Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#1225240 por roberta1lins
16 Out 2016, 21:10
Nossa, chcosta... que belos relatos!!
Vou em dezembro e já estou na expectativa hehehhehehe
2 dúvidas: 1- você reparou se na estação Hua Lamphong tem depósito de bagagens? 2- sabe dizer se tem algum site onde eu possa comprar as passagens pra Ayutthaya daqui do Brasil?
Tentei no site 12goAsia, mas não consegui pro dia 09/12 :(

#1225386 por chcosta
17 Out 2016, 12:17
Olá Roberta, que bom que gostou! Espero que ajude no seu roteiro!

Depósito de bagagens - Não sei te dizer precisamente, mas acredito que tenha sim. Lembro de ter lido na época que tinha um local para guarda de bagagens no lado direito da entrada. A estação é relativamente bem estruturada e tem agências com escritório lá dentro, então acredito que você encontre um local para guarda das bagagens.

Compra da passagem - Compreendo de você querer sair daqui com tudo comprado, eu também gosto de ser precavido, mas nesse caso do trem entre Bangkok e Ayutthaya não se preocupe! Nós compramos na hora e o trem foi vazio. Nosso vagão devia ter uma ocupação de uns 5% apenas. A volta foi um pouquinho mais cheia pq viemos de primeira classe, mas também tinham muitos lugares vagos, possivelmente a segunda e a terceira classe deviam estar bem tranquilos também já que os trens são bem grandes.

Na época só encontrei o https://12go.asia que vendia a passagem. Dei uma olhada na sua data e só tinha uma opção de trem (o num. 211 com saída as 12h55). O valor de compra é de 255 baht. Não sei o por quê de eles não venderem os outros horários. Então não se desespere! ::ahhhh:: rs.. Vou te passar um link onde você pode conferir todos os horários de saída do trem, são muitas opções. Nesse link você também pode conferir os valor dos tickets. Verá que o valor do trem que você pagaria 255 baht é na verdade 35 baht + taxas.

http://www.railway.co.th/checktime/chec ... =Ayutthaya
OBS: Note que o site está todo em cinza devido ao luto pela morte do Rei.

Dica! Se você for fazer um bate e volta em Ayutthaya, o que é tranquilamente possível, pegue um trem cedinho (preferencialmente antes das 8h30). Assim você pega um tempo mais agradável e lugares um pouco mais tranquilos.

Ótima viagem para ti!
E não deixe de, quando voltar, nos contar como estava o país pós morte do Rei.
Tem muitos boatos de coisas fechadas... Mas acredito que seja só nesse primeiro mês...
Vamos torcer para estar tranquilo até Dezembro! Nós viajamos em Janeiro..

::otemo::
#1225525 por roberta1lins
17 Out 2016, 20:50
Pois é. Estou na expectativa da viagem e como funcionarão as coisas após a morte do rei. Espero que algumas atrações só fiquem fechadas agora ou no máximo em novembro ::lol3::
Eu tinha pesquisado na 12go e vi esse horário, mas ele diz que já está cheio ¯\_(ツ)_/¯ e vou fazer bate e volta mesmo :(
Mais uma vez, muito obrigada pela presteza :)
#1227063 por diegoberal
24 Out 2016, 09:23
Bom Dia Meus Queridos!
Nada mais legal que organizar as férias, e contar com as dicas da galera mais fera em viagens, os Mochileiros. Em Fevereiro próximo, minha esposa e eu passaremos 3 semanas na Tailândia, com uma rápida passada por Cingapura. Vocês como conhecedores da região, acham que meu roteiro abaixo está bom pra curtir bem nossos dias por lá, ou parece corrido?

