar de visitar em cada cidade, indicações de albergues, restaurantes, enfim, coisas que deixem nossa viagem bem legal, mas que também não a deixe muito cara (estamos percebendo que um mochilão na europa é bem caro). Resumindo, gostaríamos de saber se nosso roteiro está legal ou se deveríamos mudar alguma coisa.
O Roteiro é o seguinte (a ordem seguida foi para obter o jeito que gastasse menos com passagens aéreas de empresas low-cost) :

1ºdia - São Paulo-Roma
2ºdia - Roma
3ºdia - Roma
4ºdia - Roma
5ºdia - Roma
6ºdia - Veneza
7ºdia - Veneza-Paris
8ºdia - Paris
9ºdia - Paris
10ºdia - Paris
11ºdia - Paris
12ºdia - Londres
13ºdia - Londres
14ºdia - Londres
15ºdia - Londres
16ºdia - Munique
17ºdia - Munique
18ºdia - Berlim
19ºdia - Berlim
20ºdia - Amsterdam
21ºdia - Amsterdam
22ºdia - Amsterdam
23ºdia - Barcelona
24ºdia - Barcelona
25ºdia - Barcelona
26ºdia - Lisboa
27ºdia - Lisboa
28ºdia - Madrid
29ºdia - Madrid
30ºdia - Madrid-São Paulo


Por partes:

1) Vocês são um casal, por favor. Veneza é tão romântica quanto Paris com a vantagem de não ter franceses :) Gastem mais um dia por lá que vai valer a pena.

2) Eu penso, a menos que já tenham feito todas as pesquisas nas low-fares, que o roteiro está errado pois chegar em Roma, ir para Veneza, passar por cima de Munique para ir a Paris, atravessar o canal para Londres, voltar para Munique e depois voltar para Amsterdam, é muita volta.

A dica que sempre dou para o pessoal que está viajando com tempo (como é o caso de vocês) e vai conhecer um conjunto de cidades/países é traçar uma linha ou um círculo entre aquilo que deseja conhecer. As conexões são mais simples, mais baratas e mais "lógicas" (se é que existe lógica nos sistemas de transporte).

Se pego o roteior de vocês, faria assim: Roma - Veneza - Munique - Berlin -Amsterdam - Londres - Paris - Lisboa - Barcelona - Madrid. Com este roteiro se reduz escalas estranhas que não tem necessidade de acontecer, principalmente com aeroportos hub's no meio do caminho (aqueles que conectam voos entre grandes cidades). Pegue o mapa e veja que está mais lógica a distribuição das cidades.

3) Particularmente mudaria algumas coisas, ficando mais tempo em algumas cidades e menos em outras, até removendo algumas. Ex: Munique você "perde" um dia em Dachau e um dia no museu de tecnologia (é um monstro). E ai? Tem muito mais coisa para ver em Munique que valeria a pena o tempo. Pior, Munique fica perto de Salzburg na Áustria que é uma cidade romântica, linda, com cervejas maravilhosas, respira Mozart para tudo que é lugar e ai.. fica-se com a vontade de ir e não vai. Lamentável.

Da mesma forma Berlin. Só de Friedrichstraße, portões de Brandemburg, parlamento e ilha dos museus vai-se dois dias fácil. Vão perder? Eu cortaria ambas as cidades para ficar mais tempo em Veneza, Lisboa e Madrid.[/quote]

michelle_&_flavio escreveu:Estamos pensando em viajar entre fevereiro e março, e sabemos que estará muito frio por lá. Há alguma dica sobre que roupas levar, qual o melhor tipo de calçado, se é melhor deixar pra comprar roupas e calçados na europa (lembrando que nosso primeiro destino é Roma, há alguma sugestão de loja para comprar roupas de inverno?), etc..


Depende, se vocês são do norte/nordeste, qualquer 20º vai ser frio ;)
Levem agasalhos mas não adianta tentar levar roupa para inverno rigoroso por dois motivos: 1) não tempos roupa para inverno rigoroso, exceto em lojas especializadas que vai custar os tubos de caro e ai vale a pena comprar lá e 2) não tem certeza de quanto frio vai passar. Veja, estamos em Agosto, frio, e SP fez 31º ontem. Dá para entender?

Vai precisar comprar roupa? Compre em brechó. Existem milhares deles e toda a cidade possui ao menos 1. Não tenha vergonha, é algo normal principalmente quando falamos de frio.

Calçado, para andar com certeza (a menos que estejam pensando em só fazer passeios noturnos em restaurantes :)) Tênis e/ou daquelas botas impermeáveis Timberland. Custa mais barato aqui no BR.

michelle_&_flavio escreveu:Como é para cruzar as fronteiras entre os países? Precisa-se de algum documento especial? Tendo passaporte europeu, como funciona?

