Austrália quer ajuda de mochileiros para recuperar danos de incêndios


A Austrália ampliou seu programa de vistos de trabalho durante as férias (Working and Holiday Maker), de seis para doze meses para que os mochileiros que queiram ajudar na recuperação do país após os grandes incêndios sofridos possam ser contratados por mais tempo.
O Ministério de Imigração, Cidadania, Serviços aos Migrantes e Assuntos Multiculturais divulgou nota em que fala sobre o incentivo. “Mochileiros estrangeiros e outros que estão com vistos de trabalho em férias poderão ajudar as comunidades afetadas por incêndios florestais a se reerguerem após as mudanças anunciadas”.
O ministro interino, Alan Tudge ressaltou que as novas regras serão boas para agricultores e empresas regionais que “podem empregar mochileiros por mais seis meses, ajudando-os em um momento crítico no esforço de recuperação”, acrescentado que “os turistas poderão ajudar a reconstruir casas, cercas e fazendas, podem entrar nas propriedades e ajudar na demolição, limpeza de terras e reparação de barragens, estradas e ferrovias”.

australia canguru mark gale unsplash

Foto: Mark Galer/Unsplash.

O ministro do Comércio, Turismo e Investimento, Simon Birmigham destacou o impulso econômico necessário às comunidades afetadas pelo incêndio, afirmando que todos os turistas e o tempo extra que cada um deles estiver no país é uma ajuda para manter as empresas locais vivas. “Sabemos que as empresas de turismo nas comunidades afetadas pelo fogo estão fazendo isso com dificuldade, e quanto mais dólares do turismo esses turistas que trabalham puderem injetar nessas economias, mais rapidamente essas empresas podem se recuperar”.
Já o ministro da Administração de Emergências, David Littleproud, disse que os que forem ajudar serão recebidos de braços abertos. “Eles virão como turistas, mas nos deixarão como amigos ao longo da vida”.
Estima-se que uma área do tamanho da Inglaterra tenha sido queimada na Austrália. Mais de 3.000 casas foram destruídas; pelo menos 33 pessoas e talvez um bilhão de animais morreram.
Com a mudança nas regras do WHM, quem trabalhar na recuperação do país poderá solicitar um segundo ou terceiro ano de visto.

Sobre o WHM

De acordo com o departamento de imigração e cidadania da Austrália existe um limite máximo para o número de vistos de trabalho e férias disponíveis em cada ano do programa (de 1 de julho a 30 de junho) para que candidatos que possuam passaporte dos países da tabela abaixo possam fazer suas solicitações. Uma vez preenchido o limite, só poderão ser feitas solicitações no próximo ano do programa.

visto australia paises 02

Foto: Reprodução.

O Brasil não faz parte da lista atualmente.

Aqui também é possível saber mais sobre solicitação de visto de trabalho na Austrália, bem como os requisitos básicos para solicitá-lo.
A página do Australian Visa Bureau informa que pode processar solicitações de visto de trabalho apenas para os seguintes países: Bélgica, Canadá, Dinamarca, Estônia, Finlândia, França, Alemanha, Hong Kong (SAR), Irlanda, Itália, Japão, Coréia do Sul, Malta, Holanda, Noruega, Suécia, Taiwan, Reino Unido.

Cidadãos de outros países, incluindo brasileiros, precisam de visto de Turismo para entrarem na Austrália. Mais informações sobre podem ser conferidas aqui.
Dentre as exigências, o passaporte válido com uma página para carimbo de entrada, bem como o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia com indicação de imunização contra Febre Amarela será solicitado pela imigração australiana. Também é preciso que você tenha contratado um Seguro Viagem para viajar pela Austrália.


Mochileiros.com

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos. Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      Mochileiros.com
      Logo