13/02 – VOO SP – BANGKOK (ESCALA ISTAMBUL) – SAÍDA 04:50 HS
14/02 – CHEGADA EM BANGKOK ÀS 14:50 HS
14/02 – VOO PARA CHIANG MAI – ÀS 21 HORAS (80 REAIS POR PESSOA)
14 A 18/02 – CHIANG MAI
18/02 – VOO PARA KRABI – (168 REAIS POR PESSOA) (PRAIAS 11 DIAS)
18 A 22/02 – KRABI (Hospedar ou em Krabi ou Railay Beach)
22/02 – FERRY PARA KOH LANTA
22/02 – 26/03 – KOH LANTA
26/02 – FERRY PARA KOH PHI PHI
26 A 01/03 – KOH PHI PHI
(temos que visitar Wang Long e Nuy Bay)
01/03 – VOO PARA SINGAPURA
01 À 03 SINGAPURA
03/03 – VOO PARA BANGKOK – (167 REAIS POR PESSOA)
03 À 05/03 - BANGKOK
05/03 – VOO PARA SP

Muito obrigado pela ajuda,
Diego Queiroz
#1227253 por chcosta
24 Out 2016, 19:17
Fala Diego tudo tranquilo!?
Por pouco não nos encontraremos em Chiang Mai!
Nós saímos de lá dia 10/02 e vocês chegam dia 14/02...

Então... roteiro é algo bem particular e difícil de palpitar... cada um tem suas preferências, seu estilo de viagem....
Mas como o(a) FM, eu daria um pitaco de passar mais tempo em Bangkok...
Vejam se realmente Singapura é algo que vocês querem muiiiiito!

Sem Singapura vocês já farão 4 deslocamentos...
E deslocamentos sempre é um tempo "perdido", tanto no trajeto, como check-in, check-out....
Nós costumamos contar os dias de deslocamentos como "perdidos"...

Bangkok é algo que vocês podiam explorar mais!
Pelo que entendi vocês ficarão apenas 1 dia inteiro livre em Bangkok...
Nós ficamos 3 dias inteiros da vez passada e te garanto que faltou tempo para fazermos muita coisa...
Esse ano estamos voltando e vamos ficar mais 3 dias inteiros (fora meio dia de chegada e meio de saída).
Vamos fazer Chiang Mai que não conseguimos também da vez passada...

Mas como falei isso é muito pessoal....
Veja qual programação mais te agrada e aproveite!!!
Qualquer coisa que precisar da um grito!!
::otemo::
#1228213 por KarlysonRodrigues
28 Out 2016, 08:29
Costa,

o trajeto de ferry é tranquilo? Da muito enjoo?

chcosta escreveu:IDA DE BANGKOK > KOH TAO
- Fizemos esse trajeto de avião + ferry (barco).
- Dessa vez pegamos o taxi do hotel, pois não estávamos com saco para ficar negociando taxi na esquina do hotel e o valor também não era tão alto.
- Pagamos 490 baht na recepção do hotel e 5min já estávamos dentro do taxi;
- A ida até o aeroporto levou uns 45min;
- Já havíamos comprado, ainda no Brasil, um voo da Bangkok Airway de Bangkok para Koh Samui e pagamos 10.020 baht o casal (02/04/15 - Saída: 12:30 - Chegada: 13:35).
- Chegamos no Aeroporto de Samui e precisávamos ir para Bangrak Pier, esse foi o transfer mais caro da nossa viagem 400 baht por 1Km (nem 5min de deslocamento). ::vapapu::
- O transfer nós tivemos que pegar em um guiche no aeroporto, não vimos nenhum taxi e nenhuma outra forma. Até quando o transfer saiu eu procurei se não tinha fora do aeroporto e também não vi. É pagar e aceitar pelo jeito...
- Ah, não vimos nada para comer no aeroporto de Samui, ele é bem pequeno. Deixamos para procurar algo próximo ao pier.
- Chegamos no píer e vimos que a uns 50metros tinha um 7Eleven... Santo 7Eleven :D ... Compramos os sanduíches que eles esquentam na hora, bebida e salgadinho e pagamos 140 baht.
- Aguardamos por um bom tempo o ferry, que só sairia às 16h30.
- O ferry de Koh Samui > Koh Tao compramos no site http://www.ferrysamui.com.
- Pagamos 117,70 dólares (já incluso o trajeto de volta de Koh Tao até Koh Phi Phi). Acredito que o valor tenha ficado um pouco mais barato que comprar na hora.
- Basta imprimir o voucher, apresentar no guichê e trocar pelo ticket do ferry. Bastante simples!
- Ferry Koh Samui > Koh Tao
- Data: 02/04/15 - Saída:16:30 (Bangrak Pier) - Chegada:18:30 (Mae Haad Pier)
- Boat Name: Seatran Discovery
- O ferry faz uma parada em Koh Phangan primeiro e quem vai vai quem não vai fica, então segue para Koh Tao.
- Ah, nos ferrys normalmente tem um balcão que vende bebidas e salgadinhos. Não comprei mas acho que era o preço padrão.
- Ele atrasou 1 hora, chegamos às 19h30.
- O hotel que já havíamos reservado tinha um transfer do píer ao hotel, chegando lá foi só reconhecer a placa com o nome do hotel.

