Campanha ‘Abrace Brumadinho’ quer recuperar turismo na região


Estimular o Turismo na região de Brumadinho, cidade a 57Km de Belo Horizonte é uma das maneiras de ajudar o local que teve o fluxo de turistas bastante reduzido após o crime ambiental sofrido (rompimento da barragem da Vale, fato conhecido mundialmente, ocorrido em 25/01/2019).
De iniciativa da Associação de Turismo de Brumadinho e Região, foi lançada uma campanha, a ‘Abrace Brumadinho’ quer mostrar que apesar da tragédia e do luto, a cidade continua de braços abertos para bem receber como sempre o fez.
“Para dar vida a essa ação e estimular o engajamento que a região precisa, encontramos uma forma que o brasileiro – e o mineiro em especial – entende bem: o abraço. É um ato que traduz acolhimento, afeto, empatia. Ninguém ensina, o abraço é um convite. Foi assim que o mote ‘Abrace Brumadinho’ surgiu”, explica ao jornal Estado de Minas, PC Freitas, diretor de atendimento da agência África, que criou a campanha que será veiculada nacionalmente.

Abaixo, reportagem do ‘Jornal Minas’ fala sobre a campanha:

O site da campanha tem mais informações sobre a região e tem já cadastradas algumas opções de serviços turísticos na cidade. No nosso fórum há também várias dicas e informações sobre, de viajantes que já estiveram lá. Basta acessar https://www.mochileiros.com/ e escrever Brumadinho, no campo de busca.

Região poderá receber rota turística a ser percorrida por ônibus elétrico

A região poderá receber uma rota turística a ser percorrida por ônibus elétrico.
O projeto apresentado pelo Instituto Sebastião ao Ministério do Turismo (MTur) prevê a criação da rota e trata da revitalização e da estruturação do turismo nas regiões de São Sebastião das Águas Claras e Brumadinho, nesta última onde está o maior museu de arte a céu aberto da América Latina, o Inhotim.
Além do museu, região conta com cachoeiras e prática de voo livre, além das ricas cultura e gastronomia mineiras.

Área do Inhotim, maior museu a céu aberto da América Latina | Foto: Pedro Vilela/Mtur.

De acordo com nota divulgada pelo MTur, “o projeto determina a criação de uma rota a ser percorrida por um ônibus elétrico, em modelo já aplicado em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Curitiba e Campo Grande, em que o passageiro pode embarcar e desembarcar ao longo do percurso, conhecendo os principais pontos turísticos e a diversidade cultural da região.
A ideia é estabelecer uma rota segura para moradores, visitantes e turistas, conectando as regiões, suas culturas, produtos e pessoas. O projeto tem como objetivo simplificar os acessos, fomentando o turismo e revitalizando as comunidades.”
O Ministério irá solicitar “estudos de viabilidade para o projeto, inclusive agregando a ideia de interligar as rotas do ônibus às linhas férreas”, conclui.

Projeto Estação Lótus prevê criação de uma rota com ônibus elétrico pelos minicípios mineiros | Foto: Arquivo/Mtur.

Com informações de Estado de Minas, Jornal Minas e MTur.

Mochileiros.com

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos.
Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.

Deixe um comentário