7 tipos de work exchange pra fazer mundo afora


O work exchange tornou-se popular, já que é uma boa oportunidade para quem deseja viajar e conhecer mais da cultura local sem gastar muito, uma vez que permite a troca de habilidades por hospedagem.

Há na internet alguns sites onde é possível encontrar essas oportunidades e o principal deles é o Worldpackers, que oferece diversas experiências para quem deseja se aventurar pelo planeta.

Os anfitriões são os mais variados: hostels, pousadas, campings, ONGs, escolas, comunidades, Eco Lodge, hotéis, casas de família, projetos sociais e ambientais… e é disso que vamos falar.

Indiferente do seu objetivo, o work exchange pode ser uma ótima oportunidade! Confira algumas possibilidades de aproveitar esse tipo de voluntariado seja no Brasil ou fora do país.

1 – Hostel, pousadas, hotéis, camping, etc

Se work exchange é trocar trabalho por hospedagem, nada mais natural do que fazer isso em lugares que oferecem hospedagem!
As opções vão desde lugares mais simples como campings, despojados como hostels, até hotéis com estrelas e tudo.
E dentro disso uma gama de oportunidades se abre, seja trabalhar na recepção, ajudar na limpeza, levar hóspedes para passear e fazer atividades recreativas.
Se for fora do Brasil, pode ajudar, ainda, a desenvolver outro idioma, já que você terá bastante contato com turistas.

Work Exchange na recepção de hostels, por exemplo,  acelera o aprendizado de idiomas
Voluntariar na recepção de hostel, por exemplo,  acelera o aprendizado de idiomas | Foto: Divulgação/Worldpackers

2 –  Casas de Família

Quer experienciar a vida local de verdade? Sentir-se um morador e aprender muito sobre a cultura de um país? O site oferece várias opções de trocar trabalho por acomodação em casas de família, você se sente em casa e dá aquela mãozinha no que eles precisarem.

3 – Work exchange em comunidades espiritualistas

Des-co-nec-tar ou co-nec-tar! Se você gosta de coisas zens, entendeu o que eu quero dizer!
Acordar e praticar pilates em gramado verde, viver com monges budistas na sua rotina, ajudar em um retiro na Índia, aprender meditação na Tailândia, aquela aula de yoga em uma praia paradisíaca brasileira…
Sim, você pode! E para isso, a moeda de troca é contribuir com um pouco do seu tempo como forma de gratidão.

Work Exchange em um Centro Budista na Tailândia
Centro Budista na Tailândia que recebe work exchange | foto: Divulgação Worldpackers

4 – Ecovilas, Ecolodges e Camping

Gosta do contato com a natureza? Quer desconectar da vida urbana?
Que tal uma temporada vivendo em conexão com meio ambiente em um lugar tranquilo? No site da Worldpackers você encontra centenas de opções de lugares com essa vibe.
Além disso, pode ser uma ótima oportunidade de aprender novas atividades como, por exemplo, permacultura e bioconstrução.

Work Exchange em uma ecovila no interior de São Paulo
O site traz oportunidades no Brasil e no exterior. Na foto, projeto no interior de São Paulo | Foto: Divulgação Worldpackers.

5 – ONGs de Proteção aos animais

Quem nunca quis ser veterinário quando criança? Imagina ter finalmente a possibilidade de realmente experienciar um tempo com os mais diversos tipos de animais e ainda fazer a diferença na vida dos bichinhos?! Seja cachorros na Índia, elefantes na Tailândia, gatos no Cambodja ou cangurus na Austrália.
Procure a oportunidade que mais tem a ver com você e só vai!

6 – Restaurantes, bares e baladas

Se você é cozinheiro ou não cozinha nada, trabalhar em restaurante como voluntário pode ser uma ótima! Ensinar novas receitas, aprender sobre culinária pelo mundo ou simplesmente parar de queimar o ovo frito! As vagas em restaurantes vão desde chefes até ajudantes de cozinha. Bem, se você quiser, pode começar lavando prato também.
É chegado em uma festa? Tem também! Puxar aquele pub crawl, ajudar na night do hostel, trabalhar em um barco balada… quem sabe não é a sua chance de aprender a jogar as garrafas para o ar, trabalhando e se divertindo?

Work Exchange em um bar na Tailândia
Que tal ajudar em um bar na Tailândia durante as férias? | Foto: Divulgação Worldpackers

7 – Projetos de Impacto Social

Para quem deseja além de viajar ajudar o próximo, oportunidades em ONGs e em projetos sociais podem ser uma ótima escolha. Nessa experiência é possível ensinar alguma habilidade para crianças, ajudar na manutenção do local, entre várias outras oportunidades.

Work Exchange em uma ONG no Nepal
Voluntários em ONG no Nepal | Foto: Divulgação Worldpackers.

Como participar do Worldpackers?

Para candidatar-se às vagas de troca de trabalho por hospedagem mundo afora disponíveis no Worldpackers, você precisa se tornar um ‘membro verificado’ e ter mais de 18 anos de idade. Assim poderá conversar com quem está oferecendo essas vagas, confirmar sua estadia, ter o suporte da plataforma antes e durante a viagem, como por exemplo, se você não estiver satisfeito(a) com seu anfitrião, a Worldpackers paga por 3 noites de acomodação em qualquer outro anfitrião na mesma cidade.
É pago?
A plataforma cobra uma taxa anual de US$ 49, mas utilizando o código mochileiros você ganha US$ 10 de desconto, caindo a taxa então para US$ 39.
Sendo ‘membro verificado’ você contará com os benefícios citados acima e poderá confirmar quantas viagens quiser dentro do período de um ano, sem precisar pagar por novas taxas de confirmação.

Código Promocional Worldpackers
O pagamento da taxa anual pode ser feito via cartão de crédito ou boleto. Utilizando o código mochileiros você ganha US$ 10 de desconto | Foto: Reprodução.

Código Promocional Worldpackers

Mais

Experiências de quem já viajou sendo um ‘Worldpacker’ podem ser conferidas aqui e aqui e em alguns comentários e posts sobre a Worldpackers no nosso grupo no Facebook (aqui).

Gilsimara Caresia

Acredita que lugar de mulher é onde ela quiser. Brasileira, jornalista, turismóloga e uma apaixonada por viagens, ela já viajou por mais de 70 países sozinha. Compartilha suas experiências de viagem por aqui, na página GirlsGo e no Instagram.
Gilsimara Caresia

Categorias Blog

1 comentário em “7 tipos de work exchange pra fazer mundo afora”

  1. Conheci o Site Worldpackerse gostei demais! Certamente, quero aproveitar para viver a experiência de fazer uma viagem assim, começando no Brasil mesmo. Sou empreendedor digital e sempre gostei de nomadismo, mas tenho que fazer isso em família rsrs. Veja meu blog Gilsimara, parabéns pelo texto aqui! https://karaujo.com.br

Deixe um comentário