foto1.jpg


KOH TAO - SIMPLE LIFE RESORT
Endereço: 14/11 Moo 1, Sairee Beach
Telefone: +6677456142
Check-in: 02/04 (4 noites - a partir 13h)
Check-out: 06/04 (até as 11h)
Quarto: 1 Quarto Standard com Cama de Casal ou 2 de Solteiro
Incluso: Café + ISS (7%) + Taxa de serviço (10%) + Imposto Municipal (1%)
Cobrado no Cartão de Crédito: THB 7.600 (+ depósito reemb. de 1.000 THB em dinheiro)

- Fizemos a reserva desse hotel via Booking.com.
- Em uma escala de 1 a 5, daria 4 (muito bom) para o hotel.
- Pontos positivos: localização boa (1 quadra da praia, próximo a bares, restaurantes, aluguel de motos), quarto bastante grande, sem problemas com a reserva, duas águas de cortesia por dia e uma piscina bem boa.
- Pontos negativos: café com pouca variedade, wifi razoável e ar-condicionado um pouco fraco pelo tamanho do quarto.
- Utilizamos a lavanderia do hotel, a roupa mais pesada não veio tão limpinha mas veio cheirosa, pagamos 50 baht por 1Kg (apenas lavado, sem passar).
- O hotel fornece o transfer gratuito apenas do Píer para o Hotel, na volta você tem que pagar. Nós pagamos 300 baht (casal) na recepção para ir do Hotel ao Pier.
- Esse trajeto do píer ao Hotel é feito na caçamba de uma caminhonete do hotel.
- Devido ao horário que chegamos não tinha muito o que fazer nesse dia, decidimos jantar e descansar para acordar cedo.
- Aqui comemos umas das melhores pizzas da viagem, foi no restaurante Farango. Uma pizza para dois + bebida por 320 baht.

