Mapa revela o sobrenome mais comum em cada país


E hoje vamos a mais um daqueles curiosos mapas da internet. Desta vez a empresa do ramo de finanças NetCredit levantou qual é o sobrenome mais comum em cada país (apresentando quase todos eles).
A Onomástica é uma parte da linguística, área de estudo científico da linguagem. De acordo com a Wikipédia, dentro da Onomástica há a Antroponímia que é o “estudo dos nomes próprios das pessoas, sejam prenomes ou sobrenome, e que tem grande relevância para a história política, cultural, das instituições e das mentalidades.”
Segundo os autores do mapa “os sobrenomes foram usados pela primeira vez na China, em 2852 a.C para auxiliar na coleta de informações para o Censo. Na Europa Ocidental, o uso de sobrenomes se tornou mais comum na Idade Média. A população do continente cresceu, criando uma necessidade maior de sobrenomes para diferenciar as pessoas.”
Eles explicam que, em linhas gerais, os sobrenomes se enquadram em cinco categorias: ocupacional, descrição pessoal, toponímico (nome de um lugar/região), patronímico (nome do pai ou ancestral) e nomes que significam patronato.

mapanomes01

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

Confira a seguir os sobrenomes mais comuns nos países da:

América do Norte, América Central e Caribe

Boa parte dos sobrenomes nestes pontos do globo remetem às suas colonizações. No Haiti por exemplo, que foi colônia da França entre 1697 e 1804, o sobrenome ‘Jean’ (forma francesa de João/John) é o mais comum.
El Salvador, Honduras e México têm como sobrenomes mais comuns os de origem espanhola.
Nos Estados Unidos e Canadá o sobrenome mais comum é ‘Smith’, do ocupacional ferreiro/metalúrgico.

mapanomesamericasdonortecentralecaribe

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

América do Sul

Na América do Sul, três dos países que mais chamam atenção no assunto sobrenome são Peru, Bolívia e Guiana. No Peru e Bolívia os sobrenomes mais comuns tem origens indígenas, Quispe e Mamani, respectivamente. Já o da Guiana, Persaud deriva do sânscrito “prasāda”, que significa favor, graça ou oferta, segundo os autores do mapa.

mapanomesamericadosul

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

🇵🇹 🇧🇷 Silva no Brasil

Se você não tem Silva no sobrenome, certamente já conheceu alguém que tenha – sem contar as figuras públicas e famosas. Sim, são muitos “Silva” no Brasil.

De acordo com artigo de Vinicius Andrade, publicado no site da Universidade de São Paulo (USP), “o sobrenome ‘Silva’ é de origem toponímica: vem do latim silva, que significa ‘selva, floresta ou bosque’. De acordo com Karen Hägele, diretora do site MyHeritage.com.br no Brasil, sua origem está relacionada à Torre da Silva, que fica na cidade de Valença, no norte de Portugal. ‘É um sobrenome bastante popular em Portugal, e não podemos nos esquecer de que mais de 35% da população brasileira é descendente de portugueses’, afirma Hägele. O primeiro Silva a chegar no Brasil foi o alfaiate Pedro da Silva, no ano de 1612.”

O artigo ainda comenta que não há nenhum razão para se acreditar que todos os Silvas tenham a mesma origem. Segundo Marcelo Meira Amaral Bogaciovas, 1º Secretário da Abrasp (Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia) muitos Silvas podem ter adotado o sobrenome por razões variadas como conversão à religião católica, índios que se tornaram cristãos ou ex-escravos que se registraram com o sobrenome de seus antigos donos.

Outro ponto interessante abordado por Vinicius Andrade em seu artigo é o observado no livro “Os sobrenomes mais comuns do Brasil”, do pesquisador Claudio Campacci: os portugueses foram se espalhando pelo país e tiveram acréscimos ao seu sobrenome original. “Quem ficava no litoral incorporava o ‘Costa’, enquanto quem se destinava ao interior do país ganhava o ‘Silva’, devido à selva que encontraria pela frente.” O artigo completo pode ser lido aqui.
O e-book “Os sobrenomes mais comuns do Brasil” pode ser adquirido via Google Books, aqui.

Europa

De acordo com o levantamento da NetCredit, em comparação ao resto do mundo os europeus têm muito mais probabilidade de ter seu sobrenome ligado ao trabalho de um ancestral.
Müller que é o sobrenome mais comum na Alemanha e Suíça por exemplo, vem da ocupação moleiro, dono ou quem trabalha em um moinho. Já na Letônia, Bērziņš vem de bērzs, que significa bétula (uma árvore) denotando alguém que vive entre bétulas.

nomespaiseseuropa

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

África

Já no continente africano alguns sobrenomes expressam “traços de caráter ou atributos admiráveis”. Ilunga, o sobrenome mais comum no Congo por exemplo, é de origem Bantu e se traduz como algo do tipo “uma pessoa que está pronta para perdoar qualquer abuso pela primeira vez, para tolerá-lo uma segunda vez, mas nunca uma terceira vez”, comentam os autores do mapa citando uma matéria da BBC News, “A palavra congolesa ‘mais intraduzível'” (leia aqui, em inglês).
Ainda de acordo com as pesquisas dos autores muitas pessoas na África mudaram seus nomes depois da Independência dos países, mas alguns ainda carregam o passado colonial, como Cabo Verde e São Tomé e Príncipe que foram colônias de Portugal e cujos sobrenomes portugueses Lopes e Fernandes são os mais comuns, respectivamente.

mapanomesafrica 1

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

Ásia

Uma parte dos sobrenomes no continente asiático vêm das Dinastias. Quando uma assumia o poder, era comum que os súditos adotassem um nome ligado à ela. Segundo o levantamento, Nguyen era o nome da última dinastia do Vietnã, o sobrenome mais comum no país, por exemplo.
Na China, o sobrenome Wang é compartilhado por cerca de um em cada 13 residentes. Só para comparar, Smith, o sobrenome mais comum nos Estados Unidos é compartilhado por um em cada 121 residentes.

mapanomesasia

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

 

Oceania

Como nos Estados Unidos e Canadá, Smith também é o sobrenome mais comum na Nova Zelândia e na Austrália.
Já na Micronésia os sobrenomes mais comuns têm origem japonesa. Um em cada 38 habitantes compartilha o sobrenome Mori, que vem de “floresta” e tem referências xintoístas.
Em Fiji, Kumar, do sânscrito ‘kumāra’ (filho ou príncipe) é o sobrenome mais comum.

mapanomesoceania

Para ver o mapa ampliado clique aqui | Arte: NetCredit.com.

Para chegar ao sobrenome mais comum em cada país, a NetCredit analisou dados de portais de genealogia, censos e outras fontes, além de dicionários de nomes. Mais detalhes sobre podem ser conferidos aqui e aqui.


Tags:

Comunidade de ajuda mútua entre viajantes independentes e mochileiros. No ar desde 1999, tem dicas e informações e mais de 10.000 relatos de viagens publicados. Ganhador do Prêmio 'Influenciadores Digitais' por dois anos consecutivos. Aqui no blog traz histórias inspiradoras e notícias relacionadas ao universo viajante.

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

      Deixe uma Comentário

      Mochileiros.com
      Logo