Airbnb procura voluntários para missão científica na Antártica


Hoje, o Airbnb e a Ocean Conservancy anunciam o ‘Sabático na Antártida‘, uma oportunidade única para cinco pessoas viajarem ao continente mais remoto da Terra e se juntarem à cientista Kirstie Jones-Williams em uma missão inédita de pesquisa científica em dezembro.
Os cinco voluntários vão coletar amostras de neve para saber até que ponto os microplásticos chegaram ao interior da Antártida. O objetivo do Sabático na Antártida é aumentar a conscientização sobre o impacto humano no clima em um dos ecossistemas menos compreendidos e mais isolados do mundo. Ao entender o impacto da poluição plástica gerada em outras partes do planeta, os viajantes vão trazer informações sobre como a comunidade global pode ajudar a proteger a Antártida e o planeta.

Foto: Reprodução/Airbnb.

“A maioria das pessoas pensa na Antártida como um continente intocado e isolado, mas evidências recentes mostram que até mesmo os locais mais remotos são afetados pela poluição plástica”, diz a cientista Kirstie Jones-Williams. “Essa expedição nos ajudará a entender os trajetos do microplástico até chegar a regiões remotas, como a Antártida, e ela ocorre em um momento muito importante para destacar nossa responsabilidade de proteger o mundo natural. Será um trabalho árduo, com o rigor científico exigido durante condições de inverno implacáveis. Estamos procurando pessoas apaixonadas, com um senso de cidadania global, empolgadas para fazer parte da equipe e voltar para casa e compartilhar nossas descobertas com o mundo”, acrescenta.

Na expedição de um mês, os viajantes vão:

● Participar de um treinamento de imersão em Punta Arenas, no Chile, onde irão se preparar em cursos de glaciologia e amostragem de campo, assim como trabalho de laboratório e prática de equipamentos.

● Voar para a Antártida para iniciar sua missão científica, pousando em uma pista de gelo azul formada naturalmente no interior do continente onde a pesquisa será conduzida.

● Coletar amostras de neve do interior da Antártida e estudá-las para determinar o quanto os resíduos e a poluição viajaram pelo mundo.

● Visitar o Polo Sul, onde podem dar a volta ao mundo em poucos passos.

● Aproveitar a oportunidade para explorar a beleza de lugares da Antártida como Drake Icefall, Charles Peak Windscoop e Elephant's Head para aprender sobre a geografia do continente.

● Retornar ao Chile, onde continuarão a estudar suas descobertas e trabalhar com a Ocean Conservancy para se tornarem embaixadores pela proteção dos oceanos. Na função de defensores, eles vão fornecer informações sobre como a comunidade do Airbnb e outras pessoas podem ajudar a minimizar o impacto plástico coletivo e apoiar a missão da Ocean Conservancy.

Foto: Divulgação/Airbnb.

O Sabático na Antártida segue o Sabático na Itália, um projeto de regeneração urbana do Airbnb e da Wonder Grottole que ofereceu a cinco voluntários a oportunidade de passar três meses vivendo na histórica cidade de Grottole, no sul da Itália, e ajudar a revitalizar uma comunidade que estava à beira da extinção. O programa Sabáticos do Airbnb é desenhado para inspirar as pessoas a aproveitarem parte do seu de folga para retribuir às pessoas e aos lugares ao seu redor e embarcarem em uma experiência transformadora.

 

Como se candidatar ao ‘Sabático na Antártida'

Acesse o https://www.airbnb.com.br/d/sabbatical e preencha o formulário de inscrição.

Antes de se candidatar, leia atentamente os termos de seleção disponíveis no site.
Os candidatos devem ter mais de 18 anos, ter disponibilidade para viajar para o Chile e a Antártida por um mês, de novembro a dezembro de 2019, para realizar trabalho voluntário como cidadãos cientistas e falar inglês em nível de conversação.
A seleção final dos cinco cidadãos cientistas será anunciada em 30 de outubro. O programa está aberto a residentes nos seguintes países e regiões: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Coreia do Sul, Dinamarca, Dubai, Espanha, EUA, França, Hong Kong, Índia, Irlanda, Itália, Japão, Malásia, México, Noruega, Nova Zelândia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Rússia, Singapura, Suécia, Suíça, Tailândia e Taiwan.
De acordo com o site que anuncia a ação, é possível candidatar-se “até às 12:59 (horário Brasil) do dia 8 de outubro de 2019.”

Se você não conseguir uma vaga dessas e tem o sonho de fazer uma viagem para a Antárticaaqui o capitão Charlie Flesch fala um pouco sobre uma das possibilidades!

Antártida ou Antártica?

Algumas pessoas têm dúvida sobre a forma correta de se referir ao continente gelado. De acordo com o site Vestibular, as duas formas (Antártida ou Antártica) estão certas, mas alguns estudiosos acreditam que antártica seja o mais adequado já que viria do grego Antarktikós, que quer dizer “anti-Ártico”, “do outro lado do Ártico”. Mais sobre, aqui.

Com informações do Airbnb.


5 comentários em “Airbnb procura voluntários para missão científica na Antártica”

    • Oi HF! Ela foi publicada com bastante antecedência e a tempo de participar. Foi compartilhada 2 vezes no Facebook, inclusive.
      Para receber em primeira mão as publicações aqui do blog, ative as notificações aceitando a mensagem que fala sobre quando você entra no https://www.mochileiros.com/blog via computador ou celular 🙂

      Responder
  1. Muito boa essa iniciativa.
    O mundo é muito grande e até os lugares menos explorados devem ser preservados de qualquer tipo de poluição. Gostaria mui de fazer parte dessa expedição, mas lamentavelmente meu inglês é básico. Desejo lhes boa sorteeeeee!

    Responder

Deixe um comentário