Colômbia proíbe plásticos descartáveis nos parques nacionais a partir de abril


Para prevenir a contaminação de seus ecossistemas por resíduos plásticos e microplásticos o governo colombiano decidiu proibir o uso de produtos e objetos de material plástico descartável em seus parques nacionais naturais. O anúncio foi feito em outubro passado e a medida começa a valer em abril de 2020.
A resolução que definiu a proibição trata de produtos e ou objetos produzidos com plásticos de uso único, aqueles que tenham sido fabricados total ou parcialmente com plástico que não tenham sido desenhados para usos múltiplos.
De acordo com o jornal El Espectador, “os plásticos que não serão permitidos são:
– Sacos plásticos usados ​​para carregar ou transportar alimentos, embalagens ou mercadorias.
– Sacos contendo líquidos, garrafas plásticas de água pessoais, incluindo a tampa.
– Rolos de filme e bolha plástica, entre outros.
No entanto, dentro do padrão é estabelecida uma exceção que se aplica a elementos plásticos médicos, devido a problemas assépticos e higiênicos.”
Em caso de descumprimento, serão aplicadas multas ou trabalho comunitário, de acordo com as condições estabelecidas pela autoridade ambiental.
A Colômbia deve realizar uma campanha de conscientização junto a população sobre a importância da diminuição do consumo de plástico.
A regra vale para funcionários e todos os visitantes das 59 áreas protegidas do país, as quais representam 142.682Km² do território marinho e terrestre da Colômbia.

tayrona christian holzinger unsplash
Área do Parque Nacional Natural Tayrona, uma das áreas protegidas da Colômbia | Foto: Christian Holzinger/Unsplash.

Deixe um comentário