foto2.jpg


ILHA KOH NANG YUAN (DIA 1 - KOH TAO)
- Para quem ainda não ouviu falar Koh Nang Yuan são três ilhas privadas conectadas por uma estrita faixa de areia a uns 10min de Koh Tao.
- Pagamos 600 baht (casal) por um longtail taxi boat para nos levar e buscar.
- Ele nos deixou lá e nos buscou no horário combinado, às 17hrs, quando fecha a ilha para o público. Pois como falei é uma ilha privada que tem apenas um resort com um restaurante.
- A negociação desse longtail taxi não foi produtiva, os valores eram meio tabelados. Foi só andar pela orla da praia para ver as plaquinhas.
- Nosso hotel fica na praia de Sairee a 1 quadra (longa) da praia. Para pegar um longtail taxi foi só caminhar pela orla e tinham vários. Nós pegamos em frente ao "Wind Beach Resort".
- Chegando na ilha é cobrado 100 baht por pessoa.
- Não é permitido levar garrafa plástica, eles pedem para já deixar na entrada. Mas só perguntam, não fiscalizam.
- Essa ilha me surpreendeu positivamente no preço, esperava gastar mais lá com bebida e comida já que é uma ilha privada.
- Nossa referência é o Brasil, que nos faz pagar 20 reais por um pãozinho de queijo no aeroporto. Imagina o preço das coisas em uma ilha privada e paradisíaca da Tailândia;
- Os preços são:
- 30 baht a agua;
- 45 baht o refri;
- 150 baht o conjunto de cadeira e guarda-sol para o casal o dia inteiro;
- 240 baht pizza para uma pessoa;
- Passamos o dia inteiro lá fazendo snorkel, descansando e subindo o view point;
- No snorkel deu para ver nossos primeiros peixes, mas não foi tão magnífico quanto nos outros lugares que fomos no outro dia.
- O lugar de Snorkel é conhecido como Japanese Garden.
- Subimos duas vezes no view point. A subida é tranquila até. Algumas escadas mas nada desesperador. No final para subir nas pedras que dão uma visão completa da ilha é preciso um pouco de jeito para escalar duas pedras, mas também nada desesperador.
- A primeira vez que subimos estava lotado, uma disputa para tirar foto.
- Na segunda vez estávamos só observando da praia e vimos que estava vazio, era final da tarde, próximo de fechar a ilha às 17hrs, então corremos para lá.
- Ficamos por uns 5min sozinhos lá curtindo a vista, então já chegaram algumas pessoas. Mas estava bem tranquilo.
- Então às 17hrs fomos para o pier pegar nosso barco de volta.
- Dica 1: No nosso caso não foi o barqueiro que nos levou que nos buscou, nós guardamos o número do barco para saber e quando deu 17hrs não achamos ele lá, mas escutamos um barqueiro gritando o número do nosso barco então fomos lá e deu tudo certo. O nosso deve ter ido para algum passeio privado e mandou outro para nos buscar. Acho que é uma prática comum.
- Dica 2: Quando entramos nesse outro barco, um casal americano ficou meio que resmungando dizendo que o barco era deles, mas nem demos bola, afinal é um taxi boat e não um private boat. E além do mais fomos chamados pelo próprio barqueiro. Então não estranhe se tiverem outras pessoas no seu barco na volta.

foto3.jpg


foto4.jpg


foto5.jpg


CAMINHADA COMÉRCIO LOCAL / FEIRINHAS (DIA 1 - KOH TAO)
- Após Koh Nang Yuan fomos para o hotel descansar para a noite jantar e fazer uma caminhada pelas feirinhas.
- Comemos novamente uma pizza no Farango e a conta deu 430 baht.
- Próximo ao hotel tem umas ruazinhas com comércio e feirinhas vendendo artigos para turistas, óculos (falsificados), itens de mergulho e por aí vai.
- Nas ilhas o comércio é um pouco mais caro que em Bangkok. Em Bangkok uma camiseta era uns 100 a 150 baht, já em Koh Tao estava entre 200 a 250 baht.
- Mas aqui também vale a regra de negociar muito.
- Outros exemplos de preços: Ray-Ban falsificado = 200 baht / Ímã de geladeira = 40 baht / Pringles = 55 baht / Cerveja Chang média = 60 baht

BARES E FESTAS NOTURNAS (DIA 1 - KOH TAO)
- Na região que estávamos vi apenas bares na beira da praia e o roteiro era o mesmo todo dia, garotos fazendo malabarismos com fogo e sendo animados por um DJ.
- Confesso que não achei muito animada a noite em Koh Tao. As pessoas ficavam sentadas vendo a apresentação com fogo, escutando a música e tomando sua Chang ou Bucket.
- A meia-noite acabavam as festas nos bares... iam diminuindo o som, recolhendo as cadeiras e o povo ia embora...
- Pelo que entendi em dias específicos devem ter festas mais animadas... Você sabe sobre elas através dos cartazes colados pela cidade...
- Enquanto estávamos em Koh Tao não teve nenhuma dessas festas...
- O lugar que fomos por duas noites se chamava Lotus Bar, ele fica na beira da praia e a uns 5min caminhando do hotel. Parecia o mais animado da região.

