Emissão de certificado de vacinação será mais rigorosa

Emissão de certificado de vacinação será mais rigorosa


Anvisa vai priorizar liberação de documento que comprova imunização contra febre amarela para pessoas com viagem marcada

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) só vai emitir Certificados Internacionais de Vacinação e Profilaxia para quem comprovar que está com viagem marcada para países que exigem o documento.

A medida entra em vigor em 17/07/2017. A ideia é agilizar o atendimento para os cidadãos que realmente precisam do serviço. O certificado comprova a imunização contra febre amarela.

A lista de destinos que exigem a documentação está disponível na página da Anvisa. Quem já tem o certificado não precisa trocá-lo ou renová-lo. Aqueles que já foram vacinados mas não têm o certificado precisam apenas agendar um horário em um posto de emissão do documento e apresentar o cartão nacional de vacinação com os dados da vacina.

A emissão do certificado é gratuita e feita em Centros de Orientação para a Saúde do Viajante, que ficam em portos, aeroportos, nas fronteiras do País e em hospitais e postos específicos do Sistema Único de Saúde (SUS), mediante o cartão de vacinação. Já a vacina é aplicada em postos de saúde.

Nos últimos quatro meses, a demanda pela emissão do documento aumentou, de acordo com a Anvisa. Até abril, foram liberados 345.550 certificados, quantidade que se aproxima do total emitido ao longo de todo o ano passado: 377.884.

Para agilizar a emissão do certificado, os interessados podem realizar um pré-cadastro. Atualmente, o posto da Anvisa no Aeroporto Internacional do Galeão (RJ) é o único que solicita o agendamento prévio no sistema.

Mais

Foto: Divulgação Anvisa.

Com informações de Portal Brasil e Anvisa.



Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…