É como atravessar a rua para ir na padaria. Depois que fez a imigração em um porto de entrada, esquece o passaporte no fundo da mala e não tira mais até o embarque de volta ao Brasil. Isso é válido para quem tem passaporte brasileiro ou europeu.

A única vantagem do passaporte europeu é que não pega fila nos aeroportos. Agora colocaram umas catracas eletrônicas para os passaportes biométricos (com chip) que simplesmente passa o dito no scanner, a cancela abre e está liberada a entrada. Quase uma catraca de metro ;)

michelle_&_flavio escreveu:Tenho um celular Nokia 5800 que quero levar para usar o gps e internet (usar skype), alguém sabe como é o melhor jeito de eu conseguir um plano de internet, qual melhor e mais barata empresa (que funcione na euorpa inteira) e como funcionam os planos?


Não vejo necessidade. Europa é assim: wi-fi na rua e guest-house ou em hotel 5 estrelas. Toda a cidade minimamente com gente possui wi-fi aberto. Ademais, as guest houses também possuem. Com isso evita-se querer ficar falando com a família (já que estão passeando) e pagando caro pelo serviço. Quer falar "oi" para o povo, usa um wi-fi aberto ou vai numa "lan house". Paga-se 1 euro, fica uma hora lá e resolvido.

michelle_&_flavio escreveu:O seguro viagem é algo indispensável? E a carta Schengen?

Casal, eu já fui para a Europa sete vezes nos últimos anos e nunca precisei de seguro. Nunca comprei e nunca aconteceu nada comigo. Não me pediram, nunca fui parado em imigração, nunca tive qualquer ressalto. Se é ou não indispensável, depende de cada um. Vão te atender em qualquer hospital se você sofrer um acidente, não tenha dúvida, mas a conta pode vir salgada depois. Eu nunca fiz porque sempre esqueci de fazer, esta é a grande verdade, nada mais que isso.

Se seu santo é forte, não faça. Se ele anda meio estressado ou cansado, faça. Acho que é uma das piores opções de economia que se pode ter.

michelle_&_flavio escreveu:As empresa aéreas low-cost são o melhor jeito de ir de um país ao outro ou há algum jeito mais barato?


Nem sempre. Mas ai varia do perfil do viajante. Minha última viagem grande na Europa (20 dias) foi feita por trem, avião e ônibus num roteiro que pegava Alemanha, Áustria e Praga. Parte fiz de trem, parte de avião e parte de ônibus.

Porque disso? Jogo sempre com redução de custo. Então, por exemplo, muitas vezes é mais "barato" pagar uma passagem mais cara de uma companhia regular do que uma low-fare porque você vai ter uma conexão entre um trem e o aeroporto direta, sem precisar de translado. O que "perde" no custo maior da companhia regular, compensa o custo do translado.

É uma matemática complexa confesso e que aprendi principalmente andando na Ásia onde as cidades são muitas e as opções maiores ainda. Levo em consideração tempo de chegada, hotel, distância e assim por diante. Exemplo: moro em SP e vou ao Rio 4 vezes por mês. Sempre vou de ônibus e volto de avião. Com isso ganho uma noite de hotel que paga a diferença do avião. Estas contas precisam ser feitas também por lá.

Ônibus é uma opção boa também. As rodovias são "rodovias" realmente e vocês podem ir dormindo, por exemplo, enquanto companias low-fare normalmente usam aeroportos secundários que ficam nos quintos dos infernos.

Dicas:
Ônibus
http://www.eurolines-travel.com/
http://www.gullivers.de/
https://www.berlinlinienbus.de/index.php?lang=en

Low-fare:
http://wikitravel.org/en/Discount_airlines - companhias aéreas low-fare do mundo todo

Tools:
Amadeus - http://www.amadeus.net/ (de onde para onde por avião em todo o mundo)

michelle_&_flavio escreveu:Bom, como vocês podem ver temos muitas dúvidas, qualquer ajuda e informação é muito bem vinda.


Algumas dicas que escrevi há tempos mas podem ser úteis:

Viajando como peba - http://www.michelazzo.blog.br/2007/03/3 ... como-peba/
Diário de bordo - Europa 1 - http://www.michelazzo.blog.br/2007/08/2 ... opa-cap-1/

Abs
Paulino Michelazzo
10 anos de mochileiros.com
33 countries, 5 continents and counting...
Blog, relatos e dicas de viagem: http://www.michelazzo.info
Avatar do usuário
pmichelazzo
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 301
Desde: 09 Mai 2004, 00:54
Localização: San Pawl il-Baħar - Malta


Voltar para Europa - Roteiros de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 4 visitantes