Canadenses fazem vaquinha para comprar floresta para preservação


Para fugir do “caos organizado” das grandes cidades, algumas pessoas que têm condições vão viver junto à natureza. Por aqui já mostramos um exemplo de moradores de Nova York (EUA) que construíram uma comunidade na floresta para passarem os finais de semana.
Neste post você vai conhecer um pouco da história de um grupo de canadenses que fez uma vaquinha para comprar uma floresta para preservá-la.

O grupo faz parte da instituição de caridade independente B.C Parks Foundation, que trabalha em parceria com o B.C Parks, órgão oficial de preservação dos parques da província de British Columbia.

Vista aérea de área de Princess Louisa Inlet | Foto sob licença Creative Commons.

Ao canadense CBC, Andrew Day, CEO da B.C Parks Foundation disse que este será um dos primeiros parques protegidos com financiamento coletivo no país. “Muitas pessoas nos deram $ 10 ou $ 15 e disseram ‘isso é tudo o que posso fazer, mas isso é uma coisa maravilhosa que você está fazendo'”, comentou acrescentando que foi simplesmente incrível o que as pessoas que colaboraram proporcionaram.
O valor arrecadado foi de 3 milhões de dólares canadenses. A área que estava à venda tem 800 hectares e fica na região do Princess Louisa Inlet, uma enseada da província, a cerca de 100Km da cidade de Vancouver. Há informações detalhadas sobre no site da entidade.
Ainda de acordo com a publicação a ideia é ligar as terras adquiridas a outras áreas protegidas do local criando um parque com cerca de 9.000 hectares ao redor da enseada.

Foto: Divulgação/B.C Parks Foundation.
Porto em Princess Louisa Inlet | Foto: Klaus Johansson/Creative Commons.

Deixe um comentário