20º Festival de Inverno de Paranapiacaba já tem datas definidas


A 20ª edição do Festival de Inverno de Paranapiacaba (FIP) ocorrerá nos dias 18, 19, 25 e 26 de julho. Ainda não está definida a programação deste ano, mas em 2019 o evento contou com mais de 100 atrações culturais espalhadas por diversos pontos da vila. Foram shows, intervenções artísticas, dança, circo, mostras audiovisual e fotográfica, contação de histórias, feira de artesanato e antiguidades entre outros.
O FIP já se tornou um dos mais tradicionais e importantes eventos culturais e gastronômicos da região metropolitana de São Paulo.

paranapiacaba prefsantoandre
Vista de área da Vila de Paranapiacaba | Foto: Helber Aggio/Prefeitura Municipal de Santo André.

Paranapiacaba conta com infraestrutura de restaurantes (algumas opções aqui), pousadas e bed and breakfasts (algumas opções aqui) e uma das opções de camping na região, bastante conhecida dos mochileiros é o ‘Simplão de Tudo' (a cerca de 8Km da vila, informações aqui).
Além do o festival você também pode curtir as trilhas em Paranapiacaba! A vila é ponto de partida para um conjunto de trilhas e travessias que se estendem por uma das mais belas áreas de Mata Atlântica do Estado de São Paulo, a Serra do Mar.

Como chegar

De carro/moto – Para chegar à Vila de Paranapiacaba de carro/moto, o visitante deve seguir pela Via Anchieta até o Km 29 (placa para Ribeirão Pires), entrar na SP 148 (estrada Velha de Santos) até o Km 33 e pegar a Rodovia Índio Tibiriçá (SP 31) até o Km 45,5. Após, o motorista deve pegar a SP 122 até Paranapiacaba.
De ônibus ou trem – Também é possível chegar de ônibus, ele sai do Tersa (Terminal Rodoviário de Santo André), localizado na Estação Prefeito Saladino (CPTM), ou da estação ferroviária de Rio Grande da Serra a cada hora (Viação Ribeirão Pires, tel. 4828-9646).
Também é possível pegar o Expresso Turístico, na Estação da Luz. Os preços você pode conferir aqui e horários e disponibilidade aqui.

Embarque na Estação Luz | Foto: Divulgação/CPTM.

Patrimônio histórico e arquitetônico

A Vila de Paranapiacaba, localizada no município de Santo André (SP) – no limite entre o planalto paulista e a serra do mar –, é um patrimônio arquitetônico originário da ocupação inglesa na região da serra para a construção da estrada de ferro Santos-Jundiaí, no final do século 19.

A vila, que inicialmente era um acampamento de operários, após a inauguração da ferrovia, em 1867, foi transformada na Estação Alto da Serra, para cuidar da manutenção do sistema. Devido à sua localização, último ponto antes da descida da serra, a Vila de Paranapiacaba começou a ganhar importância.

No ano de 1987, o patrimônio arquitetônico e natural de Paranapiacaba foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (órgão estadual) e, em 2002, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

paranapiacaba wikipedia anapaulahirama
Vista da estação ferroviária de Paranapiacaba | Foto: Ana Paula Hirama/Wikimedia Commons.

 

NOTA: Apesar da indefinição da programação, a edição 2020 já tem uma página de evento no Facebook (aqui).
Novidades sobre o FIP bem como sua programação serão publicadas aqui no blog.

Com informações da Agência Brasil e da Prefeitura Municipal de Santo André.


5 comentários em “20º Festival de Inverno de Paranapiacaba já tem datas definidas”

  1. E aproveitar enquanto está de pé. Há muitos que querem transformar boa parte do precioso entorno verde em um estacionamento de containers. Deveriam se envergonhar, mas se vangloriam. Há quem deveria se opor, mas apoia. E há os que lutam, mas são apedrejados. Acorda, Brasil. Viva Paranapiacaba!

    Responder
  2. Nao conheco mas tenho vontade fui uma vez mas teve um acidente com um trem que deixou cair uns canos de ferro nos trilhos e tivemos que voltar .

    Responder
  3. Paranapiacaba não é somente uma vila, mas sim, um poema onde pulsa história, segredos e superação.
    Conhecê-la e acima de tudo viajar pelo tempo e respirar aromas que nos levam até os infinitos céus.

    Responder
    • Tenho vontade de conhecer essa linda e com bastante historia da nossa cidade de S.Paulo, coisas antigas nos faz sonhar com esses velhos e belos tempos de outrora. Obrigada.

      Responder

Deixe um comentário