Especialistas dão dicas para saber se há câmeras escondidas no seu Airbnb


O Airbnb, plataforma online de hospedagem cada vez mais utilizada por viajantes de todo o mundo recebe muitos elogios, mas também já foram relatados casos de câmeras escondidas em alojamentos anunciados nela, mesmo que suas regras digam que o hóspede deve ser avisado sobre algum dispositivo do tipo. A regra informada pelo site diz: “se você é um anfitrião e tem qualquer tipo de dispositivo de vigilância nos arredores ou dentro da acomodação, mesmo que não esteja ativado ou instalado, exigimos que você informe aos hóspedes claramente sobre a presença do equipamento nas suas Regras da Casa. Também exigimos que você informe se uma gravação está ocorrendo no momento. Se um anfitrião informar sobre a presença do dispositivo depois que a reserva for efetuada, o Airbnb permitirá que o hóspede cancele a reserva e receba um reembolso. Penalidades de cancelamento do anfitrião poderão ser aplicadas.” Na China por exemplo, um anfitrião foi preso por ocultar uma câmera no quarto.

Geralmente pequenas e imperceptíveis, sobretudo estas “escondidas” podem estar nos lugares mais inusitados, mas também em lugares despretensiosos como num despertador de cabeceira (é, tem gente que ainda utiliza). Apesar de não serem frequentes as queixas de câmeras escondidas no Airbnb e não haver nenhuma necessidade de “paranoia”, especialistas de uma consultoria de segurança, a Security Consulting Alliance deram 4 dicas básicas aos viajantes. Elas foram publicadas pelo The Huffington Post e seguem abaixo:

1- Procure objetos em lugares incomuns

Olhando o ambiente, pense com a cabeça de quem gostaria de gravar algo ali sem ser percebido e procure por coisas em lugares incomuns. É a primeira dica de Jack Plaxe, fundador da empresa de consultoria.
Uma família que vive na Nova Zelândia relatou no Facebook, ter encontrado uma câmera escondida em uma caixa de alarme de fumaça em uma sala de estar privada de uma casa oferecida na plataforma. E mais pertinho da gente, uma família de São Bernardo do Campo (SP), encontrou uma câmera num apartamento que alugou em São Vicente (SP).
De acordo com a hóspede em postagem no Facebook (abaixo) o alojamento foi retirado do Airbnb.

2- Utilize uma luz para encontrar possíveis câmeras

Apague todas as luzes da casa e utilize uma luz para tentar encontrar. Com uma só luz direcionada sobre um objeto suspeito, este terá provavelmente um reflexo da lente.
“É útil, mas também pode criar falsos positivos onde algo brilhante no dispositivo produz um reflexo e não é, na verdade, uma câmera escondida”, alerta Andrew Barker, consultor de TI, um dos membros da família acima. Ele confirmou a existência da câmera utilizando-se da dica 3.

3- Verifique a rede Wi-fi

Barker descobriu a câmera escondida utilizando um aplicativo que escaneia a rede wi-fi informando quais dispositivos estão conectadas a ela. Na lista apareceram os endereços IPs e seus fabricantes e a que lhe chamou a atenção foi a “IPCAMERA”.
Porém, se a câmera não estivesse na mesma rede ele não a teria encontrado, frisou à publicação.
O app que ele utilizou se chama Network Scanner. No seu blog ele dá mais detalhes sobre.

App escaneia rede e pode encontrar câmera que esteja conectada a ela | Foto: Reprodução/Network Scanner.

4- Desconecte e ou cubra objetos suspeitos

Se você suspeitar que em algum ponto ou objeto pode estar servindo de espaço para uma câmera escondida você pode cobri-lo ou desconectá-lo da tomada, por exemplo.

O especialista, assim como o viajante concordam e enfatizam que não há necessidade de “paranoia” em busca de algo que somente na minoria dos casos está lá. A família citada na matéria disse que continua a utilizar o serviço do Airbnb e que dá apenas “alguns passos mínimos razoáveis para me dar dar alguma paz de espírito. Se eu passasse todo o meu tempo procurando por câmeras escondidas, não teria tempo para aproveitar minha viagem”, comenta Barker.

Com as dicas e um pouco de atenção você pode ficar tranquilo para se hospedar em alguns dos milhares de alojamentos oferecidos pelo Airbnb. Se ainda não é cadastrado na plataforma, acesse o https://www.mochileiros.com/blog/AIRBNB e faça o cadastro. Através deste link você receberá R$130 de desconto na primeira reserva de uma acomodação que custar R$ 250 ou mais e R$ 49 para uma que custar R$ 165 ou mais.

E você, acrescentaria alguma outra dica à essa lista? Deixe nos comentários!

A foto (da home e que) traz até este post é de Bernard Hermant/Unsplash.

Mochileiros.com

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos.
Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.
Mochileiros.com

Deixe um comentário