Empresa quer pesar passageiros antes dos voos


A Fuel Matrix, uma startup de tecnologia britânica quer pesar os passageiros antes deles embarcarem no avião. Segundo a empresa, esta seria uma maneira para reduzir os custos das companhias aéreas e as emissões de carbono – quanto mais pesado estiver um avião, mais combustível ele queima, portanto cada “item” à bordo, de bagagens, a notebooks e celulares passando por você, interfere nisso.
De acordo com matéria publicada pelo Lonely Planet no último dia 15, a startup já está começando a conversar com aeroportos em todo o Reino Unido “sobre a introdução de maneiras discretas de pesagem dos passageiros”.
Ainda de acordo com a publicação a maioria das companhias aéreas utiliza os pesos da EASA (Agência Europeia para Segurança da Aviação): 88Kg para homens, 70Kg para mulheres e 35Kg para crianças, todos com bagagem de mão.
“É essencial saber o peso real que uma companhia aérea está levando para garantir a elevação correta do combustível”, explica à publicação Roy Fuscone, CEO da Fuel Matrix. “Se os passageiros fossem pesados ​​antes da decolagem, a aeronave calcularia com precisão o seu ‘peso zero-combustível’ (o peso total do avião e seu conteúdo, menos o combustível) e então seria capaz de calcular a quantidade correta de combustível para o vôo, economizando custos e emissões de carbono”, conclui.
A reportagem cita práticas semelhantes já introduzidas por algumas companhias, como a finlandesa Finnair, que em 2017 fez um esquema voluntário para coletar dados sobre o peso dos passageiros e a Uzbekistan Airways, que em 2015 anunciou que pesaria os clientes no check-in como parte de “política de segurança de voo”.
A CNN também falou sobre o assunto numa matéria mais completa publicada hoje (aqui, em inglês).


Deixe um comentário