foto6.jpg


BARCO PRIVADO AO REDOR DA ILHA (DIA 2 - KOH TAO)
- Nesse dia acordamos cedo para pegar um barco privado para fazer o passeio pelas principais praias da ilha.
- Em Sairee, região do Hotel, basta dar uma caminhada pela praia que você já vê uns barqueiros oferecendo o serviço.
- Assim como o longtail taxi, o valor era meio tabelado e inclusive estavam exibidos em placas onde ficavam os barqueiros.
- O preço era normalmente 2.500 baht um longtail por 6 horas e 5 pontos de parada (até 3 pessoas se não me engano).
- Ah, eles fornecem snorkel, pé de pato e colete salva vidas.
- Negociamos um pouquinho e fechamos por 2.300 baht (6 horas e 5 paradas).
- Optamos pelo barco privado para curtir cada lugar no nosso estilo, mas se quiser fazer tour em grupo é possível também. Pela ilha você encontra várias placas divulgando esses tours.
- O preço por pessoa para fazer o tour em grupo estavam entre 600 à 750 baht.
- Nosso barqueiro pediu 10min para ir buscar uma marmita e então partimos. Saímos de Sairee e demos a volta na ilha no sentido anti-horário.
- Dica 1: Se não quiser colocar a boca em um Snorkel utilizado por centenas de pessoas leve o seu próprio. Compramos na Decathlon de Curitiba duas máscaras e gastamos menos de 100 reais. Logicamente nada muito profissional, mas foram perfeitas para nós!
- Dica 2: Se quiser registrar os momentos leve uma máquina aquática (GoPro), pois você passará praticamente as 6 horas dentro da água.

foto7.jpg


Freedom Beach
- Essa foi a primeira parada. Uma prainha bem curtinha que tinha uns 20 metros de largura.
- Não gostamos muito, a prainha estava cheia de lixo e na água não era tão boa para snorkel. Talvez nadando mais para longe da praia fosse melhor.
- Ficamos uns 20 minutos aqui.

Aow Leuk
- Aqui sim o Snorkel foi bacana.
- Se quiser almoçar aqui é um bom lugar. Vá ao restaurante Aow Lek II.
- O barco parou em uma área de snorkel um pouco longe da faixa de areia, se quiser ir ao restante é bom pedir para o barqueiro levar próximo a areia.
- Nós voltamos nessa praia depois de moto.

Tanote Bay
- Aqui o Snorkel foi legal também. Os peixes ficavam tudo ao redor do barco, possivelmente se alimentando das alga presas no barco.
- Nessa praia fica a famosa pedra para subir e pular na água. Não vimos ninguém pulando. Subir a pedra é um desafio, há apenas uma corda para escalar.
- Nesse caso o barqueiro parou mais próximo a faixa de areia, então fomos nadando e relaxamos um pouco na areia.

Hin Wong Bay
- Essa é uma região bastante rochosa e mais profunda. Talvez seja melhor para mergulho.

Mango Bay
- Confesso que esperava mais dessa praia, pois ouvi falar tanto dela.
- O barqueiro nos indicou para almoçar aqui mas não almoçamos, o restaurante não tinha muitas opções de comida e estava completamente vazio. Deixamos para almoçar próximo ao hotel.
- Tomamos apenas uma coca por 60 baht.
- O restaurante fica em cima das pedras, tem que subir uma escadaria até ele. A vista lá de cima é legal.
- O snorkel aqui foi legalzinho mas não melhor que a Aow Leuk e a Tanote Bay.
- Depois dessa praia voltamos para Sairee e deram certinho 6 horas de passeio.
- Em nenhuma dessas praias tivemos o prazer de ver o tubarão galha-preta, que dizem ser inofensivo. Talvez mergulhando se tenha mais sorte! =/
- Não fomos para Koh Nang Yuan pois já havíamos ido no dia anterior.

foto8.jpg


foto9.jpg


foto10.jpg



NOITE (DIA 2 - KOH TAO)
- Quando voltamos do passeio de barco final da tarde comemos um sanduíche no restaurante do hotel, nossa conta deu 390 baht por 2 cheese burguer e 2 refri.
- Não espere muito dos hamburgueres, a carne é bastante diferente, parece uma carne de terceira misturada com alguma farinha ou algo do gênero. Só o hamburguer do Burguer King que era igual ao nosso (Mc Donalds não experimentei).
- Caminhamos pelas feirinhas novamente, compramos uma panqueca com Nutella por 45 baht e fomos novamente no Lotus Bar.
- No Lotus Bar foi o mesmo esquema, shows com fogos, música, povo sentado e bebida. Tomamos dessa vez a cerveja Singha, ao invés da Chang, por 65 baht cada long neck. Meia noite acabou!


