Aos 60 anos ele percorrerá as 3 Américas caminhando


O argentino Martín Esteban Echegaray Davies, o Kuky, partiu de Ushuaia, no sul da Argentina para uma grande e bela empreitada: chegar ao Alasca, caminhando.
Aos 60 anos, não lhe falta espírito aventureiro. A viagem começou em 31 de outubro de 2017. Hoje ele já está passando pelo meio do país, na região de La Pampa. De acordo com o jornal argentino, La Arena, Kuky calcula concluir a jornada de cerca de 28.000Km em 3 anos. Ainda segundo a publicação, Martin caminha 40Km por dia carregando seus poucos pertences num carrinho com as bandeiras argentina e galesa (Martín é descendente de galeses e vascos).
Profissionalmente, Martin abre poços de água na patagônia e por isso já está acostumado a longas caminhadas, solidão e as inclemências do tempo. A esposa, três filhas e seis netos o apoiam incondicionalmente.

Foto: @CaminataLas3Americas
O carrinho onde leva seus pertences carrega também as bandeiras argentina e galesa | Foto: @CaminataLas3Americas
Não estranhe se encontrar o aventureiro por aí de gravata. Quando ele chega a um lugar, prefere usá-la, “uma maneira de expressar respeito pelo lugar” | Foto: @CaminataLas3Americas

Diário de bordo

Enquanto descansa, Martín alimenta seu diário de bordo anotando detalhes da aventura e, para dar autenticidade às publicações, ele pede que as autoridades locais assinem e carimbem seu caderno.
Com pequenos boletins e muitas selfies (todo mundo quer tirar uma), Martín divide esta aventura em sua página no Facebook e também tem um canal no YouTube.

Pausa para o descanso | Foto: @CaminataLas3Americas
Foto: @CaminataLas3Americas
Foto: @CaminataLas3Americas

Apoio e solidariedade

Além do apoio da família, Martín é sempre bem recebido por onde passa. “As pessoas são solidárias, param para me dar água ou refrigerante. Esta viagem, subvenciono sozinho, mas quando chego a um lugar as pessoas me oferecem suas casas e comida, tenho que declinar das ofertas, só peço um lugar onde possa tomar banho e lavar minha roupa. Os caminhoneiros também me ajudam muito. Há gente que quer me dar coisas que não posso aceitar por causa do peso”, contou ao La Arena.

Admiração e solidariedade | Foto: @CaminataLas3Americas

Com informações de La Arena e @CaminataLas3Americas


Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…