ALUGANDO UMA SCOOTER (DIA 3 - KOH TAO)
- Nesse dia nosso plano era ir até a praia que mais gostamos no passeio do dia anterior e ficar por lá relaxando.
- Quando terminou o passeio com o barco privado eu questionei o barqueiro sobre o meu interesse em um taxi boat até a Aow Leuk, ele queria 2.000 baht, falou que pra ele não valia a pena ir e voltar, teria que ficar esperando. Ele mesmo me orientou que eu pegasse um taxi por terra, disse que era uns 1.000 baht ida e volta para duas pessoas.
- Achamos caro ir de taxi boat e também de taxi (caminhonete), nossa opção foi alugar uma scooter que nos deixaria mais a vontade para transitar.
- Bateu um pouco de medo... Lemos tantas histórias de como o povo tinha problemas com aluguel de motos... Mas decidimos arriscar...
- Alugamos uma scooter 150cc por 200 baht, o período de 24horas, na Banana Bikes. Ela está a uns 50 metros a esquerda do hotel. Fica de esquina e na varanda de uma clínica médica (seria um sinal!? rs...) ::ahhhh:: .
- Foi necessário deixar o passaporte. O carinha vistoriou a motoca, pediu que eu vistoriasse também e anotou em uma folhinha onde tinha avarias na moto. Depois me mostrou o nível da gasolina e pediu meu OK...
- Me deu também um contratinho que dizia o valor da moto caso eu perdesse ela (como assim!? ::ahhhh:: ) e um valor para o caso de avarias, acho que era 5.000 baht + peças (não me lembro). E que se eu tivesse problema não poderia levá-la em outra loja para arrumar porque tinha uma multa (as peças tem uma marcação própria).
- Depois tirei fotos de vários ângulos da motoca seguindo indicações dos blogs.
- Dica 1: No quarto do Hotel Simple Life tem um alerta sobre problemas com motos e eles indicam que os hóspedes aluguem motos na frente do Hotel na loja STAMP TRAVEL. Lá eles pediram 250 baht pela moto, mas achei o pneu da moto muito fino e liso.
- Dica 2: Escolha uma moto com pneus mais largos e no estilo pneu de mountain-bike pois terão alguns trajetos de terra e bastante íngremes.
- Dica 3: Se não tem experiência com moto e quer um pouco mais de tranquilidade e segurança alugue um ATV (quadriciclo). Estavam cobrando 800 baht, mas deve ter negociação.
- Dica 4: Não se esqueça que o trânsito funciona na mão inglesa!

foto11.jpg


INDO DE SCOOTER ATÉ AOW LEUK (DIA 3 - KOH TAO)
- Como o posto de gasolina era já do outro lado da rua decidimos abastecer. Mas exagerei na gasolina. A motoca tava com 2 barrinhas, botei 70 baht (acredito que era 2 litros, mas foi tanta gasosa que eu acho que a medida era outra). De 2 barrinhas a motoca marcou 5 barrinhas, quase encheu o tanque.
- Tanque cheio nosso destino era a Aow Leuk e depois a Tanote Bay.
- Aconselho a dar uma olhada no capa como chegar lá, é difícil explicar aqui mas é relativamente tranquilo de chegar.
- Eu já tinha me informado sobre os trajetos, sabia que pegaríamos umas subidas e descidas íngremes e algumas partes de terra, então estávamos preparados.
- Até a Aow Leuk o trajeto foi uns 80% por asfalto e outro pedaço por terra. As descidas eram bastante íngremes e a estrada bastante estreita, na parte de terra é preciso ir com muito cuidado. Pois além de ser de terra, algumas partes a terra não é lisa, é cheia de pedregulhos pequenos e grandes.
- Depois de alguns momentos tensos finalmente chegamos a praia! ::mmm:
- Deixamos a motoca na entrada da praia ao lado de várias outras.

AOW LEUK (DIA 3 - KOH TAO)
- Chegamos e já fomos direto para a água, a areia estava muiiito quente. Fizemos também snorkel próximo as pedras.
- Almoçamos no restaurante Aow Leuk II, o qual indico bastante. Comemos 2 sanduiches + 1 fritas + 4 refris por 540 baht.
- Fomos bem atendidos, o sanduiche acho que foi o melhor que provamos na Tailândia, a batatinha veio bem servida e a vista do restaurante é muito bacana.
- A praia não tem muita sombra, achamos uma sombrinha bem ao lado do restaurante.
- Após algumas horas na Aow Leuk decidimos ir para a Tanote Bay.

foto12.jpg


foto13.jpg


foto14.jpg


INDO DE SCOOTER DA AOWN LEK ATÉ A TANOTE BAY (DIA 3 - KOH TAO)
- Nesse trajeto tivemos um pequeno probleminha... Logo que saímos da Aow Leuk em uma subida bastante estreita e íngreme fui devagarzinho pelo canto, com medo do pessoal que descia rápido (nas curvas normalmente só passa um veículo por vez), e a inclinação nos puxou para fora do asfalto. ::putz:: A camada de asfalto é bastante alta, então a moto deu uma pequena raspada em baixo. Achei que teríamos problemas na entrega da motoca, mas como foi supercial não tivemos qualquer problema.
- Depois desse probleminha passei a ir mais rápido nas subidas para dar mais estabilidade na motoca.
- Nesse trajeto também pegamos algumas descidas de terra mais complicadas.
- Para chegar lá seguimos, se não me engano, as placas para o Montalay Resort já que não tinham muitas placas indicando Tanote Bay.
- Deixamos a motoca no estacionamento de um hotel, não vi o nome, e descemos por uma longa trilha do hotel até a Tanote Bay.

TANOTE BAY (DIA 3 - KOH TAO)
- Nessa praia entramos no mar, fizemos um pouco de snorkel e relaxamos na areia.
- Nessa praia cuidado com seus pés se for fazer snorkel, os corais começam bem próximos a praia e é facinho de se cortar.
- As sombras ficam um pouco mais para trás do mar. Lá tem alguns bares, mas não compramos nada. Tem um lugar para fazer massagem também.

foto15.jpg


foto16.jpg


ENTREGANDO A MOTOCA
- O trajeto de volta é mais tranquilo, subir a estrada de terra é melhor que descer.
- Entregar a motoca foi tranquilo também. ::otemo::
- Como falei, achei que teríamos problemas com aquela raspado embaixo da moto, mas ele só deu uma volta na moto, disse que estava tudo ok e entregou o passaporte.
- Quando entregamos a motoca ela continuava a marcar as 5 barrinhas de gasolina. O cara até brincou que eu entreguei com o tanque cheio.
- Dica: A motoca é locada por 24 horas, nós utilizamos só durante o dia e devolvemos no final da tarde, se quiser pode entregá-la só no outro dia. O hotel tem um estacionamento para motos.


NOITE (DIA 3 - KOH TAO)
- Após um longo dia de passeios nada melhor que uma massagem tailandesa!
- Fizemos a massagem tailandesa de 1 horas por 300 baht por pessoa. :P Escolhemos uma casa de massagem pequena bem na porta do hotel.
- Essa foi a legítima massagem tailandesa, um pouco dolorida mas excelente.
- Elas te colocam em uma salinha com ar-condicionado e protegida por umas cortinas e pedem para você tirar toda a roupa, ficando apenas de roupa íntima... :shock: :P .... então trazem uma roupa para você colocar.... :(
- Aí começou a massagem!!! =) Só não apaguei totalmente porque era um vira, puxa, aperta... Para nós a massagem foi uma das melhores coisas da Tailândia.
- Pra se despedir de Koh Tao jantamos novamente no Farango, nosso restaurante preferido, e demos uma passadinha no Lotus Bar.
#1228219 por chcosta
28 Out 2016, 09:09
Fala Karlison,
Tudo tranquilo!? Posso dizer que foi bem tranquilo. Fiz navio uma vez e sofri pra caramba, agora nos ferry lá nao senti nada. Até mesmo o barcos privados pequenos para passear entre as ilhas foram tranquilos, e olha que mexe bastante.

Vai tranquilo! Para viajante tudo é uma maravilha!

Abs

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes